RSS

Arquivo da tag: levou

Pussy Riot agradece governo russo por prisão que levou a projeção

A indicação da Pussy Riot a um prêmio artístico em Cingapura deve se estender também ao governo russo, por te dado destaque à banda punk ao prender suas integrantes por causa de um vídeo de protesto, ironizaram duas das integrantes do grupo.

Nadezhda Tolokonnikova e Maria Alyokhina, que foram libertadas pouco antes do fim de suas penas de dois anos de prisão, atraíram grande atenção em um evento midiático organizado nesta sexta-feira (17) para 20 artistas asiáticos na disputa pelo Prêmio Prudential Eye.

A Pussy Riot, cujo vídeo de 2012 “Punk Prayer” mostra as integrantes da banda dentro de uma catedral de Moscou realizando um protesto de cunho profanatório contra o presidente Vladimir Putin, foi indicada na categoria vídeo digital. A cerimônia de premiação está marcada para sábado (18).

Integrantes de banda punk agradecem Rússia por prisão de integrantes que projetou e levou a destaque internacional (Foto: Roslan Rahman/AFP)Integrantes de banda punk agradecem Rússia por prisão de integrantes que projetou e levou a destaque internacional (Foto: Roslan Rahman/AFP)

“Estamos falando sobre nosso trabalho com o uso da mídia –como pegar uma única ideia e espalhá-la por todo o mundo. Isso é o que fizemos em cooperação com o Estado russo”, disse Tolokonnikova.

“Esse prêmio não é somente para nós, mas para todo o sistema político que existe atualmente na Rússia”, informou a banda.

Com a Rússia prestes a sediar a Olimpíada de Inverno na cidade de Sochi em fevereiro, o caso da Pussy Riot ganha destaque nas críticas sobre as liberdades civis, direitos humanos e à maneira que o governo Putin lida com opiniões dissidentes.

Uma terceira integrantes da Pussy Riot, Yekaterina Samutsevich, foi libertada em outubro de 2012 quando o juiz suspendeu a pena dela ao julgar uma apelação.

“Se nada do que aconteceu conosco após o ato não tivesse acontecido, talvez não houvesse nenhuma indicação. E aqui devemos prestar homenagem ao Estado russo”, disse Alyokhina.

“Talvez alguma autoridade russa devesse ter sido convidada a vir aqui compartilhar a indicação conosco.”

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Homem que levou Al-Qaeda ao Afeganistão concorre à presidência

O homem responsável por ter levado a Al-Qaeda para o Afeganistão anunciou nesta quinta-feira (3) que estava concorrendo para presidente, uma decisão que deve ser recebida com apreensão pela comunidade internacional.

O presidente Hamid Karzai está proibido de disputar a eleição pela Constituição, e o novo governo é visto como uma oportunidade de afastar o país de anos de alegações prejudiciais de corrupção e má administração.

“Hoje eu me candidato a fim de servir a meus compatriotas e minha nação – quero estar ao lado dos verdadeiros servidores do Afeganistão”, disse Abdul Rassoul Sayyaf à Reuters minutos antes de se registrar nos escritórios da Comissão Eleitoral Independente de Cabul.

No próximo ano, milhões de afegãos votarão no que está sendo vista como a eleição mais importante desde que a guerra liderada pelos Estados Unidos contra o Taliban afegão começou, 12 anos atrás.

A Otan e os EUA também estão pressionando por uma votação convincente antes da saída de dezenas de milhares de soldados estrangeiros até o final do próximo ano.

Diplomatas ocidentais falaram anteriormente à Reuters sobre seus temores com relação à indicação de Sayyaf, devido a suas opiniões profundamente conservadoras com relação aos direitos das mulheres e as liberdades sociais, e seus profundos laços com o Islã militante.

O grupo insurgente filipino Abu Sayyaf foi batizado em sua homenagem e ele foi mencionado nos relatórios da comissão de 11 de setembro como “mentor” de Khalid Sheikh Muhammad, o arquiteto dos ataques de 11 de setembro de 2001.

Um acadêmico islâmico conservador, Sayyaf dirigiu campos de treinamento paramilitares no Afeganistão e Paquistão nos anos 1980 e 1990, e foi ali que conheceu o líder da al Qaeda, Osama bin Laden.

Em 1996, Sayyaf ajudou Bin Laden a voltar para o Afeganistão depois de ele ter sido expulso do Sudão. Bin Laden ficou no país sob a proteção do Taliban até a invasão liderada pelos norte-americanos, no final de 2001.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,