RSS

Arquivo da tag: informaes

EUA dão US$ 2,5 mil por informações sobre suspeito de mutilar pelicano

Pelicano teve a papada cortada aparentemente por uma faca (Foto: International Bird Rescue/AP)Pelicano teve a papada cortada aparentemente por uma faca (Foto: International Bird Rescue/AP)

Autoridades da Califórnia, nos Estados Unidos, oferecem uma recompensa de US$ 2,5 mil para quem der informações sobre a pessoa que mutilou um pelicano. O pássaro que se alimenta de peixes teve a papada cortada logo abaixo do bico. A papada presa ao bico por grampos.

Segundo Jay Holcomb, diretor da ONG International Bird Rescue, aparentemente o pássaro teve o órgão mutilado por uma faca. Ele espera que o responsável seja identificado e preso.

Animal que se alimenta de peixes ficou muito machucado (Foto: International Bird Rescue/AP)Animal que se alimenta de peixes ficou muito machucado (Foto: International Bird Rescue/AP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de abril de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Colômbia e México vão dividir informações na luta contra o crime

Os Governos de Colômbia e México trocarão informações de segurança através de uma plataforma compartilhada para a identificação de delinquentes, segundo acertaram neste sábado (8) seus chanceleres em reunião realizada no marco da 8ª Cúpula da Aliança do Pacífico.

Os chanceleres da Colômbia, María Ángela Holguín, e do México, José Antonio Meade, fizeram um amplo repasse da relação bilateral em Cartagena, no norte da Colômbia, onde na próxima segunda-feira (10) ocorre a cúpula presidencial da Aliança, da qual também fazem parte Chile e Peru.

“Estamos lançando a plataforma em tempo real dessa troca de informação que permite aos dois países identificar essas pessoas que não queríamos que circulassem entre os dois países porque de alguma maneira estão causando muito prejuízo à imagem especificamente da Colômbia no México”, disse Holguín em entrevista coletiva.

Segundo a ministra, com o acesso a esta plataforma dará ao Governo mexicano “a possibilidade de não admiti-las”.

“É a primeira vez que a Colômbia entrega sua plataforma e acho que vai ser uma grande experiência para a qual poderemos olhar mais na frente se a ampliarmos aos outros países da Aliança do Pacífico”, acrescentou.

Colômbia e México mantêm uma estreita cooperação na luta contra o narcotráfico e outras formas de crime organizado, por terem sido ambos países vítimas da violência de diferentes tipos de máfias.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Anatel coloca no ar site com informações para consumidores

Objetivo é que, nos próximos meses, o site comece a oferecer um canal direto para que as pessoas façam reclamações

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) colocou no ar nesta sexta-feira (31) um novo site, voltado aos consumidores brasileiros em geral, que apresenta números e dados de qualidade de serviços de telefonia, internet e TV a cabo, além de oferecer explicações sobre os canais que devem ser usados para fazer reclamações e exigir o cumprimento de prazos e contratos de prestação.

Esse novo site pode ser acessado pelo endereço http://www.anatel.gov.br/consumidor. Ele começou a ser desenvolvido em julho de 2013 e tem uma linguagem menos técnica, para facilitar a compreensão. A página não vai substituir o atual site da agência – que, nos próximos meses, entretanto, deve passar por uma reformulação.

As informações estão disponíveis em abas. Na opção “Seus Direitos”, há uma relação de tópicos por tipo de serviço, como telefonia celular. Nele, é possível saber, por exemplo, que as empresas são obrigadas a informar, com pelo menos 5 dias de antecedência, quando for ocorrer uma interrupção programada do serviço. E que os consumidores têm direito a reparação proporcional ao período em que ele ficou fora do ar.

Já na aba “Dados e Rankings” o consumidor pode acompanhar o número de reclamações recebidas pela Anatel, especificados por empresa e por tipo de serviço. Ali é possível saber que a Oi é a operadora com mais queixas na telefonia celular: 353.307 entre janeiro e novembro de 2013. Na TV por assinatura, a Sky é a mais contestada no período (83.136).

O novo site não oferece a opção de fazer uma reclamação à Anatel. Há, porém, o espaço “Quer Reclamar?”, onde existe um passo a passo que orienta os consumidores a resolverem um problema.

