RSS

Arquivo da tag: deixam

Atentados deixam mortos em Bagdá

Uma série de atentados cometidos nesta quarta-feira (5) em Bagdá, um deles diante do prédio do ministério das Relações Exteriores, deixou pelo menos 33 mortos, no momento em que as forças de segurança realizam operações para retomar o controle de regiões nas mãos de insurgentes.

O Iraque está mergulhado desde o início de 2013 em uma espiral de violência, que fez mais de 1.000 mortos apenas no mês de janeiro, em um contexto de descontentamento da minoria sunita e do conflito na Síria vizinha que incitou os insurgentes.

Os três ataques mais sangrentos aconteceram em um horário de muito movimento diante do ministério, perto de um restaurante e em um mercado de autopeças, segundo fontes dos serviços de segurança.

Nesses incidentes, 25 pessoas morreram e 35 ficaram feridas.

As imediações do ministério das Relações Exteriores de Bagdá, onde se encontram o Parlamento e a embaixada americana, já registraram vários ataques, especialmente em agosto de 2009, quando uma explosão destruiu o edifício. Outro ataque ocorreu durante uma reunião de cúpula árabe na capital iraquiana em 2012.

Segundo fontes da segurança, o ataque foi realizado com a ajuda de um carro-bomba, mas testemunhas falam de um homem-bomba.

O número de mortes poderia ter sido maior se os serviços de segurança não tivessem desativado uma bomba perto do ministério do Petróleo, também no centro da capital.

Vestígios de sangue eram visíveis no chão no setor do restaurante. Soldados disseram que um de seus companheiros abraçou o suicida para tentar salvar os outros.

Horas depois, outros três carros-bomba explodiram no sudeste de Bagdá, matando oito pessoas e ferindo 32. Além disso, cinco pessoas ficaram feridas em um ataque com foguetes no centro de Bagdá.

Nenhum grupo reivindicou os ataques desta quarta-feira, mas grupos sunitas, incluindo o Estado Islâmico do Iraque e no Levante (EIIL), são os principais responsáveis por ataques coordenados a civis e forças de segurança em Bagdá.

Os jihadistas de EIIL também estão envolvidos no combate com as forças de segurança em Al-Anbar, uma província predominantemente sunita a oeste do país, na fronteira com a Síria e que foi um reduto da insurgência após a invasão americana de 2003.

Ramadi
Os membros do EIIL e outros grupos armados, assim como combatentes tribais antigoverno, controlam desde o início de janeiro a cidade de Fallujah e partes de Ramadi, cidades a 60 quilômetros e 100 quilômetros a oeste de Bagdá respectivamente.

O comandante das forças terrestres do exército, o general Ali Ghaidan Majeed, anunciou que as forças armadas haviam retomado o controle de bairros de Ramadi, capital da província, depois de vários dias de violentos combates.

Em Fallujah, no entanto, as forças de segurança ainda estão fora da cidade, temendo que uma ofensiva possa provocar uma longa guerra com muitas baixas e muita destruição.

Ahmed Abu Risha, um chefe tribal membro das Sahwa, milícias recrutadas nas tribos sunitas para apoiar a luta contra a rede terrorista da Al-Qaeda, declarou há alguns dias que um ataque contra Fallujah é iminente e exortou os insurgentes a depor as armas.

De acordo com testemunhas e um jornalista em Fallujah, vários bairros foram bombardeados na terça-feira à noite.

Mais de 140 mil pessoas fugiram da violência na província de Al-Anbar, o maior deslocamento populacional em cinco anos no Iraque, segundo a ONU.

Diplomatas, incluindo o secretário-Geral da ONU Ban Ki-moon, pediram às autoridades iraquianas para trabalhar para a reconciliação nacional, já que os insurgentes são encorajados pelo descontentamento da minoria sunita que se sente discriminada pelo governo dominado por xiitas.

Mas, a dois meses antes das eleições parlamentares, o primeiro-ministro Nouri al-Maliki defende uma política linha-dura contra os insurgentes.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , ,

Novos bombardeios com barris de explosivos deixam mortos na Síria

Helicópteros militares sírios lançaram novamente nesta terça-feira(4)  barris de explosivos sobre Aleppo, no norte do país, causando a morte de oito civis, incluindo cinco crianças, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

O exército intensificou estes bombardeios, que deixaram 150 mortos em três dias em Aleppo, segundo a mesma fonte.

O Conselho de Segurança da ONU, a União Europeia e a Liga Árabe condenaram os bombardeios com este barris de explosivos.

Desde sábado, 159 pessoas, em sua maioria civis, morreram em bombardeios similares em Aleppo, segundo a OSDH.

