RSS

Arquivo da tag: estimular

Sabesp cria aplicativo para estimular redução do consumo de água

Aplicativo mostra projeções do que comprar com dinheiro poupado. (Foto: Reprodução/Sabesp)Aplicativo pretende estimular redução no consumo.
(Foto: Reprodução/Sabesp)

A Companhia de Saneamento Básico do Estado São Paulo (Sabesp) disponibiliza desde esta terça-feira (3) um aplicativo para estimular a redução do consumo de água na capital. Esta é mais uma medida para tentar diminuir os efeitos da estiagem que atinge o estado desde o fim do ano passado.

A ferramenta, chamada de “Calculadora dos Sonhos”, acompanha o consumo e realiza projeções de objetos e equipamentos que podem ser adquiridos com o dinheiro poupado da conta de água.

É preciso se cadastrar no site da calculadora para ter acesso ao aplicativo. São necessárias uma conta de água e o número do Registro Geral do Imóvel (RGI) para que seja feita a leitura periódica do medido e o acompanhamento da evolução das metas.

Após o cadastro, o cliente tem acesso a um sistema que dará orientações de como atingir o desconto na conta de água. É possível cadastrar um objeto que o consumidor deseja adquirir para que a ferramenta mostre, por meio da leitura da conta, se houve economia de água e em quantos meses será possível alcança-lo. O aplicativo fica disponível durante a campanha do bônus de economia de água, até dezembro.

Estratégias contra a falta de água
O governo oferece bônus de 30% para quem economizar 20% de água e já prometeu que haverá multa para quem gastar mais do que de costume, estratégia criticada por advogados da área de defesa do consumidor.

Em alguns bairros, o governo mudou o fornecimento de água para que as residências sejam abastecidas por represas que não sofrem com a falta de água. A Sabesp afirma não haver racionamento, mas são vários os moradores de bairros da capital, em especial da Zona Norte, que relatam que ficam sem água durante a noite e em alguns momentos do dia.

A retirada do volume morto, no entanto, é uma das principais apostas para que a Grande São Paulo não fique sem água até a próxima estação de chuvas, que começa em outubro.  Confira, abaixo, perguntas e respostas sobre o volume morto.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de junho de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Embrapii vai estimular inovação em empresas brasileiras, afirma Raupp

Nova companhia foi criada para dar apoio a projetos de pesquisa e incentivar a competitividade da indústria nacional.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marco Antonio Raupp, apresentou na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em São Paulo, na última sexta-feira (19/04), os objetivos e metas da  Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). Ele afirmou que a organização terá o papel de catalisador do crescimento, no contexto da criação de uma sociedade inovadora.

Raupp participou de uma reunião com o Conselho Superior de Inovação e Competitividade da Fiesp (Conic), em que  explicou que a Embrapii visa dar apoio a projetos entre empresas nacionais e instituições de pesquisa, incentivando a inovação e a competitividade da indústria nacional.

“Ela serve como catalisador para promover crescimento, aproximando empresas e institutos de pesquisa, gerando recursos humanos. As empresas utilizarão a infraestrutura laboratorial disponível”, descreveu. “O grande objetivo é transformar o Brasil em uma sociedade inovadora. Ciência, tecnológica e inovação são eixos para a construção de uma sociedade sustentável.”

Raupp disse que a ideia da nova empresa é aproveitar toda a infraestrutura que já existe para promover crescimento nas empresas brasileiras. “A criação da Embrapii pressupõe uma governança de 50% do governo e 50% do setor privado. Queremos trabalhar com apoio da Fiesp e ao lado da sociedade civil.” Ele lembrou que a iniciativa tem 1 bilhão de reais previsto para este ano e o próximo.

O ministro Raupp comentou que os benefícios do plano Inova Empresa, lançado pelo governo em março, devem ser sentidos pelo empresariado em 2014.

“Nosso papel é criar essas condições. Na parte que se refere a políticas, nós vamos estimular fortemente”, afirmou. “O governo estimula os empresários, mas as ações são deles. A inovação não ocorre só em universidades, muitos menos no governo – é nas empresas”, completou.

Com informações da Agência MCTI

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
1 comentário

Publicado por em 22 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Embrapii vai estimular inovação em empresas brasileiras, afirma Raupp

Nova companhia foi criada para dar apoio a projetos de pesquisa e incentivar a competitividade da indústria nacional.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marco Antonio Raupp, apresentou na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em São Paulo, na última sexta-feira (19/04), os objetivos e metas da  Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). Ele afirmou que a organização terá o papel de catalisador do crescimento, no contexto da criação de uma sociedade inovadora.

Raupp participou de uma reunião com o Conselho Superior de Inovação e Competitividade da Fiesp (Conic), em que  explicou que a Embrapii visa dar apoio a projetos entre empresas nacionais e instituições de pesquisa, incentivando a inovação e a competitividade da indústria nacional.

“Ela serve como catalisador para promover crescimento, aproximando empresas e institutos de pesquisa, gerando recursos humanos. As empresas utilizarão a infraestrutura laboratorial disponível”, descreveu. “O grande objetivo é transformar o Brasil em uma sociedade inovadora. Ciência, tecnológica e inovação são eixos para a construção de uma sociedade sustentável.”

Raupp disse que a ideia da nova empresa é aproveitar toda a infraestrutura que já existe para promover crescimento nas empresas brasileiras. “A criação da Embrapii pressupõe uma governança de 50% do governo e 50% do setor privado. Queremos trabalhar com apoio da Fiesp e ao lado da sociedade civil.” Ele lembrou que a iniciativa tem 1 bilhão de reais previsto para este ano e o próximo.

O ministro Raupp comentou que os benefícios do plano Inova Empresa, lançado pelo governo em março, devem ser sentidos pelo empresariado em 2014.

“Nosso papel é criar essas condições. Na parte que se refere a políticas, nós vamos estimular fortemente”, afirmou. “O governo estimula os empresários, mas as ações são deles. A inovação não ocorre só em universidades, muitos menos no governo – é nas empresas”, completou.

Com informações da Agência MCTI

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Dell e Intel vão estimular pesquisa científica com centros de competência

A iniciativa será na Universidade de Cambridge, em Londres, e contará com seus produtos para treinamento e estudo de pesquisadores.

28 de setembro de 2012 – 14h00

A Dell e a Intel planejam abrir dois centros de competência de produtos na Universidade de Cambridge, em Londres. As empresas estão oferecendo conjuntos de sistemas de alto desempenho de hardware com base em processadores multicore Intel Xeon e os coprocessadores Intel Xeon Phi.

O objetivo da iniciativa é disponibilizar os produtos para treinar a comunidade de pesquisa científica na otimização do seu código existente HPC (computação de alto desempenho), e testar os benefícios que a família Intel Xeon pode oferecer. 

De acordo com as empresas, garantir código HPC é fundamental para maximizar o desempenho do aplicativo. Os centros vão permitir que pesquisadores científicos testem os chips e avaliem suas necessidades de computação de alto desempenho.

“A colaboração com a comunidade científica é a base do conjunto da Dell de alto desempenho e soluções de alto rendimento”, disse Tim Carroll, diretor global do grupo de soluções de pesquisas da Dell. “Estamos entusiasmados por trazer esse recurso para a vida em Cambridge com a nossa nova série PowerEdge C8000 para impulsionar a inovação e a descoberta”, completa.

No início deste ano, a Universidade de Cambridge fechou um acordo de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) de 10 milhões de euros com a Índia, para projetos de pesquisa em redes de próxima geração, que envolve 200 pesquisadores entre os dois países.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de novembro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Vitória sobre Samsung pode estimular ataque da Apple contra Google

A grande pergunta após a vitória da Apple sobre a Samsung é se a empresa de Cupertino agora está pronta para ir atrás do Google, em reconhecimento ao desejo de Steve Jobs em ir para a chamada “guerra termonuclear” com a criadora do Android. No entanto, a gigante de buscas está ocupada divulgando sua confiança de que o seu sistema mobile não viola patentes da Apple, enquanto ao mesmo tempo processa a fabricante do iPhone e iPad por supostamente infringir patentes da Motorola que foram adquiridas com a compra da companhia em maio desse ano.

O analista de mercado Roger Kay pensa que a Apple agora pode começar sua perseguição pelo Google. “Acho que a Apple vai tentar usar essa vitória como uma maneira de bater no Google mais para frente”, afirma em entrevista ao site Mercury News.

Já o especialista da empresa de pesquisas Bernstein Research, A.M. Sacconaghi, pensa que o resultado do julgamento pode dar um “gás” para a Apple e “encorajar a estratégia legal da empresa” contra suas rivais no mercado de smartphones e tablets.

No entanto, o Google foi rápido em afirmar que não há provas de que o seu sistema Android violou patentes da Apple.

Após a decisão de sexta, o Google reassegurou aos seus parceiros que as patentes violadas pela Samsung não são relacionadas ao Android. A fabricante do sistema rival do iOS emitiu um comunicado sugerindo que não acredita que o Android corra perigo por causa da decisão, e alertou: “A corte de apelações vai revisar as alegações de violação e validade das patentes. A maioria delas não é relacionada ao Android, e muitas estão sendo examinadas novamente pelo Escritório de Patentes dos EUA. A indústria mobile está se mexendo rapidamente e os players do mercado – incluindo os mais novatos – estão criando em cima de ideias que estão por aí há décadas.”

Não só o Google acredita que não viola as patentes da Apple, como também avisou a Samsung para ficar ir para longe de designs parecidos com os da Apple em um e-mail que o júri do caso achou especialmente persuasivo. O jurado Velvin Hogan disse a Bloomberg: “Então a coisa toda gira em torno de você pensar que a Samsung estava realmente copiando. O que nos convenceu foi quando vimos o comunicado do Google pedindo para a Samsung se afastar dos designs da Apple.”

samsungapple_435.jpg

Guerra termonuclear

Em conversas com seu biógrafo Walter Isaacson, o ex-CEO da Apple, Steve Jobs, se referiu ao Android como “um produto roubado”, e disse: “Vou gastar até o meu último suspiro se preciso, e vou gastar cada centavo dos 40 bilhões de dólares da Apple no banco, para arrumar esse erro. Vou destruir o Android, porque é um produto roubado. Estou disposto a entrar em uma guerra termonuclear por isso.”

Mas a batalha pode não ser tão clara como era na cabeça de Jobs quando ele fez esse comentário. Em maio, o Google adquiriu a Motorola Mobility e seu tesouro de 17 mil patentes por 12,5 bilhões de dólares – ao fazer isso, a empresa teve acesso a patentes desejadas no mercado.

Esse valor pode parecer muito alto, quando a Samsung terá de pagar 1 bilhão de dólares (que podem ser triplicados para 3 bilhões de dólares, mas vale lembrar que a empresa sul-coreana perdeu 12 bilhões de dólares em seu valor de mercado após a decisão. Por isso, no final das contas, pode ser um dinheiro bem gasto para a gigante de buscas.

Isso também levanta uma questão: o Google estava assim tão confiante sobre não violar as patentes da Apple com o Android antes de comprar a Motorola? A compra da Motorola em maio pode ter sido parte dos esforços do Google para se defender de qualquer ataque da Apple. A empresa de Mountain View já está usando essas patentes para montar seu próprio ataque contra a Apple.

Na última semana, o Google entrou com uma ação afirmando que a Apple viola sete de suas patentes, incluindo o software do assistente de voz Siri, e-mail, reprodução de vídeo, e Lembretes de Localização. 

No entanto, na mesma semana a Comissão Internacional de Comércio (ITC) inocentou a Apple por duas supostas violações de patentes do Google/Motorola. O órgão federal ainda está investigando uma quarta alegação de violação de patente do Google. Essas alegações foram levantadas pela Motorola no final de 2010. 

Os casos do ITC são apenas uma parte das disputas por patentes entre Apple e Motorola que possuem brigas judiciais em vários países, após um aumento no número de litigações entre empresas de tecnologia. E o Google/Motorola não é a única companhia alvo da Apple, já que a HTC está processando de volta a companhia de Steve Jobs.

O site Softpedia chega até a sugerir que a Apple não iria tão bem em uma briga contra o Google por essa ser uma companhia norte-americana e bem-vista pelos usuários (com exceção de alguns problemas de privacidade). A batalha então seria entre duas empresas dos EUA e não contra uma fabricante da Coreia do Sul. 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Vitória sobre Samsung pode estimular ataque da Apple contra Google

A grande pergunta após a vitória da Apple sobre a Samsung é se a empresa de Cupertino agora está pronta para ir atrás do Google, em reconhecimento ao desejo de Steve Jobs em ir para a chamada “guerra termonuclear” com a criadora do Android. No entanto, a gigante de buscas está ocupada divulgando sua confiança de que o seu sistema mobile não viola patentes da Apple, enquanto ao mesmo tempo processa a fabricante do iPhone e iPad por supostamente infringir patentes da Motorola que foram adquiridas com a compra da companhia em maio desse ano.

O analista de mercado Roger Kay pensa que a Apple agora pode começar sua perseguição pelo Google. “Acho que a Apple vai tentar usar essa vitória como uma maneira de bater no Google mais para frente”, afirma em entrevista ao site Mercury News.

Já o especialista da empresa de pesquisas Bernstein Research, A.M. Sacconaghi, pensa que o resultado do julgamento pode dar um “gás” para a Apple e “encorajar a estratégia legal da empresa” contra suas rivais no mercado de smartphones e tablets.

No entanto, o Google foi rápido em afirmar que não há provas de que o seu sistema Android violou patentes da Apple.

Após a decisão de sexta, o Google reassegurou aos seus parceiros que as patentes violadas pela Samsung não são relacionadas ao Android. A fabricante do sistema rival do iOS emitiu um comunicado sugerindo que não acredita que o Android corra perigo por causa da decisão, e alertou: “A corte de apelações vai revisar as alegações de violação e validade das patentes. A maioria delas não é relacionada ao Android, e muitas estão sendo examinadas novamente pelo Escritório de Patentes dos EUA. A indústria mobile está se mexendo rapidamente e os players do mercado – incluindo os mais novatos – estão criando em cima de ideias que estão por aí há décadas.”

Não só o Google acredita que não viola as patentes da Apple, como também avisou a Samsung para ficar ir para longe de designs parecidos com os da Apple em um e-mail que o júri do caso achou especialmente persuasivo. O jurado Velvin Hogan disse a Bloomberg: “Então a coisa toda gira em torno de você pensar que a Samsung estava realmente copiando. O que nos convenceu foi quando vimos o comunicado do Google pedindo para a Samsung se afastar dos designs da Apple.”

samsungapple_435.jpg

Guerra termonuclear

Em conversas com seu biógrafo Walter Isaacson, o ex-CEO da Apple, Steve Jobs, se referiu ao Android como “um produto roubado”, e disse: “Vou gastar até o meu último suspiro se preciso, e vou gastar cada centavo dos 40 bilhões de dólares da Apple no banco, para arrumar esse erro. Vou destruir o Android, porque é um produto roubado. Estou disposto a entrar em uma guerra termonuclear por isso.”

Mas a batalha pode não ser tão clara como era na cabeça de Jobs quando ele fez esse comentário. Em maio, o Google adquiriu a Motorola Mobility e seu tesouro de 17 mil patentes por 12,5 bilhões de dólares – ao fazer isso, a empresa teve acesso a patentes desejadas no mercado.

Esse valor pode parecer muito alto, quando a Samsung terá de pagar 1 bilhão de dólares (que podem ser triplicados para 3 bilhões de dólares, mas vale lembrar que a empresa sul-coreana perdeu 12 bilhões de dólares em seu valor de mercado após a decisão. Por isso, no final das contas, pode ser um dinheiro bem gasto para a gigante de buscas.

Isso também levanta uma questão: o Google estava assim tão confiante sobre não violar as patentes da Apple com o Android antes de comprar a Motorola? A compra da Motorola em maio pode ter sido parte dos esforços do Google para se defender de qualquer ataque da Apple. A empresa de Mountain View já está usando essas patentes para montar seu próprio ataque contra a Apple.

Na última semana, o Google entrou com uma ação afirmando que a Apple viola sete de suas patentes, incluindo o software do assistente de voz Siri, e-mail, reprodução de vídeo, e Lembretes de Localização.

No entanto, na mesma semana a Comissão Internacional de Comércio (ITC) inocentou a Apple por duas supostas violações de patentes do Google/Motorola. O órgão federal ainda está investigando uma quarta alegação de violação de patente do Google. Essas alegações foram levantadas pela Motorola no final de 2010.

Os casos do ITC são apenas uma parte das disputas por patentes entre Apple e Motorola que possuem brigas judiciais em vários países, após um aumento no número de litigações entre empresas de tecnologia. E o Google/Motorola não é a única companhia alvo da Apple, já que a HTC está processando de volta a companhia de Steve Jobs.

O site Softpedia chega até a sugerir que a Apple não iria tão bem em uma briga contra o Google por essa ser uma companhia norte-americana e bem-vista pelos usuários (com exceção de alguns problemas de privacidade). A batalha então seria entre duas empresas dos EUA e não contra uma fabricante da Coreia do Sul.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Vitória sobre Samsung pode estimular ataque da Apple contra Google

A grande pergunta após a vitória da Apple sobre a Samsung é se a empresa de Cupertino agora está pronta para ir atrás do Google, em reconhecimento ao desejo de Steve Jobs em ir para a chamada “guerra termonuclear” com a criadora do Android. No entanto, a gigante de buscas está ocupada divulgando sua confiança de que o seu sistema mobile não viola patentes da Apple, enquanto ao mesmo tempo processa a fabricante do iPhone e iPad por supostamente infringir patentes da Motorola que foram adquiridas com a compra da companhia em maio desse ano.

O analista de mercado Roger Kay pensa que a Apple agora pode começar sua perseguição pelo Google. “Acho que a Apple vai tentar usar essa vitória como uma maneira de bater no Google mais para frente”, afirma em entrevista ao site Mercury News.

Já o especialista da empresa de pesquisas Bernstein Research, A.M. Sacconaghi, pensa que o resultado do julgamento pode dar um “gás” para a Apple e “encorajar a estratégia legal da empresa” contra suas rivais no mercado de smartphones e tablets.

No entanto, o Google foi rápido em afirmar que não há provas de que o seu sistema Android violou patentes da Apple.

Após a decisão de sexta, o Google reassegurou aos seus parceiros que as patentes violadas pela Samsung não são relacionadas ao Android. A fabricante do sistema rival do iOS emitiu um comunicado sugerindo que não acredita que o Android corra perigo por causa da decisão, e alertou: “A corte de apelações vai revisar as alegações de violação e validade das patentes. A maioria delas não é relacionada ao Android, e muitas estão sendo examinadas novamente pelo Escritório de Patentes dos EUA. A indústria mobile está se mexendo rapidamente e os players do mercado – incluindo os mais novatos – estão criando em cima de ideias que estão por aí há décadas.”

Não só o Google acredita que não viola as patentes da Apple, como também avisou a Samsung para ficar ir para longe de designs parecidos com os da Apple em um e-mail que o júri do caso achou especialmente persuasivo. O jurado Velvin Hogan disse a Bloomberg: “Então a coisa toda gira em torno de você pensar que a Samsung estava realmente copiando. O que nos convenceu foi quando vimos o comunicado do Google pedindo para a Samsung se afastar dos designs da Apple.”

samsungapple_435.jpg

Guerra termonuclear

Em conversas com seu biógrafo Walter Isaacson, o ex-CEO da Apple, Steve Jobs, se referiu ao Android como “um produto roubado”, e disse: “Vou gastar até o meu último suspiro se preciso, e vou gastar cada centavo dos 40 bilhões de dólares da Apple no banco, para arrumar esse erro. Vou destruir o Android, porque é um produto roubado. Estou disposto a entrar em uma guerra termonuclear por isso.”

Mas a batalha pode não ser tão clara como era na cabeça de Jobs quando ele fez esse comentário. Em maio, o Google adquiriu a Motorola Mobility e seu tesouro de 17 mil patentes por 12,5 bilhões de dólares – ao fazer isso, a empresa teve acesso a patentes desejadas no mercado.

Esse valor pode parecer muito alto, quando a Samsung terá de pagar 1 bilhão de dólares (que podem ser triplicados para 3 bilhões de dólares, mas vale lembrar que a empresa sul-coreana perdeu 12 bilhões de dólares em seu valor de mercado após a decisão. Por isso, no final das contas, pode ser um dinheiro bem gasto para a gigante de buscas.

Isso também levanta uma questão: o Google estava assim tão confiante sobre não violar as patentes da Apple com o Android antes de comprar a Motorola? A compra da Motorola em maio pode ter sido parte dos esforços do Google para se defender de qualquer ataque da Apple. A empresa de Mountain View já está usando essas patentes para montar seu próprio ataque contra a Apple.

Na última semana, o Google entrou com uma ação afirmando que a Apple viola sete de suas patentes, incluindo o software do assistente de voz Siri, e-mail, reprodução de vídeo, e Lembretes de Localização. 

No entanto, na mesma semana a Comissão Internacional de Comércio (ITC) inocentou a Apple por duas supostas violações de patentes do Google/Motorola. O órgão federal ainda está investigando uma quarta alegação de violação de patente do Google. Essas alegações foram levantadas pela Motorola no final de 2010. 

Os casos do ITC são apenas uma parte das disputas por patentes entre Apple e Motorola que possuem brigas judiciais em vários países, após um aumento no número de litigações entre empresas de tecnologia. E o Google/Motorola não é a única companhia alvo da Apple, já que a HTC está processando de volta a companhia de Steve Jobs.

O site Softpedia chega até a sugerir que a Apple não iria tão bem em uma briga contra o Google por essa ser uma companhia norte-americana e bem-vista pelos usuários (com exceção de alguns problemas de privacidade). A batalha então seria entre duas empresas dos EUA e não contra uma fabricante da Coreia do Sul. 

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,