RSS

Arquivo da tag: Latinos

Polícia de Nova York promete reduzir controle sobre negros e latinos

Bill Bratton é o novo chefe de polícia da cidade de Nova York (Foto: SPENCER PLATT / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP)Bill Bratton é o novo chefe de polícia da cidade de
Nova York (Foto: SPENCER PLATT /
GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP)

O novo chefe de polícia de Nova York, Bill Bratton, de 66 anos, prometeu amenizar a polêmica política de controle que afeta, principalmente, negros e latinos, ao assumir a função nesta quinta-feira (2).

Bratton, que é respeitado internacionalmente por suas conquistas, foi escolhido pelo prefeito Bill de Blasio para substituir Ray Kelly, que ocupava o cargo desde 2002, sob o mandato do prefeito Michael Bloomberg.

O novo chefe é a única pessoa que já dirigiu as polícias de Nova York e Los Angeles, tendo sido figura-chave na aplicação da “tolerância zero” policial na “Grande Maçã”, então assolada pelo crime, durante os anos 90.

Seu retorno à direção do maior corpo policial do país acontece quando o crime na cidade se situa em níveis historicamente baixos, com 333 homicídios em 2013, um recorde de 50 anos.

Por isso, uma de suas missões é restaurar a ligação entre a polícia e grande parte da comunidade, que olha com desconfiança para os policiais, acusando-os de discriminação em relação às minorias afro-americanas e latinas.

“Tenho certeza de que podemos obter os mesmos resultados com uma abordagem diferente”, disse Bratton, referindo-se ao método policial conhecido como “stop and frisk”, que se pauta pelo extremo controle e a tolerância zero nas ruas, política muito questionada pela opinião pública.

De Blasio, que foi eleito em novembro o primeiro prefeito democrata de Nova York em duas décadas, também é um crítico ferrenho deste método de controles das ruas.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Brasil é a maior potência regional entre latinos no disparo de spams

Mesmo depois de ter deixado o grupo dos dez países que mais enviam spam no mundo, o Brasil continua uma potencia regional no assunto, segundo mostrou um estudo da TrendMicro divulgado nesta terça-feira (27).

O país é líder absoluto no envio de spams na América Latina, respondendo por 38% do total, ou seja, responsável por quase dois de cada cinco correspondências disparadas na região, segundo o relatório “Desafios de Segurança Cibernética Enfrentados por uma Economia em Rápido Crescimento”. Os números são referentes ao primeiro trimestre de 2013.

O relatório não especifica quanto é o volume de spams disparado pelo país, apenas informa que ficou acima dos 500 milhões.

Depois de ocupar o posto de tornar campeão mundial no envio de spams em 2009, o país conseguiu cair para a 12ª posição mundial em 2013, segundo estatísticas da CBL (Composite Blocking List). Com isso, deixou o top 10.

Para se ter ideia da posição dominante do Brasil nesse campo, o segundo colocado é o México, remetente de 18,1% dos spams entre os latinos.

O país também está no topo da lista de países que mais hospedam endereços maliciosos na região, com 58% do total. Mais uma vez, o estudo não abre a quantidade, mas informa que são mais de 100 milhões.

Mais uma vez o México ocupa a segunda posição, mas bem distante, abrigando apenas 12,35% das urls maliciosas.

Segundo o estudo, a falta de educação básica em tecnologia de muitos usuários é explorada por cibercriminosos que conseguem atingir muitas pessoas com ataques sem muita sofisticação, o que não seria tão bem sucedido em outros países.

Os usuários de internet móvel também são um prato cheio. O país é o sexto em exposição de privacidade devido ao uso de aplicativos e o 14º em volume de aplicativos maliciosos instalados no sistema Android.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Latinos se convertem ao Islã e viram ‘minoria da minoria’ nos EUA

Uma parcela ainda pequena, mas cada vez maior, dos latinos dos Estados Unidos está se convertendo ao islamismo. Assista ao vídeo.

Não existem números oficiais, pois o censo americano não coleta dados sobre religião. Mas a estimativa é de que o número de muçulmanos latinos no país varie entre 100 mil e 200 mil.

Yusuf Gallardo e sua mulher, Yuri Lara, fazem parte desse grupo.

Yusuf conta que foi criado como católico, ia à igreja e fazia a escola de catecismo. Após os ataques de 11 de Setembro de 2001, ele passou a odiar muçulmanos.

Mas, para a surpresa dele, este ódio foi eliminado depois que ele aprendeu sobre o Islã durante um projeto na universidade. Depois disso, Yusuf se converteu.

Muitos latinos que seguem esse caminho enfrentam preconceito e desaprovação da família. Mas a comunidade cresce, e hoje há até uma mesquisa na cidade de Union City, em Nova Jersey, onde a maioria da população é latina.

Latinos se convertem ao Islã e viram 'minoria da minoria' nos EUA (Foto: BBC)Latinos se convertem ao Islã e viram ‘minoria da minoria’ nos EUA (Foto: BBC)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , ,