RSS

Arquivo da tag: internauta

Internauta filma sapo-cururu comendo abelhas; veja vídeo

Sapo-cururu captura abelhas (Foto: Paulo Marcelo Adamek/VC no G1)Sapo-cururu captura abelhas (Foto: Paulo Marcelo Adamek/VC no G1)

Um sapo do gênero Rhinella sp, conhecido como sapo-cururu, foi filmado enquanto capturava abelhas em Itaiópolis, no Vale do Itajaí. No vídeo, os insetos estão no chão e rapidamente são capturados pelo animal (veja ao lado).

Há cerca de dois meses, outro sapo, do mesmo gênero, foi filmado nadando contra a correnteza, no Rio Itajai-açú, pelo mesmo internauta.

Nota da redação: O gênero inclui sapos de grandes dimensões, alcançando entre 10 e 15 centímetros. Segundo informações passadas pelo Laboratório de Herpetologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o gênero Rhinella inclui centenas de espécies de sapos diferentes e é facilmente encontrado na Mata Atlântica. A alimentação é composta, basicamente, de insetos.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Empresas de propaganda usam bug no IE para vigiar internauta

Companhia de segurança descobriu que companhias de publicidade utilizam brecha medir quantas visitas recebem por banner em sites

Algumas empresas de análise de publicidade estão usando uma vulnerabilidade do Internet Explorer com uma finalidade questionável: descobrir se os usuários da Internet estão, de fato, vendo as propagandas exibidas dentro de sites.

A falha identificada pela empresa britânica de segurança Spider.io permite que todos os movimentos do cursor do usuários sejam gravados. Utilizada por crackers, essa vulnerabilidade permite que as senhas de teclados virtuais, por exemplo, sejam identificadas. No caso das empresas de publicidade, a brecha é utilizada para um tipo de métrica chamada de “visibilidade” (em inglês, “viewability”), que é o que ajuda as empresas a decidir onde gastar seus orçamentos e focá-los apenas em anúncios mais produtivos.

A Spider.io publicou detalhes da vulnerabilidade na quarta-feira (12/12), mas a falha tem sido usada há algum tempo por, pelo menos, duas grandes empresas de análise de publicidade, disse o CEO da Spider.io, Douglas de Jager.

É esperado que propagandas exibidas em sites sejam uma rica fonte de receita para os anunciantes. Mas muitas pessoas não clicam nesse tipo de anúncio, o que torna mais difícil de medir se eles têm algum impacto sobre os clientes. Displays para anúncios são vendidos geralmente por uma taxa equivalente a mil impressões, conhecidos como COM (Custo por Mil).

As propagandas podem também ser exibidas no rodapé das páginas – local que quase nunca é freqüentado pelos visitantes. A falha no Internet Explorer permite que as redes de publicidade veiculem anúncios com um código JavaScript especial, a fim de descobrir se o anúncio foi realmente visto – o que é uma informação muito mais útil para os anunciantes.

Além disso, a falha também permite calcular qual o local do site o anúncio foi colocado. Alguns navegadores como o Chrome e o Safari são capazes de fornecer informações sobre a posição de um anúncio em relação à tela. Com essa informação, os anunciantes podem verificar se o anúncio está dentro da área de visão do usuário. Mas essa capacidade está desabilitada nesses navegadores, por questões de segurança.

Já o Internet Explorer não revela informações da tela, mas a vulnerabilidade do navegador pode revelar a posição do cursor do usuário em relação ao anúncio e a posição em relação à tela.

Jager disse que as duas grandes empresas de análise de publicidade utilizam a métrica para demarcar quais anúncios não estão sendo vistos – e colocar os anunciantes em uma espécie de lista negra. “Assim, eles usam os dados coletados para identificar quem é um bom anunciante e quem é ruim”, disse Jager, em uma entrevista por telefone na quinta-feira. “Isso está sendo usado por experts em desempenho de comerciantes no mundo da publicidade online.”

