RSS

Arquivo da tag: Etipia

Onda de refugiados do Sudão do Sul chega à Etiópia

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Mais de 11 mil sul-sudaneses fugiram nas últimas 72 horas à vizinha Etiópia para escapar da guerra que provoca estragos em seu país, anunciou nesta terça-feira a ONU em Genebra.

Segundo Adrian Edwards, porta-voz do Alto Comissariado para os Refugiados, o êxodo começou após o anúncio de que as forças governamentais sul-sudanesas tomaram o controle da localidade de Nasir, quartel-general dos rebeldes.

Os refugiados da etnia nuer, à qual pertence o ex-vice-presidente Riek Machar, convertido em chefe da rebelião desde meados de dezembro, cruzaram o rio Baro, que marca a fronteira entre Sudão do Sul e Etiópia.

“Os refugiados nos disseram que havia ainda mais gente nas estradas, e que muitos esperavam no lado sul-sudanês para poder cruzar o rio”, declarou Adrian Edwards.

As agência humanitárias estão tentando levar ajuda à região para socorrer os refugiados, alguns dos quais estão feridos.

Está sendo construído um novo acampamento de acolhida para 30 mil pessoas. Já existe um com capacidade para receber 40 mil.

“A imensa maioria dos que chegam continuam sendo mulheres e crianças, mas cada vez há mais homens entre os refugiados”, acrescentou Edwards.

Mais de 100 mil refugiados provenientes do Sudão do Sul passaram pela Etiópia desde o início da guerra, no dia 15 de dezembro de 2013.

Além disso, 205 mil sul-sudaneses se refugiaram em Uganda, Sudão e Quênia, e 923 mil  precisaram se deslocar dentro do país.

Os combates, entre o exército leal ao presidente Salva Kiir e os rebeldes de Riek Machar, começaram no dia 15 de dezembro em Juba, a capital do Sudão do Sul, e se estenderam ao resto do país.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , ,

Hienas atacam moradores de rua na capital da Etiópia

Hienas urbanas que atacam moradores de rua estão se tornando um problema sério para as autoridades da capital da Etiópia, Adis-Abeba. Os animais são comuns nos morros ao redor da cidade, mas nos últimos anos eles vêm se mudando para as regiões residenciais.

Em alguns casos, as hienas contribuem para manter um certo equilíbrio na capital, reduzindo a população de gatos selvagens e cães vadios. Elas também ajudam a ‘limpar’ as ruas, se alimentando da carcaça de cavalos e outros animais.

Mas a população de hienas tem saído do controle das autoridades locais. Hoje ela está estimada entre 300 e mil.

Hienas atacam moradores de rua na capital da Etiópia. (Foto: BBC)Hienas atacam moradores de rua na capital da Etiópia. (Foto: BBC)

O governo etíope diz que as hienas são perigosas. Em 2011, os administradores do aeroporto da cidade contrataram caçadores para matar hienas que invadiam as pistas aéreas durante pousos e decolagens.

Moradores próximos ao cemitério Ketchene também reclamaram de hienas que cavaram buracos no local e se alimentaram dos restos de pessoas mortas enterradas lá.

As hienas costumam caçar em bandos. Um guarda noturno da Embaixada britânica na Etiópia disse ter visto uma fila de 40 hienas caçando nas redondezas.

A principal ameaça é aos moradores de ruas. Um voluntário em um posto de saúde disse que algumas vezes ao mês ele atende pessoas sem-teto que tiveram dedos arrancados por hienas.

Um morador de rua chegou à clínica com seu couro cabeludo parcialmente arrancado por um dos animais. No ano passado, uma mulher que morava próximo à igreja St. Stephanos e a um hotel da cadeia Hilton perdeu o filho. O bebê foi arrancado de seus braços por hienas.

Em dezembro, as autoridades de Adis-Abeba organizaram um abate. Dez caçadores licençiados mataram dez hienas que estavam vivendo em um terreno baldio no coração da cidade.

Meia dúzia de tocas também foram detectadas perto do centro da cidade.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Leão mata tratador em zoológico da Etiópia

Leão Adis Abeba (Foto: BBC/AFP)Leão em zoo de Adis Abeba (Foto: BBC/AFP)

Um tratador foi morto por um leão em um zoológico de Adis Abeba, a capital da Etiópia, após esquecer a porta da jaula do animal aberta.

O leão, chamado de Kenenisa, mordeu Abera Silsay, de 51 anos, no pescoço. O ataque durou entre 15 e 20 minutos.

O zoológico havia sido criado em 1948 para abrigar filhotes de leão do emperador Haile Selassie.

Tiros disparados
O correspondente da BBC em Adis Abeba, Emmanuel Igunza, afirmou que horas após o ataque, na manhã desta segunda-feira (16), um sapato da vítima permanecia ao lado do leão de 7 anos de idade.

O estabelecimento, que recebe cerca de 2.000 pessoas diariamente, estava fechado para o público.

Guardas tentaram assustar o leão disparando para o alto, mas não adiantou, segundo Igunza.

Abera foi morto enquanto limpava a jaula do animal.

“Ele entrou na jaula número 10 onde Kenenisa vive e esqueceu de fechar a porta (da câmara onde o leão dorme)”, disse o diretor geral do zoológico Musie Kiflom à France Presse.

“O leão veio e o atacou”, disse.

Musie Kiflom disse que a polícia foi chamada para ajudar, mas foi “muito difícil salvar nosso colega”.

O zoológico abriga 15 leões capturados na Etiópia. Eles são mantidos em jaulas, mas autoridades do país pretendem transferir o complexo para um local maior.

Foi o segundo episódio de morte de tratador por leões no local em 17 anos. O diretor afirmou que o zoológico melhorará o treinamento de seus funcionários.

“Temos que atualizá-los sobre como proteger os animais, como trabalhar com eles, mantê-los e limpá-los.”

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , ,

Leão mata tratador em zoológico da Etiópia

Leão Adis Abeba (Foto: BBC/AFP)Leão em zoo de Adis Abeba (Foto: BBC/AFP)

Um tratador foi morto por um leão em um zoológico de Adis Abeba, a capital da Etiópia, após esquecer a porta da jaula do animal aberta.

O leão, chamado de Kenenisa, mordeu Abera Silsay, de 51 anos, no pescoço. O ataque durou entre 15 e 20 minutos.

O zoológico havia sido criado em 1948 para abrigar filhotes de leão do emperador Haile Selassie.

Tiros disparados
O correspondente da BBC em Adis Abeba, Emmanuel Igunza, afirmou que horas após o ataque, na manhã desta segunda-feira (16), um sapato da vítima permanecia ao lado do leão de 7 anos de idade.

O estabelecimento, que recebe cerca de 2.000 pessoas diariamente, estava fechado para o público.

Guardas tentaram assustar o leão disparando para o alto, mas não adiantou, segundo Igunza.

Abera foi morto enquanto limpava a jaula do animal.

“Ele entrou na jaula número 10 onde Kenenisa vive e esqueceu de fechar a porta (da câmara onde o leão dorme)”, disse o diretor geral do zoológico Musie Kiflom à France Presse.

“O leão veio e o atacou”, disse.

Musie Kiflom disse que a polícia foi chamada para ajudar, mas foi “muito difícil salvar nosso colega”.

O zoológico abriga 15 leões capturados na Etiópia. Eles são mantidos em jaulas, mas autoridades do país pretendem transferir o complexo para um local maior.

Foi o segundo episódio de morte de tratador por leões no local em 17 anos. O diretor afirmou que o zoológico melhorará o treinamento de seus funcionários.

“Temos que atualizá-los sobre como proteger os animais, como trabalhar com eles, mantê-los e limpá-los.”

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , ,