RSS

Arquivo da tag: integrantes

Confronto no Iêmen mata soldados e integrantes da Al-Qaeda

Dezoito soldados iemenitas e doze supostos integrantes da Al-Qaeda foram mortos nesta terça-feira (29) durante um confronto na província de Shabwa (sul), onde o exército lançou uma grande operação contra a rede extremista, indicaram fontes militares.

Combatentes da Al-Qaeda, que sofreram uma emboscada perto da cidade de Azzan, atacaram um comboio militar, dando início ao confronto, informou uma fonte militar.

Os insurgentes capturaram um veículo de transporte de tropas e os 15 soldados que estavam a bordo.

Os insurgentes extremistas, armados com lança-granadas e armas automáticas, também destruíram três veículos do exército e o confronto resultou em “quatro soldados mortos e outros seis feridos” e na morte de cinco extremistas, segundo a mesma fonte.

E outros três soldados morreram e sete ficaram feridos em uma outra emboscada, armada pela Al-Qaeda contra um comboio de sete veículos militares perto de Lahmar, uma localidade da província de Abyan, segundo uma autoridade.

O exército iemenita, apoiado por membros de milícias locais, lançou uma ofensiva terrestre na madrugada desta terça em uma tentativa de expulsar os combatentes da Al-Qaeda de seus redutos nas províncias de Abyan e Shabwa.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Veja os principais casos de pedofilia entre integrantes do clero católico

Muitos casos de pedofilia cometidos por membros do clero, muitas vezes acobertados por sua hierarquia, foram denunciados no passado. O Comitê de Direitos da Criança da ONU exigiu nesta quarta-feira (5) que o Vaticano denuncie os culpados.

CANADÁ: No final dos anos 1980, as revelações de abusos de crianças em um orfanato em Newfoundland (leste) nos anos de 1950 e 1960 provocaram um enorme escândalo. A hierarquia religiosa também foi acusada de não ter denunciado os casos de pedofilia em suas fileiras.

ESTADOS UNIDOS: Em 2004, uma investigação contabilizou 4.400 padres pedófilos e 11 mil crianças vítimas de abusos entre 1950 e 2002.

Um dos casos mais notórios envolveu o arcebispo de Boston, o cardeal Bernard Law, que foi forçado a renunciar em 2002 por ter protegido padres pedófilos.

Em 2007, a Arquidiocese de Los Angeles, então liderada pelo cardeal Roger Mahony, concordou em pagar 660 milhões dólares para 500 supostas vítimas.

Mahony, acusado de acobertar os padres pedófilos, foi demitido de seu cargo no início de 2013.

IRLANDA: Nos anos 2000, acusações de abusos sexuais cometidos durante décadas coloca em xeque a credibilidade das instituições católicas. Mais de 14.500 crianças teriam sido vítimas. Vários bispos e padres, acusados de esconder esses atos, foram punidos.

ALEMANHA: Desde o início de 2010, centenas de casos de abusos sexuais de crianças e adolescentes em instituições religiosas foram revelados. Um dos casos mais divulgados foi o do colégio jesuíta Canisius em Berlim envolvendo cerca de vinte crianças.

No final de 2012, um relatório indicou pelo menos 66 nomes de religiosos envolvidos em casos de pedofilia por um período de 10 anos.

ÁUSTRIA: Após uma série de revelações no início de 2010 de casos de abusos sexuais e maus tratos por sacerdotes entre as décadas de 1960 e 1980, uma comissão de inquérito é criada pela Igreja.

Cerca de 800 casos foram identificados e 8 milhões de euros concedidos às vítimas.

BÉLGICA: Em 2010, o bispo de Bruges, Roger Vangheluwe, renunciou após admitir ter abusado sexualmente de dois de seus sobrinhos.

Na sequência, milhares de testemunhos relataram casos de abuso sexual por monges belgas. Acusada de permanecer em silêncio, a hierarquia católica é atualmente alvo de um vasto inquérito judicial.

HOLANDA: No final de 2011, um relatório revelou o caso de “dezenas de milhares de crianças” abusadas sexualmente dentro da Igreja católica holandesa entre 1945 e 2010. Cerca de 800 supostos autores foram identificados.

AUSTRÁLIA: Em abril de 2013, é aberto uma investigação pública sobre o abuso sexual de crianças em associações religiosas e instituições públicas.

Cinco mil supostas vítimas devem ser entrevistadas.

POLÔNIA: Em agosto de 2013, o polonês Jozef Wesolowski, núncio na República Dominicana, foi destituído, e uma investigação foi instaurada no âmbito de outro padre polonês suspeito de crimes contra menores de idade.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Agora ativistas, integrantes da Pussy Riot prometem voltar aos palcos

Nadezhda Tolokonnikova agora é ativista da Anistia Internacional (Foto: Don Emmert/AFP)Nadezhda Tolokonnikova agora é ativista da Anistia
Internacional (Foto: Don Emmert/AFP)

Duas integrantes da banda punk russa Pussy Riot se transformaram em ativistas globais dos direitos humanos depois de serem presas por vandalismo. Mas, nesta semana, prometeram voltar aos palcos como artistas.