Isso significa que os anunciantes poderiam fazer mais dinheiro, uma vez que estão entregando o que considera-se um inventário para publicidade de alta qualidade.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de fevereiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Buscapé lança serviço de proteção que ressarce internauta

A Buscapé anunciou nesta quinta (1) o lançamento do recurso Buscapé Protege, que devolve o dinheiro do internauta caso ele enfrente problemas com as compras feitas através do site comparador de preços. O serviço poderá ser usado se o pedido não for entregue ou se o produto chegar quebrado.

A medida é válida para produtos ou serviço de até 500 reais. O Buscapé disse que se a compra exceder esse valor, o restante será pago pelo próprio fornecedor, após contato feito pelo portal.

Para ter direito ao serviço é preciso criar uma conta no Buscapé. Depois disso, ao realizar uma comparação de preços no site será possível visualizar as ofertas protegidas, sinalizadas por um cadeado amarelo (foto).

Buscapeprotege
Ao se cadastrar no site, o Buscapé Protege é automaticamente ativado

Ao finalizar a compra, o internauta deverá responder a pesquisa e-bit no final do processo. Feito isso, ele receberá um email confirmando a cobertura do serviço. 

O consumidor tem um prazo de até 45 dias após a data do pedido para realizar reclamações sobre o produto adquirido por meio do portal. O Buscapé terá o mesmo prazo, após o contato do internauta, para resolver o problema ou efetuar o reembolso. O serviço pode ser utilizado somente uma vez ao ano e o valor do reembolso não é cumulativo.

De acordo com a empresa, inicialmente o Buscapé Protege vai ser oferecido apenas nas ofertas protegidas de lojas com classificação Diamante da e-bit (empresa provedora de informações sobre o mercado eletrônico) e companhias que utilizam Pagamento Digital como meio exclusivo de pagamento, desde que sejam conveniadas a e-bit. 

A empresa alerta que o Buscapé Protege não é válido para situações específicas, como casos de greve dos Correios, produtos importados, produtos com defeito e já enviados para análise e com prazo para estorno do cartão de crédito.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Buscapé lança serviço de proteção que ressarce internauta

A Buscapé anunciou nesta quinta (1) o lançamento do recurso Buscapé Protege, que devolve o dinheiro do internauta caso ele enfrente problemas com as compras feitas através do site comparador de preços. O serviço poderá ser usado se o pedido não for entregue ou se o produto chegar quebrado.

A medida é válida para produtos ou serviço de até 500 reais. O Buscapé disse que se a compra exceder esse valor, o restante será pago pelo próprio fornecedor, após contato feito pelo portal.

Para ter direito ao serviço é preciso criar uma conta no Buscapé. Depois disso, ao realizar uma comparação de preços no site será possível visualizar as ofertas protegidas, sinalizadas por um cadeado amarelo (foto).

Buscapeprotege
Ao se cadastrar no site, o Buscapé Protege é automaticamente ativado

Ao finalizar a compra, o internauta deverá responder a pesquisa e-bit no final do processo. Feito isso, ele receberá um email confirmando a cobertura do serviço. 

O consumidor tem um prazo de até 45 dias após a data do pedido para realizar reclamações sobre o produto adquirido por meio do portal. O Buscapé terá o mesmo prazo, após o contato do internauta, para resolver o problema ou efetuar o reembolso. O serviço pode ser utilizado somente uma vez ao ano e o valor do reembolso não é cumulativo.

De acordo com a empresa, inicialmente o Buscapé Protege vai ser oferecido apenas nas ofertas protegidas de lojas com classificação Diamante da e-bit (empresa provedora de informações sobre o mercado eletrônico) e companhias que utilizam Pagamento Digital como meio exclusivo de pagamento, desde que sejam conveniadas a e-bit. 

A empresa alerta que o Buscapé Protege não é válido para situações específicas, como casos de greve dos Correios, produtos importados, produtos com defeito e já enviados para análise e com prazo para estorno do cartão de crédito.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,