RSS

Arquivo da tag: deteco

Bing questiona estudo que aponta Google como melhor em detecção de malware

Microsoft afirma que empresa alemã AV-Test cometeu erro em metodologia que afetou resultado. Companhia também disse que nenhum buscador é 100% perfeito.A Microsoft soltou um comunicado questionando um estudo publicado na semana passada que apontava o rival Google como cinco vezes melhor na detecção de malware do que o seu browser Bing. As informações são TechCrunch.

Publicado pela empresa alemã de testes de antivírus AV-Test, o levantamento em questão teria como erro o fato de ter usado sua própria API para executar as buscas em vez de realizá-las diretamente pelo Bing.com, segundo a Microsoft. A fabricante do Windows alega que essa metodologia foi responsável por “enganar” o sistema de alertas de malware do Bing.

“O Bing na verdade evita que os usuários cliquem em sites infectados por malware ao desabilitar o link na página de resultados e mostrando uma mensagem abaixo para impedir que as pessoas acessem o site”, afirma o gerente sênior da Microsoft para o Bing, David Fesltead.

O executivo ainda explica que a Microsoft não remove de forma explícita os sites potencialmente maliciosos do seu índice de buscas, uma vez que “a maioria deles são sites legítimos que normalmente não hospedam malware, mas foram hackeados”. Em vez disso, o browser mostra um alerta quando os usuários clicam em tais links.

De acordo com Felstead, isso acontece porque os internautas esperam que o site apareá em suas buscas, mesmo que seja um vetor conhecido de malware. Caso contrário, pensariam que o diretório do Bing é incompleto, afirma.

E, apesar da rivalidade maior com o Google nos últimos tempos, o diretor da Microsoft admite que detectar malware em sites é uma tarefa bastante complexa e que “nenhuma ferramena será perfeita em 100% do tempo”.

Para conferir a resposta completa da Microsoft ao teste da AV-Test, confira esse link.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Bing questiona estudo que aponta Google como melhor em detecção de malware

Microsoft afirma que empresa alemã AV-Test cometeu erro em metodologia que afetou resultado. Companhia também disse que nenhum buscador é 100% perfeito.A Microsoft soltou um comunicado questionando um estudo publicado na semana passada que apontava o rival Google como cinco vezes melhor na detecção de malware do que o seu browser Bing. As informações são TechCrunch.

Publicado pela empresa alemã de testes de antivírus AV-Test, o levantamento em questão teria como erro o fato de ter usado sua própria API para executar as buscas em vez de realizá-las diretamente pelo Bing.com, segundo a Microsoft. A fabricante do Windows alega que essa metodologia foi responsável por “enganar” o sistema de alertas de malware do Bing.

“O Bing na verdade evita que os usuários cliquem em sites infectados por malware ao desabilitar o link na página de resultados e mostrando uma mensagem abaixo para impedir que as pessoas acessem o site”, afirma o gerente sênior da Microsoft para o Bing, David Fesltead.

O executivo ainda explica que a Microsoft não remove de forma explícita os sites potencialmente maliciosos do seu índice de buscas, uma vez que “a maioria deles são sites legítimos que normalmente não hospedam malware, mas foram hackeados”. Em vez disso, o browser mostra um alerta quando os usuários clicam em tais links.

De acordo com Felstead, isso acontece porque os internautas esperam que o site apareá em suas buscas, mesmo que seja um vetor conhecido de malware. Caso contrário, pensariam que o diretório do Bing é incompleto, afirma.

E, apesar da rivalidade maior com o Google nos últimos tempos, o diretor da Microsoft admite que detectar malware em sites é uma tarefa bastante complexa e que “nenhuma ferramena será perfeita em 100% do tempo”.

Para conferir a resposta completa da Microsoft ao teste da AV-Test, confira esse link.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Oracle aposta na nuvem para detecção de fraudes bancárias

Modelo ajuda na redução de TCO e permite identificação mais rápida de riscos, de acordo com executivo da empresa.

Mais conservadores no uso da nuvem, as instituições bancárias podem encontrar no modelo um aliado para detectar fraudes. “Alguns bancos estão mirando nessa proposta, combinando cloud com Big Data para diminuir riscos”, observa Luis Arturo Diaz, diretor da unidade global de Negócios e Serviços Financeiros da Oracle.

Diaz explica como funciona a abordagem na cloud. “A nuvem conta com dados que são analisados por nossa tecnologia de Big Data. Eles são processados por aplicativos de gestão de fraudes para prevenir lavagem de dinheiro, por exemplo.” Assim, é possível adotar uma postura pró-ativa e ainda diminuir o custo total de propriedade (TCO), diz. Além disso, segundo ele, possibilita uma implementação mais rápida e eficiente.

O executivo aponta que como fraudes são riscos comuns aos bancos, é possível contar com uma infraestrutura empresarial compartilhada. “Cada vez mais a nuvem torna-se mais segura e vai ganhando os olhares dos bancos”, observa.

