RSS

Arquivo da tag: hotel

Malaysia Airlines deixa de pagar hotel a familiares de desaparecidos

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Familiares de passageiros do avião Boeing 777-200 da Malaysia Airlines desaparecido desde o sábado (8) deixam hotel em Putrajaya, Malásia. Buscas pela aeronave, que levava 239 pessoas a bordo, chegam ao segundo dia no mar do sudeste da Ásia. (Foto: Samsul Said/Reuters)Familiares de passageiros do avião Boeing 777-200 da Malaysia Airlines desaparecido no dia 8 de março; avião levava 239 pessoas a bordo. (Foto: Samsul Said/Reuters)

A companhia aérea Malaysia Airlines pediu aos familiares dos passageiros desaparecidos no voo MH370 no dia 8 de março que deixem o hotel de Pequim onde estavam vivendo há quase dois meses, com suas despesas pagas pela companhia aérea. As buscas aéreas pelo avião foram encerradas no dia 30 de abril.

‘A Malaysia Airlines nos pediu bruscamente para deixarmos os quartos. Estou furioso’, indicou Steven Wang. Sua mãe estava a bordo do Boeing que, segundo os investigadores, caiu no oceano Índico, sem que até o momento as causas do acidente tenham sido esclarecidas ou seus destroços encontrados.

‘Poderiam ter nos dado pelo menos um período de ajuste, para termos o tempo de nos prepararmos e de recolher nossas coisas’, lamentou Wang, interrogado pela AFP.

Wen Wancheng, cujo filho viajava no voo MH370, declarou que os familiares dos passageiros foram obrigados a deixar o hotel em um prazo de 18 horas, nesta sexta-feira.

Na noite de quinta-feira, a companhia aérea anunciou que deixaria de pagar os quartos dos familiares dos passageiros. Eles estavam há quase dois meses na capital chinesa com suas diárias pagas pela companhia malaia, principalmente no hotel Lido.

Neste hotel eram organizadas regularmente as reuniões entre funcionários da Malaysia Airlines ou as autoridades malaias com os familiares dos passageiros chineses, que eram 153 no total.

Ocorreram muitos incidentes com as famílias nestes encontros. Muitos dos parentes acreditam que Kuala Lumpur esconde a verdade desde o dia 8 de março, quando a aeronave, com destino a Pequim, desapareceu dos radares civis.

Em um comunicado, a companhia recomendou às famílias que recebam ‘as informações sobre as operações de busca e a investigação na comodidade de seus próprios domicílios’.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Hotel de luxo usa falcão para afastar aves invasoras do café da manhã

Funcionário do resort exibe falcão (Foto: Dennis Barbosa/G1)Funcionário de resort no Arizona, EUA, exibe falcão que afasta aves invasoras (Foto: Dennis Barbosa/G1)

Um resort de luxo em Scottsdale, no estado americano do Arizona, recorreu a uma saída improvável para espantar aves invasoras que “assaltam” o café da manhã de hóspedes no terraço de seu restaurante principal: colocou um funcionário com um falcão para assustar os “ladrões”.

Os falcões da espécie Falco biarmicus são nativos da África e da Europa. E a simples presença dessa ave de rapina afugenta corvos e outros pássaros que queiram atacar as mesas do hotel The Phoenician.

O terraço tem vista para o campo de golfe e demais dependências do resort, que está entre os mais luxuosos dos Estados Unidos. Quando o falcão se afasta, porém, os “larápios” voltam a se deliciar com os alimentos deixados pelos hóspedes.

Aves invasoras 'atacam' café da manhã (Foto: Dennis Barbosa/G1)Aves invasoras ‘atacam’ café da manhã dos hóspedes de hotel (Foto: Dennis Barbosa/G1)Ave se delicia com café da manhã no resort de luxo (Foto: Dennis Barbosa/G1)Ave se delicia com café da manhã em resort de luxo (Foto: Dennis Barbosa/G1)Ave de rapina espanta invasores só de passar perto (Foto: Dennis Barbosa/G1)Ave de rapina espanta invasores só de passar perto deles (Foto: Dennis Barbosa/G1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Afeganistão acusa serviços secretos do Paquistão de ataque a hotel

O governo afegão acusou abertamente nesta terça-feira (25) os serviços secretos paquistaneses de envolvimento na preparação do atentado contra o hotel Serena de Cabul, que deixou nove mortos, incluindo um jornalista da AFP.

