RSS

Arquivo da tag: jornalista

Jornalista francesa é morta na República Centro Africana

AppId is over the quota
AppId is over the quota

A jornalista francesa Camille Lepage foi morta na República Centro Africana, informou a presidência da França em um comunicado divulgado nesta terça-feira (13), segundo a agência de notícias Reuters. “O corpo de Lepage foi encontrado quando uma patrulha feita pelas tropas [francesas] Sangaris parou um carro dirigido por grupos anti-balaka, na região de Bouar”, dizia a nota. “Todo possível será feito para esclarecer as circunstâncias de seu assassinato e buscar quem matou nossa compatriota.”

Desde a tomada do poder pela rebelião majoritariamente muçulmana Seleka, em março de 2013, a República Centro-Africana vive uma crise sem precedentes. O governo dos Seleka foi derrubado em janeiro de 2014 por milícias cristãs, e um dos países mais pobres da África entrou em uma onda de violência étnica e religiosa.

As regiões do centro e do norte são as mais conturbadas. Muitos vilarejos foram barbaramente atacados, assim como um hospital administrado pela ONG Médicos Sem Fronteiras, no início de maio.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Jornalista admite que encomendou grampo de celular do príncipe William

Príncipe William chega para seu primeiro dia de curso na Universidade de Cambridge nesta terça-feira (7) (Foto: Chris Radburn/AFP)Príncipe William chega para seu primeiro dia de
curso na Universidade de Cambridge em janeiro
(Foto: Chris Radburn/AFP)

Clive Goodman, ex-correspondente de realeza do já desaparecido periódico britânico “News of the World”, admitiu nesta terça-feira (18) que pediu a um detetive de grampear os telefones dos príncipes William e Harry, assim como os de seus ajudantes.

Goodman explicou em um tribunal que contratou a título pessoal por 500 libras por semana (600 euros) ao detetive Glenn Mulcaire – que já trabalhava para o jornal – para que interceptasse do móvel de membros da família real do Reino Unido, a fim de obter exclusivas informativas.

Durante a sessão desta terça-feira (18) perante o tribunal penal londrino de Old Bailey, que julga a vários acusados pelo caso das escutas, o júri conseguiu ouvir uma das mensagens obtidas por Mulcaire em 2006, neste caso de William a sua então namorada Kate Middleton.

Na mensagem de voz, encontrada em um microgravador em um apartamento de Goodman, se ouve o príncipe, que então estava na academia militar de Sandhurst, dizer: “Espero sair no máximo às sete”.

E depois: “Minha intenção é definitivamente sair por volta das sete para estar com você às oito no máximo”.

Goodman e Mulcaire já cumpriram pena em 2007 pela intercepção de celulares da família real, no que na época o “News of the World” descreveu como um caso isolado de má prática dentro do periódico.

O ex-setorista da realeza, que foi demitido após ser preso, disse hoje que os grampos de telefones eram feitas “em escala industrial” no jornal e inclusive entre empregados, devido à grande competitividade que existia.

Ele assegurou que seu pacto pessoal com Mulcaire, que também tinha acordos com outros importantes jornalistas do dominical, ia a durar em princípio só alguns meses, desde outubro de 2005, mas continuou até a detenção de ambos em 2006.

Em seu terceiro dia de depoimentos, Goodman deu exemplos de informações que obteve graças à intercepção de telefones, como a que William havia ficado bêbado na cerimônia de graduação da academia militar de seu irmão Harry e que este tinha pedido a seu secretário pessoal que o ajudasse a terminar os deveres de Sandhurst.

Goodman é acusado no julgamento de subornar funcionários, crime que ele nega, e explicou em sessões anteriores que os contatos que tinha da família real lhe foram facilitados em sua maioria por pessoas próximas e inclusive pela princesa Diana, mãe de William e Harry.

Sete pessoas são acusadas no julgamento, entre eles os ex-diretores do “News of the World” Rebekah Brooks e Andy Coulson, acusados de interceptar celulares, subornar cargos públicos e obstruir a justiça, crimes que também negam.

O “News of the World”, um dos tablóides mais rentáveis da história do Reino Unido e de propriedade de Rupert Murdoch, foi fechado em julho de 2011 após a detenção de vários empregados ao ser comprovado o alcance da prática das escutas, que afetou famosos e cidadãos correntes.

Por causa do escândalo, o primeiro-ministro, David Cameron, ordenou uma investigação sobre as práticas da imprensa que levou à aprovação de um novo organismo autorregulador para o setor.

