RSS

Arquivo da tag: drones

Parques nacionais dos EUA proíbem uso de drones por assustar animais

Protótipo de vant produzido pela empresa Girofly no Brasil (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press)Exemplo de drone, que pode transportar câmera para realização de imagens (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press)

Dois parques nacionais dos Estados Unidos proibiram os drones em seu espaço aéreo, afirmando que os mecanismos podem assustar animais selvagens e até mesmo perturbar os hábitos de nidificação das aves. Drones são aeronaves em miniatura controladas remotamente.

O Zion National Park, em Utah, alertou os visitantes nesta semana para não trazerem os aviões, dizendo que as miniaturas ficam zunindo através de cânions, espantam um rebanho de carneiros selvagens e ruidosamente sobrevoam as trilhas perturbando os visitantes.

A advertência do Zion foi feita apenas alguns dias depois de o Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia, emitir um alerta semelhante. “Vi aviões zunindo em um campo, onde as pessoas queriam ouvir os pássaros cantar ou o som do vento nas árvores “, disse Scott Gediman, funcionário do Yosemite.

Tanto o Zion como o Yosemite citaram uma lei federal que permite a utilização de aeronaves nos parques apenas com permissão ou em emergências. A pena por violar a regra pode ser de até 6 meses de prisão e multa de 5.000 dólares, de acordo com um comunicado do Zion.

No Yosemite, os visitantes vêm usado cada vez mais esses drones nos últimos anos, informou um comunicado à imprensa na sexta-feira. “Os aviões de controle remoto têm sido usados para filmar alpinistas subindo rotas de escalada, a vista acima das copas das árvores e imagens aéreas do parque”, disse o comunicado do Yosemite. Imagens gravadas por esses aviões são populares no YouTube.

Os funcionários dos parques estão particularmente preocupados com a perturbação aos falcões peregrinos em ninhos em penhascos espetaculares do Yosemite, disse Gediman. Esses equipamentos também criaram riscos potenciais para funcionários em helicópteros que tentam resgatar alpinistas em apuros, disse Gediman.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Parques nacionais dos EUA proíbem uso de drones por assustar animais

Protótipo de vant produzido pela empresa Girofly no Brasil (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press)Exemplo de drone, que pode transportar câmera para realização de imagens (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press)

Dois parques nacionais dos Estados Unidos proibiram os drones em seu espaço aéreo, afirmando que os mecanismos podem assustar animais selvagens e até mesmo perturbar os hábitos de nidificação das aves. Drones são aeronaves em miniatura controladas remotamente.

O Zion National Park, em Utah, alertou os visitantes nesta semana para não trazerem os aviões, dizendo que as miniaturas ficam zunindo através de cânions, espantam um rebanho de carneiros selvagens e ruidosamente sobrevoam as trilhas perturbando os visitantes.

A advertência do Zion foi feita apenas alguns dias depois de o Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia, emitir um alerta semelhante. “Vi aviões zunindo em um campo, onde as pessoas queriam ouvir os pássaros cantar ou o som do vento nas árvores “, disse Scott Gediman, funcionário do Yosemite.

Tanto o Zion como o Yosemite citaram uma lei federal que permite a utilização de aeronaves nos parques apenas com permissão ou em emergências. A pena por violar a regra pode ser de até 6 meses de prisão e multa de 5.000 dólares, de acordo com um comunicado do Zion.

No Yosemite, os visitantes vêm usado cada vez mais esses drones nos últimos anos, informou um comunicado à imprensa na sexta-feira. “Os aviões de controle remoto têm sido usados para filmar alpinistas subindo rotas de escalada, a vista acima das copas das árvores e imagens aéreas do parque”, disse o comunicado do Yosemite. Imagens gravadas por esses aviões são populares no YouTube.

