RSS

Arquivo da tag: Inspetores

Inspetores da agência nuclear da ONU visitam mina de urânio no Irã

Inspetores da ONU visitaram nesta quarta-feira (29) uma mina de urânio no Irã pela primeira vez em quase uma década, informou a mídia iraniana, num momento em que Teerã abre gradualmente seu controverso programa nuclear para um maior escrutínio internacional.

Uma equipe de três membros da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) foi à mina de Gchine, perto da cidade de Bandar Abbas, ao sul do Golfo Pérsico, disse um porta-voz da organização de energia atômica do Irã. A AIEA esteve lá pela última vez em 2005.

Eles “estão realizando sua inspeção agora”, disse Behrouz Kamalvandi no site da Press TV, a rede de televisão estatal em inglês do Irã.

Permitir que a agência nuclear da ONU, que investiga suspeitas de que o Irã pode ter realizado pesquisas para uma bomba atômica, vá a Gchine era um de seis passos concretos com os quais os iranianos concordaram no acordo de cooperação com a AIEA fechado em 11 de novembro.

O acordo Irã-AIEA é distinto do pacto inédito de 24 de novembro entre Teerã e seis potências mundiais para conter o programa nuclear iraniano em troca de um alívio limitado nas sanções que enfraqueceram a economia do país. O acordo entrou em vigor em 20 de janeiro.

Os dois acordos assinalaram um avanço rápido nos laços problemáticos do Irã com o resto do mundo, e foram possibilitados pela eleição de Hassan Rouhani, um presidente relativamente moderado que busca encerrar o isolamento internacional de Teerã.

O Irã diz estar refinando urânio somente para abastecer uma rede de usinas nucleares em planejamento. Mas o mesmo material também pode fornecer o núcleo físsil para uma bomba atômica se for mais enriquecido.

Os dois lados se reunirão em 8 de fevereiro para discutir futuros passos sob o acordo de cooperação, e a AIEA pretende pressionar para ter mais acesso e informações relacionadas à sua investigação sobre a suposta pesquisa de armas atômicas do Irã.

Teerã nega as acusações e diz serem uma invenção.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Equipe de inspetores chega a Teerã para a aplicação do acordo nuclear

Uma equipe de inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), liderada por Massimo Aparo, chegou neste sábado (18) a Teerã para vigiar o início do acordo de 24 de novembro sobre o programa nuclear iraniano, informou a agência oficial de notícias iraniana, Irna.

Segundo o porta-voz da Organização de Energia Atômica do Irã (OEAI), Behruz Kamalvandi, Massimo tratará com os responsáveis iranianos “o início da primeira fase do plano de ação conjunto” estipulado com o Grupo 5+1 (Estados Unidos, França, o Reino Unido, China e Rússia, mais Alemanha).

Kamalvandi disse que a equipe de inspetores começará seus trabalhos nesta segunda-feira (20), dia 20, data em que serão postas “em andamento as medidas para a suspensão das sanções” contra o Irã, conforme o acordo com as grandes potências.

A União Europeia aprovará no mesmo dia a suspensão das sanções econômicas ao Irã de acordo com o plano de ação sobre seu programa nuclear, se receber a confirmação da Agência Internacional de Energia Atômica de que o Irã cumpriu com seu compromisso.

O histórico pacto assinado em 24 de novembro obriga a Teerã pausar parcialmente as atividades de seu programa nuclear em troca da suspensão de algumas sanções e o compromisso do G5+1 de não impor novas medidas restritivas durante um prazo de seis meses.

Várias potências acusam Teerã de tentar desenvolver armas atômicas, o que levou a impor severas sanções internacionais ao país, que rejeita a acusação e reivindica seu direito a desenvolver um programa nuclear com fins pacíficos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Mais inspetores serão mandados à Síria para destruir armas químicas

A Opaq (Organização para a Proibição de Armas Químicas) anunciou nesta terça-feira (8) que vai mandar mais uma equipe à Síria para o trabalho de destruição do arsenal do regime sírio.

Acompanhe a cobertura em tempo real.

