RSS

Arquivo da tag: islamitas

Egito tem protestos contra julgamentos em massa de islamitas

A polícia disparou gás lacrimogêneo nesta terça-feira (25) para dispersar manifestantes contrários aos julgamentos em massa de membros da Irmandade Muçulmana na cidade de Minya, sul do Egito, disse uma testemunha da Reuters.

Cerca de 700 pessoas fizeram manifestações na Universidade de Minya depois que o líder da Irmandade e outros 682 integrantes do grupo foram a julgamento por conta de acusações que incluem assassinato.

Também foram registrados protestos nesta terça na Universidade de Alexandria, no norte do Egito.

O julgamento de Mohmed Badie, de 70 anos, e de seguidores seus começa um dia depois de o mesmo tribunal, na província de Minya, condenar à morte 529 membros do grupo islâmico, no que entidades de direitos humanos disseram ser a maior sentença coletiva à pena capital na história moderna do Egito.

A Irmandade tem sido duramente reprimida desde julho, quando o Exército depôs Mursi, da Irmandade, o primeiro presidente democraticamente na história egípcia.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Justiça condena policial pela morte de 37 islamitas no Egito

Um oficial da polícia egípcia foi condenado nesta terça-feira a 10 anos de prisão pala morte em agosto de 37 islamitas asfixiados por gás lacrimogêneo em um camburão policial. Três outros oficiais foram condenados a um ano de prisão com suspensão condicional da pena.

Esta é a primeira vez que policiais são condenados em oito meses de uma repressão sangrenta aos partidários do presidente Mohamed Morsi, destituído pelo exército. Desde o golpe contra o chefe de Estado islâmico, policiais e militares comandam uma campanha implacável, que causou a morte de ao menos 1.400 pessoas, em sua maioria islamitas, segundo a Anistia Internacional.

A morte dos detidos por asfixia aconteceu em 18 de agosto. Os 37 estavam em um comboio que transportava 600 prisioneiros islamitas para a prisão de Abu Zaabal, perto do Cairo.

O condenado, delegado do posto policial de Heliopolis, zona norte do Cairo, de onde o comboio partiu, foi julgado junto aos outros três acusados por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. O procurador concluiu que houve negligência da parte dos acusados, que ainda podem recorrer da sentença.

Sete detidos que sobreviveram foram ouvidos durante o julgamento, assim como uma especialista do ministério da Justiça, que explicou que os camburões tinham capacidade para transportar até 24 pessoas.

Após o incidente de Abu Zaabal, a polícia evocou uma tentativa de fuga para justificar as mortes, enquanto os partidários de Mursi denunciaram o caso como assassinato.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Forças de segurança russas matam 7 supostos islamitas no Daguestão

Soldados das forças de segurança russas mataram neste sábado (18) sete supostos guerrilheiros islamitas que haviam se entrincheirado em uma casa em Mahatchkala, a capital da república do Daguestão, informou o Comitê Nacional Antiterrorista (CNA) da Rússia.

“Os bandidos foram mortos quando tentavam romper o cerco”, afirmou o CNA em comunicado divulgado pela imprensa russa.

Segundo a versão do CNA, organismo que coordena o trabalho das forças de segurança na luta antiterrorista, antes do tiroteio uma mulher e três crianças conseguiram sair da casa onde haviam sido cercados os supostos guerrilheiros.

Fontes da polícia local informaram à agência Interfax que os islamitas poderiam ter sido os autores do atentado com explosivos na noite desta sexta-feira (17) junto a um restaurante de Mahatchkala, que segundo os últimos dados deixou um total de 16 pessoas feridas.

O Daguestão, uma das sete repúblicas russas da região do Cáucaso Norte, é cenário frequente de atentados terroristas e choques armados entre as forças de segurança e a guerrilha islamita que atua na área.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Islamitas do Cáucaso prometem atentados nos Jogos de Sochi

Islamitas do Cáucaso russo ameaçaram realizar atentados em Sochi durante a realização dos Jogos Olímpicos de inverno, que começam no dia 7 de fevereiro, em um vídeo que foi divulgado nesta segunda-feira no site jihadista vdagestan.com.

