RSS

Arquivo da tag: gmeos

Sob olhar da mãe, ursos polares gêmeos brincam em parque alemão

Um par de ursos polares gêmeos foi visto brincando e se divertindo em sua primeira aparição pública no Tierpark Hellabrunn em Munique, na Alemanha.

Sob o olhar atento da mãe “Giovanna”, os animais encantaram os visitantes com suas peripécias. Os bichos, que possuem apenas 14 semanas de vida, ainda não foram batizados pela instituição.

Sob o olhar da mãe 'Giovanna', filhotes brincam em parque na Alemanha (Foto: Michael Dalder/Reuters)Sob o olhar da mãe ‘Giovanna’, filhotes brincam em parque na Alemanha (Foto: Michael Dalder/Reuters)Filhote 'mostra a língua' para o público em parque em Munique, na Alemanha (Foto: Michael Dalder/Reuters)Filhote ‘mostra a língua’ para o público em parque em Munique, na Alemanha (Foto: Michael Dalder/Reuters)Gêmeos, ursos têm 14 semanas de vida e ainda não foram batizados (Foto: Michael Dalder/Reuters)Gêmeos, ursos têm 14 semanas de vida e ainda não foram batizados (Foto: Michael Dalder/Reuters)

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Filhotes gêmeos de urso polar são apresentados em zoo da Alemanha

Os filhotes de urso polar, com pouco mais de três meses, apareceram pela primeira vez ao público do zoo de Munique nesta quarta-feira (19) (Foto: Michael Dalder/Reuters)Os filhotes de urso polar, com pouco mais de três meses, apareceram pela primeira vez ao público do zoo de Munique nesta quarta-feira (19) (Foto: Michael Dalder/Reuters)

Dois filhotes gêmeos de urso polar, nascidos há pouco mais de três meses, atraíram a atenção do público que frequenta no zoológico Tiepark Hellabrunn, em Munique, na Alemanha.

Os pequenos espécimes, ainda sem nome, aproveitaram o restinho do inverno europeu para brincar com a mãe, batizada de Giovanna, durante a primeira aparição após o nascimento.

De acordo com a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), os ursos polares (Ursus maritimus) são considerados vulneráveis na natureza e foram incluídos na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, organizada pela instituição, que é ligada às Nações Unidas.

Estados Unidos, Canadá, Rússia, Groenlândia e Noruega detêm uma população global de ursos polares estimada entre 20.000 e 25.000 animais.

Mas a crescente atividade econômica nesta região ambientalmente sensível e as emissões de gases de efeito estufa estão acelerando o degelo e ameaçando as espécies.

Os ursos polares dependem da cobertura de gelo para caçar focas, seu principal alimento. A mudança de habitat, com a perda de gelo e de permafrost (solo permanentemente congelado), também afeta a construção de tocas pelas fêmeas, onde no futuro as mamães ursas vão entrar para hibernar após terem se alimentado fartamente.

A mãe dos ursinhos, Giovanna, também aproveitou para brincar com os filhotes (Foto: Michael Dalder/Reuters)A mãe dos ursinhos, Giovanna, também aproveitou para brincar com os filhotes (Foto: Michael Dalder/Reuters)Os espécimes se empolgaram na brincadeira, que foi registrada em fotos nesta quarta (Foto: Michael Dalder/Reuters)Os espécimes se empolgaram na brincadeira, que foi registrada em fotos nesta quarta (Foto: Michael Dalder/Reuters)O urso polar é uma espécie ameaçada de extinção, de acordo com ambientalistas (Foto: Michael Dalder/Reuters)O urso polar é uma espécie ameaçada de extinção, de acordo com ambientalistas (Foto: Michael Dalder/Reuters)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Gêmeos que processaram Facebook pagam viagem espacial com bitcoin

Aeronave espacial da Virgin Galactic, empresa de turismo espacial que aceita bitcoins como pagamento. (Foto: Divulgação/Virgin Galactic)Aeronave espacial da Virgin Galactic, empresa de turismo espacial que aceita bitcoins como pagamento. (Foto: Divulgação/Virgin Galactic)

Conhecidos por terem processado o cofundador do Facebook, Mark Zuckerberg, acusando-o de ter roubado a ideia da rede social, os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss já apostam no bitcoin desde o ano passado, quando entraram com os papéis para operarem um fundo de investimento na moeda virtual. Agora, os dois querem que o dinheiro virtual os leve mais longe: para o espaço.

