RSS

Arquivo da tag: Fabricante

‘Antivírus está morto’, diz executivo da fabricante do antivírus Norton

O antivírus, como solução de segurança para computadores, “está morto”. Essa afirmação é de Brian Dye, vice-presidente de segurança de informação da Symantec, fabricante do antivírus Norton. Dye concedeu uma entrevista ao “Wall Street Journal”, na qual explicou que a Symantec está se reinventando para ser uma prestadora de serviços de consultoria, auxiliando empresas a adotar as medidas necessárias quando forem vítimas de um ataque, por exemplo.

De acordo com o executivo, os antivírus só detectam 45% das ameaças quando estas chegam aos computadores das vítimas. Isso se deve ao constante esforço de hackers para usar ferramentas de ataques novas ou modificadas para escapar das proteções dos antivírus, que em grande parte ainda dependem de conhecimento prévio sobre o código do vírus.

Dye diz que a Symantec não vê mais o antivírus como um produto para “se fazer dinheiro”, apesar de 40% das receitas da Symantec hoje estarem relacionadas com a venda de produtos e serviços de antivírus.

A reportagem do “Wall Street Journal” observa que diversas empresas, como a Juniper Networks, a FireEye e a Shape Security estão desenvolvido tecnologias cujo objetivo não é mais a prevenção. Em vez disso, a ideia é detectar os ataques o mais rápido possível para minimizar o dano.

A Symantec deverá oferecer serviços parecidos dentro de seis meses, entre os quais um relatório de inteligência que detalhará como e por que as empresas são atacadas por hackers. O objetivo é reverter o quadro de queda nas receitas da companhia, que também demitiu dois presidentes-executivos (CEOs) nos últimos dois anos.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

‘Antivírus está morto’, diz executivo da fabricante do antivírus Norton

O antivírus, como solução de segurança para computadores, “está morto”. Essa afirmação é de Brian Dye, vice-presidente de segurança de informação da Symantec, fabricante do antivírus Norton. Dye concedeu uma entrevista ao “Wall Street Journal”, na qual explicou que a Symantec está se reinventando para ser uma prestadora de serviços de consultoria, auxiliando empresas a adotar as medidas necessárias quando forem vítimas de um ataque, por exemplo.

De acordo com o executivo, os antivírus só detectam 45% das ameaças quando estas chegam aos computadores das vítimas. Isso se deve ao constante esforço de hackers para usar ferramentas de ataques novas ou modificadas para escapar das proteções dos antivírus, que em grande parte ainda dependem de conhecimento prévio sobre o código do vírus.

Dye diz que a Symantec não vê mais o antivírus como um produto para “se fazer dinheiro”, apesar de 40% das receitas da Symantec hoje estarem relacionadas com a venda de produtos e serviços de antivírus.

A reportagem do “Wall Street Journal” observa que diversas empresas, como a Juniper Networks, a FireEye e a Shape Security estão desenvolvido tecnologias cujo objetivo não é mais a prevenção. Em vez disso, a ideia é detectar os ataques o mais rápido possível para minimizar o dano.

A Symantec deverá oferecer serviços parecidos dentro de seis meses, entre os quais um relatório de inteligência que detalhará como e por que as empresas são atacadas por hackers. O objetivo é reverter o quadro de queda nas receitas da companhia, que também demitiu dois presidentes-executivos (CEOs) nos últimos dois anos.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Fabricante de Ray-Ban e Oakley irá criar armações para o Google Glass

Google Glass ganha novos designs (Foto: Reprodução/Google)Google Glass ganha designs mais parecidos com 
óculos comuns (Foto: Reprodução/Google)

A italiana Luxottica, fabricante dos óculos de sol das marcas Oakley e Ray-Ban, anunciou nesta terça-feira (25) um acordo para projetar, desenvolver e distribuir armações para o Google Glass, potencialmente levando a nova tecnologia a um mercado mais amplo.

O Google Glass é um óculos de realidade aumentada que usa uma tela instalada em sua armação para mostrar imagens diretamente no olho do usuário. O acessório também fotografa, grava vídeos e facilita o acesso a informações on-line, como mensagens, e-mails, notícias, previsão do tempo e mapas com direções.

Em janeiro, o Google anunciou que os óculos iriam ganhar novos designs em uma tentativa de dar mais apelo ao produto antes de seu lançamento nos Estados Unidos.