“Em relação aos Jogos Olímpicos, preparamos um presente para ti e para os turistas, a fim de vingar o sangue dos muçulmanos derramado no mundo inteiro”, afirmam – dirigindo-se ao presidente russo Vladimir Putin – dois homens de 25 anos, com o rosto descoberto, apresentados como os autores dos atentados suicidas que deixaram 34 mortos em Volgogrado no fim de dezembro.

Este vídeo de 49 minutos, intitulado “Convocação de Suleiman e Abdurajman antes da operação de Volgogrado”, se apresenta como a mensagem de despedida dos dois terroristas suicidas.

O vídeo mostra imagens dos dois atentados de Volgogrado, a preparação de uma bomba e a maneira como ela é atada ao braço de um terrorista e conectada a um detonador na palma de sua mão.

Os dois homens convocam a “levar a jihad não apenas ao Cáucaso, mas também às grandes cidades da Rússia” e afirmam que um grande número de jovens estão dispostos a participar de atentados suicidas como os de Volgogrado.

O vdagestan.com é o site dos islamitas do Daguestão, uma das repúblicas do Cáucaso mais instáveis e afetadas pela rebelião islamita.

A segurança é uma das principais preocupações das autoridades russas para os jogos de Sochi.

“Nossa tarefa como organizadores é garantir a segurança dos participantes e dos espectadores, e vamos fazer tudo nesse sentido”, declarou na sexta-feira Putin em uma entrevista concedida a várias redes de televisão russas e estrangeiras.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Novo premiê da Tunísia toma posse após renúncia de islamitas

Mehdi Jomaa fala com a imprensa nesta sexta-feira (10), em Tunis (Foto: Reuters)Mehdi Jomaa fala com a imprensa nesta sexta-feira (10), em Tunis (Foto: Reuters)

O novo primeiro-ministro da Tunísia, Mehdi Jomaa, tomou posse nesta sexta-feira (10) à frente de um governo interino até a realização das eleições neste ano, depois da renúncia do premiê Ali Larayedh, do governista partido islamita Ennahda, como parte de um acordo para a conclusão da transição do país para a democracia.

Jomaa, ex-ministro da Indústria, vai comandar um gabinete não-partidário, depois que os islamitas e seus opositores secularistas chegaram a um compromisso para pôr fim à crise política, passados três anos do levante contra o governo autocrata de Zine el-Abidine Ben Ali.

Depois da revolta contra Ben Ali, em 2011, a pequena nação norte-africana está mais perto de estabelecer uma democracia plena do que outros países da “Primavera Árabe”, especialmente o Egito, cujo presidente islamita foi deposto pelos militares e irá a julgamento.

Antes de se tornar ministro, Jomaa dirigia uma empresa de peças do setor aeroespacial, em Paris, e agora terá de adotar reformas econômicas pedidas por credores internacionais do país para conter o déficit, além de enfrentar a crescente ameaça de militantes islamitas.

“Eu não sou um fazedor de milagres, mas prometo fazer o melhor que puder… nós estamos fazendo tudo o que for possível para superar os problemas, para reformar o que pudermos reformar, e trazer a estabilidade de volta”, disse Jomaa a repórteres no palácio presidencial.

O ex-premiê Larayedh, um islamita que passou anos na prisão durante o regime de Ben Ali, renunciou na quinta-feira. Jomaa vai formar seu gabinete nos próximos dias.

Desde o acordo firmado no fim do ano passado para a entrega do poder a um governo de tecnocratas, a Tunísia obteve progressos. A Assembleia Nacional está votando uma nova Constituição e foi nomeada uma comissão eleitoral de nove membros.

Mas muitos tunisianos estão preocupados com a alta do custo de vida e alguns veem poucas oportunidades econômicas três anos depois do levante que inspirou revoltas contra governos autocratas havia muito tempo no poder no Egito, Líbia e Iêmen.

