RSS

Arquivo da tag: embaixada

Embaixada dos EUA em Caracas retoma trâmite para conceder vistos

AppId is over the quota
AppId is over the quota

A embaixada dos Estados Unidos em Caracas retomou esta semana os trâmites para a concessão de vistos, que haviam sido suspensos há um mês devido à falta de pessoal, informou a representação diplomática.

A escassez de pessoal foi causada pela expulsão de funcionários consulares americanos por parte do governo da Venezuela.

“Um grupo de oficiais consulares chegou recentemente à embaixada dos Estados Unidos na Venezuela, depois de ter recebido seus respectivos vistos. Embora ainda não se conte com o pessoal completo, a embaixada já pode marcar um número limitado de novas entrevistas para solicitantes de vistos de turismo pela primeira vez”, informa o site da embaixada.

Em 23 de março passado, a embaixada anunciou que suspenderia a expedição de vistos de turista em função da carência de pessoal. A atividade ficaria suspensa até que o governo venezuelano autorizasse a designação de novos funcionários para substituir os que haviam sido expulsos.

Em 17 de fevereiro, o presidente Nicolás Maduro ordenou a saída imediata do país de três funcionários consulares acusados de participar na organização e na promoção de grupos estudantis da oposição. O governo acusa esses grupos de tentarem “gerar violência na Venezuela” no âmbito dos protestos que chegam a quase três meses no país.

Os Estados Unidos são um dos principais destinos de venezuelanos que viajam ao exterior. De acordo com números da embaixada americana, em 2013, foram atendidos 255 mil pedidos de visto temporários e 2.300 permanentes.

Segundo o departamento americano da Indústria de Viagens e Turismo, no ano passado, os EUA receberam 689.913 venezuelanos.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

EUA suspendem operações de embaixada da Síria em Washington

Os Estados Unidos suspenderam nesta terça-feira (18) as operações da Embaixada da Síria em Washington e de consulados em Michigan e Texas, e disseram a diplomatas ou funcionários que não são cidadãos norte-americanos nem residentes permanentes que deixem o país.

“Nós estabelecemos que é inaceitável que os indivíduos indicados pelo regime conduzam operações diplomáticas e consulares nos Estados Unidos”, disse o enviado especial dos EUA para a Síria Daniel Rubinstein em um comunicado.

arte síria versão 18.02 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

Rússia retira equipe de embaixada na Líbia após ataque

A Rússia retirou todos os funcionários de sua embaixada na Líbia, assim como seus familiares, e os enviou para a Tunísia depois de um ataque a sua representação em Tripoli, disse o Ministério das Relações Exteriores russo nesta quinta-feira (3), segundo a Reuters.

O ministério disse que a decisão foi tomada após o chanceler da Líbia afirmar que autoridades líbias não poderiam mais garantir a segurança dos funcionários após o ataque na quarta-feira. A equipe da embaixada será levada de volta para a Rússiax na sexta-feira (4), informou a chancelaria russa.

Dois participantes do ataque morreram, declarou nesta quinta-feira à AFP o ministro líbio das Relações Exteriores, Mohamed Abdelaziz.

O ministro, que não forneceu mais indicações sobre a morte dos manifestantes, desmentiu ter recomendado que os diplomatas russos abandonassem o país, como afirmou Moscou.

“Não é certo, não podemos dar esse tipo de recomendações”, declarou o chanceler líbio, explicando que pediu “para o embaixador russo deixar a embaixada e passar a noite em um hotel ou em outro local seguro”.

O ataque ocorreu após rumores de que um oficial do exército foi assassinado por uma mulher russa.

Algumas dezenas de manifestantes raivosos tentaram na quarta-feira (2) atacar a embaixada russa, destruindo um veículo estacionado em frente ao edifício da missão e provocando danos materiais, antes de ser dispersados.

Desde terça-feira circulavam informações contraditórias sobre as circunstâncias do assassinato deste oficial no bairro de Suk Jumaa, em Trípoli.

Certas fontes afirmam que uma mulher russa assassinou este oficial por seu papel na revolta contra o regime de Muanmar Kadhafi, enquanto outros sustentam que se trata da esposa da vítima, que o matou por motivos pessoais.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Greenpeace protesta em frente à embaixada russa em Brasília

Ativistas ligados ao Greenpeace fizeram um protesto na manhã desta sexta-feira (27) em Brasília em frente à embaixada russa pela libertação da bióloga brasileira Ana Paula Maciel, detida na Rússia após ato contra uma plataforma petrolífera. Os manifestantes pretendem ainda entregar uma carta ao embaixador Sergey Akopov pedindo a liberação de Ana Paula e outros ativistas presos.

Ativistas do Greenpeace organizaram manifestação em frente à embaixada da Rússia em Brasília (Foto: Luciana Amaral/G1)Ativistas do Greenpeace organizaram manifestação em frente à embaixada da Rússia em Brasília (Foto: Luciana Amaral/G1)

Ana Paula faz parte do grupo de 30 ativistas do Greenpeace que foram presos semana passada durante protesto contra uma das plataformas da empresa Gazprom, no Ártico. O grupo tentou escalar a plataforma. O navio em que eles estavam  foi interceptado pela guarda costeira russa no mar do Norte. Segundo autoridades russas, o grupo continuou o protesto em pleno mar mesmo depois da guarda-costeira disparar tiros de advertência.

Segundo a coordenadora de campanha de clima e energia do Greenpeace Brasil, Fernanda Alves, a manifestação na Rússia foi pacífica e não tem como os ativistas serem acusados de qualquer crime. “A única atividade que nós fizemos foi um protesto pacífico para a não exploração de petróleo no Ártico que pode acarretar em mudanças climáticas e para as próximas gerações”.

Procurada pelo G1, a embaixada informou que o embaixador estava em reunião interna e que, até as 11h, não tinha previsto na agenda um encontro com os manifestantes do Greenpeace.

Processo
O tribunal da cidade de Murmansk, no norte da Rússia, interrogou individualmente os ativistas detidos nesta quinta-feira (26). De acordo com o Greenpeace Brasil, 15 pessoas já passaram pelo julgamento: 11 tiveram a prisão prolongada por mais dois meses e 4, incluindo Ana Paula, ficarão sob custódia por três dias até a nova audiência.

Segundo o Greenpeace Brasil, ainda não se sabe por que o tribunal está proferindo duas decisões diferentes para membros do mesmo grupo.

Manifestantes do Greenpeace carregam cartazes com fotos da bióloga brasileira detida (Foto: Luciana Amaral/G1)Manifestantes do Greenpeace carregam cartazes com fotos da bióloga brasileira detida (Foto: Luciana Amaral/G1)

Os 30 militantes detidos são acusados de pirataria, crime que pode ser punido com até 15 anos de prisão na Rússia.

Perfil
A bióloga Ana Paula Maciel, de 31 anos, morava em Porto Alegra e faz parte do Greenpeace desde 2006. Ela já foi detida em outras duas manifestações da ONG.

No mesmo ano em que entrou no Greenpeace, a brasileira foi detida em Santarém, no Pará, após participar do bloqueio do porto de carga e descarga de soja da empresa multinacional Cargill. Na ocasião, eles protestavam contra a destruição da Amazônia e o avanço das plantações de soja na região.

Em 2009, Ana Paula foi detida durante uma ação no Caribe. O Greenpeace não soube precisar quantos dias ela ficou presa nas duas vezes, mas afirmou que foram “poucos dias”.

O Greenpeace informou que a brasileira integra atualmente a tripulação fixa da embarcação Arctic Sunrise, utilizada para ações ambientais na região do Ártico. Longe do Brasil desde o dia 11 de junho, a previsão inicial era de Ana Paula voltar ao país no fim de outubro.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Diplomata da embaixada dos EUA na Venezuela deixa o país nesta terça

A encarregada de negócios dos Estados Unidos na Venezuela e número um da embaixada, Kelly Keiderling, vai se “despedir” nesta terça-feira (1°) do país, depois de ter sido expulsa na véspera pelo presidente Nicolás Maduro, junto com outros dois diplomatas, informou a representação americana.

“Temos o prazer de convidá-los para uma reunião com Kelly Keiderling (…) para se despedir da Venezuela e de seus amigos da imprensa”, informa a nota oficial. Kelly conversará com os jornalistas às 17h (18h30 de Brasília) nas instalações da embaixada, acrescentou o comunicado.

Na segunda-feira (30), Maduro acusou Keiderling e seus colegas americanos – o vice-cônsul David Moo e a diplomata Elizabeth Hoffman – de fomentar junto com a oposição uma sabotagem econômica e elétrica contra a Venezuela. Os três têm 48 horas para deixar o país.

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta terça que considera eventuais medidas em resposta à iniciativa da Venezuela, após a expulsão de seus funcionários, e rejeitou as ‘alegações’ feitas contra eles.

Ambos os países mantêm relações tensas desde o governo do falecido presidente Hugo Chávez (1999-2013), mas os americanos continuam sendo os principais compradores de petróleo da Venezuela.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,