RSS

Arquivo da tag: lanada

Michael Jackson tem música de CD póstumo lançada em prêmio nos EUA

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Capa do disco 'Xscape', de Michael Jackson (Foto: Divulgação)Capa do disco ‘Xscape’, de Michael Jackson
(Foto: Divulgação)

A primeira música do álbum póstumo do astro Michael Jackson foi lançada na noite desta quinta-feira (1º) na premiação iHeartRadio Music Awards, numa antecipação ao lançamento do disco, marcado para meados de maio.

“Lover never felt so good”, originalmente escrita e gravada por Michael Jackson em 1983, é o primeiro single de “Xscape”, álbum a ser lançado no dia 13 de maio pela Epic Recors em parceria com o espólio de Michael Jackson. A música estará disponível para compra a partir da meia-noite desta sexta-feira (2).O álbum tem oito músicas inéditas de Jackson, que foram gravadas entre 1983 e 1999.

Michael, conhecido como o Rei do Pop e um dos artistas mais influentes da história da música, com 1 bilhão de discos vendidos em todo mundo, morreu em 2009, aos 50 anos, em Los Angeles. A causa da morte uma overdose do anestésico propofol. A droga foi administrada a ele por seu médico pessoal em meio aos ensaios para uma série de 50 shows em Londres.

O primeiro prêmio iHeartAwards, apresentado do Shrine Auditorium e transmitido ao vivo pela rede NBC, também contou com apresentações do rapper Pitbull, da cantora country Luke Bryan e da banda britânica Bastille.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Música

 

Tags: , , , , ,

Câmera vestível com resolução 4K será lançada por cerca de R$ 1,5 mil

Panasonic lançará câmera superportátil que grava imagens com resolução 4K (Foto: Divulgação/Panasonic)Panasonic lançará câmera superportátil que grava imagens com resolução 4K (Foto: Divulgação/Panasonic)

Câmera com resolução 4K, com quatro vezes mais resolução do que as com imagens em Full HD (1080p), começam a ficar mais acessíveis e menores para os consumidores. Enquanto as câmeras pequeníssimas GoPro são as mais populares, a Panasonic aposta no setor e lançará em maio a HX-A500, câmera pequeníssima que filma em 4K.

O preço da câmera é de 380 libras, algo em torno de R$ 1,5 mil e chega apenas em maio inicialmente no Reino Unido.

A empresa diz que este é o primeiro aparelho a filmar na ultra-alta definição (UHD) em 25 quadros por segundo, o que traz mais fluidez de imagens. A GoPro consegue captar imagens na resolução, mas seus vídeos têm 15 frames por segundo.

Entretanto, diferentemente da concorrente, que tem um corpo pequeno, a câmera da Panasonic vem em duas partes: um corpo que pode ser preso na cintura do usuário e a câmera que fica conectada por um cabo. Esta câmera pode ser colocada em um capacete, por exemplo, ou o usuário pode segurá-la com as mãos. Há uma tela de 1,5 polegadas no corpo do dispositivo, que ainda pode transmitir as capturas por meio de redes Wi-Fi ou de aparelhos compatíveis com NFC. Ela resiste à água (a profundidade deve ser baixa).

Por meio de um aplicativo os usuários podem editar e transmitir as capturas pela internet ao vivo, usando serviços como o UStream.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Ferramenta lançada na Black Hat tem 150 maneiras de driblar firewalls

Recurso testa se firewalls são vulneráveis a técnicas de evasão de protocolo de nível – pequenas modificações em certas partes da URL solicitada; firewalls não estão preparados

Uma ferramenta para testar se firewalls são vulneráveis ??a cerca de 150 técnicas de evasão de protocolo de nível foi lançada na conferência de segurança Black Hat EUA 2012.

A ferramenta e a pesquisa que foi realizada para a sua criação são obra de Ivan Ristic, diretor de engenharia da empresa de segurança Qualys e autor original do popular firewall ModSecurity.

Firewalls são projetados para proteger os aplicativos Web de ataques, tais como ataques de injeção SQL – comumente usados para comprometer sites. Eles fazem isso interceptando solicitações enviadas por clientes e impondo regras rígidas sobre sua formatação e payload.

No entanto, existem vários métodos para ocultar solicitações maliciosas que violam estas regras, por meio de pequenas modificações em certas partes da URL solicitada – conhecidos como técnicas de evasão de protocolo de nível – e firewalls não estão devidamente preparados para lidar com esses métodos no momento, porque as técnicas não são muito bem documentadas, disse Ristic.

O pesquisador testou as técnicas de evasão que encontrou principalmente contra o ModSecurity, um firewall open-source, mas é razoável admitir que outros firewalls são vulneráveis ??a algumas delas também.

De fato, Ristic disse que ele compartilhou algumas das técnicas com outros durante o estágio de pesquisa e eles obtiveram sucesso nos testes contra alguns firewalls comerciais.

Erwin Huber Dohner, chefe de pesquisa e desenvolvimento da fabricante de firewalls suíça Ergon Informatik, confirmou, depois de ver a apresentação de Ristic, que métodos evasivos são um problema para a indústria. A Ergon recentemente identificou algumas técnicas similares utilizadas contra seus produtos.

Ao publicar sua pesquisa, Ristic espera começar um debate na indústria sobre protocolos de nível e outros tipos de evasão. Um wiki (coleção de páginas interligadas, que podem ser visitadas e editadas por qualquer pessoa) também foi criado com o propósito de construir um catálogo gratuito sobre técnicas de evasão para firewalls.

Se fornecedores e pesquisadores em segurança não documentarem os problemas e não os tornarem conhecidos, os desenvolvedores de firewall irão cometer os mesmos erros de novo e de novo, disse Ristic.

Além disso, o fato da ferramenta de teste estar disponível a todos permitirá aos usuários descobrir quais firewalls são vulneráveis ??e, quem sabe, fará com que fabricantes os corrija.

Segundo Ristic, vendedores têm prioridades diferentes e normalmente não consertam coisas, a menos que haja um risco real para seus clientes. Esperamos que este projeto de pesquisa os incentive a lidar com estas questões, disse.

Dohner saudou a iniciativa e acredita que ela beneficiará desenvolvedores de firewall e usuários.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Ferramenta lançada na Black Hat tem 150 maneiras de driblar firewalls

Recurso testa se firewalls são vulneráveis a técnicas de evasão de protocolo de nível – pequenas modificações em certas partes da URL solicitada; firewalls não estão preparados

Uma ferramenta para testar se firewalls são vulneráveis ??a cerca de 150 técnicas de evasão de protocolo de nível foi lançada na conferência de segurança Black Hat EUA 2012.

A ferramenta e a pesquisa que foi realizada para a sua criação são obra de Ivan Ristic, diretor de engenharia da empresa de segurança Qualys e autor original do popular firewall ModSecurity.

Firewalls são projetados para proteger os aplicativos Web de ataques, tais como ataques de injeção SQL – comumente usados para comprometer sites. Eles fazem isso interceptando solicitações enviadas por clientes e impondo regras rígidas sobre sua formatação e payload.

No entanto, existem vários métodos para ocultar solicitações maliciosas que violam estas regras, por meio de pequenas modificações em certas partes da URL solicitada – conhecidos como técnicas de evasão de protocolo de nível – e firewalls não estão devidamente preparados para lidar com esses métodos no momento, porque as técnicas não são muito bem documentadas, disse Ristic.

O pesquisador testou as técnicas de evasão que encontrou principalmente contra o ModSecurity, um firewall open-source, mas é razoável admitir que outros firewalls são vulneráveis ??a algumas delas também.

De fato, Ristic disse que ele compartilhou algumas das técnicas com outros durante o estágio de pesquisa e eles obtiveram sucesso nos testes contra alguns firewalls comerciais.

Erwin Huber Dohner, chefe de pesquisa e desenvolvimento da fabricante de firewalls suíça Ergon Informatik, confirmou, depois de ver a apresentação de Ristic, que métodos evasivos são um problema para a indústria. A Ergon recentemente identificou algumas técnicas similares utilizadas contra seus produtos.

Ao publicar sua pesquisa, Ristic espera começar um debate na indústria sobre protocolos de nível e outros tipos de evasão. Um wiki (coleção de páginas interligadas, que podem ser visitadas e editadas por qualquer pessoa) também foi criado com o propósito de construir um catálogo gratuito sobre técnicas de evasão para firewalls.

Se fornecedores e pesquisadores em segurança não documentarem os problemas e não os tornarem conhecidos, os desenvolvedores de firewall irão cometer os mesmos erros de novo e de novo, disse Ristic.

Além disso, o fato da ferramenta de teste estar disponível a todos permitirá aos usuários descobrir quais firewalls são vulneráveis ??e, quem sabe, fará com que fabricantes os corrija.

Segundo Ristic, vendedores têm prioridades diferentes e normalmente não consertam coisas, a menos que haja um risco real para seus clientes. Esperamos que este projeto de pesquisa os incentive a lidar com estas questões, disse.