No entanto, os periódicos nacionais rejeitaram a proposta governamental e propuseram um modelo alternativo, ao considerar que o oficial atenta contra a liberdade de expressão.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Jornalista americana pede demissão ao vivo de TV russa e critica Putin

A apresentadora Liz Wahl pede demissão ao vivo no canal Russia Today (Foto: Reprodução/Youtube/RT)Liz Wahl pede demissão ao vivo no canal Russia
Today (Foto: Reprodução/Youtube/RT)

A apresentadora de um programa jornalístico do canal de TV russo “Russia Today” pediu demissão no ar por discordar das ações do governo Putin na Crimeia, na Ucrânia.

Liz Wahl, correspondente em Washington da emissora, afirmou, ao vivo, que não pode ser parte de “um canal fundado pelo governo russo e que encobre as ações de Putin”. “Tenho orgulho de ser americana e acredito em disseminar a verdade. É por isso que depois deste programa vou pedir demissão”, disse. (Veja o vídeo neste link)

Liz citou outra colega, Abby Martin, que criticou as ações do governo russo ao vivo. “Como ela, enfrento dilemas éticos e morais (…) Meus avós vieram para cá como refugiados durante a revolução húngara, ironicamente para escapar das forças soviéticas”, disse Liz. “Sou muito sortuda de ter crescido aqui nos Estados Unidos”, acrescentou.

‘Autopromoção’
Em seu canal do Youtube, a emissora “Russia Today” comentou o tema e disse que se trata de autopromoção de Wahl.

“Quando um jornalista discorda da posição editorial de sua organização, o caminho usual é levar essas queixas ao editor e, se elas não puderem ser solucionadas, pedir demissão como um profissional. Mas quando alguém transforma uma decisão pessoal em um grande show público, nada mais é do que uma estratégia de autopromoção”, diz o comunicado.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Morre o jornalista David Frost, famoso por entrevistar Nixon

AppId is over the quota
AppId is over the quota
David Frost (Foto: MAX NASH/AFP/Arquivo)David Frost ficou conhecido por entrevistar Nixon
sobre o escândalo Watergate
(Foto: MAX NASH/AFP/Arquivo)

O jornalista britânico David Frost, famoso por suas entrevistas com o ex-presidente dos Estados Unidos Richard Nixon, morreu de um ataque cardíaco aos 74 anos de idade. O anúncio foi feito pela família do jornalista neste domingo (1º).

David Frost morreu neste sábado, a bordo do navio de cruzeiro Rainha Elizabeth, segundo o comunicado da família.

O primeiro-ministro David Cameron reagiu à morte no Twitter: “meu coração está com a família de David Frost. Conseguia ser, como foi comigo, ao mesmo tempo amigo e um temível entrevistador”, declarou o chefe de Governo.

Em comunicado enviado à BBC, a família de David Frost disse estar “devastada”. “Um enterro familiar será realizado em um futuro próximo e os detalhes de uma cerimônia em sua memória serão anunciados no momento apropriado”, indicou a família, que pediu à imprensa respeito a sua privacidade.

David Frost, que trabalhou para a BBC durante a sua carreira na televisão de mais de 50 anos, entrevistou Richard Nixon sobre o escândalo Watergate, após a renúncia do presidente dos Estados Unidos.

Estas entrevistas transmitidas em 1977 resultaram em um filme em 2008, Frost/Nixon.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Morre o jornalista David Frost, famoso por entrevistar Nixon

AppId is over the quota
AppId is over the quota
David Frost (Foto: MAX NASH/AFP/Arquivo)David Frost ficou conhecido por entrevistar Nixon
sobre o escândalo Watergate
(Foto: MAX NASH/AFP/Arquivo)

O jornalista britânico David Frost, famoso por suas entrevistas com o ex-presidente dos Estados Unidos Richard Nixon, morreu de um ataque cardíaco aos 74 anos de idade. O anúncio foi feito pela família do jornalista neste domingo (1º).

David Frost morreu neste sábado, a bordo do navio de cruzeiro Rainha Elizabeth, segundo o comunicado da família.

O primeiro-ministro David Cameron reagiu à morte no Twitter: “meu coração está com a família de David Frost. Conseguia ser, como foi comigo, ao mesmo tempo amigo e um temível entrevistador”, declarou o chefe de Governo.

Em comunicado enviado à BBC, a família de David Frost disse estar “devastada”. “Um enterro familiar será realizado em um futuro próximo e os detalhes de uma cerimônia em sua memória serão anunciados no momento apropriado”, indicou a família, que pediu à imprensa respeito a sua privacidade.

David Frost, que trabalhou para a BBC durante a sua carreira na televisão de mais de 50 anos, entrevistou Richard Nixon sobre o escândalo Watergate, após a renúncia do presidente dos Estados Unidos.

