RSS

Arquivo da tag: Gamers

Número de gamers na China explodirá com jogos para celular

Com o rápido crescimento da vendas de celulares e de tables na China, o país terá uma explosão de novos gamers nos próximos anos, uma grande oportunidade para os desenvolvedores de jogos do Ocidente, inclusive do Brasil, de aumentar suas vendas ao lançar títulos para este mercado, de acordo com pesquisa da Tencent.

Em palestra na feira Game Developers Conference (GDC) em San Francisco, nos EUA, Steve Gray, executivo da Tencent, alertou os desenvolvedores a encontrar meios de lançar seus jogos com urgência na China. “Em 2014 muitos fabricantes de celulares chineses irão lançar aparelhos muito baratos. Eles venderão 400 milhões de aparelhos este ano. Isso aumenta, e muito, a quantidade de usuários e uma grande porcentagem deles irá jogar games, o que traz uma excelente oportunidade de negócios”.

Entre os jogos preferidos dos chineses estão os de ação, RPG e de estratégia, com Gray apontando que são estes que devem ser criados para o mercado. “Criem os jogos e depois pensem no retorno financeiro”.

O executivo disse que novos usuários começam comprando games mais simples, mas que trazem diversão e desafio, antes de se aventurar em títulos mais complexos. “Particularmente no mercado chinês, mas é uma tendência mundial, as pessoas começam com jogos mais simples, que exigem esfregar o dedo na tela e algo acontece. Mas o que descobrimos é que depois disso, estes mesmos jogadores buscam por jogos mais complexos”, explicou Gray.

“Jogos simples trazem retorno financeiro, mas jogos mais profundos e complexos são jogados por mais tempo, trazendo mais opções de monetização, e os jogadores investem mais dinheiro nestes títulos”. Ele também argumenta que estes jogos para celulares e tablets podem trazer pessoas que jogam muitos games no PC.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Estúdio punirá gamers que abandonam lutas em ‘Killer Instinct’

Jogadores que abandonam as lutas de “Killer Instinct”, do Xbox One, para escapar das derrotas começarão a ser punidos. De acordo com o estúdio Double Helix, estes gamers ficarão durante um dia na cadeia virtual do jogo, podendo apenas lutar com outros “detentos”.

Serão punidos jogadores que tiver dez partidas e cerca de 15% de desconexões durante as lutas. Dependendo do caso, o estúdio poderá deixar o jogador “preso” por até cinco dias e casos reincidentes irão direto para a cadeia. Haverá uma mudança nas imagens que identificam os jogadores (os ícones de perfil), para indicar para outros jogadores que o usuário está preso.

A penalidade será adicionada em uma atualização do game lançada nesta sexta-feira (31) que também traz um novo lutador ao título do XOne, Spinal. Vendido separadamente, ele custa US$ 5. Jogadores que compraram pacotes do jogo – que é gratuito e oferece um personagem e cenário – não precisam pagar nenhum valor adicional.

Spinal é novo personagem de 'Killer Instinct' (Foto: Divulgação/Microsoft)Spinal é novo personagem de ‘Killer Instinct’ (Foto: Divulgação/Microsoft)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Fabricada no Brasil, Steam Machine será acessível aos gamers, diz Valve

O Steam Controller, controle criado pela Valve, pode ser vendido em conjunto com as Steam Machines (Foto: Gustavo Petró/G1)O Steam Controller, controle criado pela Valve, pode
ser vendido em conjunto com as Steam Machines
(Foto: Gustavo Petró/G1)

Os PCs voltados para games para se jogar na TV da sala de estar, as Steam Machines, chegam no segundo semestre aos Estados Unidos com preços que variam entre US$ 500 e US$ 6 mil. A Valve, estúdio de games por trás do sistema das máquinas e do controle Steam Controller, sabe que no Brasil, por conta dos impostos, o valor dos computadores seria alto demais e, por isso, já fala com fabricantes nacionais para montar os PCs localmente.

Com isso, os brasileiros poderão continuar comprando e jogando games pelo serviço Steam, da própria companhia, nas novas máquinas, que deverão ter preços acessíveis, dependendo da configuração escolhida. É o que garantem Mark Richardson, gerente de desenvolvimento, pagamentos e software da Valve, e Frank Taylor, conselheiro da empresa, em entrevista ao G1, na feira CES 2014, em Las Vegas.

Steam Machines são PCs voltados para games que usam o sistema operacional SteamOS, da Valve e que são fabricados por empresas terceiras. Eles são como consoles, mas têm configurações e preços variados e rodam jogos de PC. O foco é colocar estes aparelhos para jogar games na TV da sala. Ao todo, 13 fabricantes de PC farão Steam Machines inicialmente.

“O Brasil está entre os 10 principais mercados do Steam e o país é importante para o nosso negócio [de Steam Machines]. Embora não tenha uma previsão para as máquinas montadas por fabricantes parceiros chegarem no país, temos a certeza de que alguns modelos serão montados lá”, explica Richardson. Ele conta que já há conversas para que a fabricação comece em breve e os planos são a longo prazo.