Um dos países mais seculares do mundo árabe, a Tunísia está às voltas desde o levante popular com divisões sobre o papel do Islã e a ascensão de grupos de militantes. Mas o assassinato de dois líderes oposicionistas no ano passado foi o estopim de uma crise.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Islamitas afirmam ainda manter reféns em shopping no Quênia

Soldados quenianos entram no Shopping Westgate, em Nairóbi, (Foto: Ben Curtis / AP Photo)Soldados quenianos entram no Shopping Westgate, em Nairóbi, (Foto: Ben Curtis / AP Photo)

O grupo armado que atacou no sábado um centro comercial de Nairóbi, capital do Quênia, ainda mantinha na manhã desta terça-feira (24) reféns vivos, afirmaram em sua conta no Twitter os islamitas somalis da Al-Shebab, que reivindicaram o ataque.

Separadamente, o Exército do Quênia confirmou a morte de três soldados que haviam ficado feridos durante a ação, e o corpo de bombeiros informou que parte do teto do shopping desabou.

“Os reféns detidos pelos mujahedines no interior do (shopping) Westgate ainda estão vivos, comovidos, mas vivos”, escreveram os membros das milícias Al-Shebab, afiliados à rede terrorista da Al-Qaeda, em sua conta no Twitter.

O grupo muda regularmente sua conta no site de microblogagens, uma vez que são frequentemente suspensos, mas informam aos jornalistas e a outros seguidos sobre as mudanças por email ou outros meios.

“Nos comunicamos com nossos Mujahideen no Westgate e eles nos disseram que o conflito acabou de recomeçar”, disse um representante do Al-Shabab à Reuters. “Aqueles que descrevem os agressores como norte-americanos ou britânicos são pessoas que não sabem o que está acontecendo no prédio do Westgate.”

Há relatos de que tiros foram disparados dentro do complexo nesta terça, apesar de o governo ter dito, na véspera, que a situação estava controlada.

A polícia queniana anunciou no Twitter que estava desativando explosivos colocados pelos islamitas durante o ataque ocorrido no sábado, que deixou 62 mortos e 63 desaparecidos, segundo dados oficiais.

Segundo a agência EFE, um comandante relatou nas primeiras horas da manhã que a operação não está concluída. A agência Reuters noticia que militares mataram seis rebeldes dentro do shopping.

Soldados do exército queniano patrulham região onde está localizado o prédio invadido po rterroristas. (Foto: Sayyid Azim Curtis / AP Photo)Soldados do exército queniano patrulham região onde está localizado o prédio invadido po rterroristas. (Foto: Sayyid Azim Curtis / AP Photo)

As autoridades quenianas começaram a identificar integrantes do grupo terrorista. De acordo com a ministra das Relações Exteriores Amina Mohamed, em entrevista à TV americana “PSB”, “dois ou três jovens americanos e uma mulher britânica figuram entre os terroristas” que atacaram o shopping Westgate.

A britânica – que segundo a ministra teria participado em muitas ocasiões de ações armadas – foi identificada pela polícia como Samantha Lewthwaite, viúva de um dos terroristas suicidas dos atentados de 7 de julho de 2005 em Londres.

Já os americanos seriam “homens jovens, de 18 e 19 anos, de origem somali ou árabe, mas que vivem nos Estados Unidos, em Minnesota e em outro local”, acrescentou a ministra em declarações à rede de televisão americana PBS.

Mas os islamitas negaram a declaração.

Câmeras de vigilância gravaram o ataque
Segundo imagens captadas por câmeras de segurança às quais o jornal queniano “The Standard” teve acesso, uma dúzia de criminosos invadiu o centro comercial Westgate no sábado.

As imagens confirmam a versão das testemunhas de que um comando islamita, armado com granadas, rifles e pistolas, invadiu o shopping por duas entradas distintas.

No domingo (22), já haviam sido divulgadas pela TV chinesa “CCTV” imagens gravadas com um celular que mostram os momentos de pânico vividos dentro do shopping. No vídeo, clientes correm e se escondem atrás de prateleiras, com ruídos de tiros constantes. (assista ao lado)

A maioria dos criminosos entrou pela porta principal, lançando granadas e atirando contra clientes de uma cafeteria.

mapa quenia v. 2 (Foto: 1)

Outro grupo entrou na galeria comercial pelo estacionamento, disparando contra um guarda antes de se dirigir aos andares superiores, onde uma rádio local organizava uma festa.

Logo depois de entrar, os islamitas lançaram duas granadas contra a multidão, mas apenas uma explodiu.