De acordo com ele, a Oracle está comprometida com o setor de serviços financeiros no Brasil. “Há uma demanda em três áreas: modernização, melhorar a experiência do usuário e aplicar a transformação financeira. Diante desse cenário, a tendência é cada vez mais migrar do desenvolvimento interno para a aquisição de um pacote de soluções que ajude a lidar com todos esses pontos”, assinala.

Outra aposta é a nuvem. “Nossas soluções estão prontas para a nuvem, algo que há quatro anos não era possível. Avançamos na estratégia”, observa. O executivo diz que a Oracle está empenhada em colocar em prática o desafio lançado pelo CEO da companhia, Larry Ellison: ter a nuvem mais abrangente do mundo.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Patente sugere “iPhone 3D” com detecção de movimento dos olhos

Os iPhones do futuro poderão ser equipados com uma interface 3D interativa que utiliza sensores de movimento e reconhecimento facial, que permitiria ao usuário “entrar” no display do aparelho. Uma patente requerida pela Apple sugere que a companhia está desenvolvendo uma interface tridimensional para dispositivos móveis como iPhone e iPad. O pedido foi feito originalmente em abril de 2010 e foi concedido à empresa na semana passada.

O site The Register encontrou o pedido de patente, que pode ser visto no endereço Free Patents Online. “A partir de várias dicas envolvendo o acelerômetro, o giroscópio e outros instrumentos que o documento mostra, é possível controlar o Frame de Frenet do aparelho em tempo real, para fornecer um quadro de referência contínuo de 3D” de acordo com o texto do documento.

“Uma vez que esse frame de referência é identificado, a posição dos olhos do usuário pode ser diretamente inferida ou calculada ao utilizar a câmera frontal do aparelho. Com a posição dos olhos do usuário e um quadro de referência 3D contínuo na tela, representações em 3D mais realistas de objetos podem ser criadas na tela do dispositivo e interagir com o usuário”.

apple3d01.png

Ícones exibidos na tela dariam impressão de profundidade ao usuário

Efetivamente, isso significa que o produto poderá “pensar” como projetar uma imagem tridimensional ao identificar onde estão os olhos do usuário em relação ao aparelho, para que ele possa enviar uma imagem para o olho esquerdo e outra diferente para o olho direito, dando a impressão de profundidade – sistema parecido ao utilizado no Nintendo 3DS.

No entanto, o sistema proposto pela Apple é um pouco mais complexo do que aquele utilizado pela Nintendo, já que os sensores de movimento (como o acelerômetro e o giroscópio) poderiam ajudar a detectar o movimento dos olhos e mãos, e expandir várias partes da tela como os ícones quando o usuário os observa.

Apesar da aplicação mais óbvia da tecnologia ser voltada para dispositivo móveis, a patente também menciona aparelhos portáteis de música e games, televisores, laptops e desktops.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Patente sugere “iPhone 3D” com detecção de movimento dos olhos

AppId is over the quota

Os iPhones do futuro poderão ser equipados com uma interface 3D interativa que utiliza sensores de movimento e reconhecimento facial, que permitiria ao usuário “entrar” no display do aparelho. Uma patente requerida pela Apple sugere que a companhia está desenvolvendo uma interface tridimensional para dispositivos móveis como iPhone e iPad. O pedido foi feito originalmente em abril de 2010 e foi concedido à empresa na semana passada. 

O site The Register encontrou o pedido de patente, que pode ser visto no endereço Free Patents Online. “A partir de várias dicas envolvendo o acelerômetro, o giroscópio e outros instrumentos que o documento mostra, é possível controlar o Frame de Frenet do aparelho em tempo real, para fornecer um quadro de referência contínuo de 3D” de acordo com o texto do documento. 

“Uma vez que esse frame de referência é identificado, a posição dos olhos do usuário pode ser diretamente inferida ou calculada ao utilizar a câmera frontal do aparelho. Com a posição dos olhos do usuário e um quadro de referência 3D contínuo na tela, representações em 3D mais realistas de objetos podem ser criadas na tela do dispositivo e interagir com o usuário”. 

apple3d01.png

Ícones exibidos na tela dariam impressão de profundidade ao usuário

Efetivamente, isso significa que o produto poderá “pensar” como projetar uma imagem tridimensional ao identificar onde estão os olhos do usuário em relação ao aparelho, para que ele possa enviar uma imagem para o olho esquerdo e outra diferente para o olho direito, dando a impressão de profundidade – sistema parecido ao utilizado no Nintendo 3DS. 

No entanto, o sistema proposto pela Apple é um pouco mais complexo do que aquele utilizado pela Nintendo, já que os sensores de movimento (como o acelerômetro e o giroscópio) poderiam ajudar a detectar o movimento dos olhos e mãos, e expandir várias partes da tela como os ícones quando o usuário os observa. 

Apesar da aplicação mais óbvia da tecnologia ser voltada para dispositivo móveis, a patente também menciona aparelhos portáteis de música e games, televisores, laptops e desktops. 

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,