Cameron e Tyler anunciaram que utilizaram alguns de seus bitcoins na compra de passagens para uma viagem ao espaço, promovida pela companhia Virgin Galactic, do grupo do milionário Richard Bransson.

A empresa de turismo espacial pretende fazer sua primeira incursão fora do planeta Terra em agosto deste ano, mas já aceita bitcoins como forma de pagamento desde novembro de 2013.

“Os humanos tem uma longa tradição de explorar e forjar novas fronteiras, tanto fisicamente e metaforicamente”, escreveu Tyler no blog da Winklevoss Capital, fundo de investimento em bitcoins dos gêmeos.

“Desde suas gêneses, bitcoin e Virgin Galactic têm escrito o próximo capítulo em nossos livros de história. Enquanto um está abrindo uma nova era de pós-moedas, inteiramente baseada em sistemas financeiros descentralizados, a outra está tocando uma nova era pós-aviação, de sistemas de viagem baseados em aeronaves sub orbitais”, escreveu Tyler.

Em junho do ano passado, os gêmeos enviaram à xerife do mercado financeiro norte-americano SEC (equivalente à brasileira CVM) os documentos para abrirem o capital de um fundo que negociará bitcoins como se fossem ações.

Desde então, os dois lançaram um índice da moeda virtual chamado Winkdex e trabalharam para levantar capital para um processador de pagamentos com a criptomoeda.

Segundo a Virgin Galactic, eles não são os primeiros a pagar a conta da viagem ao espaço com bitcoins.

Os gêmeos Tyler e Cameron Winklevoss ao lado de Richard Bransson, da Virgin Galactic, empresa de turismo espacial que aceita bitcoins. (Foto: Divulgação/Winklevoss Capital)Os gêmeos Tyler e Cameron Winklevoss ao lado de Richard Bransson, da Virgin Galactic, empresa de turismo espacial que aceita bitcoins. (Foto: Divulgação/Winklevoss Capital)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Teste diferencia gêmeos e pode solucionar casos de estupro e paternidade

Mesmo gêmeos idênticos podem ser diferenciados (Foto: BBC)Mesmo gêmeos idênticos podem ser diferenciados (Foto: BBC)

Já se sabe que gêmeos idênticos não são totalmente iguais. Mas, até agora era quase impossível diferenciar o DNA destes gêmeos. Mas, um laboratório da Alemanha elaborou um novo exame de DNA que seria capaz de fazer essa diferenciação e que promete ajudar a esclarecer crimes não solucionados ou questões de paternidade.

Um exemplo de crime que pode ser resolvido com o novo teste é o caso dos estupros de seis mulheres em Marselha, sul da França, ocorridos no fim de 2012. As provas, inclusive amostras de DNA, levaram a polícia a dois suspeitos, os gêmeos idênticos Elwin e Yohan, que não tiveram os sobrenomes revelados.

As vítimas reconheceram os gêmeos, mas não conseguiram identificar qual dos dois tinha sido o estuprador. Os dois estão presos desde fevereiro de 2013; ambos se dizem inocentes e se recusam a culpar o outro.

Quando foram presos, a imprensa deu a entender que os testes para determinar qual dos gêmeos deveria ser acusado seriam caros demais. Mas isso pode mudar, com ajuda dos cientistas especializados em pesquisa de genoma no laboratório Eurofins, em Ebersberg, Alemanha.

‘O genoma humano é formado por um código alfabético de três bilhões de letras’, explicou Georg Gradl, especialista em sequenciamento genético do laboratório. ‘Se o corpo está crescendo, ou um embrião está se desenvolvendo, então todos as três bilhões de letras precisam ser copiados’. ‘Durante este processo de cópia no corpo acontecem ‘erros de digitação”, disse o cientista se referindo a pequenas mutações.

Partes de DNA
Em exames de DNA tradicionais apenas uma pequena parte do código é analisada, o suficiente para diferenciar duas pessoas consideradas normais, mas não para diferenciar gêmeos idênticos.

Gradl e sua equipe recolheram amostras de um par de gêmeos idênticos e analisaram toda a sequência de três bilhões de letras. Com isso, encontraram algumas dezenas de diferenças no DNA.

Os cientistas também analisaram o filho de um dos homens e descobriram que ele herdou cinco destas mutações do pai. Após analisar os resultados, eles afirmam que agora podem diferenciar qualquer gêmeo idêntico do outro e os filhos destes gêmeos.

A rapidez do resultado é importante nesses casos; o teste alemão leva um mês para ser concluído.

Institutos de Criminalística da Europa, América Latina e Estados Unidos já pediram ajuda à Eurofins para solucionar dez casos diferentes.

Gradl afirma que casos de estupro ou violência sexual envolvendo gêmeos são ‘mais frequentes do que nós esperávamos’. Com frequência há vestígios de sêmen e, ‘nestes casos, nós podemos diferenciar’.

A empresa não pode revelar em quais casos está trabalhando, mas Gradl admite que o caso de Marselha é ‘certamente um destes que gostaríamos de ajudar… e estamos convencidos que vamos conseguir (um resultado)’.

Crimes e paternidade
Outros crimes também poderiam se beneficiar do novo teste de DNA. Na Argentina, por exemplo, a Justiça suspendeu um julgamento para que fossem feitas mais investigações, depois que um homem acusado de estupro culpou o irmão gêmeo.

Vários casos de estupros ocorridos nos Estados Unidos também poderiam receber ajuda deste novo teste, mas também há complicações em casos ligados a tráfico de drogas.

Em 2009, em Kuala Lumpur, na Malásia, a polícia apreendeu 166 quilos de maconha e 1,7 quilo de ópio em um carro. O motorista foi preso e, ao chegar na casa para onde o carro estava indo, os policiais encontraram o gêmeo idêntico do motorista.

A polícia sabia que o primeiro, o motorista, seria o culpado, mas durante o julgamento, surgiram dúvidas sobre quem seria quem entre os gêmeos, e exames de DNA disponíveis não puderam ajudar a diferenciá-los oficialmente.

Os dois foram libertados, escapando da pena de morte que geralmente é o destino dos traficantes de drogas do país.

E não apenas crimes seriam solucionados, mas também casos de dúvida em relação a paternidade envolvendo gêmeos idênticos.

Em 2007, a Justiça do Estado americano do Missouri tentou descobrir quem era o pai do filho de Holly Marie Adams, que manteve relações sexuais com dois irmãos, gêmeos idênticos, Raymon e Richard Miller.

Como neste caso o teste de DNA tradicional foi inconclusivo, foi necessário contar apenas com os testemunhos de Holly sobre os dias exatos em que ela manteve relações com os dois, como estas datas correspondiam ao ciclo menstrual e se algum deles usou preservativo.

No final, apenas com base nestas provas, foi determinado que Raymon era o pai. Para Laura Walton-Williams, do Departamento de Ciência do Crime e Criminalística da Universidade de Staffordshire, na Grã-Bretanha, o teste de DNA da Eurofins é um grande avanço, e poderia ser usado até para descobrir se um gêmeo está envolvido no assassinato de um irmão idêntico, pois, pela primeira vez, será possível diferenciar o DNA da vítima e do suspeito.

Mas, a especialista acredita que a Justiça precisará saber se este exame foi rigorosamente testado, e se o custo poderá influenciar na decisão de usá-lo ou não. Até o momento a Eurofins não divulgou quando este exame de DNA vai custar.

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Zoológico francês apresenta ao público pandas-vermelhos gêmeos

Os gêmeos Ying e Yang, pandas-vermelhos nascidos em 22 de junho na cidade de Hermival-les-Vaux, no norte da França, foram fotografados nesta segunda-feira (30) no zoológico Cerza. Esta foi a primeira aparição dos filhotes ao público.

A espécie faz parte da lista de animais ameaçados de extinção feita pela União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), por isso o nascimento dos gêmeos foi motivo de comemoração. Atualmente, existem 282 pandas-vermelhos vivendo nos zoológicos europeus.

