RSS

Arquivo da tag: investigao

Relatores da ONU pedem investigação sobre crise na Venezuela

Cinco autoridades da ONU exigiram das autoridades da Venezuela que os casos de agressão contras manifestantes e jornalistas sejam investigados, e pediram a libertação de ‘qualquer pessoa que permaneça detida arbitrariamente’.

‘Os recentes episódios de violência ocorridos nos protestos na Venezuela devem ser investigados urgentemente, e os responsáveis devem responder por seus atos na justiça’, indicaram, em um comunicado conjunto.

O texto também alerta contra as denúncias de violência contra jornalistas e o fechamento de meios de comunicação. ‘O país necessita de mais informações sobre os atuais protestos, e não menos’, afirma.

Assinaram o documento os relatores da ONU para diversos setores, como liberdade de opinião e expressão, Frank La Rue; direito de liberdade de reunião e associação pacífica, Maina Kiai; tortura, Juan Méndez; situação dos defensores de Direitos Humanos, Margaret Sekaggya; e o presidente e relator do grupo de trabalho sobre detenções arbitrárias, Mads Andenas.

Os cinco expressaram sua ‘consternação pela morte de ao menos 18 pessoas nas manifestações’.

Há um mês protestos estudantis, apoiados pela oposição, ocorrem em diversas partes da Venezuela, deixando até agora 18 mortos e 260 feridos, e tendo sido classificados pelo governo de Nicolás Maduro como uma tentativa de golpe de Estado.

new WM.Player( { videosIDs: “3193416”, sitePage: “g1/mundo/videos”, zoneId: “110461”, width: 320, height: 200 } ).attachTo($(“#3193416”)[0]);

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Níger pede investigação internacional na Líbia

O Níger quer uma intervenção das potências ocidentais no sul da Líbia, um “viveiro de grupos terroristas”, declarou nesta quarta-feira (5) o ministro nigerino do Interior, Masudu Hasumi, à Rádio France Internationale.

“As potências que atuaram na Líbia para derrubar o coronel Khadafi – depois da qual a Líbia se tornou o principal santuário terrorista – precisam garantir os serviços pós-venda”, declarou o ministro, cujo país faz fronteira com a Líbia.

“É legítimo que a França e os Estados Unidos intervenham para erradicar a ameaça terrorista” no sul deste país, acrescentou o ministro, que se encontra em Paris.

Em relação à declaração do chefe dos serviços de inteligência dos Estados Unidos, James Clapper, que no dia 29 de janeiro classificou o Sahel de incubadora de grupos extremistas, o ministro nigerino estimou que “deveria ter dito de modo mais preciso que o sul líbio é uma incubadora de grupos terroristas”.

“Acredito que há hoje uma forte tomada de consciência da ameaça que o sul líbio constitui”, e uma intervenção “entra na ordem do possível”, acrescentou.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: ,

Google está próximo de acordo com UE sobre investigação antitruste

O Google e reguladores da União Europeia estão perto de chegar a um acordo sobre uma investigação antitruste de três anos com concessões “muito melhores” para acalmar preocupação sobre bloquear rivais, como a Microsoft de resultados de busca de Internet, disseram duas fontes nesta quarta-feira (29).

Um acordo sob as regras antitruste da Comissão Europeia significa que o Google irá escapar de uma possível multa de até US$ 5 bilhões, ou 10% de sua receita em 2012.

A maior ferramenta de busca da internet e a Comissão Europeia estão próximas de um acordo e uma decisão é esperada nos próximos dias ou no máximo em duas semanas, disse à Reuters uma autoridade sênior da União Europeia.

Uma segunda pessoa familiar ao assunto confirmou o provável acordo.

A autoridade disse que a mais recente proposta do Google, a terceira depois que o comissário de competição da União Europeia, Joaquin Almunia, rejeitou uma oferta anterior como inaceitável, estava “muito melhor”.

O acordo inclui compromissos do Google sobre como trata concorrentes e como usará o conteúdo de outros provedores no futuro.

A Comissão tem dito que o Google pode ter favorecido seus próprios produtos e serviços em resultados de buscas em detrimento dos concorrentes.

Os reguladores da União Europeia não vão buscar o feedback dos 125 concorrentes, incluindo Microsoft e outros, que comentaram sobre as propostas anteriores do Google, já que eles têm uma idéia clara do seu pensamento após os dois últimos testes de mercado, disse o funcionário.

Almunia e o presidente-executivo do Google, Eric Schmidt, que estavam em Davos para o Fórum Econômico Mundial, na semana passada, estão em contato permanente, disse.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

CEO da Qualcomm diz desconhecer motivo de investigação na China

Paul Jacobs, presidente-executivo da Qualcomm, afirmou na quarta-feira (8) que a fabricante norte-americana de chips para dispositivos móveis ainda não foi notificada sobre o motivo de estar sob investigação antitruste na China desde o final de 2013.

A Qualcomm anunciou em novembro que a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC, na sigla em inglês) havia iniciado uma investigação antitruste sobre a companhia. A fabricante de chips disse que não estava ciente de qualquer possível violação.

“Realmente ainda não sabemos”, disse Jacobs à agência Reuters durante a feira Consumer Electronics Show (CES) 2014, em Las Vegas. O executivo acrescentou que não é incomum que autoridades de vários países não revelem os motivos de suas investigações antitruste.

Em dezembro, a mídia estatal citou uma autoridade sênior da NDRC dizendo que a reguladora tinha “evidências substânciais” contra a fabricante de chips. A Qualcomm entregou os documentos pedidos à NDRC desde então.

A NDRC iniciou quase 20 investigações relacionadas a preços contra empresas domésticas e estrangeiras nos últimos três anos, de acordo com a mídia oficial e pesquisas publicadas por empresas jurídicas.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Presidente do México pede a Obama investigação sobre espionagem

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, pediu ao presidente americano Barack Obama investigue “a fundo” a denúncia de que ele teria sido espionado quando ainda era candidato à presidência.

Caso ela seja comprovada, Peña Nieto pediu que sejam aplicadas sanções.

Em conversa telefônica o presidente disse que “o governo do México pediu ao governo americano uma investigação a fundo”.

“Se se agiu fora dos acordos internacionais e fora da lei, deve haver as sanções correspondentes”, disse Peña Nieto, que nesta quinta participa, junto com Obama, da cúpula do G20 em São Petersburgo.

Peña Nieto em foto desta segunda-feira (10) (Foto: Claudia Daut/Reuters)Peña Nieto (Foto: Claudia Daut/Reuters)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Não haverá ação na Síria antes do fim da investigação, diz Reino Unido

AppId is over the quota
AppId is over the quota

O governo britânico não vai lançar uma ação militar na Síria até que tenha conhecimento dos resultados apresentados pelos especialistas da ONU que investigam, no local, um suposto ataque com armas químicas feito pelo governo sírio, segundo uma moção que deve ser submetida na quinta-feira (30) ao Parlamento britânico.

“O secretário-geral da ONU deve poder comparecer diante do Conselho de Segurança imediatamente após o fim da missão da equipe”, indica o texto, acrescentando que “o Conselho de Segurança das Nações Unidas deve ter a oportunidade de ter esse esclarecimento e todos os esforços devem ser feitos para obter uma resolução do Conselho de Segurança apoiando uma ação militar antes que uma ação como essa seja tomada”.

“Antes de qualquer envolvimento britânico direto em uma ação como esta, uma outra votação será realizada na Câmara dos Comuns”, indica a moção.

Uma porta-voz de Downing Street confirmou à France Presse que essa votação “não acontecerá antes que os inspetores da ONU consigam fazer seu relatório”.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou nesta quarta-feira que os especialistas precisam de quatro dias para concluir seu trabalho no local.

“Em seguida, os especialistas deverão fazer análises científicas. Depois, nós deveremos fazer um relatório ao Conselho de Segurança para que atue da forma que julgar necessário”, disse.

A moção que será submetida na quinta-feira ao Parlamento britânico “lamenta o uso de armas químicas na Síria, no dia 21 de agosto de 2013, pelo regime de Assad, que causou centenas de mortes e deixou milhares de feridos entre os civis sírios”.

Ela “considera que uma forte resposta humanitária é necessária por parte da comunidade internacional e que isso pode, se necessário, requerer uma ação militar que seja legal, proporcional e destinada a salvar vidas, impedindo e dissuadindo o uso de armas químicas na Síria”, ressaltando que essa prática é um “crime de guerra e um crime contra a Humanidade”.

arte síria versão 28.08 (Foto: Arte/G1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

China diz que decisão da ONU sobre Síria deve aguardar investigação

AppId is over the quota
AppId is over the quota

A China disse que o Conselho de Segurança da ONU não deve se apressar em agir contra o governo sírio enquanto inspetores internacionais não concluírem uma investigação sobre o suposto uso de armas químicas.

Em declarações divulgadas pela agência estatal de notícias Xinhua, nesta sexta-feira, o chanceler Wang Yi disse em telefonema ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que Pequim apoia plenamente uma inspeção livre e objetiva, isenta de pressões externas.

A oposição síria acusa as forças do presidente Bashar al-Assad de terem matado centenas de civis com um ataque de gás contra subúrbios rebeldes de Damasco, na semana passada. O governo diz que os rebeldes cometeram o ataque.

Uma equipe da ONU que já estava na Síria antes do incidente visitou os subúrbios atingidos e colheu amostras para a realização de exames. O grupo deixa a Síria no sábado, e em seguida deve apresentar suas primeiras conclusões sobre o ataque.

“Antes que a investigação descubra o que realmente aconteceu, todas as partes deveriam evitar prejulgar os resultados, e certamente não deveriam pressionar incisivamente o Conselho de Segurança a agir”, disse Wang a Ban, segundo a Xinhua.

O ministro acrescentou que a força militar não contribuirá para resolver a guerra civil síria, iniciada há dois anos e meio, e que essa opção ainda poderá causar mais turbulências no Oriente Médio. “Uma resolução política ainda é a única saída”, afirmou.

Em outras conversas, com o ministro alemão de Relações Exteriores, Guido Westerwelle, e com o secretário-geral da Liga Árabe, Nabil Elaraby, Wang disse que os responsáveis pelo uso de armas químicas devem ser responsabilizados.

Ele disse também que é preciso agir com calma e moderação. “Adotar uma ação unilateral dificultará a solução da questão, e sua legalidade irá atrair dúvidas”, afirmou. “Todos os lados devem estar pedindo a paz e pressionando por negociações.”

Os EUA e seus aliados têm discutido abertamente nos últimos dias a possibilidade de realizar bombardeios aéreos para punir Assad pelo uso de armas químicas. Na quinta-feira, no entanto, autoridades norte-americanas admitiam não haver provas conclusivas de que o presidente ordenou pessoalmente o ataque com gás.

arte síria versão 28.08 (Foto: Arte/G1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,