RSS

Arquivo da tag: Estados

O governo dos Estados Unidos jogou neve falsa nas ruas?

Serão reais os vídeos que mostram que está sendo espalhada pelas ruas dos Estados Unidos uma neve artificial que não derrete e não pega fogo?

Em janeiro de 2014, inúmeros vídeos começaram a circular pela web mostrando uma estranha descoberta. Segundo relatos (e experimentos), a neve que teria caído no sudeste dos Estados Unidos não é real, pois não queima e sequer derrete ao ser aquecida.

Nos vários testes publicados no YouTube, alguns moradores das regiões afetadas tentam queimar a neve com o auxílio de isqueiros, tochas e maçaricos e nada acontece. A neve fica preta e, segundo afirmam, com cheiro forte de produtos químicos.

Neve artificial está sendo espalhada nos EUA! Será? (Foto: Reprodução/YouTube) Neve artificial está sendo espalhada nos EUA! Será? (Foto: Reprodução/YouTube)

Como não sabem o que pode ser esse fenômeno, muitos norte-americanos sugerem que o governo dos Estados Unidos esteja os enganado, manipulando de alguma forma o clima e espalhando essa neve falsa!

Alguns sites sugerem que a HAARP estaria por trás disso, fazendo algum serviço de “geoengenharia”, pulverizando produtos químicos nos céus para mudar as condições climáticas do planeta.

Assista abaixo dois desses vídeos e descubra conosco se isso é verdadeiro ou falso:

E esse teste, feito na Georgia:

Outros vídeos como esses podem ser vistos no Alien Disclosure!

Os vídeos são reais, mas seu conteúdo é falso!

A impressão que dá ao assistir aos filminhos é a de que a neve não está derretendo com o fogo, mas a neve não é falsa. É que a neve aparentemente não derrete com isqueiros ou maçaricos!

Na verdade, a neve é um pouco diferente do gelo sólido, pois ela é muito menos densa e muito mais porosa (possui cerca de 5% de água e o restante é somente ar). Ao aquecer um bloco de neve com a chama de um maçarico ou de um isqueiro, muitas das moléculas de água acabam passando diretamente do estado sólido para o gasoso (sublimação). Ao mesmo tempo, outras moléculas passam do estado sólido para o líquido, mas esses fluídos acabam sendo absorvidos pela porosidade da neve e nem chegam a pingar.

Podemos ver em um dos vídeos que, enquanto o maçarico está queimando uma ponta da neve, alguns pequenos cristais que se desprendem da outra ponta formam pingos de água na mesa:

neve_derretendo

Se você tentar derreter uma pedra de gelo com um maçarico, o mesmo fenômeno ocorrerá com uma pequena diferença: O gelo, por não ser poroso, não irá absorver a água e escorrerá!

O camarada no vídeo a seguir repetiu o teste da queima da neve, mas também a colocou no microondas e, adivinhem:

Em todos os vídeos publicados no YouTube podemos ver que o fogo deixava uma mancha preta na neve queimada, mas há uma explicação simples para isso.

O que ocorreu nos vídeos foi uma combustão incompleta!

Esse fenômeno se dá quando não há oxigênio suficiente para consumir todo o combustível (no caso, o butano). No caso dos compostos orgânicos, os produtos da combustão incompleta podem ser monóxido de carbono (CO) e água; ou carbono elementar (C) e água.

O filme abaixo explica melhor o fenômeno:

A neve falsa norte-americana não é falsa! Ela derrete, sim!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Fonte E-farsas

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Marmota Phil ‘prevê’ inverno longo nos Estados Unidos

Marmota é segurada pelo treinador John Griffiths depois de sair de sua toca (Foto: Gene J. Puskar/AP)Marmota é segurada pelo treinador John Griffiths depois de sair de sua toca (Foto: Gene J. Puskar/AP)

A marmota Phil saiu de sua gaiola neste domingo (2), na pequena cidade de Punxsutawney, no oeste do estado americano da Pensilvânia e, diante de grande expectativa de milhares de curiosos, viu sua sombra, o que significa, segundo a tradição, que o inverno durará seis semanas a mais neste ano no país.

Às 7h25 locais (10h25 de Brasília), em uma manhã úmida, Phil fez sua esperada previsão em cerimônia mais acompanhada pela tradição do que por sua exatidão. Segundo dados do Centro Meteorológico Nacional, entre 1988 e 2012, a marmota acertou suas previsões 10 vezes, e errou 15.

Se a marmota não tiver visto sua sombra, o folclore local indica que o inverno termina mais cedo, abrindo caminho para a primavera.

No entanto, a previsão de Phil não foi muito bem recebida, especialmente na costa leste dos Estados Unidos, que vem sofrendo neste inverno com sucessivas e pouco frequentes ondas de frio ártico que deixaram as temperaturas abaixo da média da região.