Os funcionários dos parques estão particularmente preocupados com a perturbação aos falcões peregrinos em ninhos em penhascos espetaculares do Yosemite, disse Gediman. Esses equipamentos também criaram riscos potenciais para funcionários em helicópteros que tentam resgatar alpinistas em apuros, disse Gediman.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Parques nacionais dos EUA proíbem uso de drones por assustar animais

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Protótipo de vant produzido pela empresa Girofly no Brasil (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press)Exemplo de drone, que pode transportar câmera para realização de imagens (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Futura Press)

Dois parques nacionais dos Estados Unidos proibiram os drones em seu espaço aéreo, afirmando que os mecanismos podem assustar animais selvagens e até mesmo perturbar os hábitos de nidificação das aves. Drones são aeronaves em miniatura controladas remotamente.

O Zion National Park, em Utah, alertou os visitantes nesta semana para não trazerem os aviões, dizendo que as miniaturas ficam zunindo através de cânions, espantam um rebanho de carneiros selvagens e ruidosamente sobrevoam as trilhas perturbando os visitantes.

A advertência do Zion foi feita apenas alguns dias depois de o Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia, emitir um alerta semelhante. “Vi aviões zunindo em um campo, onde as pessoas queriam ouvir os pássaros cantar ou o som do vento nas árvores “, disse Scott Gediman, funcionário do Yosemite.

Tanto o Zion como o Yosemite citaram uma lei federal que permite a utilização de aeronaves nos parques apenas com permissão ou em emergências. A pena por violar a regra pode ser de até 6 meses de prisão e multa de 5.000 dólares, de acordo com um comunicado do Zion.

No Yosemite, os visitantes vêm usado cada vez mais esses drones nos últimos anos, informou um comunicado à imprensa na sexta-feira. “Os aviões de controle remoto têm sido usados para filmar alpinistas subindo rotas de escalada, a vista acima das copas das árvores e imagens aéreas do parque”, disse o comunicado do Yosemite. Imagens gravadas por esses aviões são populares no YouTube.

Os funcionários dos parques estão particularmente preocupados com a perturbação aos falcões peregrinos em ninhos em penhascos espetaculares do Yosemite, disse Gediman. Esses equipamentos também criaram riscos potenciais para funcionários em helicópteros que tentam resgatar alpinistas em apuros, disse Gediman.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Facebook investirá em drones para ampliar acesso à Internet

O Facebook negocia a compra da Titan Aerospace, um fabricante de veículos aéreos não tripulados (vants, ou drones, como são mais comumente chamados) que serão usados para criar redes de internet em regiões sem acesso à rede, afirma o site especializado no setor tecnológico “TechCrunch”.

Segundo o site, a rede social mais usada no mundo ofereceu US$ 60 milhões pela Titan Aerospace, empresa fundada em 2012, que tem capital fechado.

A compra fará parte dos esforços do Internet.org, iniciativa capitaneada pelo Facebook para incluir na vida digital os bilhões de pessoas ao redor do mundo que não têm acesso à web.

Os drones da Titan funcionam com energia solar, que pode ser armazenada para manter seus sistemas autônomos voando a 20 km de altitude por cinco anos.

De acordo com o “TechCrunch”, esses drones conseguem cumprir a maioria das tarefas dos satélites geoestacionários, mas são mais baratos.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Autoridades dos EUA barram entrega de cerveja feita por drones

A “Lakemaid Beer”, empresa fabricante de cervejas no EUA, viu seu novo nicho de entregas de bebidas feitas por drones barradas por autoridades norte americanas, que querem submeter os equipamentos a regulações nacionais.

O equipamento, que funciona a partir de coordenadas GPS, consegue levar até 12 cervejas por viagem, e é similar ao projeto anunciado pela gigante Amazon, também nos EUA. A companhia até fez um vídeo mostrando como seria o sistema de entregas (assista).

Empresa quis implementar entrega de cerveja por drones, mas foi barrada por autoridades dos EUA (Foto: Reprodução/YouTube/LakemaidSpotter)Empresa quis implementar entrega de cerveja por drones, mas foi barrada por autoridades dos EUA (Foto: Reprodução/YouTube/LakemaidSpotter)

A companhia teve a ideia do transporte por meio de pequenas aeronaves não-tripuladas para resolver o problema de pescadores que não tinham como ter acesso a cerveja, já que moram próximo a lagos congelados nos estados de Minnesota Wisconsin.

