RSS

Arquivo da tag: fruta

Aposentado de Brasília compra muda de laranjeira e colhe fruta de 1,5 kg

Aposentado de Brasília mostra laranjas colhidas na chácara dele (Foto: Lucas Salomão/G1)Aposentado de Brasília mostra laranjas colhidas
na chácara dele (Foto: Lucas Salomão/G1)

Um aposentado morador da Asa Norte, em Brasília comprou uma muda de laranjeira que deu uma fruta de quase 1,5 kg. A árvore foi plantada há seis anos na chácara dele, em Cidade Ocidental, às margens da DF-140, mas só neste ano deu frutos.

Outras duas unidades, pesando 1,032 kg e 898 gramas, também foram apanhadas no último feriado, em 1º de maio.

Augusto Bello de Souza Filho, de 65 anos, diz que comprou dez mudas de laranjeiras em 2008. Uma delas foi vendida como sendo de “laranja bahia”, também conhecida como “laranja de umbigo”.

Ele cultiva um pomar composto por pés de jabuticaba, manga, caju, jambo, diversos tipos de laranja e outras frutas.

“Esse ano foi o primeiro que deu flores, deu muita flor, e vingaram três laranjas. As três desenvolveram normal. Aí, não parava nunca de crescer. Foi aí que eu quis ver até onde ia chegar”, afirma “seu Bello”.

O aposentado diz que decidiu colher a fruta antes que ela parasse de crescer por temer que o produto estragasse. A árvore deu apenas as três frutos. “Eu achei melhor tirar a laranja porque fiquei com medo que pudesse cair.”

Seu Bello diz que pesquisou para ver se havia frutas do tipo e descobriu que o tipo de fruta gigante é chamada de “laranja-melancia”. “Já teve uma matéria no Globo Rural que mostrou uma laranja grande também, mas em Pernambuco.”

Laranja de quase 1 kg colhida por aposentado de Brasília sob uma maçã (Foto: Augusto Bello de Souza Filho/Acervo pessoal)Laranja de quase 1 kg colhida por aposentado de Brasília sob uma maçã (Foto: Augusto Bello de Souza Filho/Acervo pessoal)

Segundo a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Agrário do GDF, a fruta não é uma laranja, mas sim uma toranja, resultado do cruzamento entre a laranja e o pomelo – outro tipo de fruta cítrica.

As laranjas colhidas pelo aposentado Bello de Souza Filho ao lado de uma maçã (Foto: Lucas Salomão/G1)As laranjas colhidas pelo aposentado Bello de Souza Filho ao lado de uma maçã (Foto: Lucas Salomão/G1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Aposentado de Brasília compra muda de laranjeira e colhe fruta de 1,5 kg

Aposentado de Brasília mostra laranjas colhidas na chácara dele (Foto: Lucas Salomão/G1)Aposentado de Brasília mostra laranjas colhidas
na chácara dele (Foto: Lucas Salomão/G1)

Um aposentado morador da Asa Norte, em Brasília comprou uma muda de laranjeira que deu uma fruta de quase 1,5 kg. A árvore foi plantada há seis anos na chácara dele, em Cidade Ocidental, às margens da DF-140, mas só neste ano deu frutos.

Outras duas unidades, pesando 1,032 kg e 898 gramas, também foram apanhadas no último feriado, em 1º de maio.

Augusto Bello de Souza Filho, de 65 anos, diz que comprou dez mudas de laranjeiras em 2008. Uma delas foi vendida como sendo de “laranja bahia”, também conhecida como “laranja de umbigo”.

Ele cultiva um pomar composto por pés de jabuticaba, manga, caju, jambo, diversos tipos de laranja e outras frutas.

“Esse ano foi o primeiro que deu flores, deu muita flor, e vingaram três laranjas. As três desenvolveram normal. Aí, não parava nunca de crescer. Foi aí que eu quis ver até onde ia chegar”, afirma “seu Bello”.

O aposentado diz que decidiu colher a fruta antes que ela parasse de crescer por temer que o produto estragasse. A árvore deu apenas as três frutos. “Eu achei melhor tirar a laranja porque fiquei com medo que pudesse cair.”