Com a produção nacional das Steam Machines, elas podem ser mais baratas do que os consoles, principalmente em relação aos modelos de nova geração, o PlayStation 4, que custa R$ 4 mil, e o Xbox One, que sai por R$ 2,3 mil. Tendo em vista o preço inferior dos jogos vendidos no Steam quando  comparados aos vistos nestes consoles, a Valve tem a chance de popularizar a plataforma no país.

Outro motivo que pode popularizar as Steam Machines no Brasil é que qualquer pessoa pode montar um PC para games e baixar o sistema operacional SteamOS gratuitamente. Além disso, quem já tem um computador potente para jogos pode transformá-lo em uma dessas máquinas. Por conta disso, a Valve considera que já tem 65 milhões de usuários – número de contas no Steam.

Taylor explica que os brasileiros não terão dificuldades de jogar games no PC ou em uma Steam Machine na sala. “Todo o conteúdo que o usuário possui no Steam poderá ser jogado nas Steam Machines do mesmo modo que em seu PC atual. Ou seja, todos os jogos que ele já comprou estarão disponíveis, a conta será a mesma e ele poderá comprar novos títulos da mesma maneira”. Richardson diz que os meios de pagamento – boleto é a segunda opção mais usada, perdendo para cartão de crédito nacional – serão os mesmos.

A falta de compatibilidade de alguns jogos com o SteamOS – é necessário que eles sejam compatíveis com o sistema operacional Linux – pode ser um problema inicial. Taylor explica que se o game não for compatível, ele poderá ser transmitido por streaming para uma Steam Machine na sala pelo PC que está no quarto.

Sobre o Steam Controller, a Valve ainda não tem informações de quanto ele vá custar, embora ele deva ser lançado no segundo semestre nos Estados Unidos. “Devemos ter algumas mudanças e por isso não sabemos quanto ele vá custar e onde ele será vendido, se em lojas físicas ou pela internet”, afirma Taylor.

As fabricantes, contudo, poderão vender os controles junto com as Steam Machines em um pacote.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Classificação dos gamers

Achei essa imagem aí pelas deep web (mentira), e tô apenas repassando, interpretem como quiser…

gamers

Conheci um cara que jogava um jogo que era uma tela preta, que você precisava digitar algo tipo “abrir porta” e o jogo respondia “porta trancada”. Deve ser um desses do último nível.

Ainda bem que eu nunca mais ouvi falar desse cara.

Fonte: ahnegao.com.br

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: ,

Gamers têm vida amorosa melhor que quem usa sites de encontros

Pesquisas mostram que jogadores online conseguem mais namoradas ou namorados que os frequentadores de sites de relacionamento

O site Online University juntou todo o Big Data sobre o assunto, o Daily Infographic reproduziu, e agora trazemos para vocês a verdade sobre a vida social dos jogadores online: os gamers têm vida amorosa mais agitada e estão mais propensos a arranjar um par amoroso do que aqueles que se cadastram em sites de relacionamentos online.

Segundo o infográfico, embora os sites de relacionamentos tenham proliferado, mais pessoas estão encontrando a “cara metade’ em sites de jogos. O racional por trás disso é divertido: sites de jogos envolvem ação, aventura e um leque de oportunidades heróicas que tendem a desinibir seus frequentadores e torná-los mais propensos a estabelecer uma conexão com outra pessoa e avançar para um relacionamento mais sério.

Sem falar que sites como World of Warcraft (WOW), por exemplo, reúnem milhões de pessoas a mais que um site de relacionamento convencional. Os jogadores do WOW passam em média 34 horas do mês jogando, contra apenas 1,4 horas por mês gasta por um frequentador de site de relacionamento. E os números ligados à atividade amorosa em si não deixam dúvida: 74,7% dos jogadores de WOW estão namorando alguém que também joga! Siga o infográfico para ver o resto.

Gamers Get Girls Created by: OnlineUniversity.net

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de janeiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Gamers têm vida amorosa melhor que quem usa sites de encontros

Pesquisas mostram que jogadores online conseguem mais namoradas ou namorados que os frequentadores de sites de relacionamento

O site Online University juntou todo o Big Data sobre o assunto, o Daily Infographic reproduziu, e agora trazemos para vocês a verdade sobre a vida social dos jogadores online: os gamers têm vida amorosa mais agitada e estão mais propensos a arranjar um par amoroso do que aqueles que se cadastram em sites de relacionamentos online.

Segundo o infográfico, embora os sites de relacionamentos tenham proliferado, mais pessoas estão encontrando a “cara metade’ em sites de jogos. O racional por trás disso é divertido: sites de jogos envolvem ação, aventura e um leque de oportunidades heróicas que tendem a desinibir seus frequentadores e torná-los mais propensos a estabelecer uma conexão com outra pessoa e avançar para um relacionamento mais sério.

Sem falar que sites como World of Warcraft (WOW), por exemplo, reúnem milhões de pessoas a mais que um site de relacionamento convencional. Os jogadores do WOW passam em média 34 horas do mês jogando, contra apenas 1,4 horas por mês gasta por um frequentador de site de relacionamento. E os números ligados à atividade amorosa em si não deixam dúvida: 74,7% dos jogadores de WOW estão namorando alguém que também joga! Siga o infográfico para ver o resto.

Gamers Get Girls Created by: OnlineUniversity.net

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de janeiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,