De acordo com o jornal “Metro”, a Administração Federal de Aviação (FAA, em inglês), impediu que o projeto fosse implementado agora, já que ainda são necessárias aprovações de regulamentações normas técnicas e de segurança para que drones possam ser usados comercialmente.

“Ficamos um pouco surpresos com o interesse da FAA nisso, pois iríamos operar abaixo do limite de 120 m de altura”, afirmou o presidente da Lakemaid, Jack Supple.

Alguns clientes que ficaram entusiasmados com a ideia já começaram a assinar uma petição pedindo a liberação dos drones de entrega, que poderá ser enviada à Casa Branca após 100 mil assinaturas.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Drones sobrevoam Campus Party distribuindo kits de sobrevivência

Drones na Campus Party 2014 (Foto: Helton Simões Gomes/G1)Drones na Campus Party 2014 (Foto: Helton Simões Gomes/G1)

Não são pássaros ou aviões e tampouco é o Super Homem. Drones (veículos aéreos não tripulados, ou vant) sobrevoam o pavilhão em que ocorre a Campus Party 2014, maior feira de tecnologia da América Latina. As máquinas soltam paraquedas com kits de sobrevivência e outros prêmios que podem levar os campuseiros para a televisão.

Nesta terça-feira (28), os drones levantaram voo dez vezes e nesta quarta, serão mais dez. Com quatro hélices, os vants lançam paraquedas com bolas recheadas com os brindes.
No primeiro lançamento, um grupo de campuseiros acompanhou o voo do drone atentamente para conseguir aparar o paraquedas.

Essa ação é promovida pelo Globo Universidade e GloboNews. Também serão selecionados dois dos participantes da feira para uma apresentação no programa Navegador, da GloboNews. Dentro de duas das bolas estarão os convites para participar do programa.

Esses campuseiros participarão na quinta-feira (30), às 17h, de discussões sobre tecnologia e startups. Sabia mais sobre transmissão ao vivo. A conversa será com um dos apresentadores do “Navegador”, Alê Youssef; da fundadora do aplicativo Tysdo, Roberta Vasconcellos; do físico e especialista em antimatéria Claudio Lenz César; e do produtor cultural e diretor do documentário “Funk Ostentação”, Renato Barreiros. Além disso, a Telefónica usa drone para fazer publicidade de seus planos de internet de quarta geração (4G).

A edição deste ano da Campus Party teve todos os 8 mil ingressos esgotados em novembro de 2013. Nesta edição, além dos campuseiros, a feira foca o desenvolvimento de negócios a partir de novas tecnologias. Por isso, destinará quase um décimo de seu espaço para startups demonstrarem seus serviços tecnológicos.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Drones para fotografia e vídeo ganham versões mais acessíveis

Modelos maiores exibidos na feira ultrapassam os 8 mil dólares (Foto: Guilherme Tosetto/G1)Modelos maiores exibidos na feira em São Paulo ultrapassam os 8 mil dólares (Foto: Guilherme Tosetto/G1)

Se até pouco tempo os drones pareciam ser algo distante para a maioria das pessoas, eles se tornam mais acessíveis e já são vendidos no Brasil aos interessados em utilizá-los no universo da captura de vídeo e fotografia. Para os aficionados por tecnologia de ponta dispostos a desembolsar uma quantia em torno de R$ 2,6 mil é possível obter um veículo não tripulado para a captura de imagens nas alturas.

Os multicópteros, como são chamados os drones de pequeno porte apresentados na feira de fotografia PhotoImage Brasil, que acontece no Expo Center Norte, em São Paulo, até esta sexta-feira (30), começam a se tornar objeto de desejo de fotógrafos profissionais e amadores. Antes os amantes do aeromodelismo eram o principal mercado consumidor, segundo Guilherme Barbosa, representante da fabricante chinesa Dji no Brasil. Nos últimos meses os multicópteros começaram a ser comprados por fotógrafos que querem dar o primeiro passo em captação aérea de imagens e por amadores como um novo “hobby”. No exterior eles já colaboram com grandes produções cinematográficas, como nas gravações do próximo filme “Transformes”, conta Ting Liu, diretor de vendas para a China.