“A investigação realizada após o dramático incidente revelou que os serviços secretos paquistaneses estavam envolvidos na preparação do atentado”, afirmam os serviços secretos afegãos (NDS) em um comunicado.

A presidência afegã já havia acusado no domingo (23) os “serviços secretos estrangeiros” de estarem por trás deste ataque, sem citar diretamente o Paquistão. O Conselho Nacional de Segurança (NSC) afegão, presidido pelo presidente Hamid Karzai, também garantiu que um diplomata paquistanês foi visto filmando os corredores do hotel antes do ataque realizado na noite de quinta-feira por quatro homens armados.

A porta-voz do ministério das Relações Exteriores paquistanesa, Tasnim Aslam, rejeitou na segunda-feira estas insinuações. “É muito perturbador ver que o Paquistão é alvo de tentativas que buscam envolvê-lo neste ato de terrorismo”, declarou.

O governo afegão acusa regularmente o Paquistão, que foi o primeiro apoio dos talibãs quando estiveram no poder (1996-2001) e onde muitos deles se refugiaram após a queda de seu regime, de apoiar sua atual rebelião para defender seus interesses estratégicos na região, o que Islamabad nega.

Nove pessoas morreram no atentado da noite de quinta-feira contra o hotel Serena, o mais luxuoso de Cabul, entre elas duas canadenses que trabalhavam para a fundação Agha Khan e um ex-diplomata paraguaio do organismo americano NDI, Luis María Duarte, assim como o jornalista da AFP Sardar Ahmad, sua esposa e dois de seus filhos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Prisão na Noruega é comparada a hotel

Em algumas unidades prisionais da Noruega, o conceito de prisão modelo é levado ao extremo. Características do sistema penitenciário local como prisões para poucos detentos, estímulo ao trabalho, instalações carcerárias adequadas e projetos de ressocialização do sentenciado fazem algumas prisões chegarem a ser comparadas com hotéis.

Uma das mais famosas sem dúvida é Halden, que já foi chamada pela imprensa europeia de “a prisão mais humana do mundo”. Ela é a menina dos olhos do programa norueguês de encarceramento, que se diz focado na “reabilitação” dos presos e não em sua ‘punição”.

Sistema prisional norueguês diz focar esforços em reabilitação e não punição (Foto: AFP)Sistema prisional norueguês diz focar esforços em reabilitação e não punição (Foto: AFP)

Nessa prisão não há celas superlotadas. Na verdade, os detentos ficam em quartos individuais – equipados com televisor, frigobar, escrivaninha e banheiro privado. Nas janelas não há grades, mas sim uma vista para um bosque próximo ao complexo.

Ela abriga criminosos considerados perigosos – condenados por crimes como homicídio, tráfico de drogas e violência sexual – e está longe de ficar superlotada: foi projetada para abrigar cerca de 250 detentos (e dificilmente atinge essa marca) e tem quase 350 funcionários para cuidar deles.

A comparação com um hotel é comum, mas irrita boa parte dos presos. Semelhante ao que ocorre nas Apacs brasileiras, apenas sentenciados que já estiveram em outras prisões dizem sentir-se felizardos por estar lá.

Ilha
Também na Noruega, a prisão de Bastoy, para sentenciados de baixa periculosidade, faz os detentos cumprirem sua pena como se vivessem em uma pequena vila. A comunidade possui 80 edifícios, ruas, plantações, um campo de futebol, uma escola, uma igreja, lojas e até praias.

A gestão da prisão tenta seguir uma visão sustentável, adotando até ações para diminuir as emissões de CO2.

Mas nem todas as prisões do país seguem modelos como esses. Mas mesmo as prisões “normais” não se comparam à realidade de superlotação e falta de infraestrutura de algumas unidades brasileiras como Pedrinhas, no Maranhão, o presídio Central de Porto Alegre, ou os Centros de Detenção Provisória de São Paulo.

Índice de reincidência de detentos em sistema norueguês é de 20% (Foto: AFP)Índice de reincidência de detentos em sistema
norueguês é de 20% (Foto: AFP)

Na prisão de segurança máxima de Lla – onde está preso Anders Breivik, o atirador que assassinou 77 pessoas em uma ilha em 2011 – cada detento também tem sua cela individual, acesso a computador (sem internet), ginásio para exercícios e biblioteca.

Com menos de 150 presos e quase 250 guardas e funcionários, a segurança é feita sem armas de fogo.

Usando esses modelos, autoridades norueguesas dizem que conseguem baixar as taxas de reincidência de presos no crime para 20% no sistema prisional como um todo. No Brasil, essa taxa gira em torno de 70%.

Mas certamente há diferenças. É mais fácil ter projetos de excelência quando a população carcerária do país não ultrapassa os 4.000 detentos, como é o caso da Noruega, segundo dados de 2010 do ICPS (sigla do Centro Internacional para Estudos Prisionais). O Brasil tem quase 550 mil presos (dados de 2012).

A manutenção de um preso na prisão modelo de Halden custaria ao Estado o equivalente a aproximadamente R$ 37 mil por mês.

No Brasil, a realidade orçamentária é muito mais modesta. O custo mensal aproximado de um preso no sistema estadual é de R$ 1.800, segundo o Ministério da Justiça. Em uma prisão federal, o custo é de aproximadamente R$ 4 mil.

Mas, segundo analistas, por causa dos altos índices de reincidência, o modelo que ressocializa ao invés de apenas punir pode acabar sendo um investimento que compense – e que, por isso, mereça ser considerado.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Militantes atacam hotel na capital afegã; polícia mata quatro

Homens armados do Talibã atacaram um hotel de luxo nesta quinta-feira (20) no centro da capital afegã, Cabul. Segundo a polícia, quatro dos agressores foram mortos em um tiroteio com as forças de segurança afegãs.

O porta-voz do Ministério do Interior, Sediq Sediqqi, declarou que todos os invasores foram mortos e as forças de segurança controlam o hotel Serena. Ele disse não estar ciente de nenhuma morte entre os funcionários ou hóspedes, mas afirmou que estavam sendo feitas averiguações e as forças especiais afegãs estavam no local. O Serena é um dos hoteis mais seguros da capital afegã. É lá que ficam hospedados funcionários da ONU e delegações estrangeiras.

O porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, assumiu a responsabilidade pelo ataque e disse que os militantes tinham disparado contra os estrangeiros e afegãos em uma comemoração do ano novo afegão.

“Homens-bomba entraram no Serena Hotel, houve uma batalha, os inimigos sofreram pesadas baixas”, disse ele em uma mensagem de texto.

Sua informação não pôde ser imediatamente verificada e ninguém com quem a reportagem da agência Reuters conversou disse ter ouvido explosões.

Fontes do setor de segurança afirmaram que atiradores armados com pistolas entraram no hotel por uma porta dos fundos. Duas pessoas ficaram feridas, disseram. Não foram dados detalhes sobre a nacionalidade dos feridos.

Uma pessoa que foi levada para local seguro com outros hóspedes afirmou que o tiroteio parecia ter começado no restaurante do hotel.

Em 2008, um atentado de um homem-bomba ao hotel deixou seis mortos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Atentado contra hotel no Afeganistão deixa ao menos 13 mortos

Um atentado contra um hotel de Cabul, no Afeganistão, matou nesta sexta-feira (21) nove civis e quatro insurgentes. Uma das vítimas é o ex-diplomata paraguaio Luis María Duarte, informou a chancelaria em Assunção à AFP.