Ying e Yang são vistos nas dependências do zoológico Cerza, no norte da França. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Ying e Yang são vistos nas dependências do zoológico Cerza, na França. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Irmãos brincam em pequena ponte no parque onde vivem. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Irmãos brincam em pequena ponte no parque onde vivem. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Nascimento de gêmeos foi comemorado; espécie está em perigo de extinção. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)Nascimento de gêmeos foi comemorado; espécie está em perigo de extinção. (Foto: AFP Photo/Charly Triballeau)

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 2 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Macacos tratados como crianças são roubados por gêmeos nos EUA

Irmãos gêmeros foram presos em Fort Myers, na Flórida (EUA), após roubarem dois macacos de uma moradora de Nebraska, que havia fornecido a casa como moradia aos jovens durante o verão.

Tratados como crianças, macacos foram roubados de casa em Nebraska (EUA) (Foto: Divulgação/Lee County Sheriff's Office)Tratados como crianças, macacos foram roubados de casa em Nebraska (EUA) (Foto: Divulgação/Lee County Sheriff’s Office)

De acordo com um relatório do escritório do xerife do condado de Lee, Michael e Jacob Ruehlman, de 20 anos, retiraram os dois gibões da residência de Nancy Stephens, e saíram da casa em direção à Flórida.

A mulher entrou em contato com a polícia após o sumiço dos animais, que eram tratados como bebês. Os policiais de Nebraska utilizaram a descrição do carro dos rapazes para avisar os oficiais na Flórida, que conseguiram abordar os irmãos.

Assim que o carro foi parado, os policiais avistaram os dois macacos dentro de uma jaula no banco de trás. Imediatamente Michael e Jacob foram presos, acusados de roubo, posse de propriedade roubada e por transportar os animais sem as autorizações necessárias, colocando a vida dos macacos em risco.

Os animais foram levados para um santuário, e permanecerão lá até o fim das investigações.

Jacob e Michael Ruehlman foram flagrados transportando os animais roubados no banco de trás do carro onde estavam (Foto: Divulgação/Lee County Sheriff's Office)Jacob e Michael Ruehlman foram flagrados transportando os animais roubados no banco de trás do carro onde estavam (Foto: Divulgação/Lee County Sheriff’s Office)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Justiça britânica indicia gêmeos após DNA não distinguir autor de estupro

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Caso dos gêmeos será julgado em dezembro, no tribunal de Reading (Foto: BBC)Caso dos gêmeos será julgado em dezembro, no
tribunal de Reading (Foto: BBC)

Dois gêmeos idênticos estão sendo acusados na Grã-Bretanha de estuprar uma adolescente. Os promotores do caso dizem ter certeza de que pelo menos um deles cometeu o crime, mas não sabem qual deles. Por isso, ambos estão sendo levados à Justiça.

Nem mesmo o exame de DNA consegue distinguir um do outro.

De acordo com o jornal The Times, Mohammed e Aftab Asghar, ambos de 22 anos, foram presos depois que o DNA de um deles – ou ambos – foi achado na cena do crime.

O estupro da jovem de 17 anos aconteceu em novembro de 2011, em Purley Park, próximo à cidade de Reading, no sudeste da Inglaterra.

‘É um caso pouco comum. Eles são gêmeos idênticos. A acusação é de estupro. Ainda há trabalho para se fazer, mas há sinais que indicam que um deles não estava no local. Isso pode significar que apenas um deles irá a julgamento’, disse a promotora Sandra Beck, segundo o The Times.

Uma porta-voz do tribunal de Reading disse à BBC Brasil que o julgamento dos gêmeos está marcado para o dia 2 de dezembro deste ano.

Até lá, os promotores terão que conseguir juntar provas para condenar um dos gêmeos, ou ambos.

Um caso semelhante aconteceu em Marselha, na França, quando vítimas de seis estupros acusaram um par de gêmeos do crime, mas não conseguiram identificar com precisão qual deles era o culpado.

Na ocasião, o teste de DNA também não foi rigoroso o suficiente para diferenciar os gêmeos. Testes mais sofisticados de DNA conseguem fazer isso, mas eles são muito caros, e nem sempre a Justiça tem recursos para custeá-los.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,