“É absolutamente impossível tirar isso de nós”, disse Nadezhda Tolokonnikova, de 24 anos, em uma entrevista coletiva em Nova York, onde participará de um show nesta quarta-feira (5) como parte de um evento da Anistia Internacional, às vésperas da abertura da Olimpíada de Inverno de Sochi, na Rússia.

Tolokonnikova e sua colega Maria Alyokhina, de 25 anos, serão apresentadas no show da anistia pela pop star Madonna. Elas devem falar, mas não está previsto que toquem.

As duas artistas foram condenadas em 2012 por terem feito um protesto contra o presidente russo, Vladimir Putin, numa catedral ortodoxa de Moscou. Uma terceira integrante do grupo, Yekaterina Samutsevich, teve sua sentença suspensa na fase de recurso.

Nadezhda Tolokonnikova e colega agora são ativistas da Anistia Internacional e subirão ao palco em show durante evento (Foto: AFP)Nadezhda Tolokonnikova e Maria agora são ativistas da Anistia Internacional e subirão ao palco em show durante evento (Foto: AFP)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Incêndio mata integrantes de equipes de emergências em Buenos Aires

Pelo menos nove membros das equipes de emergências de Buenos Aires morreram e outros sete ficaram gravemente feridos, nesta quarta-feira (5), quando tentavam apagar um incêndio em um armazém situado em um bairro no sul da capital, informaram fontes oficiais.

Após a tragédia, a presidente argentina, Cristina Kirchner, decretou dois dias de luto, anunciou o chefe de Gabinete do Governo, Jorge Capitanich.

Os mortos são sete bombeiros e dois integrantes da Defesa Civil.

Equipes de emergência tentam apagar fogo em depósito em Buenos Aires. Sete bombeiros e dois integrantes da Defesa Civil morreram no combate às chamas nesta quarta-feira (5) (Foto: Enrique Marcarian/Reuters)Equipes de emergência tentam apagar fogo em depósito em Buenos Aires. Sete bombeiros e dois integrantes da Defesa Civil morreram no combate às chamas nesta quarta-feira (5) (Foto: Enrique Marcarian/Reuters)

O secretário de Segurança argentino, Sergio Berni, detalhou que as vítimas fatais são seis integrantes dos bombeiros, dois integrantes da guarda civil e um bombeiro voluntário.

As mortes ocorreram por conta do desabamento de parte da alvenaria do edifício, situado no bairro de Barracos, enquanto as equipes de emergência iniciavam as tarefas para apagar o incêndio.

Além disso, há sete soldados gravemente feridos com politraumatismos e que foram transferidos aos hospitais mais próximos.

“Hoje é uma grande comoção para Barracos porque perder cinco ou seis bombeiros, ou a quantidade que seja, comove muito”, contou à Agência Efe o morador Juan Carlos Giles, com lágrimas nos olhos, que viu quando a parede do edifício caiu sobre “umas 15 pessoas que estavam trabalhando”.

Giles tinha visto a rachadura pela qual “a fumaça estava saindo” e, prevendo o que ia acontecer, pediu aos vizinhos que se retirassem, porque aquela parte ia cair.

“Estamos muito consternados, são companheiros nossos”, afirmo;.,mvc u Alberto Crescenti, titular do Sistema de Atendimento Médico de Emergências (Same).

O fogo começou em um edifício antigo que servia como depósito de documentação no bairro de Barracos, no sul da capital, e causou o colapso da estrutura e quatro desabamentos que sepultaram as vítimas e deixaram pessoas feridas.

Roberto Leva, que nasceu e viveu toda sua vida em Barracos, contou à Agência Efe que quando escutou as sirenes dos bombeiros, saiu na sacada de seu apartamento, no oitavo andar, e dali viu a parede cair, mas “o que menos” pensou é que iria ocorrer uma tragédia.

“Fiquei dura (impactada) ao escutar a explosão”, disse à Agência Efe uma vizinha do bairro que estava passeando com seu cachorro a meia quadra do armazém no momento que começou o incêndio.

O incêndio ocorreu no começo da manhã e foi controlado sem afetar os imóveis mais próximos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Integrantes do Pussy Riot prometem continuar a luta por direitos humanos

Maria Alyokhinafor e Nadezhda Tolokonnikova posam para foto em Cingapura (Foto: Mohd Fyrol/AFP)Maria Alyokhinafor e Nadezhda Tolokonnikova posam para foto em Cingapura (Foto: Mohd Fyrol/AFP)

Duas integrantes do grupo punk russo Pussy Riot prometeram durante evento em Cingapura prosseguir a sua campanha em defesa dos direitos humanos na Rússia, em sua primeira viagem ao exterior desde a sua libertação da prisão.