De acordo com testemunhas citadas pelo jornal, os islamitas forçaram as pessoas que estavam no centro comercial a recitar ao menos o início da Shahada, uma fórmula pronunciada pelos fiéis muçulmanos.

Os que eram incapazes de fazê-lo eram mortos a sangue frio.

Segundo omesmo jornal, o grupo que invadiu o local pela entrada principal seguiu logo depois aos andares superiores do shopping.

As imagens das câmeras de vigilância também mostram os criminosos atirando contra as portas dos banheiros, depois de supostamente terem descoberto que muitas pessoas estavam refugiadas nos sanitários.

Depois, uma parte do grupo se dirigiu ao cinema do centro comercial, enquanto outra parte tomava o controle de um supermercado dentro do edifício.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Islamitas somalis shebab ameaçam o Quênia com mais ataques

Um porta-voz dos rebeldes islamitas somalis shebab ameaçou o Quênia com mais ataques se o país não retirar suas tropas da Somália, onde lutam contra os insurgentes desde 2011, segundo uma gravação de áudio postada nesta terça-feira (24) na internet.

“Fazemos uma advertência ao governo queniano e a todos os que o apoiam: se quiserem a paz, que deixem nosso território […]. Caso contrário, saibam que isso é apenas uma antecipação do que vamos fazer no futuro”, declarou o porta-voz dos shebab, Sheikh Ali Mohamud Rage, referindo-se ao violento ataque contra o shopping Westgate, em Nairóbi.

O ataque de Nairóbi, que até o momento deixou ao menos 62 mortos, é “uma resposta da nação islâmica à ingerência nos assuntos da Somália por parte do governo do Quênia, agente dos judeus”, alertou ainda.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Islamitas tomam a entrada de cidade cristã na Síria, diz ONG

Rebeldes islamitas se apoderaram nesta quarta-feira (4) de um posto militar na entrada da cidade cristã de Malula (norte), afirmou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Segundo a fonte, o ataque foi realizado por jihadistas da Frente al-Nosra.

Acompanhe a cobertura em tempo real.

O OSDH disse ainda que a aviação bombardeou em três ocasiões o posto tomado pelos rebeldes islamitas.

Malula, que está situada 55 km ao norte de Damasco, é um dos mais conhecidos povoados cristãos da Síria e seus habitantes falam aramaico, o idioma usado por Jesus Cristo.

O povoado é famoso por seus refúgios que datam dos primeiros séculos do cristianismo. A maioria dos habitantes é de cristãos grego-católicos.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Islamitas tomam a entrada de cidade cristã na Síria, diz ONG

Rebeldes islamitas se apoderaram nesta quarta-feira (4) de um posto militar na entrada da cidade cristã de Malula (norte), afirmou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Segundo a fonte, o ataque foi realizado por jihadistas da Frente al-Nosra.

Acompanhe a cobertura em tempo real.

O OSDH disse ainda que a aviação bombardeou em três ocasiões o posto tomado pelos rebeldes islamitas.

Malula, que está situada 55 km ao norte de Damasco, é um dos mais conhecidos povoados cristãos da Síria e seus habitantes falam aramaico, o idioma usado por Jesus Cristo.

O povoado é famoso por seus refúgios que datam dos primeiros séculos do cristianismo. A maioria dos habitantes é de cristãos grego-católicos.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Islamitas tomam a entrada de cidade cristã na Síria, diz ONG

Rebeldes islamitas se apoderaram nesta quarta-feira (4) de um posto militar na entrada da cidade cristã de Malula (norte), afirmou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Segundo a fonte, o ataque foi realizado por jihadistas da Frente al-Nosra.

Acompanhe a cobertura em tempo real.

O OSDH disse ainda que a aviação bombardeou em três ocasiões o posto tomado pelos rebeldes islamitas.

Malula, que está situada 55 km ao norte de Damasco, é um dos mais conhecidos povoados cristãos da Síria e seus habitantes falam aramaico, o idioma usado por Jesus Cristo.

O povoado é famoso por seus refúgios que datam dos primeiros séculos do cristianismo. A maioria dos habitantes é de cristãos grego-católicos.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,