De acordo com a superintendente de Relações com o Consumidor da Anatel, Elisa Vieira Leonel, o objetivo é que, nos próximos meses, o site comece a oferecer um canal direto para que as pessoas façam reclamações à agência.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Brasil e Argentina trocarão informações sobre Plano Condor

Os chanceleres de Brasil e Argentina assinaram um acordo nesta quarta-feira (29), em Havana, para a troca de informações sobre o Plano Condor, a rede de coordenação repressora das ditaduras militares no Cone Sul durante a década de 1970.

O acordo foi firmado pelo chefe da diplomacia argentina, Héctor Timerman, e pelo ministro brasileiro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, em paralelo à cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

Outro acordo similar foi assinado pelo ministro Figueiredo, também nesta quarta, com o chanceler uruguaio, Luis Almagro.

“Isso é um passo adiante na política de ratificação e de aprofundamento dos direitos humanos, não apenas em nível nacional, mas em nível regional”, disse Timerman à imprensa.

O chanceler argentino explicou que se trata de “um acordo de intercâmbio de informação existente nos arquivos oficiais e de busca de novos dados sobre as violações (aos direitos humanos) que aconteceram no Brasil e na Argentina, quando estávamos no período ditatorial”.

Ex-ditador argentino Jorge Rafael Videla é visto durante o julgamento para investigar os crimes cometidos durante a Operação Condor, uma campanha criada pela Argentina, Chile, Paraguai, Brasil, Bolívia e ditaduras do Uruguai para reprimir a oposição duran (Foto: AFP PHOTO / Juan Mabromata)Ex-ditador argentino Jorge Rafael Videla é visto em foto de março de 2013 no julgamento para investigar os crimes cometidos durante a Operação Condor, uma campanha criada pela Argentina, Chile, Paraguai, Brasil, Bolívia e ditaduras do Uruguai para reprimir a oposição duran (Foto: AFP PHOTO / Juan Mabromata)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Site de buscas russo terá acesso a informações públicas do Facebook

O site de buscas russo Yandex afirmou nesta terça-feira (14) que assinou um acordo com o Facebook para ter acesso a dados públicos de usuários da rede social. A parceria é uma tentativa de melhorar os resultados das pesquisas da ferramenta.

O Yandex supera o Google na Rússia e lidera o mercado com mais de 60% de participação, obtendo receitas a partir de anúncios baseados nos resultados de pesquisas. O cenário de redes sociais no país é dominado por participantes locais, como o Vkontakte, em parte controlado pela em presa de internet Mail.ru, enquanto o Facebook ocupa o quarto lugar na lista de sites mais populares.

Em comunicado divulgado nesta terça, o Yandex afirma que terá total acesso a informações públicas de usuários do Facebook da Rússia, Turquia, Ucrânia, Bielorrússia e Cazaquistão. Além de publicações, os resultados em breve também trarão comentários de outros usuários.

O acordo não envolve dinheiro e é baseado em benefícios mútuos, com o Yandex melhorando a qualidade dos resultados de suas buscas e o Facebook obtendo mais tráfego, disse um porta-voz do site de pesquisa.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Brasil deve proteger Snowden para ter mais informações, diz Greenwald

O jornalista norte-americano Glenn Greenwald, que divulgou as ações de espionagem dos Estados Unidos no Brasil, afirmou nesta quarta-feira (9) que o governo brasileiro deveria dar “proteção” a Edward Snowden, ex-colaborador da Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA), se tiver interesse em obter mais informações.

Snowden foi quem vazou dados secretos do governo norte-americano que revelam a interceptação de comunicações da Petrobras, da presidente Dilma Rousseff e do Ministério de Minas e Energia. O ex-agente está asilado na Rússia, onde vive em local secreto e com restrições de comunicação.

Os governos estão se dizendo gratos por terem essas informações, mas não se dispõem a proteger quem passou esses dados”Glenn Greenwald,
que divulgou documentos sobre espionagem

“Se o governo quer informações, deve proteger ele [Snowden] para que tenha liberdade para trabalhar. Ele está muito limitado para falar e corre o risco de os Estados Unidos o capturarem. Os governos estão se dizendo gratos por terem essas informações, mas não se dispõem a proteger quem passou esses dados”, disse. 