“Acreditamos que uma parceria estratégica com um líder como o Google é a plataforma ideal para o desenvolvimento de um novo caminho a seguir em nossa indústria, respondendo as crescentes necessidades dos consumidores em uma escala global”, disse o presidente executivo da Luxottica, Andrea Guerra.

A empresa não deu detalhes financeiros ou de outra natureza sobre o acordo. Guerra afirmou ao jornal italiano “La Repubblica” que os novos óculos estarão prontos para chegar ao mercado em 2015.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Fabricante de fones Beats irá lançar serviço de música por assinatura

Fabricante de fones Beats irá lançar serviço de música por assinatura (Foto: Divulgação/Beats)Fabricante de fones Beats irá lançar serviço de música por assinatura (Foto: Divulgação/Beats)

A Beats, fabricante de fones de ouvido cofundada pelo rapper americano Dr. Dre que se tornou símbolo de status, irá lançar na terça-feira (21) um serviço de música por assinatura pela internet, o Beats Music.

O anúncio reforça a competição em um segmento que já responde por 20% das receitas do mercado de música digital e tem sido a grande aposta das gravadoras na internet.

No modelo tradicional desse tipo de serviço, o usuário paga um valor fixo mensal para ter acesso ilimitado a um catálogo de milhões de músicas. O acesso às faixas depende de uma conexão à rede. Alguns aplicativos permitem baixar as músicas para dispositivos móveis, mas as faixas só podem ser ouvidas dentro desses apps, o que evita a pirataria. As gravadoras e os artistas são remunerados por música tocada.

Hoje, o maior expoente desse tipo de serviço é o Spotify, que registrava 6 milhões de assinantes e 24 milhões de usuários em todo o mundo em março de 2013, número mais recente disponibilizado pela companhia. Mas outros nomes, como Deezer, Rdio e Napster, também têm ganhado espaço.

A Beats ainda não divulgou quanto vai custar a assinatura do Beats Music. No seu site, a companhia só informa sobre o pacote específico para clientes da operadora AT&T, nos Estados Unidos, que sairá por US$ 15 ao mês e poderá ser usado por até cinco pessoas em dez dispositivos diferentes.

Pouco depois do anúncio do novo serviço da Beats, o Spotify revelou que iria retirar o limite de reproduções de música gratuitamente por meio de seu site. No mês passado, a companhia também lançou uma opção gratuita para usuários do serviço em dispositivos móveis. Os consumidores, no entanto, têm que ouvir propaganda entre as canções.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Fabricante mostra skate que vem com cadeirinha de bebê acoplada

Um fabricante americano mostrou nesta quinta-feira (12) durante uma feira de artigos para bebê em Colônia, na Alemanha, um skate que vem com cadeirinha de bebê acoplada na parte da frente. O produto é ideal para o pai skatista passear com o filho em parques.

Fabricante exibiu skake que vem com cadeirinha de bebê acoplada (Foto: Rolf Vennenbernd/DPA/AFP)Fabricante mostrou skate que vem com cadeirinha de bebê acoplada (Foto: Rolf Vennenbernd/DPA/AFP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Apple, HP ou Lenovo: qual o maior fabricante de computadores?

O ano que vem pode ser aquele em que veremos o fim do reinado da HP como maior fabricante de computadores do mundo, afirmam analistas de mercado da consultoria Gartner. Se mantiver o seu crescimento atual, a Lenovo parece destinada a roubar esse lugar mais alto no pódio.

De acordo com a Gartner, a Lenovo aumentou suas entregas de PCs em 14,9%, alcançando um total de 12,8 milhões de unidades. Assim, a fabricante conseguiu uma participação de 14,7% no mercado e se aproximou ainda mais de roubar o primeiro lugar da HP. “Se as tendências atuais das duas empresas continuarem, a Lenovo deve superar a HP no terceiro ou quarto trimestre do ano”, afirma o analista da Pund-IT, Charles King.

Apesar desses números promissores, não será fácil para a Lenovo ultrapassar a HP. A questão, no entanto, é que mesmo se superar, essa vitória sobre a HP vai realmente transformar a Lenovo em líder de vendas de computadores? Resumindo: a HP é mesmo a maior fabricante de computadores do mundo? Se não, quem é então?

Apple, gigante dos tablets

Houve uma mudança de paradigma no mercado de computadores. Chame de era pós-PC ou uma época PC+, a verdade é que atualmente você não pode ignorar os aparelhos móveis. Empresas de pesquisas de mercado como Gartner e IDC foram diretas sobre o imapcto desses aparelhos mobile nas vendas de Pcs. Em um de seus relatórios, a Gartner afirma que tablets e smartphones estão continuamente canibalizando as entregas de computadores no mundo. “Os consumidores estão passando menos tempo em computadores tradicionais e mais em smartphones e tablets”, afirmou o analista da Gartner, Mikako Kitagawa.

Os tablets ainda não estão incluídos nos números de envios de computadores, e ao se incluir esses aparelhos nas vendas de Pcs, a Apple é uma séria ameaça para qualquer fabricante de computadores tradicionais. A companhia de Cupertino já desafiou os líderes desse mercado anteriormente.

Em dezembro do ano passado, a consultoria Canalys assustou a indústria com seu anúncio de que a Apple estava superando a HP como maior fornecedora de computadores no mercado global. A HP então arregaçou as mangas para recuperar a posição e em pouco derrotou a Apple para retomar a lideração global no primeiro trimestre de 2012. Mas ainda não há nada definido. A Apple domina o mercado de tablets, e com um possível iPad Mini, o reinado tem tudo para continuar ainda mais forte.

novoipad_apps.jpg

Os tablets ou smartphones são as primeiras escolhas da maioria dos executivos do mercado corporativo. De acorod com uma previsão da iSuppli, os tablets da Apple vão responder por 61% desse mercado em 2012. Os CIOs preferem comprar produtos da Apple para seus planos BYOD (traga seu próprio aparelho), agora que essa é uma prática cada vez mais comum nos EUA.

A Forrester prevê que os CIOs vão gastar 19 bilhões de dólares em produtos da Apple apenas em 2012 – 10 bilhões de dólares em iPads e 9 bilhões de dólares em Macs. Isso é bem mais do que os 12 bilhões de dólares registrados no ano passado. Em 2013, esse número deve subir para gastos de 16 bilhões de dólares em iPads e 12 bilhões de dólares em Macs, aponta a Forrester.

Futuro disputado

A proliferação dos tablets mudou toda a dinâmica do mercado de computadores. Não é apenas o mercado de Pcs tradicionais que a Lenovo precisa conquistar. Ela agora também precisa ter uma presença forte no mercado móvel. E não é o caso de a Lenovo não estar fazendo esforços para entregar mais na “arena” de computadores mobile. Seu Ultrabook é bem aceito no mercado e a empresa lançou recentemente o tablet LePad. No entanto, com suas forças focadas principalmente no mercado de computadores tradicionais, sua habilidade de competir entre os tablets fica questionada.

Novamente, apesar dos preços elevados de ações em um mercado em queda, as margens de lucro da Lenovo sofreram em sua tentativa para tornar-se a maior fabricante de computadores.

A HP conseguiu retomar sua liderança da Apple quando as vendas de computadores voltaram ao normal, graças a sua posição como líder de mercado há muito tempo. Resta saber se a Lenovo conseguirá repetir o sucesso da HP.

Mas a pergunta de um milhão de dólares é se o LePad conseguiria derrotar o iPad em seu próprio território, o que parece improvável atualmente. E a Lenovo tem condições de fazer isso enquanto está ocupada tentando derrubar a gigante HP?

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de agosto de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Hackers atacam fabricante da Apple apenas “por diversão”

Uma equipe de hackers, que se autodenomina SwaggSec, invadiu os computadores da Foxconn, empresa responsável pela produção de 40% dos eletrônicos de consumo de mundo, e roubou dados confidenciais. Em seguida colocou-os na Internet – aparentemente, só por diversão.

Os nomes de usuários e senhas compartilhados na última quarta-feira (8/02) podem ser utilizados para enviar pedidos falsos, como se fossem solicitações de companhias que a Foxconn atende. A informação partiu dos próprios hackers, que anexaram o comunicado ao arquivo torrent de onde as informações são baixadas.

“Gostamos de expor governos e corporações, mas o motivo principal é perceber o quão hilário comprometer e destruir uma infraestrutura pode ser”, diz o texto.

Leia mais:

Reportagem acusa Apple de ser conivente com violação de direitos trabalhistas

– Quem são os grupos hackers e o que eles querem?

Em razão do ataque, a empresa chegou a retirar seu site do ar. Os dados continham contatos dos diretores de vendas da Foxconn, nomes de usuários, números de IP e uma lista com os e-mails e compras de seus clientes.

Em relação ao ativismo hacker, tão em voga hoje em dia, o grupo parece mais próximo ao extinto LulzSec que ao Anonymous. Diz, por exemplo, que os envolvidos com ofensivas com causas sociais têm mais em comum com anarquistas do que gostariam.

“Sabemos que aqueles que se classificam como ‘ativistas hackers’ suprimem uma parte de si que, na verdade, só se diverte por ajudar na anárquica missão de derrubar uma infraestrutura”.

A Foxconn não quis se manifestar sobre o ocorrido. Há 12 dias o periódico New York Times publicou reportagem em que detalhava os abusos impostos aos funcionários da companhia – ela é conhecida pelos recorrentes acidentes de trabalho e os suicídios entre seus assalariados.  O SwaggSec, no entanto, disse que não atacou a corporação por esse motivo.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Fabricante de case do Kindle é acusada de pagar usuários por reviews positivos

A fabricante VIP Deals, que produz cases de couro para o tablet Kindle Fire e outros aparelhos, está envolvida em um esquema de pagamento para usuários em troca de reviews positivos para os seus produtos, afirma o jornal New York Times.

Na reportagem, a companhia americana é acusada de oferecer aos consumidores um reembolso completo dos produtos comprados em troca de reviews dos seus itens vendidos na loja online Amazon, que coincidentemente fabrica o Kindle Fire.

Apesar de a companhia ter negado as acusações ao NYT, três consumidores confirmaram a oferta ao jornal, dizendo que, após comprarem o case do Kindle Fire, receberam juntamente uma carta dizendo para “escreverem um review do produto para a comunidade da Amazon”. Além disso, o documento dizia: “Em troca de você escrever o review, nós vamos reembolsar seu pedido para que você tenha recebido o produto de graça.”

A carta não especificava uma demanda por um review cinco estrelas (nota máxima no site), mas deixava uma pista sobre isso. “Nós nos esforçamos para receber 100% de notas perfeitas ‘CINCO ESTRELAS’ de você!”, informava a empresa no documento, segundo o NYT.

Uma dessas consumidoras é Anne Marie Logan, do estado da Geórgia, que no início não acreditou no reembolso oferecido pela companhia. “Eu estava tipo ‘Isso é de verdade?’. Mas eles creditaram minha conta. Será que é antiético?”

Até a semana passada, 310 dos 335 reviews da capa de couro Vipertek da fabricante eram cinco estrelas, enquanto que a maior parte do restante tinha recebido quatro estrelas. Após a denúncia do NYT, todos os reviews da fabricante (que parece não ter site oficial) foram retirados da Amazon – mas a imagem com os reviews positivos está disponível na página do jornal. Além disso, o case para Kindle Fire também não está mais disponível na loja online.

Depois de a retirada dos reviews e dos produtos da Amazon, a VIP Deals não quis fazer mais comentários sobre o assunto.

Mercado aquecido

Uma das razões para esse suposto esquema da VIP Deals seria o fato de a Amazon esperar vender nada menos que 20 milhões de unidades do Kindle Fire neste ano. Para o especialista na área e professor de ciência da computação da Universidade de Illinois, Bing Liu, “mais pessoas estão dependendo de reviews na hora de fazer compras e escolher onde ir, por isso os incentivos para a falsificação (de reviews) estão ficando maiores. É uma maneira muito barata de marketing”.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de fevereiro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Com iPhone 4S, Apple já é terceira maior fabricante de celulares do mundo

AppId is over the quota

A Apple se tornou a terceira maior vendedora de celulares no mundo, com o iPhone representando 8,7% de todas as vendas globais de aparelhos no último trimestre de 2011, de acordo com dados do IDC. 

A companhia de Cupertino ficou atrás da Nokia, que encabeça a lista, e da Samsung, que possuem parcelas de mercado de 26,6% e 22,8%, respectivamente, ficando à frente da LG e da ZTE, cujas vendas representam 4.1% e 4%, respectivamente. O ranking inclui tanto smartphones quanto celulares, e a Apple nunca conseguiu um resultado tão notável na lista de fabricantes de celulares no mundo, elaborada pelo IDC. 

“O lançamento do iPhone 4S, que está disponível em mais de 90 países, foi a principal razão para a companhia ultrapassar a LG e a ZTE no último trimestre de 2011. Em países como EUA e Japão, as vendas foram particularmente fortes, dados os dias do período e a distribuição das operadoras” afirmou o relatório do IDC. 

