RSS

Arquivo da tag: Facebook

Nova sede do Facebook na Argentina é inaugurada com ‘selfie’ de Kirchner

Presidente argentina faz selfie com funcionários do Facebook durante inauguração de sede da empresa em Puerto Madero (Foto: Juan Mabromata/AFP)Presidente argentina faz ‘selfie’ com funcionários do Facebook durante inauguração de sede da empresa em Puerto Madero (Foto: Juan Mabromata/AFP)

A presidente Cristina Kirchner inaugurou na noite de terça-feira (6) as novas instalações do Facebook na Argentina, destacando que é uma fã da rede social e que o serviço só traz mudanças positivas para a sociedade.

Sorridente, Kirchner percorreu os novos escritórios do Facebook, localizados no setor financeiro de Puerto Madero, em Buenos Aires. A presidente aceitou tirar vários “selfies” com os jovens funcionários da empresa, fundada em 2004 por Mark Zuckerberg, na Califórnia (EUA).

Kirchner anunciou um acordo entre as autoridades locais e o Facebook para que, na Argentina, a página permita que o usuário se defina “além de homem ou mulher” na hora de revelar sua identidade sexual. “É um valor muito importante para nós, como governo, o direito de todos os argentinos de se identificar como desejam, como se sentem”, disse a presidente em referência às minorias sexuais.

A chefe do Executivo citou, ainda, um aplicativo que permitirá, durante a Copa do Mundo no Brasil, entre junho e julho, o envio de comentários em tempo real do público sobre as transmissões da TV estatal argentina.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Facebook lidera iniciativa para criar tecnologia de links entre aplicativos

App Links, projeto liderado pelo Facebook para criar links entre aplicativos para smartphones e tablets. (Foto: Divulgação/Facebook)App Links, projeto liderado pelo Facebook para criar links entre aplicativos para smartphones e tablets. (Foto: Divulgação/Facebook)

O Facebook lidera uma iniciativa entre empresas de tecnologia que criou uma forma criar “links” entre aplicativos. Como não há uma tecnologia padrão usada para direcionar os usuários a outros aplicativos a partir do conteúdo exibido nesses programas, a rede social lançou o projeto App Links durante a F8, conferência voltada a desenvolvedores, realizada nesta quarta-feira (30).

Crucial, a função dos hiperlinks que permitem aos usuários navegarem de um conteúdo a outro na web não ocorre tão facilmente nos aplicativos. O objetivo da rede social é que o sistema criado seja usado para facilitar a comunicação entre aplicativos diferentes. “Open source”, a tecnologia não é de propriedade de uma empresa específica.

Atualmente, criar links entre apps é chamada de “deep links” e funciona de um jeito diferente para cada sistema operacional. Com o App Links, a ideia é padronizar essa comunicar, seja o aplicativo voltado para iOS, Android ou Windows Phone –a companhia está disposta a levar a tecnologia a ouras plataformas.

Por exemplo, se alguém envia por app de mensagem uma foto do Instagram, o usuário que tocar na imagem será encaminhado diretamente ao aplicativo. Se o usuário clicar em um link para um aplicativo que não esteja instalado em seu smartphone, será encaminhado para a loja de apps destinada ao sistema operacional.

Além da rede social, apoiam o App Links mais de 25 empresas como Dropbox, Spotify, Pinterest, Hulu, Parse, Wattpad, GoodReads, Quip, Endomondo, Flixter, Venmo, Redfin e Movie. Essas companhias ou já possuem aplicativos que empregam a forma de conexão ou trabalham para fazer a implementação (Veja o site).

Empresas como a Deeplink.me e a URX criaram formas de criar links entre os apps. Mas ainda não há padrão. Criar uma forma padronizada é buscada pelas empresas de tecnologia não só para permitir maior interconexão entre os aplicativos mas também para dar a anunciantes a mesma experiência da web.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Após Facebook, Foursquare anuncia app para localizar amigos por perto

Logo do aplicativo Swarm (Foto: Divulgação)Logo do aplicativo Swarm (Foto: Divulgação)

O Foursquare apresentou nesta quinta-feira (1º) o aplicativo Swarm, para que as pessoas possam localizar quais amigos estão próximos a ela. A empresa é a responsável pelo desenvolvimento do aplicativo de mesmo nome, famoso serviço de geolocalização em que é possível avisar aos outros dos lugares frequentados.

Segundo o Foursquare, o aplicativo é usado de duas formas: para se encontrar com amigos e para descobrir novos lugares. “Todo mês, dezenas de milhões de pessoas abrem o aplicativo para fazer ambas as coisas”, informou o aplicativo.

O intuito do lançamento é concentrar a interação com os amigos no Swarn. O aplicativo começará a ser liberado para smartphones Android e iPhones a partir da segunda semana de maio em todo o mundo. Os interessados podem pedir para serem avisados no site do app (Veja aqui).