Edward Snowden é procurado pelos EUA e recebeu asilo político da Rússia em agosto, depois de passar mais de um mês na área de trânsito do aeroporto de Moscou.

Washington exigiu em várias ocasiões a sua extradição. Desde que foi asilado, Snowden não foi visto em público e, segundo seu advogado, ele corre perigo.

“Quase ninguém quer proteger uma pessoa que é responsável por deixar o mundo descobrir isso […]. Se um governo é serio defendendo liberdade e a liberdade de imprensa, precisa começar protegendo a pessoa que começou com tudo”, disse Greenwald.

O jornalista foi ao Senado para falar na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as denúncias de espionagem que atingiram o Brasil.

arte cronologia snowden espionagem 30/9 (Foto: 1)

Greenwald também afirmou que existe uma “guerra contra o jornalismo e o processo de transparência” em países como EUA, Inglaterra, Canadá e demais aliados onde também foram identificados atos de espionagem. “Agora estou aprendendo o que os Estados Unidos está fazendo com esse sistema de espionagem para punir o processo do jornalismo”, declarou.

Ameaças
No depoimento, o jornalista norte-americano afirmou que está sendo “ameaçado” pelo governo dos EUA e que enfrenta “riscos” em divulgar informações secretas de seu país. Ele destacou ainda que não está retendo informações e que divulgará todos os documentos que tiver.

“Estou fazendo jornalismo com muito risco. Estou sendo sempre atacado no meu país. Estou sendo ameaçado por pessoas do meu governo. Mas continuo dizendo que continuarei fazendo jornalismo até que o último documento seja publicado. Não estou segurando documentos relevantes. Não estou escondendo informações”, disse.

Durante a audiência, o senador Pedro Taques (PDT-MT) pediu que Glenn Greenwald entregue ao Senado todos os documentos que possui sobre a espionagem norte-americana envolvendo o Brasil. Ele destacou que não poderia pedir a entrega dos dados pela força, por busca e apreensão, porque o Supremo Tribunal Federal (STF) já definiu que comissões parlamentares de inquérito não possuem essa prerrogativa.

“Se ele tem informações para mais de ano, ele pode não saber o que é. Agora, essas informações que ele tem são informações que levam à prática de crimes. Queria saber se esse material pode ficar sob a guarda do Senado. Temos uma sala com segurança”, disse Taques.

David Miranda, companheiro de Glenn Greenwald, respondeu ao pedido dizendo que seria um “ato de traição” a entrega de documentos secretos dos EUA ao governo brasileiro. “Estaremos entregando um documento dos Estados Unidos ao governo de outro país, e isso seria traição. Temos informações de muitos países.”

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Brasil solicitou informações de 857 usuários do Facebook, diz relatório

O Brasil solicitou ao Facebook no primeiro semestre de 2013 informações sobre 857 usuários  da rede. O número foi divulgado nesta terça-feira (27) no primeiro relatório global de requisições de autoridades feito pelo site.

De acordo com o Facebook, essas solicitações são feitas “em busca de informações para serem usadas em investigações oficiais”. A rede afirma que o relatório contém o número total de solicitações de cada autoridade e inclui requisições criminais e de segurança nacional.

“A vasta maioria é relacionada a casos criminais, como roubos ou desaparecimentos. Em muitos desses casos, elas referem-se a informações básicas, tais como nome e extensão do serviço. Outras requisições podem também buscar endereços IP ou informações sobre a conta”.

Segundo o documento, o Brasil fez 715 solicitações envolvendo no total 857 contas do Facebook nos primeiros seis meses deste ano. Em 33% dos casos, o país conseguiu a revelação de informações. Na lista de autoridades que mais buscaram dados sobre usuários da rede, o Brasil figura no sétimo lugar.

No topo do ranking residem os Estados Unidos, com entre 11 mil e 12 mil solicitações de 20 mil a 21 mil usuários. Segundo o Facebook, as informações referentes aos EUA não foram divulgadas em números específicos, mas em intervalos, porque ainda não há “autorização legal para tal”. A rede promete completar os dados quando ela for concebida.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,