RSS

Arquivo da tag: despejo

Diretor de agência defende despejo de água de Fukushima ao mar

Água contaminada vazou de um grande tanque de armazenamento em Fukushima. (Foto: Tokyo Electric Power Co / via Reuters)Água contaminada fica em tanques em Fukushima.
(Foto: Tokyo Electric Power Co / via Reuters)

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, defendeu nesta segunda-feira (17) a realização de um “vazamento controlado” ao mar da água radioativa armazenada na usina nuclear de Fukushima.

A gestão do volume de líquido radioativo, que era utilizado para esfriar os reatores parcialmente fundidos da central e armazenado em mais de um milhão de tanques, é um dos principais desafios da fábrica.

“Despejar a água após tratá-la cuidadosamente é uma prática comum da comunidade internacional”, afirmou Amano em entrevista no Clube de Correspondentes Estrangeiros de Tóquio. Ele também destacou a recomendação que já transmitiu ao Japão de enviar uma missão de analistas do órgão.

“No entanto, é importante contar com a compreensão e o apoio das partes afetadas, neste caso, a prefeitura de Fukushima e os pescadores da região”, apontou o diretor-geral da AIEA, que insistiu que armazenar a água em contêineres não é “sustentável e não constitui uma solução de longo prazo”.

O plano divulgado pelo operador da central, Tokyo Electric Power (Tepco), e pelo governo do Japão é despejar a água após filtrá-la com um sistema projetado para retirar 62 tipos de materiais radioativos, exceto o trítio, isótopo que tem meia vida de, em média, 12 anos.

Demolição
Quanto ao prazo para desmontar a central, inicialmente estimado em 30 a 40 anos, Amano alertou que será necessário ter acesso aos núcleos fundidos, algo que até agora foi impossível, para avaliar realmente a duração do processo.

“Continuamos a insistir que o Japão deveria realizar a demolição com apoio internacional”, acrescentou.

Questionado sobre as informações que denunciaram as péssimas condições de segurança nas quais o pessoal terceirizado realiza os trabalhos de descontaminação em torno da usina, o diretor da AIEA se limitou a lembrar de que seu organismo “só fornece assistência técnica” e que isto é “responsabilidade do governo japonês e da Tepco”.

Amano também considerou que as novas regulações de segurança para as usinas nucleares no Japão, estabelecidas por causa do acidente de Fukushima “concordam, em linhas gerais, com os padrões da AIEA. Alguns aspectos, como a assistência a possíveis terremotos, estão entre os mais restritos do mundo”.

O governo do primeiro-ministro Shinzo Abe, que planeja reativar em breve os reatores, comprometeu-se a impulsionar a reativação das centrais que cumprirem com estas regulações, apesar de grande parte da opinião pública japonesa estar contra a posição.

Fonte G1

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 18 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Sorocabano pede ‘despejo’ de jacaré que vive em lagoa de condomínio

criança próxima de jacaré em lagoa (Foto: Rogério Sampaio/Tem Você)Convivência já tem 3 anos(Foto: Rogério Sampaio/Tem Você)

Um jacaré está assustando moradores do condomínio Lagoa da Boa Vista, no bairro Vicente de Morais, em frente ao Parque Chico Mendes, em Sorocaba (SP). Um morador do local está preocupado com a segurança, principalmente, das crianças. Rogério tem dois filhos, um de cinco e outro de apenas dois anos. “Um dia estávamos brincando, a bola caiu próximo a lagoa e quando vi meu filho caçula estava a 20 passos do jacaré. Foi uma sensação péssima. Depois do susto resolvi tirar a foto para mostrar o perigo”, conta o empresário Rogério Pinheiro Sampaio que utilizou o aplicativo para celulares Tem Você.

Rogério mora no condomínio há quatro anos e se lembra que o jacaré foi visto pela primeira vez na lagoa ainda filhote. Hoje, o animal está com quase três metros de comprimento, segundo ele. A lagoa a qual ele se refere fica no fundo do parquinho onde as crianças brincam. “O animal passa a maior parte do tempo tomando sol, fora da lagoa que fica a uns 50 metros da rua”, comenta ele.

São 400 lotes no condomínio e, pelo menos, 300 casas, segundo o morador. Rogério conta que desde o início condomínio e Polícia Ambiental não chegam a nenhum acordo sobre o jacaré. “A polícia ambiental fala que não é para tirar o jacaré de lá, porque é o habitat dele mas, eu fico pensando se foi dada uma autorização para construir casas ali é porque não é mais habitat de bichos e sim, de pessoas, não é?”, pergunta indignado o empresário.

Segundo a Polícia Ambiental, o jacaré do papo amarelo não apresenta nenhum perigo a comunidade e não vai ser retirado do condomínio. A polícia acredita que o jacaré foi  trazido, ainda filhote, por alguém que foi pescar no estado do Mato Grosso. O animal só pode ser retirado se o condomínio encaminhar pedido ao Ministério Público e a promotoria designar o Zoológico Quinzinho de Barros ou algum outro para fazer a captura do jacaré. A Polícia Ambiental é um órgão fiscalizador só iria resgatar o animal se ele estivesse em cativeiro.

A empresa que administra o condomínio, Bersi Adminstradora, informou que tem conhecimento do desejo dos moradores da retirada do animal  e que vai providenciar os trâmites legais.

jacaré em lagoa de condomínio (Foto: Rogério Sampaio/Tem Você)Jacaré do papo amarelo tem quase três metros e está em lagoa de condomínio em Sorocaba (Foto: Rogério Sampaio/Tem Você)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,