“Com Swarm, você pode facilmente ver quais dos seus amigos estão por perto, calcular quem está disposto a tomar algumas bebidas mais tarde e compartilhar o que você está disposto a fazer (mais rapidamente e facilmente do que é possível fazer com o Foursquare hoje)”, afirmou a empresa.

Apesar de o próprio Foursquare afirmar que seu aplicativo já é usado com esse propósito, o anúncio do Swarm ocorre depois de o Facebook lançar em abril uma atualização que transforma seu app em um localizador de amigos. A função “Friends Nearby” avisa quem são as pessoas que estão por perto.

Renovação
Após a reunião da localização de amigos no Swarm, o aplicativo Foursquare também passará por mudanças. A renovação pretende distanciar a forma como é feita atualmente a busca por estabelecimentos comerciais no aplicativo, que, segundo o Foursquare, “é como a uma versão digital de navegar pelas Páginas Amarelas”.

Devido à tecnologia de georeferenciamento, o Foursquare é fonte de informação sobre bares, restaurantes e toda sorte de loja para outros aplicativos, assim como o Google Maps, para mapas, e o Facebook, para informações pessoais e como facilitador de logins.

As mudanças não foram detalhadas, mas o Foursquare deu algumas pistas. A sugestão de estabelecimentos deve ser feita pelas pessoas próximas e também por especialistas, deixando a indicação de estranhos aos usuários em segundo plano. “Nós acreditamos que a busca local pode ser personalizada aos seus gostos e informada pelas pessoas em que você confia”, afirma.

“O app deve estar disponível para responder questões como ‘me dê um lugar bom para jantares íntimistas’ e não apenas ‘me diga o posto de gasolina mais próximo’”, informa a empresa.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Facebook lança modo ‘anônimo’ de usar perfil para entrar em outros apps

O Facebook lançou nesta quarta-feira (30) um modo anônimo de os usuários utilizarem seu perfil na rede social para fazer login em aplicativos.

Muitos apps oferecem suas possibilidades de ter acesso a seus recursos, ou preencher um cadastro ou usar a conta existente na rede social. Essa opção, porém, cede aos aplicativos alguns dos dados pessoais dos usuários mantidos pelo Facebook.

Argumentando que alguns de seus membros se preocupam em fazer essa concessão, a rede social criou o recurso “Anonymous Login” (login anônimo), para que o perfil ainda possa ser utilizado, mas as informações pessoas não sejam compartilhadas.

“As pessoas nos dizem que às vezes elas ficam preocupadas em compartilhar informações com aplicativos e querem mais opções e controle sobre o quais informações pessoais os apps recebem”, informou o Facebook.

Essa forma de login, diz o site, dá as pessoas o poder de pensar melhor se querem realmente ceder informações com o aplicativo. ”As pessoas podem decidir mais tarde se elas querem compartilhar qualquer informação adicional, uma vez que entenderam mais sobre o app.”

Além de liberar o uso das contas de forma anônima, a rede social liberou outra atualização na interação entre os aplicativos e dados pessoais.

Assim que os usuários entram nos aplicativos utilizando a conta do Facebook são avisados sobre quais informações serão cedidas (amigos, relações acadêmicas, endereço de e-mail, número de “curtidas”, etc). Agora, os usuários poderão escolher a quais de suas informações os apps poderão ter acesso.

O Facebook também redesenhou a central de controle dos aplicativos, área em que os usuários podem ampliar ou limitar o nível de abrangência dos programas sobre seus dados pessoais.

Facebook lança recurso para usuários utilizarem o perfil na rede como login em outro aplicativos de forma anônima. (Foto: Divulgação/Facebook)Facebook lança recurso para usuários utilizarem o perfil na rede como login em outro aplicativos de forma anônima. (Foto: Divulgação/Facebook)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Conheça os tipos de amigos mais excluídos no Facebook

Conheça os tipos de amigos mais excluídos no Facebook (Foto: Reuters)Conheça os tipos de amigos mais excluídos no Facebook (Foto: Reuters)

Se você está no Facebook já há alguns anos, é provável que sua lista de amigos tenha saído do seu controle.

Talvez você conheça mais detalhes sobre um ex-colega de escola do que no tempo em que estudavam juntos. Parece-lhe estranho olhar para fotos dele embora vocês não se falem há dez anos. E você ainda se sente incomodado pelos comentários dele sobre política. Você não está sozinho: este é o candidato perfeito para ser removido da sua lista de amigos.

Dois estudos da Universidade de Denver, no Colorado (EUA), jogam uma nova luz sobre o tipo de amigo que é excluído do Facebook e as reações emocionais à esta situação.

Os principais tipos de pessoas que são excluídas são: colegas do ensino médio, amigos do amigo, colegas de trabalho e amigos com interesses comuns.

Os estudos mostram que o ‘líder’ em exclusão são os conhecidos do ensino médio.

‘A forma mais comum de excluir um ex-colega do ensino médio é porque geralmente elas postam comentários sobre assuntos polêmicos, como religião ou política’, diz o autor, Christopher Sibona, do programa de Ciência da Computação e Sistemas de Informação Universidade de Denver.

