RSS

Arquivo da tag: entra

Homem entra na justiça para se casar com notebook repleto de pornografia

AppId is over the quota
AppId is over the quota

The page you requested has been blocked because it contains some inappropriate contents.

Sorry, I could not read the content fromt this page.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Exército da Ucrânia entra em ‘alerta total’ contra possível invasão russa

AppId is over the quota
AppId is over the quota

As forças militares da Ucrânia se encontram em “estado de alerta total” contra uma possível invasão das tropas russas posicionadas na fronteira, afirmou o presidente interino Olexander Turchynov durante uma reunião ministerial nesta quarta-feira (30) em Kiev.

“Nossas Forças Armadas se encontram em estado de alerta total. A ameaça da Rússia de começar uma guerra contra o território da Ucrânia é real”, disse.

Ele já havia anunciado há várias semanas que as forças de defesa estavam em alerta, mas não foram registrados sinais de aumento do dispositivo.

“Nossas Forças Armadas se encontram em estado de alerta total. A ameaça da Rússia de começar uma guerra contra o território da Ucrânia é real”, disse Turchynov.

“Nosso primeiro objetivo é impedir que o terrorismo passe das regiões de Donetsk e de Lugansk para outras regiões”, destacou. “Há tentativas de desestabilizar a situação em Kharkiv (leste), Odessa (sul), Dnipropetrovsk (leste), Zaporijjia (sudeste), Kherson e Mykolaiev (sul).”

Estas oito regiões, juntas, constituiriam um amplo arco de território contíguo à Crimeia e Transnistria (região separatista da Moldávia), que a Rússia controla de fato.

A Rússia mobilizou em março 40 mil homens na fronteira que compartilha com a Ucrânia.

Sabotagem
O Serviço de Segurança Ucraniano (SBU) afirmou nesta quarta-feira ter descoberto um grupo de sabotadores que preparava um atentado para a festa de 9 de maio, que comemora tanto na Rússia como na Ucrânia a vitória sobre a Alemanha nazista em 1945.

“Os criminosos se preparavam para cometer um atentado com explosivos no momento em que os veteranos de guerra depositassem flores no monumento da Segunda Guerra mundial em Mykolaiev”, afirmaram fontes do SBU.

O presidente russo, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro Dmitri Medvedev pretendem visitar a Crimeia depois do tradicional desfile militar previsto para o mesmo dia em Moscou, segundo a imprensa russa.

Os rebeldes pró-Moscou prosseguiram nos últimos dias com a ampliação de seu domínio sobre uma série de cidades do leste da Ucrânia, controlando atualmente locais estratégicos (prefeitura, quartel da polícia e prédios das forças de segurança) em mais de 10 cidades.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , , , ,

Busca por avião desaparecido da Malaysia Airlines entra na 3ª semana

Avião da Força Aérea chinesa deve se juntar às buscas pelo voo que desapareceu. (Foto: Jason Reed/Reuters)Aviões da Força Aérea chinesa devem se unir às buscas pelo voo que desapareceu. (Foto: Jason Reed/Reuters)VALE ESTE - mapa avião desaparecido malásia - 21.03 (Foto: Arte/G1)

As buscas pelo avião desaparecido da Malaysia Airlines entraram na terceira semana, com um número crescente de aviões e navios se unindo ao patrulhamento no sul do Oceano Índico, onde imagens de satélites australiano, chinês e francês flagraram objetos que podem ser destroços da aeronave.

O voo MH-370 desapareceu no dia 8 de março com 239 pessoas a bordo (a maioria chineses), no trajeto entre Kuala Lumpur, na Malásia, e Pequim, na China.

A operação, liderada pela Austrália, faz buscas em uma área de cerca de 2.500 quilômetros ao sudoeste de Perth, com ao menos oito aeronaves, algumas da Marinha americana e da Austrália. Outros dois aviões chineses e dois japoneses também devem se juntar à patrulha.

As buscas foram deslocadas para o Índico após o anúncio de que satélites chineses flagraram objetos flutuando nas águas. Neste domingo, a possibilidade foi reforçada por imagens de um satélite francês, que também mostram objetos flutuando no sul do  Oceano Índico.

Um dos detritos flagrados pelos satélites chineses teria 22,5 metros por 13 metros. A informação inicial é de que os objetos avistados nas fotos teriam sido achados a 120 quilômetros dos possíveis destroços avistados na última quinta-feira no sul do Oceano Índico por autoridades australianas a partir de outras imagens de satélite.

No entanto os trabalhos de busca realizados na sexta-feira na área, que fica a 2,3 mil quilômetros da costa australiana, não tiveram sucesso, aumentando a tensão entre os familiares dos passageiros desaparecidos.

Na sexta-feira (21), o vice-primeiro-ministro da Austrália, Warren Truss, disse que os objetos vistos em imagens de satélite em uma área remota no sul do Oceano Índico, o que levou a uma caçada internacional em busca do avião desaparecido da Malaysia Airlines, já podem ter afundado.

“Algo que estava flutuando no mar há tanto tempo pode não estar mais”, disse Truss a repórteres em Perth, na Austrália. “Podem ter ido para o fundo.”

Segundo a emissora americana CNN, o primeiro avião enviado ao local na sexta-feira para tentar localizar os possíveis destroços não encontrou nada na área monitorada.
Um dos objetos flagrados pelos satélites australianos teria 24 metros.

Integrantes da Força Aérea japonesa posam antes de decolar para se juntar às buscas por avião desaparecido. (Foto: Mohd Rasfan/AFP)Integrantes da Força Aérea japonesa posam antes de decolar para se juntar às buscas por avião desaparecido. (Foto: Mohd Rasfan/AFP)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Síria entra em seu quarto ano de conflito sem esperanças de solução

Manifestantes pedem o fim dos combates na Síria durante marcha para marcar o terceiro aniversário do início da guerra na Síria, em Londres, neste sábado (15) (Foto: Olivia Harris/Reuters)Manifestantes pedem o fim dos combates na Síria durante marcha para marcar o terceiro aniversário do início da guerra na Síria, em Londres, neste sábado (15) (Foto: Olivia Harris/Reuters)

O conflito na Síria, que já deixou mais de 146.000 mortos, entra neste sábado (15) em seu quarto ano e sem uma solução à vista, com o presidente Bashar al-Assad agarrado ao poder, e a oposição dividida, perdendo espaço.

Um sinal de que o regime não está disposto à reconciliação é a lei que o Parlamento sírio votou na sexta-feira (14), que abre caminho para a reeleição de Bashar al-Assad e exclui os opositores do exílio como candidatos nas eventuais próximas eleições presidenciais.

Os Estados Unidos, por sua vez, reagiram na sexta-feira expressando seu desagrado diante das eleições presidenciais na Síria, nas quais Assad tem todas as chances de ser reeleito.

Após 14 anos no poder, ele ainda não anunciou oficialmente sua intenção de brigar por um terceiro mandato, mas em janeiro afirmou em uma entrevista que há grandes chances de se candidatar.

Os eleitores devem ser convocados às urnas entre 60 e 90 dias depois do fim do mandato atual de Assad, no dia 17 de julho. A eleição terá como cenário um país atingido pela guerra civil, com uma grave crise humanitária e a economia destroçada.

A revolta contra o regime no poder nasceu algumas semanas após a deposição dos ditadores tunisiano e egípcio. No início, a revolta ocorreu sob a forma protestos pacíficos, que ocorreram nos dias 15 e 16 de março de 2011 após a detenção de dois jovens acusados de fazer pichações contrárias ao governo.

Diante da repressão implacável, a revolta se militarizou a partir do verão (no hemisfério norte), até se converter em um confronto entre o governo e a oposição, uma autêntica guerra civil em fevereiro de 2012, com o bombardeio de Homs.

Em três anos, mais de 146.000 pessoas morreram, segundo a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), com base em Londres, e mais de nove milhões precisaram abandonar suas casas, convertendo-se, segundo as Nações Unidas, na maior população deslocada de todo o mundo.

Ao menos um milhão de crianças não têm acesso à ajuda humanitária, segundo a Unicef, e mais de 250.000 sírios estão sitiados, obrigados a escolher “entre a fome e a rendição”, de acordo com dados da ONU.

Desde a primavera de 2013, e depois de recuar em várias ocasiões, o regime passou ao contra-ataque com o apoio decisivo do movimento xiita libanês Hezbollah, assim como de combatentes iraquianos, também xiitas, cooptados pelas tropas de elite iranianas.

A oposição controla mais território, mas o regime atua nas regiões mais densamente povoadas do país.

O governo conseguiu entrar na sexta-feira em Yabrud, uma cidade chave rebelde, próxima à fronteira com o Líbano, segundo uma fonte militar síria.

arte síria versão 18.02 (Foto: Arte/G1)arte síria versão 18.02 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Cidade entra na Justiça para remover casa na árvore nos EUA

O americano Zeb Postelwait, morador de Wenatchee, no estado de Washington (EUA), está envolvido em uma polêmica com o conselho da cidade onde mora, que considera sua casa na árvore uma “ameaça à segurança pública”.

Zeb Postelwait afirma que sua casa na árvore não oferece riscos aos pedestres, mas a cidade quer entrar na justiça para removê-la (Foto: The Wenatchee World, Don Seabrook/AP)Zeb Postelwait afirma que sua casa na árvore não oferece riscos aos pedestres, mas a cidade quer entrar na justiça para removê-la (Foto: The Wenatchee World, Don Seabrook/AP)

Após uma vistoria, oficiais concluíram que, pelo fato da construção estar voltada para a rua, próximo à calçada, ela seria uma ameaça a segurança dos pedestres, algo que Zeb discorda totalmente.

Uma solução apontada pelo conselho seria Postelwait fazer uma apólice de seguro de US$ 1 milhão, algo que também foi rejeitado pelo americano.

Diante do impasse, a cidade irá entrar na justiça para conseguir uma ordem para remover a casa na árvore, e ainda enviar os custos da operação para Postelwait. O morador, no entanto, afirma que se sente ameaçado pela cidade.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Mt. Gox entra com pedido de falência e culpa hackers por perda de bitcoins

A Mt. Gox, maior casa de câmbio de bitcoins até agora, pediu nesta sexta-feira (28) proteção contra falência no Japão, declarando que pode ter perdido quase meio bilhão de dólares em moedas virtuais devido a invasões em seu sistema de computadores.

O colapso é o ponto alto de algumas tumultuosas semanas nas quais a companhia se manteve silenciosa após interromper as negociações da moeda bitcoin, agitando a nova e crescente comunidade bitcoin.

Vestindo um terno em vez de sua tradicional camiseta, o presidente-executivo francês da Mt. Gox, Mark Karpeles, se curvou e pediu desculpas na coletiva de imprensa num tribunal em Tóquio, culpando uma fraqueza no sistema pelo colapso de sua empresa, mas prevendo que o bitcoin continuará a crescer.

“Em primeiro lugar, eu lamento muito,” disse ele. “A indústria de bitcoin é saudável e está crescendo. Ela continuará, e reduzir o impacto é o ponto mais importante”.

A Mt. Gox disse que a bolsa, sem regulação e usada na maior parte por estrangeiros, perdeu 750 mil bitcoins de seus usuários e 100 mil das suas próprias reservas.

Na taxa de conversão atual de uma bitcoin de cerca de US$ 565 dólares, a soma total perdida fica próxima a US$ 480 milhões de dólares, representando cerca de 7% do total global estimado de bitcoins.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,