O segundo contingente completará a equipe de reconhecimento, composta por especialistas da Opaq, que está na Síria desde 1º de outubro, afirmou a organização, com sede em Haia.

Segundo a entidade, o governo do presidente sírio Bashar al-Assad teve um início “construtivo” no que chamou de um processo “longo e difícil”.

arte síria versão 08.10 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Inspetores de armas químicas iniciam terceiro dia de missão na Síria

Nove especialistas responsáveis por verificar o arsenal químico sírio antes do desmantelamento deixaram o hotel de Damasco na manhã desta quinta-feira (3) para o terceiro dia de trabalhos.

Os inspetores da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) deixaram o hotel em três veículos da ONU. O destino dos especialistas não foi divulgado.

Os nove especialistas integram uma equipe de 19 pessoas, presentes no país desde terça-feira (1) para assegurar a aplicação da resolução 2118 da ONU, que ordena a destruição do arsenal químico da Síria, aprovada após um ataque químico que provocou centenas de mortes em agosto em uma área controlada por forças rebeldes.

A primeira missão da equipe será verificar as informações divulgadas pelo regime de Bashar al-Assad sobre seu arsenal.

Os inspetores da Opaq chegaram ao país um dia após a partida dos especialistas da ONU, que investigaram sete supostos casos de utilização de armas químicas denunciados pelo regime ou pela oposição. Eles entregarão seu relatório no fim de outubro.

Segundo especialistas em desarmamento, a Síria possui mais de mil toneladas de armas químicas, entre elas 300 toneladas de gás mostarda e sarin, distribuídas em 45 locais diferentes.

Arte Síria 17/09 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 4 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Inspetores responsáveis pelo fim de arsenal químico chegam à Síria

Vinte inspetores internacionais responsáveis pela operação de desmantelamento das armas químicas do regime de Bashar al-Assad entraram nesta terça-feira (1º) na Síria pelo posto de fronteira de Masnaa.

Os inspetores da Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq), responsáveis por aplicar uma resolução da ONU sobre a destruição do arsenal químico sírio, cruzaram a fronteira a bordo de jipes brancos.

As autoridades sírias divulgaram em 19 de setembro uma lista dos locais de produção e armazenamento de armas químicas que devem ser inspecionados em 30 dias em virtude de um acordo Rússia-EUA.

O acordo prevê o desmantelamento das armas químicas no país até meados de 2014.

A operação de desarmamento é muito ambiciosa e perigosa. Outras foram realizadas no Iraque e Líbia, mas nunca em plena guerra.

Arte Síria 17/09 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Inspetores vão ‘acelerar’ entrega de relatório sobre a Síria, diz ONU

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Os especialistas da ONU em armas químicas concluíram seu trabalho na Síria e agora vão “acelerar” a elaboração de um relatório sobre se efetivamente foi usado esse tipo de armamento no conflito, disse nesta sexta-feira (30) o porta-voz da ONU, Martin Nesirky.

“A equipe concluiu a coleta de amostras e evidências”, declarou Nesirky à imprensa. “Agora estão embalando tudo, e deixarão Damasco e a Síria amanhã.”

Os inspetores passaram a semana visitando áreas controladas pelos rebeldes nos arredores de Damasco, depois de relatos de um ataque com gás venenoso na semana passada que a oposição acusa o presidente Bashar al-Assad de ter realizado.

O governo sírio acusa os rebeldes de dispararem armas químicas contra civis e soldados. As análises, que devem acontecer em laboratórios europeus, vão necessitar semanas de trabalho, indicou a ONU.

O governo sírio também afirmou que recusa qualquer relatório parcial sobre o possível uso de armas químicas, o que pode ser feito imediatamente após o final da missão de inspetores, afirmou nesta sexta-feira a televisão oficial síria.

Durante um telefonema com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o ministro das Relações Exteriores sírio, Walid Muallem, informou que seu país “rejeita qualquer relatório parcial publicado pelo secretariado-geral da ONU antes que a missão tenha concluído seu trabalho e que esteja ciente dos resultados das análises das amostras coletadas pelos inspetores”.