‘Outro grande motivo para exclusão de amigos é quando estes publicam coisas pouco interessantes’, disse ele.

Sibona analisou o fenômeno da exclusão de amigos, que em inglês tem uma palavra só mais contundente: ‘unfriend’ (algo como ‘desamigar’, em um neologismo).

‘Vimos que as pessoas muitas vezes excluem colegas de trabalho devido a suas ações no mundo real e não pelo que eles postam no Facebook’, diz Sibona.

Ambos os estudos são baseados em uma pesquisa com 1.077 pessoas e foram apresentados durante uma conferência no Havaí.

Reação
Além de analisar os perfis mais prováveis a serem excluídos, Sibona investigou as reações dos eliminados e encontrou uma gama de emoções ligadas a esta situação, que vai de raiva ao riso.

As reações mais comuns foram ‘fiquei surpreso’, ‘isso me incomodou’, ‘ri’ e ‘fiquei triste’.

O que determina a reação é, claro, o quão próximo você é deste amigo que te excluiu, diz Sibona. ‘Você pode ficar triste ou preocupado se o seu melhor amigo te excluir’.

‘O custo de manter amizades é muito baixo, por isso, se alguém faz um esforço consciente para apertar um botão para se livrar de mim, isso pode machucar’, diz o pesquisador.

O estudo descobriu que existem dois fatores que fazem um usuário se sentir mal: se o eliminado for um amigo próximo daquele que o eliminou e até que ponto a pessoa deletada observava o perfil do agora ‘ex-amigo’.

A pesquisa revelou que a exclusão ocorre com mais frequência entre amigos que alguma vez foram próximos do que entre aqueles que são apenas conhecidos.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de abril de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Google e Facebook dominam publicidade em dispositivos móveis

O faturamento com a publicidade em dispositivos móveis duplicou em 2013, alcançando US$ 17,9 bilhões, puxado por Facebook e Google, divulgou nesta quarta-feira (19) a consultoria eMarketer. A previsão é que haja fortes ganhos neste ano.

A empresa informou que o gasto com publicidade em plataformas móveis teve um aumento de 105% no ano passado e, segundo estimativa, deve creser 75% em 2014, chegando a US$ 34 bilhões.

Facebook e Google lideraram esse mercado, somando US$ 6,9 bilhões em 2013. Embora o site de buscas tenha se mantido em primeiro lugar, posição ocupada já em 2012, sua participação caiu de 52,6% para 49,3% entre um ano e outro, destacou o eMarketer.

Já o Facebook saltou de 5,4% para 17,5%, enquanto o Twitter passou de 1,5% para 2,4%. Para 2014, as previsões são que o Google fique com 46,8% do mercado; o Facebook, com 21,7%; e o Twitter, com 2,6%.

O aumento da publicidade a partir de dispositivos móveis explica por que as empresas estão privilegiando esse nicho. Segundo o eMarketer, somente 11% dos ganhos de publicidade do Facebook em 2012 vieram de plataformas móveis, enquanto em 2013 foram 45%. A expectativa é que alcancem 63% em 2014.

O Google pretende conseguir um terço dos seus lucros publicitários em dispositivos móveis esse ano, 23% a mais do registrado em 2013, segundo o relatório.

View the original article here

 
1 comentário

Publicado por em 20 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Facebook trabalha em identificação facial com ‘performance humana’

Sistema de reconhecimento facial do Facebook usa técnicas que o fazem identificar 97,25% dos rostos humanos (Foto: Divulgação/Facebook)Sistema de reconhecimento facial do Facebook
usa técnicas que o fazem identificar 97,25% dos
rostos humanos (Foto: Divulgação/Facebook)

O Facebook anunciou o desenvolvimento de uma tecnologia de identificação facial que tem o objetivo de ter uma performance similar a dos seres humanos. O projeto, chamado de DeepFace, é um sistema que reconhece 97,25% dos rostos – quase o mesmo que humanos obtiveram no mesmo teste que o sistema passou, que foi de 97,5%.

A tecnologia mapeia os rostos em três dimensões e depois cria um modelo plano. Filtros de cores são aplicados para mostrar elementos faciais específicos. O Facebook trabalhou com 4,4 milhões de imagens de rostos de mais de 4 mil usuários da rede social para conseguir treinar o sistema.

O projeto não ficará somente no Facebook. A rede social deve lançá-lo um pouco antes do mês de junho, para conseguir uma avaliação da comunidade de pesquisas, a fim de participar do evento “IEEE Conference on Computer Vision and Pattern Recognition”.

O reconhecimento facial em fotos foi lançado pela rede social no final de 2010 inicialmente nos Estados Unidos, chegando ao resto do mundo em 2011. São mais de 350 milhões de fotos publicadas no site diariamente e a grande maioria delas identifica seus usuários. As pessoas também podem se marcar ou identificar amigos nas imagens.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,