Dohner saudou a iniciativa e acredita que ela beneficiará desenvolvedores de firewall e usuários.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Ferramenta lançada na Black Hat tem 150 maneiras de driblar firewalls

Recurso testa se firewalls são vulneráveis a técnicas de evasão de protocolo de nível – pequenas modificações em certas partes da URL solicitada; firewalls não estão preparados

Uma ferramenta para testar se firewalls são vulneráveis ??a cerca de 150 técnicas de evasão de protocolo de nível foi lançada na conferência de segurança Black Hat EUA 2012.

A ferramenta e a pesquisa que foi realizada para a sua criação são obra de Ivan Ristic, diretor de engenharia da empresa de segurança Qualys e autor original do popular firewall ModSecurity.

Firewalls são projetados para proteger os aplicativos Web de ataques, tais como ataques de injeção SQL – comumente usados para comprometer sites. Eles fazem isso interceptando solicitações enviadas por clientes e impondo regras rígidas sobre sua formatação e payload.

No entanto, existem vários métodos para ocultar solicitações maliciosas que violam estas regras, por meio de pequenas modificações em certas partes da URL solicitada – conhecidos como técnicas de evasão de protocolo de nível – e firewalls não estão devidamente preparados para lidar com esses métodos no momento, porque as técnicas não são muito bem documentadas, disse Ristic.

O pesquisador testou as técnicas de evasão que encontrou principalmente contra o ModSecurity, um firewall open-source, mas é razoável admitir que outros firewalls são vulneráveis ??a algumas delas também.

De fato, Ristic disse que ele compartilhou algumas das técnicas com outros durante o estágio de pesquisa e eles obtiveram sucesso nos testes contra alguns firewalls comerciais.

Erwin Huber Dohner, chefe de pesquisa e desenvolvimento da fabricante de firewalls suíça Ergon Informatik, confirmou, depois de ver a apresentação de Ristic, que métodos evasivos são um problema para a indústria. A Ergon recentemente identificou algumas técnicas similares utilizadas contra seus produtos.

Ao publicar sua pesquisa, Ristic espera começar um debate na indústria sobre protocolos de nível e outros tipos de evasão. Um wiki (coleção de páginas interligadas, que podem ser visitadas e editadas por qualquer pessoa) também foi criado com o propósito de construir um catálogo gratuito sobre técnicas de evasão para firewalls.

Se fornecedores e pesquisadores em segurança não documentarem os problemas e não os tornarem conhecidos, os desenvolvedores de firewall irão cometer os mesmos erros de novo e de novo, disse Ristic.

Além disso, o fato da ferramenta de teste estar disponível a todos permitirá aos usuários descobrir quais firewalls são vulneráveis ??e, quem sabe, fará com que fabricantes os corrija.

Segundo Ristic, vendedores têm prioridades diferentes e normalmente não consertam coisas, a menos que haja um risco real para seus clientes. Esperamos que este projeto de pesquisa os incentive a lidar com estas questões, disse.

Dohner saudou a iniciativa e acredita que ela beneficiará desenvolvedores de firewall e usuários.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Ferramenta lançada na Black Hat tem 150 maneiras de driblar firewalls

Recurso testa se firewalls são vulneráveis a técnicas de evasão de protocolo de nível – pequenas modificações em certas partes da URL solicitada; firewalls não estão preparados

Uma ferramenta para testar se firewalls são vulneráveis ??a cerca de 150 técnicas de evasão de protocolo de nível foi lançada na conferência de segurança Black Hat EUA 2012.

A ferramenta e a pesquisa que foi realizada para a sua criação são obra de Ivan Ristic, diretor de engenharia da empresa de segurança Qualys e autor original do popular firewall ModSecurity.

Firewalls são projetados para proteger os aplicativos Web de ataques, tais como ataques de injeção SQL – comumente usados para comprometer sites. Eles fazem isso interceptando solicitações enviadas por clientes e impondo regras rígidas sobre sua formatação e payload.

No entanto, existem vários métodos para ocultar solicitações maliciosas que violam estas regras, por meio de pequenas modificações em certas partes da URL solicitada – conhecidos como técnicas de evasão de protocolo de nível – e firewalls não estão devidamente preparados para lidar com esses métodos no momento, porque as técnicas não são muito bem documentadas, disse Ristic.

O pesquisador testou as técnicas de evasão que encontrou principalmente contra o ModSecurity, um firewall open-source, mas é razoável admitir que outros firewalls são vulneráveis ??a algumas delas também.