De acordo com a mesma fonte, mais de 135 mil pessoas morreram no conflito sírio desde março de 2011.

arte síria versão 24.01 (Foto: Arte/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Confrontos entre ativistas pró e contra Morsi deixam 1 morto no Egito

Uma pessoa foi morta a tiros nesta quinta-feira (30) à noite, em Alexandria, no norte do Egito, durante confrontos entre partidários e opositores do ex-presidente islâmico Mohamed Morsi, informaram fontes de segurança.

A polícia reagiu com bombas de gás lacrimogêneo para separar os dois grupos.

Também em Alexandria, nesta quinta (30), um pequeno artefato explosivo atingiu uma delegacia, mas não deixou vítimas.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , , ,

Ataques deixam mortos e feridos em província no Iraque

Pelo menos seis pessoas morreram e outras 10 ficaram feridas em bombardeios e ataques registrados neste sábado (18) na província de maioria sunita de Al-Anbar, no oeste do Iraque e cenário de combates entre o exército e a Al Qaeda.

Uma fonte de segurança informou que o exército bombardeou os bairros de Al Naima e Al Yaguifi, na cidade de Faluja, o que causou a morte de dois civis e feriu outros oito.

Após o ataque, que causou também danos materiais em várias casas, foi registrado um deslocamento em massa de população por medo de novos confrontos entre os dois bandos.

Na região de Hadita, 150 quilômetros a oeste da capital provincial, Ramadi, um grupo de homens armados atacou um comboio do exército, matando um tenente-coronel e ferindo dois soldados.

A fonte acrescentou que as forças iraquianas responderam ao ataque com tiros a esmo contra casas próximas, matando três civis.

Enquanto isso, helicópteros militares bombardearam vários pontos de Al Jaldiya, a 25 quilômetros ao leste de Ramadi, onde membros do grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, vinculado à Al Qaeda, supostamente tinham sua base.

A província de Al-Anbar, especialmente as cidades de Ramadi e Faluja, é palco há mais de duas semanas de confrontos armados entre as forças iraquianas, grupos tribais armados e milicianos da Al Qaeda.

No restante do país, uma pessoa morreu e 15 ficaram feridas, entre elas nove policiais, na explosão de dois artefatos simultaneamente em um mercado popular na região de Domiz, no sul da cidade de Kirkuk.

O Iraque vive um aumento da violência sectária e dos atentados terroristas, que causaram em 2013 a morte de 8.868 pessoas, das quais 7.818 eram civis, segundo números da ONU.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Atentados com carros-bomba deixam mais de 20 mortos no Iraque

Ao menos 24 pessoas morreram e 58 ficaram feridas na explosão de cinco carros-bomba em vários bairros de Bagdá nesta segunda-feira (20), informaram fontes médicas e de segurança.

O ataque mais sangrento ocorreu no distrito predominantemente xiita de Abu Dsheer, ao sul da capital iraquiana, onde um carro-bomba matou sete pessoas e feriu 18 perto de um mercado movimentado.

Duas das explosões foram registradas no bairro de Dura, no sul da capital iraquiana e de maioria sunita, enquanto ao menos três veículos repletos de explosivos foram detonados nas zonas de Bagdá-Jadida, Hurriya e Bayaa, de maioria xiita.

Homem passa por local onde carro-bomba explodiu em Bagdá nesta segunda (20) Outras quatro explosões ocorreram na cidade, e pelo menos 16 pessoas morreram (Foto: Ako Rasheed/Reuters)Homem passa por local onde carro-bomba explodiu em Bagdá nesta segunda (20) Outras quatro explosões ocorreram na cidade, e pelo menos 16 pessoas morreram (Foto: Ako Rasheed/Reuters)

Estes são os ataques mais recentes num país que registra um forte aumento da violência, que já deixou mais de 650 mortos desde o início do ano.

Estes números alarmantes alimentam o temor de que o Iraque volte aos níveis de violência de 2006 e 2007.

Nenhum grupo havia reivindicado até o momento o ataque, mas os insurgentes sunitas, incluindo os vinculados à Al-Qaeda, costumam colocar bombas coordenadas por toda a cidade.

Esta escalada da violência, à qual se une um mortífero confronto entre as forças de segurança e combatentes contrários ao governo a oeste de Bagdá, é registrada a apenas alguns meses da realização de eleições legislativas.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Mais de 2 mil pessoas deixam casas por causa de incêndios nos EUA

A Califórnia, estado mais populoso dos Estados Unidos, sofre com os incêndios florestais, que se aproximam das grandes cidades.

Mais de duas mil pessoas tiveram que abandonar suas moradias ao sul do estado, por causa de um incêndio que já queimou casas e ameaça bairros inteiros nas montanhas de San Gabriel, a 40 km do centro de Los Angeles.

O Parque Nacional de Yosemite, mais ao norte, também está em chamas. O fogo obrigou o fechamento das centrais hidrelétricas que fornecem energia à cidade de San Francisco. O governo da Califórnia decretou estado de emergência em San Francisco.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Inundações deixam mortos na Indonésia

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,