Um dos modelos mais baratos oferecidos no mercado brasileiro é o Phantom da chinesa Dji. Ele tem 4 hélices, pesa 1 kg, e foi feito para carregar câmeras da fabricante Go Pro, equipamentos pequenos de captura de vídeo e foto que pesam aproximadamente 74 gramas e medem 6 centímetros no lado maior. Este é um dos principais fatores para se levar em conta na hora de adquirir um ‘drone’ para fotografar, eles foram desenhados para tipos específicos de câmera.

Antes de desenvolver os modelos apresentados na feira no Brasil a fabricante chinesa Dji realizou uma pesquisa dos equipamentos fotográficos mais comuns nos mercados prioritários. Além do modelo para a Go Pro, a Dji comercializa outros dois tipos de multicópteros específicos para a linha NEX da Sony, e GH3 da Panasonic. Os custos são bem maiores, ultrapassam US$ 8 mil. Até o final do ano outro modelo que suportará a Canon 5D será comercializado por mais de US$ 15 mil.

Modelo de multicóptero vendido no Brasil e testado pelo G1 (Foto: Guilherme Tosetto/G1)Modelo de multicóptero vendido no Brasil e testado
pelo G1 (Foto: Guilherme Tosetto/G1)

Estabilidade
O que faz a diferença no preço final é o sistema de estabilização, que funciona para garantir que as imagens não fiquem tremidas mesmo com as variações que o multicóptero pode sofrer enquanto está voando.

A bateria do modelo testado pelo G1 dá uma autonomia de voo de 5 a 8 minutos, dependendo do peso da câmera acoplada. Os drones são guiados por um controle similar aos modelos usados no aeromodelismo. Na mão esquerda controlamos a aceleração e o leme, que faz a rotação no próprio eixo; na direita controla-se a inclinação do equipamento durante o voo.

Segundo Guilherme Barbosa não há como o drone se perder, o limite de altura e distância é percebido no olho, o controlador tem sempre que estar atento para a ‘frente’ do drone. Caso não seja possível perceber isto há um sistema dentro dele chamado RTH (return to home), algo como ‘de volta para casa’, ativado durante a pré-inicialização do aparelho quando o gps identifica a origem do voo.

Legislação
No Brasil, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) é responsável por regulamentar quem pode usar comercialmente aviões não tripulados e remotamente controlados. A entidade está trabalhando em legislação que permita o uso civil dos drones, tanto para indústria como para a sociedade, o que, atualmente, só pode ser feito com autorização. O uso pessoal de um pequeno drone para lazer, em regiões afastadas ou de baixa altitude não possui restrições.

Na prática, apesar da pressão de empresas do setor, apenas duas unidades de grande porte da Polícia Federal e dois modelos menores, particulares, são autorizados a operar no Brasil após terem recebido um Certificado de Autorização de Voo Experimental (Cave), da Anac. O documento é expedido após uma avaliação do projeto técnico e de aeronavegabilidade, atestando as condições de segurança da aeronave.

Tanto as normas da Anac quanto as da Aeronáutica proíbem totalmente o voo de drones sobre cidades, devido ao risco de colisões com helicópteros ou aviões e de acidentes. Os voos precisam ser comunicados à FAB com antecedência de 15 a 30 dias.

Em março, o G1 apurou que mais de 200 drones estavam em operação no Brasil sem que exista regulamentação para o uso civil e comercial destas aeronaves. O número foi obtido a partir de levantamento com fabricantes, importadores, empresas e órgãos de governos estaduais.

Serviço
PhotoImage Brasil
Data: de 28 a 30 de agosto de 2013
Entrada: Exclusiva para profissionais do setor – R$ 50 no local, gratuita pela internet. Faça o credenciamento on-line
Local: Expo Center Norte, Pavilhão Verde – Rua José Bernardo Pinto, nº 333, Vila Guilherme, São Paulo/SP
Horário: Das 14h às 21h
Outras informações: (11) 2129-6303
Veja o mapa completo do evento

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,