De fato, Ristic disse que ele compartilhou algumas das técnicas com outros durante o estágio de pesquisa e eles obtiveram sucesso nos testes contra alguns firewalls comerciais.

Erwin Huber Dohner, chefe de pesquisa e desenvolvimento da fabricante de firewalls suíça Ergon Informatik, confirmou, depois de ver a apresentação de Ristic, que métodos evasivos são um problema para a indústria. A Ergon recentemente identificou algumas técnicas similares utilizadas contra seus produtos.

Ao publicar sua pesquisa, Ristic espera começar um debate na indústria sobre protocolos de nível e outros tipos de evasão. Um wiki (coleção de páginas interligadas, que podem ser visitadas e editadas por qualquer pessoa) também foi criado com o propósito de construir um catálogo gratuito sobre técnicas de evasão para firewalls.

Se fornecedores e pesquisadores em segurança não documentarem os problemas e não os tornarem conhecidos, os desenvolvedores de firewall irão cometer os mesmos erros de novo e de novo, disse Ristic.

Além disso, o fato da ferramenta de teste estar disponível a todos permitirá aos usuários descobrir quais firewalls são vulneráveis ??e, quem sabe, fará com que fabricantes os corrija.

Segundo Ristic, vendedores têm prioridades diferentes e normalmente não consertam coisas, a menos que haja um risco real para seus clientes. Esperamos que este projeto de pesquisa os incentive a lidar com estas questões, disse.

Dohner saudou a iniciativa e acredita que ela beneficiará desenvolvedores de firewall e usuários.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Ferramenta lançada na Black Hat tem 150 maneiras de driblar firewalls

Recurso testa se firewalls são vulneráveis a técnicas de evasão de protocolo de nível – pequenas modificações em certas partes da URL solicitada; firewalls não estão preparados

Uma ferramenta para testar se firewalls são vulneráveis ??a cerca de 150 técnicas de evasão de protocolo de nível foi lançada na conferência de segurança Black Hat EUA 2012.

A ferramenta e a pesquisa que foi realizada para a sua criação são obra de Ivan Ristic, diretor de engenharia da empresa de segurança Qualys e autor original do popular firewall ModSecurity.

Firewalls são projetados para proteger os aplicativos Web de ataques, tais como ataques de injeção SQL – comumente usados para comprometer sites. Eles fazem isso interceptando solicitações enviadas por clientes e impondo regras rígidas sobre sua formatação e payload.

No entanto, existem vários métodos para ocultar solicitações maliciosas que violam estas regras, por meio de pequenas modificações em certas partes da URL solicitada – conhecidos como técnicas de evasão de protocolo de nível – e firewalls não estão devidamente preparados para lidar com esses métodos no momento, porque as técnicas não são muito bem documentadas, disse Ristic.

O pesquisador testou as técnicas de evasão que encontrou principalmente contra o ModSecurity, um firewall open-source, mas é razoável admitir que outros firewalls são vulneráveis ??a algumas delas também.

De fato, Ristic disse que ele compartilhou algumas das técnicas com outros durante o estágio de pesquisa e eles obtiveram sucesso nos testes contra alguns firewalls comerciais.

Erwin Huber Dohner, chefe de pesquisa e desenvolvimento da fabricante de firewalls suíça Ergon Informatik, confirmou, depois de ver a apresentação de Ristic, que métodos evasivos são um problema para a indústria. A Ergon recentemente identificou algumas técnicas similares utilizadas contra seus produtos.

Ao publicar sua pesquisa, Ristic espera começar um debate na indústria sobre protocolos de nível e outros tipos de evasão. Um wiki (coleção de páginas interligadas, que podem ser visitadas e editadas por qualquer pessoa) também foi criado com o propósito de construir um catálogo gratuito sobre técnicas de evasão para firewalls.

Se fornecedores e pesquisadores em segurança não documentarem os problemas e não os tornarem conhecidos, os desenvolvedores de firewall irão cometer os mesmos erros de novo e de novo, disse Ristic.

Além disso, o fato da ferramenta de teste estar disponível a todos permitirá aos usuários descobrir quais firewalls são vulneráveis ??e, quem sabe, fará com que fabricantes os corrija.

Segundo Ristic, vendedores têm prioridades diferentes e normalmente não consertam coisas, a menos que haja um risco real para seus clientes. Esperamos que este projeto de pesquisa os incentive a lidar com estas questões, disse.

Dohner saudou a iniciativa e acredita que ela beneficiará desenvolvedores de firewall e usuários.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de agosto de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,