RSS

Arquivo da tag: Degelo

Cientistas registram degelo maior em região da Antártica

A cobertura de gelo no oeste da Antártica estaria derretendo atualmente mais do que há alguns anos, de acordo com estudo climático divulgado esta semana, durante encontro da União Geofísica Americana, em San Francisco, nos Estados Unidos.

Pesquisas realizadas entre 2005 e 2010 estimaram que a cobertura de gelo contribuiu com o aumento de 0,28 milímetro ao ano para do nível do mar.

No entanto, três anos de observações do satélite europeu de monitoramento do gelo, o CryoSat, sugerem que a contribuição agora seria 15% maior.

A cobertura de gelo está perdendo cerca de 150 km³ de gelo por ano, anunciou a Agência Espacial Europeia (ESA) em um comunicado de imprensa.

O fenômeno está vinculado a um afinamento nos fluxos de gelo em três grandes geleiras – Pine Island, Thwaites e Smith -, afirmou o cientista polar Malcolm McMillan, na Universidade de Leeds, na Grã-Bretanha.

“Nós achamos que o afinamento do gelo continua a ser mais pronunciado ao longo de cursos de gelo de escoamento rápido neste setor e seus tributários, com taxas de redução de quatro a oito metros ao ano perto da linha do solo, onde os cursos de gelo se desprendem da terra e começam a flutuar no oceano”, afirmou.

Ameaça a regiões costeiras
Climatologistas observam com preocupação as poderosas coberturas de gelo da Groenlândia e da Antártica. Ali permanecem muitas dúvidas sobre como este gelo armazenado está respondendo ao aquecimento global, mas a perda de apenas uma parte significativa dele ameaçaria cidades costeiras vulneráveis.

A média do nível do mar global subiu 19 centímetros entre 1901-2010, uma média de 1,7 milímetro ao ano, e acelerou para 3,2 milímetro ao ano entre 1993 e 2010.

Em setembro, o painel de especialistas em clima informou em seu Quinto Relatório de Avaliação que a perda de cobertura de gelo na Groenlândia tinha, provavelmente, aumentado de 34 bilhões de toneladas ao ano na década até 2001 para 215 bilhões de toneladas ao ano na década seguinte.

Na Antártica, a taxa de perda provavelmente aumentou de 30 bilhões de toneladas ao ano para 147 bilhões de toneladas ao ano na mesma escala de tempo, destacou o painel.

A maior parte da perda ocorreu na península do norte da Antártica, considerada um “ponto quente” onde a taxa de aquecimento corresponde a várias vezes a média global, e na região do mar de Amundsen, no oeste da Antártica, emendou.

O CryoSat usa um radar que mede a variação da altura do gelo com precisão elevada, permitindo aos cientistas calcular o volume da cobertura de gelo.

Iceberg no oceano gelado, na Antártica (Foto: Eduardo Carvalho/G1)Região costeira da Antártica sofre degelo maior devido ao aquecimento global (Foto: Eduardo Carvalho/G1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de dezembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Nasa constrói satélite para monitorar oferta de água e degelo no planeta

Administrador da Nasa, Charles Bolden, percorreu as instalações do JPL nesta terça-feira (13) (Foto: Frederic J. Brown/AFP)Administrador da Nasa, Charles Bolden (esq.), visitou instalações na terça (Foto: Frederic J. Brown/AFP)

O Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da agência espacial americana (Nasa) em Pasadena, na Califórnia, está construindo o satélite Soil Moisture Active Passive (Smap), que será lançado em outubro do ano que vem.

O equipamento vai produzir mapas globais de umidade do solo, para monitorar a disponibilidade de água em todo o planeta, e também detectar o congelamento ocorrido no inverno e o degelo na primavera, para acompanhar as mudanças nos padrões de crescimento da vegetação entre as estações.

Isso deve permitir que os cientistas determinem quanto de carbono as plantas usam da atmosfera a cada ano.

Na terça-feira (13), o administrador da Nasa, Charles Bolden, percorreu as instalações do JPL para acompanhar o processo de produção e montagem do Smap.

Cabos destinados ao novo satélite são manipulados por funcionários do JPL (Foto: Frederic J. Brown/AFP)Cabos destinados ao novo satélite são manipulados por funcionários do JPL (Foto: Frederic J. Brown/AFP)Satélite Smap está sendo desenvolvido nos EUA e deve ser lançado em 2014 (Foto: Frederic J. Brown/AFP)Satélite Smap está sendo desenvolvido nos EUA e deve ser lançado em 2014 (Foto: Frederic J. Brown/AFP)Engenheiros da Nasa observam processo de construção e montagem de satélite (Foto: Frederic J. Brown/AFP)Engenheiros observam processo de construção e montagem de satélite (Foto: Frederic J. Brown/AFP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de agosto de 2013 em Música, Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Degelo na Antártida revela pirâmides! Verdadeiro ou falso?

Noticia afirma que uma equipe de pesquisadores descobriu 3 pirâmides que estavam sob o gelo na Antártida. Mas será que essa história é verdadeira ou falsa?

No final de agosto de 2012, uma bomba jornalística começou a circular pela web. Uma equipe internacional de pesquisadores – liderada pelos Estados Unidos – teria achado 3 pirâmides que estavam escondidas sob o gelo na Antártida.

O achado foi publicado em muitos sites, com direto a fotos do local:

Piramide teria sido encontrada na Antártida! Uma das pirâmides que teriam sido encontradas na Antártida!

A notícia, que possui um tom conspiratório (os Estados Unidos teriam encontrado as pirâmides, mas estariam escondendo informações a respeito da expedição) e o texto não fornece mais dados sobre o assunto.

O artigo não cita fontes de onde teria surgido essa história, o que dá margens a várias especulações. Se os Estados Unidos não forneceram informações, como é que alguns blogs ficaram sabendo? Muitos postaram a noticia afirmando que essa história “vazou” na internet.

Ah, tá bom! Me engana que eu gosto…

Os vários sites e blogs que publicaram essa notícia são contraditórios ao afirmarem que os Estados Unidos não deram detalhes sobre a expedição e, no mesmo texto, dão vários detalhes sobre o assunto. Ou seja, há mais boato do que fato nessa história.

Assim como em vários boatos virtuais, o texto não é datado. O(s) autor(es) do artigo diz(em) apenas que as pirâmides “foram encontradas recentemente”, dessa forma o boato poderá reaparecer várias vezes. Quando o internauta encontrá-lo daqui uns anos, poderá achar que se trata de um achado recente.

As imagens que acompanham a notícia não tem nada a ver com pirâmides encontradas na Antártica. Uma rápida busca pela web e descobrimos que as fotos foram tiradas em dezembro de 2010, por uma equipe de alpinistas liderada por Phil Ershler, que escalou um monte a 12.500 pés de atitude. A figura piramidal que vemos nas fotos nada mais é do que o topo de uma montanha!

Para quem não conhece, Phil Ersler é um alpinista renomado que, através da empresa dirigida por ele – a International Mountain Guides –, promove viagens de aventura para os 6 continentes e já escalou os mais altos picos do mundo.

Phil Ershler, o alpinista que fotografou o topo da montanha erroneamente chamada de "pirâmide" Phil Ershler, o alpinista que fotografou o topo da montanha erroneamente chamada de “pirâmide” (foto: Divulgação)

Aqui no Brasil, um dos primeiros a postar essa farsa foi o Thoth3126 que, por sua vez, traduziu um post de um blog de língua inglesa chamado ScienceRay. De onde o ScienceRay tirou essa história, não sabemos.

História falsa! Não foram descobertas pirâmides na Antártica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 23 de janeiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,