RSS

Arquivo da tag: disputar

Cisnes parecem disputar corrida ao serem fotografados nos EUA

08/03/2014 10h00 – Atualizado em 08/03/2014 10h00

Dois cisnes pareciam disputar corrida ao serem fotografados em um reservatório em Purdys, no estado de Nova York (EUA) (Foto: Eduardo Munoz/Reuters)Dois cisnes pareciam disputar corrida ao serem fotografados em um reservatório em Purdys, no estado de Nova York (EUA) (Foto: Eduardo Munoz/Reuters)

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Premiê português anuncia que quer disputar novo mandato em 2015

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, anunciou que tem a intenção de apresentar-se a um novo mandato nas eleições de 2015.

“É evidente que a transformação da sociedade e da economia de Portugal não pode ser feita em apenas um mandato”, afirmou Passos Coelho, que também é candidato a sua sucessão à frente do PSD.

O primeiro-ministro fez estas declarações em um dia marcado por uma emissão de bônus, por um valor de 3,250 bilhões de euros, uma primeira etapa para sair do programa de assistência financeira da União Europeia, o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 11 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Dell passa a disputar o mercado brasileiro de data center

Fabricante vai prover infraestrutura de TI no País, usando espaço da Alog, que atualmente conta com três sites instalados em São Paulo e Rio de Janeiro.

Decidida a aumentar a presença no mercado de serviços, a Dell segue os passos de suas concorrentes IBM e HP e entra na disputa pelo mercado brasileiro de data center. A empresa de Michael Dell é a mais nova provedora de infraestrutura de TI do País. Para ganhar tempo, a fabricante alugou instalações de terceiros. Um acordo foi fechado com a companhia norte-americana Equinix, controladora da Alog.
Pela aliança, a Dell vai explorar esse segmento no Brasil, utilizando os data centers da Alog, que tem certificado Tier 3 pelo Uptime Institute e que atualmente opera com três sites: um em Tamboré (Barueri-SP), outro na região central de São Paulo e um terceiro na cidade do Rio de Janeiro.
O modelo de locação de espaço é parecido com o da Amazon, que está atuando no País desde dezembro do ano passado com infraestrutura alugada. A gigante de norte-americana, que presta serviços de cloud, está instalada no prédio da Algar Tecnologia, em Campinas (SP), e na Terremark, em Barueri.
O plano da Dell é ser um provedor de full outsourcing de TI, assim como fazem seus concorrentes multinacionais IBM, HP e as brasileiras Tivit, Algar e Ativas. A entrada da fabricante no ramo de data center no Brasil faz parte da estratégia da companhia para aumentar sua penetração na área de serviços. No começo do ano passado, a empresa já havia inaugurado aqui o seu oitavo Command Center Global instalado em São Paulo, focado no monitoramento e operações remotas de ambientes dos clientes.

Agora, a proposta da fabricante é dar um passo além e ser a responsável pela TI de seus clientes. “Hoje, somos uma alternativa de outsourcing de TI. Vamos oferecer full service”, anuncia o diretor de Serviços da Dell Brasil, Carlos Raimondi. Ele conta que a Dell já explora o ramo de data center nos EUA e México e agora chega ao mercado brasileiro com uma ampla oferta de serviços, resultado de investimento em várias aquisições nos últimos anos.
De 2006 para cá, a Dell comprou 26 empresas de diversos segmentos, para complementar sua oferta. “Hoje temos condições de transformar o nosso portfólio de produtos em serviços”, afirma Raimondi. O data center, segundo ele, entregará soluções de TI completas, incluindo cloud computing.
Num primeiro momento, o público-alvo da Dell são os contratos de sua base. Atualmente, a fabricante conta com cerca de 30 mil clientes no Brasil, mas Raimondi afirma que os potenciais compradores de serviços de data center são os que estão no meio da pirâmide, ou seja, os médios negócios.
A Dell começou a prestar serviços no Brasil em 2011. Com a oferta de data center, Raimondi espera que em três anos essa área registre um crescimento de dois dígitos. Suas apostas são grandes para o País, considerando que este é um mercado que está a todo vapor e deve ganhar impulso maior com o movimento das companhias para colocar os pés na nuvem.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Navita se une a grupo internacional para disputar mercado móvel

Brasileira e seis companhias que fazem gestão de dispositivos sem fio formaram a joint venture Gema para atender multinacionais na Europa, América Latina, Estados Unidos e Oriente Médio e África.

Para disputar as oportunidades de negócios com o aumento desenfreado de aplicações móveis no ambiente corporativo, sete empresas internacionais, especializadas na Gestão de Dispositivos Móveis (MDM), resolveram unir forças para prestar serviços globalmente. Elas formaram uma joint venture, que atende pelo nome Global Enterprise Mobile Alliance (Gema) e nasce com a ambição de oferecer ampla cobertura geográfica aos seus clientes. Uma das integrantes é a brasileira Navita, que tem responsabilidade de atender a América Latina.