Estas entrevistas transmitidas em 1977 resultaram em um filme em 2008, Frost/Nixon.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Conta de jornalista no iCloud é invadida e Apple admite falha

Mat Honan, da Wired, teve dados apagados após hackers conseguirem senha temporária em contato com a Apple. Contas do Twitter e Gmail também foram invadidasA Apple admitiu que suas “políticas internas não foram completamente seguidas” em um caso que permitiu a hackers acessarem a conta no iCloud do jornalista Mat Honan, da Wired.

A porta-voz da Apple, Natalie Kerris, disse à Macworld: “A Apple leva a privacidade dos consumidores muito a sério e exige múltiplas formas de verificação antes de reiniciar a senha de uma Apple ID. Nesse caso em especial, os dados do consumidor foram comprometidos por uma pessoa que havia adquirido informações pessoais sobre o usuário. Além disso, descobrimos que nossas políticas internas não foram seguidas completamente. Estamos revisando todos os nossos processos para reiniciar as senhas de contas para assegurar que os dados dos nossos consumidores sejam protegidos.”

De acordo com a conta de Honan, os hackers entraram em contato com a Apple, deram o nome e endereço dele, além dos quatro últimos dígitos do seu cartão de crédito (que eles pegaram com a Amazon). O suporte técnico da Apple reiniciou a conta do jornalista no iCloud e enviou uma senha temporária.

Uma vez que os hackers tiveram acesso à conta de Honan no iCloud, puderam usar os aplicativos Encontre meu iPhone e Encontre meu Mac para apagar remotamente os conteúdos do iPhone, iPad e MacBook Air do jornalista. Com acesso às senhas dele no Google e Twitter, eles puderam apagar a conta no Gmail e usar, não apenas o Twitter dele, mas também a conta do Gizmodo no Tweet.

A Apple não confirmou se vai fazer alterações de segurança no iCloud, por isso o melhor conselho é assegurar que você tenha senhas fortes e únicas para suas diferentes contas e não utilizar o webmail para recuperar senhas.

Coincidentemente, a história sobre o hack no iCloud acontece na mesma semana em que cofundador da Apple, Steve Wozniak, fez uma apresentação de seus temores sobre a nuvem. Ele revelou que pensa que a nuvem será “horrível”. “Com a nuvem, você não tem nada. Quanto mais nós transferimos para a web, para a nuvem, menos teremos controle sobre isso”, disse.

icloudnovo_390.jpg

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Apple admite culpa por hack em conta de jornalista no iCloud

A Apple admitiu que suas “políticas internas não foram completamente seguidas” em um caso que permitiu a hackers acessarem a conta no iCloud do jornalista Mat Honan, da Wired.

A porta-voz da Apple, Natalie Kerris, disse à Macworld: “A Apple leva a privacidade dos consumidores muito a sério e exige múltiplas formas de verificação antes de reiniciar a senha de uma Apple ID. Nesse caso em especial, os dados do consumidor foram comprometidos por uma pessoa que havia adquirido informações pessoais sobre o usuário. Além disso, descobrimos que nossas políticas internas não foram seguidas completamente. Estamos revisando todos os nossos processos para reiniciar as senhas de contas para assegurar que os dados dos nossos consumidores sejam protegidos.”

De acordo com a conta de Honan, os hackers entraram em contato com a Apple, deram o nome e endereço dele, além dos quatro últimos dígitos do seu cartão de crédito (que eles pegaram com a Amazon). O suporte técnico da Apple reiniciou a conta do jornalista no iCloud e enviou uma senha temporária.

Uma vez que os hackers tiveram acesso à conta de Honan no iCloud, puderam usar os aplicativos Encontre meu iPhone e Encontre meu Mac para apagar remotamente os conteúdos do iPhone, iPad e MacBook Air do jornalista. Com acesso às senhas dele no Google e Twitter, eles puderam apagar a conta no Gmail e usar, não apenas o Twitter dele, mas também a conta do Gizmodo no Tweet.

A Apple não confirmou se vai fazer alterações de segurança no iCloud, por isso o melhor conselho é assegurar que você tenha senhas fortes e únicas para suas diferentes contas e não utilizar o webmail para recuperar senhas.

Coincidentemente, a história sobre o hack no iCloud acontece na mesma semana em que cofundador da Apple, Steve Wozniak, fez uma apresentação de seus temores sobre a nuvem. Ele revelou que pensa que a nuvem será “horrível”. “Com a nuvem, você não tem nada. Quanto mais nós transferimos para a web, para a nuvem, menos teremos controle sobre isso”, disse.

icloudnovo_390.jpg

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,