RSS

Arquivo da tag: desenvolver

Japão projeta ‘supercomputador’ para desenvolver remédios

O instituto Riken de Pesquisa do Japão projetou um ‘supercomputador’ que permitirá realizar estudos com proteínas em uma velocidade inédita para o desenvolvimento de remédios.

A instituição de financiamento público já concluiu o projeto básico e deve ser operado neste ano pela equipe em seu Centro de Ciências de Computação Avançadas da cidade de Kobe, onde também está o famoso ‘supercomputador K’ (o mais rápido do Japão), informou nesta terça-feira (14) o jornal ‘Nikkei’.

A máquina será capaz de gerar, em 3D, modificações em estruturas de proteínas em um só dia, cerca de 100 vezes mais rápido que o ‘supercomputador K’, que apesar de ser mais potente possui funções muito menos especializadas.

A multinacional japonesa Hitachi contribuiu para o desenvolvimento da tecnologia para o projeto, que tem custo estimado em cerca de 800 milhões de ienes (R$ 18 milhões).

A velocidade com que os pesquisadores são capazes de gerar modelos em 3D das estruturas de proteínas e as mudanças que ocorrem nelas mesmas pelo efeito da doença são um importante resultado para o desenvolvimento de novos tratamentos.

A biotecnologia desempenha um papel cada vez mais importante no tratamento de doenças como o câncer, e o uso de ‘supercomputadores’ é cada vez mais comum entre grandes companhias farmacêuticas da Europa e dos EUA. O novo projeto pode dar um grande impulso competitivo às empresas e universidades japonesas que o empreguem.

Dentro de seu programa econômico, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, busca transformar a pesquisa médica em um pilar básico do crescimento econômico japonês.

View the original article here

 
2 Comentários

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Sony e Panasonic cancelarão acordo para desenvolver telas flexíveis

A Sony e a Panasonic anularão seu programa de desenvolvimento conjunto de telas flexíveis, as oled (diodos orgânicos emissores de luz) por se consideraram incapazes de estabelecer um modelo de produção rentável, explicaram nesta quarta-feira (25) fontes das duas empresas à agência ‘Kyodo’.

Kazuhiro Tsuga, CEO da Panasonic, apresenta a TV de OLED com resolução de 4k nesta terça-feira (8), na CES 2013 (Foto: David Becker/Getty Images/AFP)Kazuhiro Tsuga, CEO da Panasonic, apresenta a TV
de OLED com resolução de 4k, na CES 2013, em
janeiro. (Foto: David Becker/Getty Images/AFP)

Nos próximos dias, quando expirar o contrato, os dois fabricantes do Japão darão por concluído o acordo que lhes levou a desenvolver em conjunto as telas durante um ano e meio.

Embora não renovem o convênio, ambas continuarão trabalhando no campo do oled de maneira independente, explicaram as fontes.

Sob o acordo de associação, Sony e Panasonic esperavam poder enfrentar seus rivais sul-coreanos LG Electronics e Samsung Electronics neste setor.

No entanto, o desenvolvimento da tecnologia oled se coloca até agora como um complicado desafio para a indústria, já que também está representando custos altíssimos para LG e Samsung.

Perante as perspectivas incertas em torno da produção de telas de próxima geração, Sony e Panasonic optaram por mudar o rumo, já que melhorar a rentabilidade de suas respectivas divisões de televisores lhes representa uma tarefa pendente há anos.

Por enquanto, os dois fabricantes japoneses focarão seus esforços financeiros e de capital humano principalmente no desenvolvimento dos televisores de cristal líquido 4K, capazes de mostrar imagens com resolução quatro vezes maior que os de alta definição (HD).

Samsung lança TV com tela curva de OLED na Coreia do Sul. O preço é de US$ 13 mil (Foto: DAhn Young-joon/AP)Samsung lança TV com tela curva de OLED na Coreia do Sul. O preço é de US$ 13 mil.
(Foto: DAhn Young-joon/AP)

View the original article here

 
1 comentário

Publicado por em 2 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Windows RT: ARM e Microsoft vão desenvolver versão 64 bit

No entanto, não há nenhuma data programada para o lançamento da versão do sistema operacional para chips da fabricanter

05 de novembro de 2012 – 10h10

Um funcionário da ARM afirmou nesta semana que a empresa fez uma parceria com a Microsoft para ajustar o novo sistema operacional do Windows para rodar em processadores baseados na arquitetura ARM de 64 bits.

O gerente de programação da ARM, Ian Foryth, não pode dar uma data específica para o lançamento da versão 64 bit do Windows para ARM, mas disse que a empresa está continuamente trabalhando em conjunto com parceiros de software para adicionar o suporte.

A ARM não deu detalhes adicionais sobre o assunto, nem a Microsoft.

A Microsoft na semana passada lançou o Windows RT, um sistema operacional 32 bit que roda em processadores ARM. Além disso, a gigante também lançou o Windows 8, 64 bit, que roda em processadores x86. A ARM anunciou essa semana seus primeiros processadores 64 bit, Cortex-A57 e Cortex-A53 – baseados na arquitetura do ARM Armv8.

O projetista de chips disse que espera que servidores e dispositivos móveis baseados nesses processadores cheguem ao mercado em 2014.

O Windows RT funciona em tablets com processadores de 32 bits da Nvidia e Qualcomm. O Surface e o Vivo Tab, da Asus, possuem um processador quad-core Tegra 3 da Nvidia, enquanto que o XPS 10, da Dell, e o P8510 Ativ Tab, da Samsung, possuem processador dual-core Snapdragon S4 da Qualcomm.

O Windows RT 32 bit possui ainda um teto de memória limitada, enquanto que o 64 tem capacidade de memória expandida em tablets e PCs. A versão 64 bit do Windows da ARM ficará a par com o Windows 8.

A Nvidia está desenvolvendo um processador core baseado em arquitetura de 64 bits da ARM, com o codinome de Project Denver. A empresa recusou comentar sobre o desenvolvimento do software 64 bit para Windows.

Uma porta-voz da Qualcomm disse que a companhia não pode comentar sobre quaisquer planos para produtos específicos no momento. No entanto, a Qualcomm é parceira da ARM e ajuda a explorar e avaliar tecnologias emergentes, incluindo suporte a softwares 64 bit, disse a porta-voz, por e-mail.

O interesse da Microsoft não é nenhuma surpresa, afinal, a migração para 64 bit parece ser uma progressão natural para a ARM e para fornecedores de suporte, assim como aconteceu com o x86, disse o principal analista da Punt-IT, Charles King.

Mas o software necessita ser escrito para suportar o conjunto de instruções 64-bit da ARM, e portar muitas aplicações x86 é um desafio, disse King. Aplicativos existentes que rodam em versões anteriores do Windows, não rodam no RT.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de janeiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Ceitec vai desenvolver chip de RFID para passaporte brasileiro

A partir de 2014, todos os passaportes do País deverão ter essa tecnologia para identificação dos portadores por radiofrequência.

17 de setembro de 2012 – 18h05

A Ceitec S.A, ligada ao Ministério de Ciência vai desenvolver chip de identificação por radiofrequência (RFID), para aumentar a segurança do passaporte brasileiro.

Um convênio foi assinado na última sexta-feira, 14/09, entre os presidente da Casa da Moeda do Brasil (CMB) do Ministério da Fazenda, Francisco Franco e da Ceitec, Cylon Gonçalves da Silva.

O acordo estipula que a Ceitec, empresa que desenvolve e produz circuitos integrados para RFID e aplicações específicas, produzirá o novo dispositivo a ser usado no documento.
Gonçalves considerou que o convênio é de grande relevância para o País, já que o passaporte passará a ter um dispositivo nacional em seu interior (hoje, é importado). Ele destacou ainda que a parceria garante confiabilidade e segurança aos passaportes brasileiros.

“O Brasil passará, dentro de poucos anos, a dominar uma tecnologia central para a área de segurança da informação, criptografia e identificação”, afirmou Gonçalves. Ele acredita que esse acordo contribuirá para que a Ceitec se fortaleça e ganhe projeção internacional no mercado de microeletrônica.

A partir de 2014, todos os passaportes brasileiros deverão ter o chip. A estimativa de produção é de 2,2 milhões de unidades por ano.

O chip da Ceitec, totalmente projetado pela área de design da empresa, está em fase avançada de desenvolvimento. A Casa da Moeda emite cerca de 9 mil passaportes por dia e pretende chegar a 14 mil diários no próximo ano.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de novembro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Ceitec vai desenvolver chip de RFID para passaporte brasileiro

A partir de 2014, todos os passaportes do País deverão ter essa tecnologia para identificação dos portadores por radiofrequência.

17 de setembro de 2012 – 18h05

A Ceitec S.A, ligada ao Ministério de Ciência vai desenvolver chip de identificação por radiofrequência (RFID), para aumentar a segurança do passaporte brasileiro.

Um convênio foi assinado na última sexta-feira, 14/09, entre os presidente da Casa da Moeda do Brasil (CMB) do Ministério da Fazenda, Francisco Franco e da Ceitec, Cylon Gonçalves da Silva.

O acordo estipula que a Ceitec, empresa que desenvolve e produz circuitos integrados para RFID e aplicações específicas, produzirá o novo dispositivo a ser usado no documento.
Gonçalves considerou que o convênio é de grande relevância para o País, já que o passaporte passará a ter um dispositivo nacional em seu interior (hoje, é importado). Ele destacou ainda que a parceria garante confiabilidade e segurança aos passaportes brasileiros.

“O Brasil passará, dentro de poucos anos, a dominar uma tecnologia central para a área de segurança da informação, criptografia e identificação”, afirmou Gonçalves. Ele acredita que esse acordo contribuirá para que a Ceitec se fortaleça e ganhe projeção internacional no mercado de microeletrônica.

A partir de 2014, todos os passaportes brasileiros deverão ter o chip. A estimativa de produção é de 2,2 milhões de unidades por ano.

O chip da Ceitec, totalmente projetado pela área de design da empresa, está em fase avançada de desenvolvimento. A Casa da Moeda emite cerca de 9 mil passaportes por dia e pretende chegar a 14 mil diários no próximo ano.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de novembro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Serviço online permite desenvolver ‘escolas virtuais’

Plataforma Edukee oferece ferramentas como salas de aula virtuais – com suporte a aulas ao vivo pela web -, fóruns, vídeos e compartilhamento de arquivos

A empresa de desenvolvimento de soluções para ensino pela internet e-Genial lançou o Edukee, plataforma na qual o usuário pode criar e administrar uma escola virtual. 

O serviço oferece ferramentas como salas de aula virtuais – com suporte a aulas ao vivo pela web -, fóruns, vídeos e compartilhamento de arquivos.  É possível ministrar cursos ao vivo ou assíncronos (que não ocorrem em tempo real e ficam armazenados em uma “videoteca”) por meio de vídeos, provas e um sistema de perguntas e respostas exclusivas por turma. Em suma, a pessoa compra o espaço no site Edukee e monta a aula utilizando as ferramentas disponíveis – o próprio usuário cria as aulas.

Também é possível integrar os recursos síncronos e assíncronos em um mesmo curso, criando um ambiente de ensino e colaboração. Para incentivar os alunos, um sistema de “gamificação” faz com que os alunos interajam por meio de fóruns e provas, gerando pontos. A cada nível de pontuação, eles ganham um “título” diferente. O iniciante é representado por um urso panda, o mais experiente é considerado um “jedi”, depois vira “ninja” e atinge a posição máxima, de “mestre dos magos”.  O preço dos cursos é bem variado: enquanto alguns são de graça, outros chegam a custar 595 reais.

Um ranking de pontuação permite aos alunos trocar seus pontos por outros cursos, prêmios e descontos (já a partir do nível “jedi”), além de uma camiseta do curso (para todos os “ninjas”). Para poder fazer a troca, os usuários precisam alcançar pelo menos 3000 pontos. Em setembro, o Edukee irá reunir todos aqueles que são “jedi” e “ninjas” para sortear entre eles um Xbox 360, e em dezembro, um iPad.

No momento as aulas ministradas são apenas na área de tecnologia, mas a intenção é ampliar o serviço para aulas gratuitas de resoluções de questões do Enem e provas da OAB. Depois disso, a intenção da e-Genial é levar a plataforma e sua metodologia para as universidades, como um meio de os estudantes realizarem as obrigatórias atividades complementares, de acordo com Carlos Eduardo Franco, desenvolvedor do serviço. Quando um aluno interagir por meio do fórum, ganhará pontos que poderão ser transformados nos exercícios necessários. 

Além disso, a oferta integrará outros temas, palestras e cursos fora da sala de aula, e os alunos poderão utilizar o Edukee para promover palestras e workshops com temas que irão complementar o conteúdo do curso, ainda de acordo com o executivo. “A participação dos alunos ficará registrada por meio de um certificado, gerado pelo Edukee, que marcará o tempo total e a presença no evento”, conclui Franco.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

25 instituições são selecionadas para desenvolver tecnologias de inclusão social

Institutos e universidades vão compor uma rede nacional para criar soluções inovadoras que melhore a qualidade de vida dos portadores de deficiência física.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) pré-selecionou 25 instituições de ensino para compor a rede de Núcleos de Tecnologia Assistiva. Essas unidades serão responsáveis pela elaboração de projetos de pesquisa, desenvolvimento ou inovação voltados à melhoria da qualidade de vida de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Dezoito estados e o Distrito Federal tiveram núcleos habilitados pela ação, que integra o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite, lançado pela presidenta Dilma Rousseff em fevereiro deste ano.

Em 2012, o orçamento liberado para a implantação dos núcleos é de 3 milhões de reais. Cada projeto poderá receber entre 100 mil reais e 500 mil reais.

No âmbito do Viver Sem Limite, o investimento do MCTI neste ano chega a 20 milhões reais em créditos não reembolsáveis, além de 90 milhões de reais de uma linha de crédito reembolsável da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

As 25 instituições pré-selecionadas podem se unir às universidades de Brasília (UnB), Federal de Minas Gerais (UFMG), Federal de São João Del Rey (UFSJ) e Estadual do Pará (UEPA), que já têm núcleos em funcionamento.

O trabalho dos núcleos será coordenado pelo Centro Nacional de Referência em Tecnologia Assistiva (CNRTA), alocado no Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), em Campinas (SP).

De acordo com portaria publicada ontem no Diário Oficial da União, representantes dos 25 núcleos participarão de atividades no CTI entre 11 e 13 de julho.

*Com informações do MCTI

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,