A parcela de mercado da Apple teve um crescimento impressionante de 128% em uma base anual, conforme destacou a pesquisa, enquanto que a Nokia caiu 8,2%. O crescimento da Samsung foi de 20,9% e a ZTE alcançou 8,9%. A LG, por sua vez,  despencou, apresentando um índice negativo de 42,2% (veja na tabela abaixo). 

tabelacrescimentoapple01.png

 Clique para expandir

Durante todo o ano passado, a Apple  vendeu 93,2 milhões de iPhones, resultando em cerca de 6% da parcela de mercado de celulares, acima do índice de 2010, com 47,5 milhões de unidades e 3,4% de presença. 

Apesar do forte desempenho, o crescimento de mercado total da companhia foi o menor em dois anos, apontou o IDC. “A apresentação de produtos de grande crescimento como o iPhone 4S, lançado no fim do ano, alavancaram o desempenho do iPhone. Mesmo assim, a média de crescimento obteve seu menor índice desde o terceiro trimestre de 2009, quando a recessão da economia mundial estava no topo”, explicou Kevin Restivo, analista de pesquisa sênior do IDC. 

A performance ruim neste setor foi percebida principalmente na Europa, apontou a o relatório. “O mercado do europeu de celulares foi impactado pela baixa demanda,  como resultado da crise econômica. O crescimento dos smartphones não foi suficiente para frear a queda no mercado de celulares, mesmo diante de ótimos resultados da Apple e da Samsung. A Nokia passou por outro trimestre problemático, como resultado de sua transição para aparelhos com Windows Phone. As vendas de dispositivos foram extremamente baixas, principalmente por causa da falta de aparelhos de boa qualidade”, concluiu. 

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de fevereiro de 2012 em eletrônicos, Mac, Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Com iPhone 4S, Apple já é terceira maior fabricante de celulares do mundo

AppId is over the quota

A Apple se tornou a terceira maior vendedora de celulares no mundo, com o iPhone representando 8,7% de todas as vendas globais de aparelhos no último trimestre de 2011, de acordo com dados do IDC. 

A companhia de Cupertino ficou atrás da Nokia, que encabeça a lista, e da Samsung, que possuem parcelas de mercado de 26,6% e 22,8%, respectivamente, ficando à frente da LG e da ZTE, cujas vendas representam 4.1% e 4%, respectivamente. O ranking inclui tanto smartphones quanto celulares, e a Apple nunca conseguiu um resultado tão notável na lista de fabricantes de celulares no mundo, elaborada pelo IDC. 

“O lançamento do iPhone 4S, que está disponível em mais de 90 países, foi a principal razão para a companhia ultrapassar a LG e a ZTE no último trimestre de 2011. Em países como EUA e Japão, as vendas foram particularmente fortes, dados os dias do período e a distribuição das operadoras” afirmou o relatório do IDC. 

A parcela de mercado da Apple teve um crescimento impressionante de 128% em uma base anual, conforme destacou a pesquisa, enquanto que a Nokia caiu 8,2%. O crescimento da Samsung foi de 20,9% e a ZTE alcançou 8,9%. A LG, por sua vez,  despencou, apresentando um índice negativo de 42,2% (veja na tabela abaixo). 

tabelacrescimentoapple01.png

 Clique para expandir

Durante todo o ano passado, a Apple  vendeu 93,2 milhões de iPhones, resultando em cerca de 6% da parcela de mercado de celulares, acima do índice de 2010, com 47,5 milhões de unidades e 3,4% de presença. 

Apesar do forte desempenho, o crescimento de mercado total da companhia foi o menor em dois anos, apontou o IDC. “A apresentação de produtos de grande crescimento como o iPhone 4S, lançado no fim do ano, alavancaram o desempenho do iPhone. Mesmo assim, a média de crescimento obteve seu menor índice desde o terceiro trimestre de 2009, quando a recessão da economia mundial estava no topo”, explicou Kevin Restivo, analista de pesquisa sênior do IDC. 

A performance ruim neste setor foi percebida principalmente na Europa, apontou a o relatório. “O mercado do europeu de celulares foi impactado pela baixa demanda,  como resultado da crise econômica. O crescimento dos smartphones não foi suficiente para frear a queda no mercado de celulares, mesmo diante de ótimos resultados da Apple e da Samsung. A Nokia passou por outro trimestre problemático, como resultado de sua transição para aparelhos com Windows Phone. As vendas de dispositivos foram extremamente baixas, principalmente por causa da falta de aparelhos de boa qualidade”, concluiu. 

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de fevereiro de 2012 em eletrônicos, Mac, Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,