Além da Navita, participam do grupo as empresas Berkley (responsável pelo Reino Unido), EMS Mobile (Oriente Médio é África), GPXS (Bélgica), MSC Mobility (Austrália), Schiffl (Alemanha) e Vox Mobile (Estados Unidos). São companhias com expertise em MDM e Telecom Expense Management (TEM, sigla em inglês para gestão de gastos de Telecom) que uniram suas experiências para ganhar capilaridade e oferecer aos seus clientes uma solução global.

Juntas, as sete empresas faturaram 45 milhões de dólares no ano passado e gerenciaram uma base de 377,8 mil dispositivos móveis em 32 países com atendimento em 37 idiomas. Agora com a criação da Gema, a expectativa dos sócios é de que os negócios mais que dobrem em 2012 e alcancem 100 milhões de dólares, somando a receita de todos os integrantes da aliança. 

Roberto Dariva, CEO da Navita, conta que a iniciativa da joint venture surgiu no ano passado quando as empresas perceberam que atendiam clientes multinacionais, mas que não tinham braços para prestar serviços a eles em todos os mercados. O alvo da Gema são organizações com atuação global.
O executivo explica que a Gema vai buscar alianças com teles, que entregam a conectividade, mas não fazem MDM nem TEM.

“Nos Estados Unidos, algumas teles até fazem TEM, mas não atuam em nível mundial”, ressalta Dariva, destacando a dificuldade que elas têm para se relacionar com os clientes em qualquer lugar. Ele acredita que a Gema poderá ser uma grande aliada das operadoras de telecomunicação. “Elas vão vender as linhas e a Gema os serviços”, afirma. A joint venture também poderá fazer contratos diretos com as companhias.

Empurrão da consumerização

O foco da Gema é atender multinacionais que precisam gerenciar seus dispositivos móveis onde quer que seus funcionários estejam. Dariva observa que a mobilidade está invadindo as empresas, mas a maioria não conta com ferramentas nem processos eficientes para gerenciar smartphones, tablets e outros aparelhos sem fio.

Esse cenário tende a ficar mais complexa com o fenômeno da consumerização, que permite que os funcionários levem seus próprios dispositivos para o ambiente de trabalho, praticando o que o mercado está chamando de BYOD (Bring Your Own Device). É um movimento que exigirá que as companhias administrem com segurança dois perfis em cada dispositivo móvel: o pessoal e o corporativo.

A Gema espera ajudar as organizações nessa tarefa com iniciativas de TEM e MDM. Além de gerenciar os custos de Telecom, a joint venture oferecerá serviços e consultoria para implantação de processos, controle do inventário, faturas, das cotas de consumo, contratos e entrega de aplicativos móveis para reduzir gastos com roaming internacional.

“É um mercado muito promissor e com muitas demandas de negócios”, avalia Dariva. Cada associado terá uma equipe de suporte em sua região para atender os clientes e resolver problemas com os devices. Ele cita o exemplo de um executivo que viaja com seu smartphone ou tablet e que se o equipamento falhar terá substituição rapidamente pelo sócio local da Gema. “Antes, a entrega poderia do dispositivo no hotel poderia levar até uma semana, agora esse tempo reduziu para um dia”, garante.

Impacto nos negócios

Para Robert Cornwell, diretor de desenvolvimento de negócios da empresa alemã Schiffl, provedora de soluções e serviços para mobilidade, a união de empresas especializadas nessa área aumenta o raio de atuação da companhia na Europa. “O mercado de serviços móveis gerenciados na Alemanha é enorme. Esperamos que Gema duplique nossas receitas com mobilidade nos próximos 24 meses”, diz o executivo da Schiffl com presença na Alemanha, Austria e Suíça.

A possibilidade de atender multinacionais em qualquer mercado também foi o que estimulou a norte-americana Vox Mobile a fazer parte da Gema. Segundo Nick Pike, vice-presidente da área da Vox Mobile que se relaciona com operadoras, clientes internacionais da companhia estavam pedidindo serviços de gerencamento global para os dispositivos móveis, uma vez que as pessoas viajam muito e querem estar conectadas o tempo todo. De acordo com ele, havia uma demanda por atendimento onde as pessoas estão  em idioma que tenham domínio.

A expectativa do executivo é que a joint venture incremente os negócios da Vox Mobile em 10% ao longo de 2012. Já Dariva prevê que a Gema contribuirá com 30% da receita da Navita no prazo de dois anos. Hoje essa fatia é de 10%. A Navita fechou 2011 com faturamento de R$ 17 milhões de reais e estima encerrar 2012 com um movimento de 25 milhões de reais.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,