Nadezhda Tolokonnikova e Maria Alekhina, anistiadas e libertadas no mês passado, estão em Cingapura para participar da premiação Prudential Eye Awards, que celebra a sua primeira edição.

O vídeo em que as ativistas russas realizam uma ‘oração punk’ contra o presidente Vladimir Putin em uma catedral de Moscou, o que custou uma pena de dois anos de prisão para as três integrantes do grupo, foi selecionado para o prêmio na categoria vídeo digital.

As duas jovens, presas em fevereiro de 2012 e anistiadas no mês passado depois de cumprir a maior parte de sua sentença, asseguraram que irão manter a sua campanha pelos direitos humanos na Rússia por meio de ‘vídeos e outras formas de criação’.

‘Sem dúvida, vamos continuar nossas atividades políticas, e agora estamos concentradas em um projeto para apoiar os direitos dos presos’, declarou Nadezhda Tolokonnikova durante uma coletiva de imprensa em Cingapura.

As duas ressaltaram que vão levar a causa adiante individualmente, e não como membros do grupo Pussy Riot.

‘Temos de nos expressar em nosso próprio nome’, disse Tolokonnikova.

O prêmio em jogo em Cingapura é de 20.000 dólares para o melhor em cada categoria. O grande vencedor levará um adicional de US$ 30.000 e ganhará uma exposição na Galeria Saatchi, em Londres, este ano.

Tolokonnikova explicou que, se ganhar um prêmio, o dinheiro irá para ‘o projeto de defesa dos direitos dos presos’.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Cinco integrantes de ONG são sequestrados na Síria

Cinco funcionários da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) foram levados durante a noite (de quinta-feira) de uma casa usada pela entidade no norte da Síria por um grupo desconhecido, aparentemente para serem interrogados, informou a ONG em um comunicado nesta sexta-feira (3).

“MSF está em contato com todos os atores apropriados assim como com as famílias de seus colegas e tudo o possível está sendo feito para estabelecer contato”, acrescenta o texto, que não especifica as nacionalidades das vítimas.

Entidades de ajuda humanitária vêm relatando grave dificuldade para atuar em meio à guerra civil síria, que já provocou mais de 130 mil mortes.

O governo do contestado presidente sírio, Bashar al-Assad, ainda controla algumas faixas de terra no norte da Síria, mas rebeldes que lutam para derrubá-lo, incluindo facções islâmicas radicais, tomaram amplas áreas da região.

A MSF não possui a autorização de Damasco para prestar ajuda na Síria, mas atua em áreas controladas por rebeldes.

O comunicado diz que médicos trabalham em seis hospitais e quatro centros de saúde no norte da Síria.

Em novembro, a Organização das Nações Unidas informou que 12 funcionários da ONU e 32 funcionários ou voluntários do Crescente Vermelho Árabe Sírio foram mortos desde março de 2011, quando começou a crise, e 21 funcionários da ONU continuam detidos.

arte cronologia síria 31/12/2013 (Foto: 1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , ,

Integrantes do Mumford & Sons são expulsos de clube de strip, diz site

Ben Lovett, Marcus Mumford, Winston Marshall e Dwane Ted integram a banda Mumford & Sons, vencedora do melhor álbum no Grammy. (Foto: Robyn Beck / AFP Photo)Ben Lovett, Marcus Mumford, Winston Marshall e Dwane Ted, os integrantes da banda Mumford & Sons, após receberam o troféu de melhor álbum no Grammy 2013 (Foto: Robyn Beck / AFP Photo)

Os integrantes da banda britânica Mumford & Sons foram expulsos de um clube de strip-tease em Atlanta, nos Estados Unidos, após insistirem em usar celulares para fazer vídeos dentro do local, informa nesta quinta-feira (12) o TMZ.

De acordo com o site de celebridades, os músicos decidiram visitar “o famoso Clermond Lounge” logo depois de um show no Centennial Olympic Park – a cidade americana sediou os Jogos Olímpicos de 1996. 

Em certo momento da noite, Ben Lovett, que na banda canta e toca teclado, bateria e acordeão, resolveu fazer um número de “karaoke”. Os colegas, então, teriam usado as câmeras de seus telefones para registrar o momento.

Citando fontes que estavam no Clermond Lounge, a reportagem diz ainda que os funcionários da casa ficaram enfurecidos com a situação, pedindo para que os aparelhos fossem desligados.

O próprio DJ teria baixado o volume da música por diversas vezes para repetir a solitiação, levando Lovett a a acusá-lo de “arruinar” a performance. Foi aí que outros membros do Mumford & Sons passaram a reclamar, levando o gerente do local a expulsá-los.

Em vídeo publicado no TMZ e que mostraria o instante exato da expulsão, é possível escutar alguém gritando: “Todo mundo para fora! Vão, vão, vão!”.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de setembro de 2013 em Música

 

Tags: , , , ,