Testemunhas disseram que a equipe de inspetores reuniu-se no aeroporto militar de Mezze com soldados que, segundo a mídia do governo, foram expostos a gás venenoso em Jobar, um subúrbio de Damasco.

Uma testemunha da Reuters disse que os inspetores da ONU não estavam usando coletes à prova de bala, indicando que não iriam atravessar para o território controlado pelos rebeldes após a visita à base militar. No primeiro dia de avaliação, o comboio foi atingido por disparos, mas ninguém ficou ferido.

A imprensa oficial disse que alguns soldados inalaram fumaça depois de encontrar agentes químicos em um túnel que tinha sido usado por insurgentes.

A agência de notícias estatal Sana disse que os soldados “sofreram casos de asfixia”. Imagens da TV estatal não pareciam mostrar evidências de armas químicas. Foram exibidos cinco tambores azuis e verdes de plástico, normalmente utilizados para o transporte de óleo, alinhados na parede de uma sala, e várias granadas e morteiros enferrujados.

A oposição síria diz que centenas de pessoas morreram enquanto dormiam, na semana passada por causa do ataque químico realizado por forças do governo.

O governo do presidente Bashar al-Assad nega ter cometido o massacre, e no domingo autorizou a visita de inspetores da ONU ao local.

Obama
O presidente americano, Barack Obama, consultou nesta sexta sua equipe de segurança nacional para analisar a situação na Síria, indicou um alto funcionário do governo à agência de noticias France Presse.

“Esta manhã, o presidente se reuniu com seu Conselho de Segurança Nacional para discutir a utilização de armas químicas pelo regime de (Bashar al-) Assad em 21 de agosto”, precisou o funcionário que pediu anonimato.

A fonte não deu detalhes sobre o encontro que se realiza um dia depois que o Parlamento britânico rejeitou uma intervenção na Síria devido à suposta utilização de armas químicas.
Por sua parte, o secretário de Estado, John Kerry, deve realizar uma declaração sobre a situação na Síria às 13h30 de Brasília, segundo o departamento de Estado.

arte síria versão 28.08 (Foto: Arte/G1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Inspetores precisam de 4 dias para concluir trabalho na Síria, diz ONU

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Os inspetores das Nações Unidas presentes na Síria para investigar o possível uso de armas químicas vão precisar de quatro dias para terminar seu trabalho, declarou o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

“Devem terminar os trabalhos em quatro dias”, declarou Ban Ki-moon em uma coletiva de imprensa em Haia. “Depois, os especialistas deverão realizar análises científicas e, em seguida, faremos um relatório ao Conselho de Segurança a fim de empreender as ações que forem julgadas necessárias”.

Uma equipe de inspetores da ONU chegou a uma localidade nos arredores de Damasco controlada por rebeldes nesta quarta-feira (28), disseram ativistas da oposição, para o segundo dia de investigação nos locais atingidos por um suposto ataque com armas químicas que matou centenas de pessoas.

Ki-moon já havia dito que os inspetores precisam de tempo para determinar se foram usadas armas químicas. Ele afirmou que as imagens do conflito que dura mais de dois anos são “diferentes de qualquer uma que tenhamos visto no século 21”.

“É essencial estabelecer os fatos. Uma equipe de investigação da ONU está agora no terreno para fazer justamente isso. Apenas dias após o ataque, eles coletaram amostras valiosas e entrevistara vítimas e testemunhas. A equipe precisa de tempo para fazer seu trabalho”, disse Ban.

A oposição síria diz que centenas de pessoas morreram enquanto dormiam, na madrugada de quarta-feira, por causa do ataque químico realizado por forças do governo na semana passada.

O governo do presidente Bashar al-Assad nega ter cometido o massacre, e no domingo autorizou a visita de inspetores da ONU ao local.

Veículos da ONU levam inspetores, sob escolta do Exército Livre da Síria, pela área de Ghouta que foi vítima de ataque na semana anterior (Foto: Bassam Khabieh/Reuters)Veículos da ONU levam inspetores, sob escolta do Exército Livre da Síria, pela área de Ghouta que foi vítima de ataque na semana anterior (Foto: Bassam Khabieh/Reuters)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , ,