RSS

Arquivo da tag: embaixador

‘Boa noite’ foi a última mensagem do voo MH370 à torre, diz embaixador

A última mensagem de rádio transmitida ao controle aéreo pelo Boeing 777 desaparecido com 239 pessoas a bordo desde sábado (8) foi “tudo bem, boa noite”, informou nesta quarta-feira (12) o embaixador da Malásia em Pequim, em um encontro com parentes de passageiros chineses.

Estas palavras foram pronunciadas por um dos pilotos no momento em que a aeronave, que viajava entre Kuala Lumpur e Pequim, deixava o espaço aéreo malaio para entrar no do Vietnã, destacou o embaixador Iskandar Sarudin, informa o jornal Straits Times de Cingapura.

Mais cedo, a agência de notícias BBC divulgou que torre enviou uma mensagem de rádio avisando que estava transferindo o controle à torre de Ho Chi Minh, no Vietnã, e recebeu uma resposta padrão: “Alright, roger that” (no jargão usado pelo controle aéreo, algo como “Tudo bem, entendido”). Minutos depois dessa comunicação, o avião desapareceu dos radares.

VALE ESTE 2 - mapa avião desaparecido malásia (Foto: Arte/G1)

Pressionado pelos familiares a apresentar respostas para as muitas perguntas provocadas pelo misterioso desaparecimento do avião, após cinco dias de buscas infrutíferas, o embaixador disse que “não chegou o momento” de revelar as informações transmitidas pelos militares às autoridades civis.

O avião da Malaysia Airlines desapareceu em algum ponto entre o leste da Malásia e o sul do Vietnã. As buscas não apresentaram resultados até agora, apesar da mobilização ‘sem precedentes’ de recursos, segundo o governo da Malásia.

Buscas continuam
Nesta quarta-feira, as equipes de buscas continuam a vasculhar as águas de ambos os lados da península da Malásia, em meio à confusão de informações e hipóteses sobre o que poderia ter ocorrido ao avião.

Passados mais de cinco dias do desaparecimento da aeronave, uma área de milhares de quilômetros quadrados no mar já foi vasculhada, mas até agora não há sinais do avião.

As autoridades responsáveis pelas investigações estão considerando seriamente a possibilidade de que a aeronave pode ter alterado sua rota em meio ao voo, mas o comandante da Força Aérea da Malásia negou relatos de que os radares militares mostrariam o avião no outro lado da península da Malásia.

Outra nova pista que está sob investigação é o relato de um funcionário de uma plataforma de petróleo no Mar do Sul da China, que disse ter visto um objeto em chamas no céu nas primeiras horas do sábado. As autoridades afirmaram também que estão verificando os relatos de familiares de passageiros que afirmam que seus celulares ainda estão tocando quando contactados, o que indicaria que não foram destruídos e estariam em área coberta por sinais de telefonia.

As operações foram ampliadas agora para o Mar de Andamão, a centenas de quilômetros a noroeste do perímetro inicialmente estabelecido. “Sim, acima de Sumatra se encontra o Mar de Andamão”, disse à AFP o chefe da Aviação Civil da Malásia, Azharuddin Abdul Rahman, respondendo a uma pergunta sobre a ampliação da área de busca.

O Mar de Adamão é limitado ao norte pela ilha indonésia de Sumatra, e ao leste e ao norte por Tailândia e Myanmar (antiga Birmânia).

A ampliação da área foi anunciada após a Força Aérea da Malásia informar que o avião do voo MH370 mudou de rota antes de sumir com 239 pessoas a bordo, de acordo com leitura de radares.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Homem-Aranha será embaixador da campanha ambiental ‘Hora do Planeta’

Homem-aranha será embaixador de campanha ambiental 'Hora do Planeta', organizada pela WWF. (Foto: WWF/Divulgação)Homem-aranha será embaixador de campanha ambiental ‘Hora do Planeta’, organizada pela WWF. (Foto: WWF/Divulgação)

As estrelas do filme “O Espetacular Homem-Aranha 2” apagarão as luzes em 29 de março em um bairro de Cingapura, como parte da Hora do Planeta, evento de conscientização sobre as mudanças climáticas.

“O Homem-Aranha se unirá aos atores Andrew Garfield, Emma Stone e Jamie Foxx para ajudá-los a apagar as luzes na célebre Marina Bay de Cingapura”, anunciou em um comunicado o Fundo Mundial para a Natureza (WWF).

A organização nomeou o Homem-Aranha embaixador da Earth Hour (Hora do Planeta). O nome da pessoa que interpretará o herói durante o evento não foi revelado.

“Ele virá com a mensagem que transmite no filme, de que com um grande poder existem grandes responsabilidades. E por meio dele tentamos dizer que qualquer um pode ser um super-herói e fazer a sua parte para mudar o planeta”, disse Sourav Roy, porta-voz da ONG em Cingapura.

O evento Hora do Planeta foi criado pela WFF em 2007 na Austrália e, desde então, ganhou uma dimensão mundial. Em 2013, o Empire State Building de Nova York, a Torre Eiffel de Paris, o Kremlin de Moscou e o Cristo Redentor no Rio de Janeiro estavam entre os monumentos que apagaram as luzes durante uma hora.

“O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro” estreia no Brasil no dia 1º de maio.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Embaixador dos EUA anuncia que deixa Rússia após Jogos de Inverno

O embaixador dos Estados Unidos em Moscou, Michael McFaul, anunciou nesta terça-feira (4) em sua conta no Twitter que deixará a Rússia depois de ter passado dois anos no país. Ele deixará o posto após o término dos Jogos Olímpicos de Inverno, que começam dia 7 de fevereiro na cidade russa de Sochi.

“Pouco depois dos Jogos Olímpicos planejo reencontrar minha família na Califórnia”, escreveu McFaul em seu blog. “Estou muito triste de anunciar minha saída ao fim deste mês. Sentirei falta da Rússia e de seu povo”, escreveu ele no Twitter.

Uma porta-voz da embaixada americana em Moscou confirmou à AFP que o diplomata deixará a Rússia dentro de pouco tempo, mas se recusou a revelar detalhes.

McFaul expressou em várias ocasiões as divergências com as autoridades russas e também  irritou as autoridades russas em várias oportunidades com comentários críticos e reuniões com ativistas da oposição.

Ele assumiu a embaixada na Rússia em janeiro de 2012. Até então era diretor de assuntos russos e euroasiáticos no Conselho de Segurança Nacional, o gabinete de política externa do presidente americano Barack Obama. Era considerado um dos responsáveis pela “retomada” nas relações entre Washington e Moscou desde o início de 2009.

As relações entre os dois países foram abaladas quando Vladimir Putin voltou à presidência em 2012.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Itamaraty diz a embaixador do Canadá que governo está ‘indignado’

O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, conversou na manhã desta segunda-feira (7) com o embaixador do Canadá em Brasília, Jamal Khokhar, para pedir explicações sobre a denúncia de que o país da América do Norte teria espionado o Ministério de Minas e Energia. Em nota oficial divulgada nesta segunda, o chefe do Palácio do Itamaraty disse que o governo brasileiro transmitiu na audiência com o diplomata canadense sua “indignação” com o episódio.

De acordo com o comunicado, Figueiredo manifestou ao embaixador do Canadá o “repúdio” do governo Dilma Rousseff ao que foi classificado de “grave e inaceitável” violação da soberania nacional e dos direitos de pessoas e de empresas. Khokhar foi convocado nesta segunda para comparecer no Itamaraty com o objetivo de prestar esclarecimentos sobre as suspeitas.

Neste domingo (6), reportagem do Fantástico mostrou documentos vazados por Edward Snowden, ex-analista da agência de inteligência norte-americana NSA, que indicam que o Canadá espionou o Ministério de Minas e Energia (veja o vídeo ao lado). A reportagem teve acesso a uma apresentação da Agência Canadense de Segurança em Comunicação (CSEC, na sigla em inglês). Na mira do órgão estava a rede de comunicações da pasta – telefonemas, e-mails e uso da internet –, que, segundo o documento, foi mapeada em detalhes.

Em sua conta no microblog Twitter,  a  presidente Dilma Rousseff escreveu na manhã desta segunda que a denúncias de que o ministério foi espionado por agência de inteligência do Canadá mostra que as ações de espionagem contra o Brasil são motivadas por razões econômicas e estratégicas. Dilma antecipou na rede social que o Itamaraty iria cobrar explicações do governo canadense.

Em setembro, o Fantástico já havia mostrado que a Agência Nacional de Segurança (NSA) tinha como alvo de espionagem a própria presidente Dilma Rousseff e assessores próximos e a Petrobras.

“A denúncia de que Ministério Minas e Energia foi alvo de espionagem confirma as razões econômicas e estratégicas por trás de tais atos”, escreveu a presidente.

Em outro texto também publicado no Twitter nesta segunda, Dilma enfatizou que “a espionagem atenta contra a soberania das nações e a privacidade das pessoas e das empresas”.

“A reportagem aponta para interesses canadenses na área de mineração. O Itamaraty vai exigir explicações do Canadá”, escreveu Dilma.

A apresentação canadense foi exibida em junho de 2012 numa conferência em junho de 2012 que reuniu  analistas ligados a agências de espionagem de cinco países, do grupo conhecido como Five Eyes (Cinco Olhos, em português): Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Em outra postagem, Dilma escreveu que “tudo indica indica que os dados do NSA são acessados pelos 5 governos e pelas milhares de empresas prestadoras de serviços com amplo acesso a eles”.

“É urgente que os EUA e seus aliados encerrem suas ações de espionagem de uma vez por todas”, escreveu. “Isso é inadmissível entre países que pretendem ser parceiros. Repudiamos a guerra cibernética.”

A presidente afirmou ainda que determinou ao ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, que reforce a segurança do sistema da pasta.

“Embora o Ministério tenha bom sistema proteção de dados, determinei ao ministro Lobão rigorosa avaliação e reforço da segurança desses sistemas”, escreveu.

Na noite de domingo, Dilma já havia comentado as denúncias de espionagem. Ela citou o projeto do marco civil da internet que o governo enviou ao Congresso, iniciativa que, segundo ela, vai “ampliar a proteção da privacidade dos brasileiros”.

“Nossa proposta para um marco civil internacional será enviada à ONU assim que nosso marco civil da internet for aprovado”, afirmou a presidente.

Discurso na ONU
Em seu discurso na abertura da Assembleia-Geral da ONU, em setembro, Dilma já havia criticado as ações de espionagem dos Estados Unidos. Na ocasião, ela disse que essa prática “fere” o direito internacional e “afronta” os princípios que regem a relação entre os países.

“Quero trazer à consideração das delegações uma questão à qual atribuo a maior relevância e gravidade. Recentes revelações sobre as atividades de uma rede global de espionagem eletrônica provocaram indignação e repúdio em amplos setores da opinião pública mundial”, afirmou a presidente.

Ela também rebateu as alegações de que a espionagem serviria para combater o terrorismo.

“Jamais pode o direito à segurança dos cidadãos de um país ser garantido mediante a violação de direitos humanos fundamentais dos cidadãos de outro país. Não se sustentam argumentos de que a interceptação ilegal de informações e dados destina-se a proteger as nações contra o terrorismo”, afirmou a presidente na ONU.

Leia abaixo a íntegra da nota oficial divulgada pelo Itamaraty:

“O Ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, convocou hoje, 7 de outubro de 2013, o Embaixador do Canadá em Brasília para transmitir a indignação do Governo brasileiro e requerer explicações sobre a notícia de que as comunicações eletrônicas e telefônicas do Ministério de Minas e Energia e de alto funcionário do Ministério das Relações Exteriores estariam sendo objeto de espionagem por órgão de inteligência canadense.

Durante o encontro, o Chanceler brasileiro manifestou ao Embaixador canadense o repúdio do Governo a essa grave e inaceitável violação da soberania nacional e dos direitos de pessoas e de empresas”.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,