Entre os mortos também está Sardar Ahmad, de 40 anos, jornalista afegão que trabalhava na AFP desde 2003 e era um repórter veterano no país. Sua mulher e dois de seus três filhos também morreram.

Os talibãs reivindicaram o ataque.

Policial afegão guarda a entrada do hotel Serena em Cabul, no Afeganistão, nesta sexta-feira (21). Homens armados invadiram o local e abriram fogo, matando pelo menos nove pessoas (Foto: Anja Niedringhaus/AP)Policial afegão guarda a entrada do hotel Serena em Cabul, no Afeganistão, nesta sexta-feira (21). Homens armados invadiram o local e abriram fogo, matando pelo menos nove pessoas (Foto: Anja Niedringhaus/AP)

Quatro jovens armados entraram no hotel se fazendo passar por clientes e dispararam contra as pessoas no restaurante, revelou o chanceler paraguaio, Eladio Loizaga.

O ministério do Interior afegão confirmou a morte de nove civis, incluindo crianças e cidadãos estrangeiros.

Os agressores “se esconderam durante várias horas em um banheiro do hotel e entraram no restaurante abrindo fogo”, disse Loizaga à AFP. “Esconderam as armas dentro das calças”, acrescentou.

Luis María Duarte, de 40 anos, trabalhava para o Instituto Nacional Democrata observando as eleições afegãs.

A ação ocorre poucas semanas antes da eleição presidencial no Afeganistão, da qual sairá o sucessor de Hamid Karzai.

Entre as vítimas civis estão duas crianças, três mulheres e quatro estrangeiros de Nova Zelândia, Canadá, Paquistão e Índia. Outros quatro civis ficaram feridos. As forças de segurança mataram os quatro insurgentes.

Nos últimos meses, aumentaram os ataques contra ONGs, instituições ocidentais e lugares frequentados por cidadãos de outros países.

O jornalista anglo-sueco Nils Horner foi assassinado a tiros no dia 11 de março no centro de Cabul enquanto fazia entrevistas. Em meados de janeiro, 21 pessoas, entre elas 13 estrangeiros, morreram em um atentado contra um restaurante frequentado por ocidentais no centro de Cabul, um dos ataques com maior número de vítimas de outros países.

Este não é o primeiro grande ataque contra o emblemático hotel de Cabul. Em 2008, oito pessoas morreram em um ataque contra o hotel, entre elas três americanos, um francês e um norueguês. Em 18 de janeiro de 2010, o Serena sofreu um novo ataque que causou a morte de 12 pessoas, entre elas sete terroristas.

O conflito afegão se encontra em um de seus momentos mais violentos desde a invasão dos Estados Unidos, que propiciou a queda do regime talibã há 12 anos.

A realização de eleições presidenciais no Afeganistão no dia 5 de abril intensificou as ações talibãs durante as últimas semanas.

Este ano é o último com presença de tropas da Otan no Afeganistão, de acordo com um calendário de retirada gradual que será concluído em dezembro, quando as forças locais assumirão a segurança em todo o território do país.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Homens armados atacam hotel de luxo na capital afegã

Homens armados atacaram um hotel nesta quinta-feira (20) no centro da capital afegã, Cabul, disse a polícia à agência de notícias Reuters. A escala do ataque e o número de vítimas ainda é incerto. Segundo as forças de segurança, dois ou três homens entraram no hotel Serena pela porta dos fundos e deixaram dois feridos.

Uma hóspede que foi retirada do hotel em segurança disse que o tiroteio parecia ocorre no restaurante. Outro hóspede, trancado em seu quarto, disse que ouviu tiros sendo disparados.

O hotel foi atacado por um homem bomba em 2008, deixando seis mortos. Desde então, o local aprimorou sua segurança e hoje é considerado o lugar mais seguro para se hospedar em Cabul – e é onde estão muitos funcionários da ONU e delegações estrangeiras que chegaram para monitorar a eleição do próximo mês.

Na manhã desta quinta-feira, o Talibã atacou uma delegacia no sul da cidade de Jalalabad, com vários homens bomba e atiradores. Ao menos 11 pesssoas morreram.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,