Desde 1887, a cada 2 de fevereiro é comemorado o “Dia da Marmota”, cuja popularidade disparou depois do filme “Feitiço do Tempo” (1993), protagonizado por Bill Murray, e milhares de turistas vão à pequena cidade localizada a 100 quilômetros a nordeste de Pittsburgh.

Phil tem imitadores em vários lugares do país, como Chuck em Staten Island (Nova York), Sir Walter Wally em Raleigh (Carolina do Norte) e Beau Lee em Atlanta (Geórgia), entre outros. 

Marmota saiu de sua toca neste domingo (2) e previu mais seis dias de inverno (Foto: Gene J. Puskar/AP)Marmota saiu de sua toca neste domingo (2) e previu mais seis semanas de inverno (Foto: Gene J. Puskar/AP)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

México tenta ‘blindar’ estados vizinhos a Michoacán contra violência

Integrandes de grupo de autodefesa na entrada da comunidade de Paracuaro, no México (Foto: Enrique Castro/ AFP)Integrantes de grupo de autodefesa na comunidade
de Paracuaro, no México (Foto: Enrique Castro/ AFP)

As autoridades federais do México e vários governadores concordaram nesta segunda-feira (20) em estabelecer uma ‘blindagem’ nas regiões do centro e do oeste do país devido a um potencial transbordamento da violência no estado de Michoacán, informou uma fonte oficial.

No encontro, liderado pelo ministro de governo (Interior), Miguel Ángel Osorio, “foram feitos acordos para realizar ações conjuntas de prevenção e proteção para a população dessas entidades federativas” diante dos efeitos que podem ser gerados pelas ações de segurança em Michoacán, indicou a instituição.

O governador de Hidalgo, Francisco Olvera, declarou a uma emissora de rádio que a onda de violência em Michoacán afeta todos os estados porque “gera um clima de incerteza” que põe em evidência as instituições públicas.

No entanto, Olvera esclareceu que ainda não pôde sentir a presença dos criminosos de Michoacán em seu estado, depois que o Governo Federal lançou na semana passada uma operação para restabelecer a ordem na região de Tierra Caliente, o que poderia causar a fuga de criminosos para os estados vizinhos.

Olvera fez suas declarações depois que grupos armados atacaram cinco lojas da rede Oxxo e incendiaram três delas, nos estados do México e Hidalgo (centro), deixando pelo menos dois feridos.

Por outro lado, o secretário-executivo do Sistema Nacional de Segurança Pública, Monte Alejandro Rubido, garantiu que ocorreram “avanços significativos” na operação em Michoacán, e detalhou que até agora há 46 presos somente nos 27 municípios da zona sul do estado onde operam as forças federais.

“Fomos muito bem recebidos pela sociedade em toda a região de Tierra Caliente”, afirmou.

Já o governador de Michoacán, Fausto Vallejo, informou que a partir desta terça-feira (21) vai despachar da cidade de Apatzingán para atender de perto aos programas sociais e de investimentos para a Tierra Caliente, e anunciou Rubén Pérez Gallardo como comissário do governo estadual para os assuntos da região.

Apatzingán é considerada há anos o principal reduto do cartel dos “Cavaleiros Templários”, embora seu poder se estenda por toda a região de Tierra Caliente, onde em fevereiro de 2013 surgiram várias milícias de civis armados para lutar contra essa organização criminosa.

Além de produzir e traficar drogas para os Estados Unidos, os “templários” são acusados de crimes como extorsão, sequestro e homicídio.

Uma milícia de autodefesa surgiu em Michoacán para combater os “Cavaleiros Templários”.

Membros de grupo civil de autodefesa fazem barricada em Las Yeguas, no estado de Michoacán, no México. (Foto: Eduardo Verdugo/AP)Membros de grupo civil de autodefesa fazem barricada em Las Yeguas, no estado de Michoacán, no México. (Foto: Eduardo Verdugo/AP)Pessoas cercam um comboio da Polícia Federal a caminho da comunidade de Apatzingan, no Estado de Michoacán, no México. (Foto: Alfredo Estrella/AFP)Pessoas cercam um comboio da Polícia Federal a caminho da comunidade de Apatzingan, no Estado de Michoacán, no México. (Foto: Alfredo Estrella/AFP)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , , ,

Mal-estar e moral baixo afetam forças nucleares dos Estados Unidos

Moral baixo e falta de perspectivas: a Força Aérea dos Estados Unidos identificou a causa do acúmulo de incidentes em suas unidades de mísseis nucleares, mas não a solução para seus oficiais, que se questionam sobre a utilidade e sobre o valor de sua missão.

Entre erros, negligências, posse de drogas, ou ingestão de álcool, os incidentes se multiplicaram nos últimos meses nas três bases de mísseis balísticos intercontinentais (ICBM, na sigla em inglês) que a Força Aérea americana tem em seu território.

“As pessoas que estão encarregadas das armas nucleares devem mostrar o máximo de profissionalismo, mas continuamos vendo que este não é o caso”, critica Jim Lewis, da ONG Centro para o Controle de Armas e Não Proliferação.

Ao todo, 34 oficiais foram suspensos na semana passada por trapacearem em um exame de rotina para verificar suas competências. Dois deles foram acusados de posse de drogas.

Em outubro, quatro oficiais já haviam sido suspensos por dormirem em serviço, na frente do monitor, deixando aberta a porta blindada de seu posto de lançamento.

Essas falhas também foram registradas nas mais altas patentes. Em julho passado, um general que comandava as unidades de mísseis ICBM foi destituído do cargo por consumo excessivo de álcool durante uma viagem a Moscou.

Desde 1945, o poder de destruição desses mísseis tem sido a maior e melhor garantia contra seu uso. Com o fim da Guerra Fria, reduziu-se ainda mais a probabilidade de que sejam usados. Os Estados Unidos mantêm 450 unidades ativas.

Nas bases de Malmstrom (Montana), Minot (Dakota do Norte) e Warren (Wyoming), cerca de 500 tenentes e capitães da Força Aérea continuam vigiando 24 horas por dia os “bunkers” subterrâneos, “esperando para pressionar um botão que sabem que nunca apertarão”, resumiu Joseph Cirincione, presidente do Fundo Ploughshares, um grupo de reflexão e pesquisa especializado em temas nucleares.

“Não é uma questão de disciplina, ou de supervisão. É quase uma questão existencial” para esses jovens homens e mulheres, disse à AFP.

Tédio: o pior inimigo Em artigo publicado em 2011 na revista “Wired”, um desses oficiais fala sobre o assunto.

“O seu pior inimigo é o tédio. Nada de heroísmo no campo de batalha, nada de ganhar uma medalha, o dever hoje é percebido como um anacronismo irrelevante”, lamentou.

O problema não é novo e, em junho de 2008, levou o então secretário da Defesa dos EUA, Robert Gates, a afastar os chefes civis e militares da Força Aérea, após uma série de incidentes nas forças nucleares.

Um grupo de trabalho criado na época concluiu a existência de uma “diminuição inequívoca, dramática e inaceitável do compromisso da Força Aérea para realizar sua missão nuclear”.

Essa queda foi “gradual”, em consequência das mudanças na organização, no pessoal e nos procedimentos dentro de suas unidades, explicou o painel de especialistas.

“A maioria dessas mudanças era simples, mas o impacto global na missão nuclear foi mais pronunciado do que o esperado e é muito importante para ser aceitável”, apontou o grupo de trabalho.

A última série de incidentes coloca “a questão de saber se as falhas e os problemas sistêmicos identificados em 2008 foram corrigidos”, questionou Gates em entrevista esta semana à CNN.

Desde 2008, foram tomadas medidas para amenizar a situação, afirmou o chefe do Estado-Maior da Força Aérea, general Mark Welsh, admitindo, porém, que a noção de “importância vital” da missão pode não estar suficientemente arraigada nas tropas. Ao mesmo tempo, ele defendeu e garantiu o profissionalismo das forças nucleares.

De fato, há aspectos do trabalho que não mudaram. A função não é mais invejada na Força Aérea – como já foi no passado -, e as perspectivas de carreira continuam sendo escassas.

As deficiências identificadas também põem em xeque a necessidade de manter ativos os mísseis ICBM junto com os submarinos nucleares e as bombas lançadas de aviões. O atual secretário da Defesa dos EUA, Chuck Hagel, reafirmou seu compromisso com os ICBM.

“Não vemos esse tipo de problema na frota de bombardeiros, ou submarinos”, disse Cirincione. “Porque têm outras missões. A única missão dos mísseis balísticos intercontinentais é sacrificar milhões de civis inocentes”, explicou.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , , ,

Nevascas provocam estado de emergência em 2 estados dos EUA

Uma forte nevasca cobriu de branco partes do Canadá e do nordeste dos EUA nesta sexta-feira (5), levando os governadores dos Estados americanos de Nova York e Nova Jersey a declarar estado de emergência e pedir às pessoas que permaneçam em suas casas.

A tempestade já forçou o cancelamento de mais de 4 mil voos entre quinta e sexta-feira, fechou escolas, prejudicou o trânsito e levou ao acúmulo de até 61 cm de neve em alguns pontos.

‘Isto não é brincadeira. As pessoas devem considerar seriamente ficar em casa’, declarou Andrew Cuomo, governador de Nova York.

Com as ventanias, as temperaturas baixaram para até -29ºC em Toronto e na Cidade de Québec (Canadá) – as mais baixas das últimas décadas.

Para brasileiros com voos programados para a região, é recomendável consultar as empresas aéreas para confirmar suas decolagens – apesar de, segundo consulta no site da Infraero, a maior parte dos voos aos EUA ter sido mantida.

O site mostra que ao menos um voo da American Airlines partindo do aeroporto de Guarulhos (SP) para Nova York foi cancelado nesta sexta-feira; outro está atrasado.

Em seu perfil no Facebook, a TAM informou na tarde desta sexta-feira que cancelou dois voos (indo e vindo de Nova York a São Paulo) e remanejou os passageiros para partidas no sábado.

‘Fiquem em casa’
O recém-empossado prefeito de Nova York, Bill de Blasio, disse que a maior parte das avenidas da cidade estão liberadas, mas pediu que ‘as pessoas ajudem. Se não tiverem que viajar hoje (sexta), por favor fiquem em casa’.

O jornal ‘New York Times’ reportou que as temperaturas na cidade, pela manhã, estavam semelhantes às do Alasca.

Muitos turistas aproveitaram para fazer guerra de bolas de neve na Times Square, mas as temperaturas estão tão baixas que são capazes de provocar queimaduras ou úlceras de frio em questão de 30 minutos.

Nos estados vizinhos de Connecticut, Massachusetts e Nova Jersey, funcionários públicos de serviços não essenciais foram liberados para não trabalhar, e muitas escolas cancelaram suas aulas.

Ainda que o aeroporto de Boston permanecesse aberto nesta tarde, mais de 300 voos foram cancelados, segundo o ‘Boston Globe’.

No Canadá, algumas cidades do leste estão vivenciando sensação térmica de -35ºC por conta dos ventos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Talibãs afegãos ironizam paralisia orçamentária dos Estados Unidos

Os talibãs, que combatem as forças americanas no Afeganistão, ironizaram a paralisia orçamentária dos Estados Unidos, ao acusar a classe política de Washington de “sugar o sangue de seu próprio povo”.

“Os americanos deveriam perceber que seus líderes políticos jogam com o futuro, como com o dos países oprimidos, para servir a seus interesses particulares”, escreveram os rebeldes em um comunicado em inglês, publicado na noite de terça-feira (8) em seu site.

“Quem semeia vento, colhe tempestade”, comentaram os insurgentes no tom que adotam normalmente para criticar os Estados Unidos ou o governo afegão.

Para os rebeldes, os líderes políticos americanos deveriam dedicar seus esforços à paz, em vez “de sugar o sangue de seu próprio povo”.

Os talibãs realizam uma insurreição no Afeganistão desde sua expulsão do poder em 2001 por uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 10 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Frango provoca surto de infecção por salmonela nos Estados Unidos

 Frango da marca Foster Farms é vendido em mercado de Los Angeles, na Califórnia nesta terça-feira (8). (Foto: AFP Photo/Robyn Beck) Frango da marca Foster Farms é vendido em mercado de Los Angeles, na Califórnia, nesta terça-feira (8). (Foto: AFP Photo/Robyn Beck)

Um surto de salmonela atingiu 18 estados dos Estados Unidos e provocou o adoecimento de centenas de pessoas nos últimos meses. Autoridades alertam os consumidores a cozinharem cuidadosamente o frango e tomarem outras precauções.

Um alerta de saúde pública foi emitido em relação ao frango cru empacotado em três unidades da empresa Foster Farms na Califórnia. Desde que cepas de Salmonela heidelberg foram detectadas em março, 278 pessoas adoeceram, segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês).

A salmonela foi detectada em frangos distribuídos em mercados de varejo nos estados da Califórnia, de Oregon e de Washington. A doença se concentrou na Califórnia, mas a salmonela já atingiu pessoas de 18 estados, segundo declaração do Departamento de Agricultura.

O surto parece ter começado em março e o Departamento de Agricultura foi notificado das doenças em julho, de acordo com Dan Engeljohn, do USDA. Pesquisadores tiveram dificuldade em determinar a fonte da doença, segundo Engeljohn.

O porta-voz da Foster Farms disse que não há nenhum recall em andamento e que as infecções foram provocadas pelo consumo do frango mal cozido.

“Essa é uma questão de saúde pública importante”, diz Anita Gore, porta-voz do Departamento de Saúde Pública da Califórnia. “O frango pode carregar bactéria e precisa ser totalmente cozido”, diz.

A salmonela é um patógeno que contamina carne durante o abate e o processamento e é comum em frango mal cozido. Pessoas infectadas por ela costumam apresentar diarréia, dor abdominal e febre.

Paralisação
A paralização do governo americano desacelerou os esforços do governo federal para proteger a saúde e a segurança dos americanos. O Centro de Controle e Prevenção de Doença, órgão federal, teve que chamar parte de sua equipe de volta ao trabalho para lidar com o surto de salmonela no país.

Info salmonela (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,