RSS

Arquivo da tag: egpcio

Julgamento contra ex-presidente egípcio é adiado para março

Um dos quatro julgamentos envolvendo o ex-presidente islamita Mohamed Morsi foi adiado nesta quarta-feira (5) pela quinta vez, para 1º de março, à espera da análise dos vídeos sobre a morte de manifestantes em 2012, quando ele estava no poder.

Derrubado pelo exército em julho passado, Morsi responde junto a outras 14 pessoas pela morte de ao menos sete manifestantes em confrontos registrados em dezembro de 2012 diante do palácio presidencial.

O ex-presidente pode ser condenado à morte por incitação ao assassinato.

Julgado em quatro casos distintos, Morsi nega a legitimidade das novas autoridades egípcias, dirigidas pelo exército, que reprime de forma violenta seus seguidores islamitas, em particular seu movimento Irmandade Muçulmana, declarado recentemente um grupo terrorista.

Em dezembro de 2012, os partidários de Morsi dispersaram os opositores diante do palácio presidencial no Cairo, em um protesto contra um decreto que concedia ao presidente poderes extras.

Morsi também será julgado por espionagem para realizar atos terrorista, fuga da prisão no início de 2011, e desacato a um magistrado.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Em primeira viagem ao exterior, presidente egípcio tem apoio saudita

O presidente egípcio, Adli Mansour, recebeu garantias do rei saudita Abdullah sobre seu respaldo às novas autoridades do Cairo contra o “terrorismo”, ao fim de uma visita de dois dias ao reino.

Mansur escolheu a Arábia Saudita como primeira viagem ao exterior desde que foi nomeado em julho pelos militares, que derrubaram o presidente islamita Mohamed Morsi.

Mansur foi recebido na segunda-feira em Jidá pelo soberano saudita, que reiterou o apoio do Egito. O rei reiterou o apoio do país ao Egito ante “o terrorismo, a sedição e todos os que tentam interferir em seus assuntos internos”.

A Arábia Saudita, totalmente contrária à Irmandade Muçulmana, movimento de Morsi, anunciou após a destituição do presidente islamita uma ajuda de cinco bilhões de dólares ao Egito.

Mansour visitará nesta terça-feira Amã para uma reunião com o rei da Jordânia.

O presidente egípcio, Adli Mansour, e o rei saudita Abdullah em encontro na Arábia Saudita nesta segunda-feira (7) (Foto: Reuters)O presidente egípcio, Adli Mansour, e o rei saudita Abdullah em encontro na Arábia Saudita nesta segunda-feira (7) (Foto: Reuters)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Ministro egípcio do Interior é vitima de atentado no Cairo

Imagem feita a partir da TV estatal egípcia o mostra ministro do Interior egípcio Mohammed Ibrahim respondendo a um repórter depois de uma explosão no Cairo (Foto: TV estatal egípcia/ AP)Imagem feita a partir da TV estatal egípcia o mostra ministro do Interior egípcio Mohammed Ibrahim respondendo a um repórter depois de uma explosão no Cairo (Foto: TV estatal egípcia/ AP)

O ministro egípcio do Interior, Mohammed Ibrahim, sobreviveu a um atentado com carro-bomba nesta quinta-feira (5) na passagem de seu comboio no Cairo, informaram fontes das forças de segurança.

“O ministro do Interior sobreviveu a uma tentativa de assassinato”, afirmou uma fonte, que pediu anonimato.

A explosão do veículo aconteceu na passagem do comboio do ministro por uma área próxima de sua residência, em Nasr City. Vários civis ficaram feridos e algumas lojas foram atingidas, segundo a agência oficial “MENA”.

Ibrahim denunciou na televisão uma “tentativa de asassinato covarde”.Duas horas depois da explosão, Ibrahim afirmou que quatro veículos de seu comboio foram destruídos e citou város feridos no atentado.

O governo egípcio prometeu atacar o terrorismo com “mão de ferro”.

“O gabinete insiste que este ato criminoso não vai impedir o governo de enfrentar o terrorismo com força e determinação’, afirma um comunicado.

‘O governo egípcio vai atacar com mão de ferro aqueles que ameaçam a segurança nacional até que a estabilidade retorne em todo o país’, completa.

A Aliança contra o Golpe de Estado, uma coalizão islamita egípcia que organiza a mobilização dos simpatizentes do presidente destituído Mohamed Morsi, condenou o ataque contra o ministro do Interior.

“O ataque deve ser condenado independente dos autores”, afirmou Amr Darrag, um dos líderes da Aliança.

“Reiteramos nosso enfoque pacífico, que é observado claramente em cada uma de nossas manifestações”, completou.

Um funcionário do ministério da Saúde afirmou que sete pessoas ficaram feridas, mas não explicou se eram civis ou membros das forças de segurança.

De acordo com o ministério do Interior, quatro policiais ficaram feridos e um deles perdeu uma das pernas na explosão.

A polícia bloqueou as estradas de acesso ao ministério no centro da cidade.

Este foi o primeiro atentado com carro-bomba no Cairo em muitos anos.

O ataque aconteceu depois da violenta repressão contra os partidários do presidente islamita Mohamed Morsi, destituído no início de julho pelo exército, um processo no qual a polícia, sob as ordens do ministro do Interior, teve participação importante.

A destituição e a detenção de Morsi provocaram uma onda de violência que deixou mais de de 1.000 mortos no Egito, em sua maioria manifestantes islamitas.

Paralelamente, os ataques contra as forças de segurança ficaram mais intensos na instável península do Sinai e em outras cidades do país.

Policial à paisana inspeciona local de explosão perto da casa do ministro do Interior do Egito, Mohamed Ibrahim, em Nasr, no Cairo. O ministro sobreviveu ao atentado, que usou uma bomba acionada por controle remoto. (Foto: Amr Abdallah Dalsh/Reuters)Policial à paisana inspeciona local de explosão perto da casa do ministro do Interior do Egito, Mohamed Ibrahim, em Nasr, no Cairo. O ministro sobreviveu ao atentado, que usou uma bomba acionada por controle remoto. (Foto: Amr Abdallah Dalsh/Reuters)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Policial egípcio é morto em ataque no norte do Sinai

Um policial egípcio foi morto nesta quarta-feira (4) em um ataque contra um veículo da polícia em Al-Arish, no norte do Sinai, informou uma fonte da segurança.

Um grupo de homens armados efetuou o ataque com foguetes na cidade de Al-Arish, perto da fronteira com a Faixa de Gaza. Um policial foi morto e outros oito ficaram feridos, segundo a fonte.

O Egito mobilizou recentemente forças adicionais para lutar contra grupos armados naquela região, principalmente no deserto, onde os ataques aumentaram desde a destituição do presidente islâmico Mohamed Morsi, em 3 de julho pelo exército.

Em 19 de agosto, 25 policiais foram mortos no ataque mais mortífero em anos na península.

Na terça-feira, as autoridades disseram que pelo menos oito combatentes islâmicos tinham sido mortos e que outros 15 haviam ficado feridos em ataques aéreos do Exército contra várias aldeias no norte do Sinai.

Esse ataque foi, de acordo com autoridades, “a maior operação aérea (..) no Sinai”, tendo como alvo estoques de armas e explosivos, assim como casas onde os jihadistas poderiam estar escondidos.

Mas um comunicado postado nesta quarta-feira no fórum do grupo islâmico radical Al-Salafiya al-Jihadiya, um dos maiores grupos jihadistas do Sinai, denunciou “os meios de comunicação do Estado e o Exército mentiroso” que “comemoram falsas operações e falsas vitórias no Sinai”.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Policial egípcio é morto em ataque no norte do Sinai

Um policial egípcio foi morto nesta quarta-feira (4) em um ataque contra um veículo da polícia em Al-Arish, no norte do Sinai, informou uma fonte da segurança.

Um grupo de homens armados efetuou o ataque com foguetes na cidade de Al-Arish, perto da fronteira com a Faixa de Gaza. Um policial foi morto e outros oito ficaram feridos, segundo a fonte.

O Egito mobilizou recentemente forças adicionais para lutar contra grupos armados naquela região, principalmente no deserto, onde os ataques aumentaram desde a destituição do presidente islâmico Mohamed Morsi, em 3 de julho pelo exército.

Em 19 de agosto, 25 policiais foram mortos no ataque mais mortífero em anos na península.

Na terça-feira, as autoridades disseram que pelo menos oito combatentes islâmicos tinham sido mortos e que outros 15 haviam ficado feridos em ataques aéreos do Exército contra várias aldeias no norte do Sinai.

Esse ataque foi, de acordo com autoridades, “a maior operação aérea (..) no Sinai”, tendo como alvo estoques de armas e explosivos, assim como casas onde os jihadistas poderiam estar escondidos.

Mas um comunicado postado nesta quarta-feira no fórum do grupo islâmico radical Al-Salafiya al-Jihadiya, um dos maiores grupos jihadistas do Sinai, denunciou “os meios de comunicação do Estado e o Exército mentiroso” que “comemoram falsas operações e falsas vitórias no Sinai”.

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Policial egípcio é morto em ataque no norte do Sinai

Um policial egípcio foi morto nesta quarta-feira (4) em um ataque contra um veículo da polícia em Al-Arish, no norte do Sinai, informou uma fonte da segurança.

Um grupo de homens armados efetuou o ataque com foguetes na cidade de Al-Arish, perto da fronteira com a Faixa de Gaza. Um policial foi morto e outros oito ficaram feridos, segundo a fonte.

O Egito mobilizou recentemente forças adicionais para lutar contra grupos armados naquela região, principalmente no deserto, onde os ataques aumentaram desde a destituição do presidente islâmico Mohamed Morsi, em 3 de julho pelo exército.

Em 19 de agosto, 25 policiais foram mortos no ataque mais mortífero em anos na península.

Na terça-feira, as autoridades disseram que pelo menos oito combatentes islâmicos tinham sido mortos e que outros 15 haviam ficado feridos em ataques aéreos do Exército contra várias aldeias no norte do Sinai.

Esse ataque foi, de acordo com autoridades, “a maior operação aérea (..) no Sinai”, tendo como alvo estoques de armas e explosivos, assim como casas onde os jihadistas poderiam estar escondidos.

Mas um comunicado postado nesta quarta-feira no fórum do grupo islâmico radical Al-Salafiya al-Jihadiya, um dos maiores grupos jihadistas do Sinai, denunciou “os meios de comunicação do Estado e o Exército mentiroso” que “comemoram falsas operações e falsas vitórias no Sinai”.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Policial egípcio é morto em ataque no norte do Sinai

Um policial egípcio foi morto nesta quarta-feira (4) em um ataque contra um veículo da polícia em Al-Arish, no norte do Sinai, informou uma fonte da segurança.

Um grupo de homens armados efetuou o ataque com foguetes na cidade de Al-Arish, perto da fronteira com a Faixa de Gaza. Um policial foi morto e outros oito ficaram feridos, segundo a fonte.

O Egito mobilizou recentemente forças adicionais para lutar contra grupos armados naquela região, principalmente no deserto, onde os ataques aumentaram desde a destituição do presidente islâmico Mohamed Morsi, em 3 de julho pelo exército.

Em 19 de agosto, 25 policiais foram mortos no ataque mais mortífero em anos na península.

Na terça-feira, as autoridades disseram que pelo menos oito combatentes islâmicos tinham sido mortos e que outros 15 haviam ficado feridos em ataques aéreos do Exército contra várias aldeias no norte do Sinai.

Esse ataque foi, de acordo com autoridades, “a maior operação aérea (..) no Sinai”, tendo como alvo estoques de armas e explosivos, assim como casas onde os jihadistas poderiam estar escondidos.

Mas um comunicado postado nesta quarta-feira no fórum do grupo islâmico radical Al-Salafiya al-Jihadiya, um dos maiores grupos jihadistas do Sinai, denunciou “os meios de comunicação do Estado e o Exército mentiroso” que “comemoram falsas operações e falsas vitórias no Sinai”.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,