Seu Bello diz que pesquisou para ver se havia frutas do tipo e descobriu que o tipo de fruta gigante é chamada de “laranja-melancia”. “Já teve uma matéria no Globo Rural que mostrou uma laranja grande também, mas em Pernambuco.”

Laranja de quase 1 kg colhida por aposentado de Brasília sob uma maçã (Foto: Augusto Bello de Souza Filho/Acervo pessoal)Laranja de quase 1 kg colhida por aposentado de Brasília sob uma maçã (Foto: Augusto Bello de Souza Filho/Acervo pessoal)

Segundo a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Agrário do GDF, a fruta não é uma laranja, mas sim uma toranja, resultado do cruzamento entre a laranja e o pomelo – outro tipo de fruta cítrica.

As laranjas colhidas pelo aposentado Bello de Souza Filho ao lado de uma maçã (Foto: Lucas Salomão/G1)As laranjas colhidas pelo aposentado Bello de Souza Filho ao lado de uma maçã (Foto: Lucas Salomão/G1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Cientistas pesquisam ‘praga’ que produz super fruta

O espinheiro marítimo tem mais vitamina C do que o Kiwi e mais vitamina E que a soja (Foto: BBC)O espinheiro marítimo tem mais vitamina C do que o Kiwi e mais vitamina E que a soja. (Foto: BBC)

A fruta do espinheiro marítimo, que cresce em abundância na região costeira da Escócia, pode ser a próxima ‘super fruta’ – que têm grande quantidade de nutrientes que fazem bem à saúde, embora não sejam populares.

Apesar de geralmente serem vistas como uma erva daninha espinhosa e invasiva, as bagas alaranjadas da planta estão cheias de vitaminas, minerais e antioxidantes.

Cientistas da Universidade de Queen Margaret, em Edimburgo, estão trabalhando em maneiras de usá-las em bebidas e alimentos.

As bagas do espinheiro marítimo, ou Hippophae, têm mais vitamina C do que um kiwi e mais vitamina E do que a soja.

Os benefícios nutricionais da planta não foram explorados anteriormente pelos escoceses devido aos problemas relacionados à sua colheita, e ao sabor amargo das bagas.

Popular na China, na Noruega e na Rússia, a fruta do espinheiro marítimo é geralmente adicionado ao cereal e sobremesas.

Dunas de areia
A planta é normalmente encontrada em áreas costeiras da Escócia, perto das dunas de areia, especialmente em East Lothian.

Se plantado corretamente, o espinheiro marítimo pode ajudar a estabilizar as dunas de areia ao lado de campos de golfe, preservar áreas de interesse natural e proteger outras plantas reduzindo a pulverização de sal produzida por carros.

Desde 2008, a Universidade Queen Margaret vem pesquisando as propriedades nutricionais do espinheiro marítimo, e executando vários testes para pequenos produtores de alimentos que querem melhorar o conteúdo nutricional de seus produtos, e adicionar um toque escocês.

Graham Stoddart, dono da Cuddybridge, um pequeno produtor de suco de maçã da Escócia, disse: ‘Embora as propriedades do suco de maçã sejam bem documentadas, existe pouca, ou nenhuma, documentação sobre os efeitos da fruta do espinheiro do mar, suas excelentes propriedades antioxidantes, e sua combinação com o suco de maçã fresco. ‘

A Cuddybridge produz sucos a partir da uma variedade de maçãs ao longo do ano, mas devido à sazonalidade do espinheiro marítimo, o suco de maçã misturado com as bagas da planta só está disponível como um suco fresco entre os meses de setembro e fevereiro.

Mary Warnock, professora de microbiologia na Universidade Queen Margaret, disse: ‘O espinheiro marítimo está literalmente repleto de potencial.’

‘Estamos muito animados que o nosso trabalho esteja transformando a reputação desta planta (antes) desvalorizada, e mostrando que seu valor nutricional pode adicionar muitos benefícios à dieta escocesa.’

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,