RSS

Arquivo da tag: debater

Reunião pode debater expulsão da Rússia do G8, diz Cameron

O governo britânico acredita que a expulsão da Rússia do G8 deveria ser discutida durante a reunião que será realizada na segunda-feira (24) em Haia com os demais países do grupo, declarou nesta quarta-feira (19) o primeiro-ministro David Cameron.

“Acredito que teríamos que discutir se expulsaremos ou não permanentemente a Rússia do G8 se ela tomar mais medidas” que promovam uma escalada na Ucrânia, disse Cameron no Parlamento. “É importante que atuemos junto com nossos aliados e parceiros.”

O G8 – os sete países mais industrializados e a Rússia – é integrado por Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Itália, Reino Unido e Japão.

“Apoio firmemente a reunião dos países do G7 na segunda-feira. É importante que nos movamos na mesma direção que nossos aliados e sócios”, explicou. A reunião foi convocada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

O primeiro-ministro do Reino Unido afirmou ainda que na cúpula da União Europeia que será realizada amanhã em Bruxelas, é “preciso deixar claro e enviar um aviso de que se ocorrerem mais desestabilizações, como entrar no leste da Ucrânia de qualquer forma, deve-se avançar nas sanções econômicas”. “Se deixamos de lado esta crise e não atuamos, pagaremos um alto preço a longo prazo”, disse Cameron.

O presidente russo, Vladimir Putin, assinou na terça-feira (18) o tratado que incorpora a província ucraniana da Crimeia à Rússia, ignorando as ameaças ocidentais.

A Ucrânia e as potências ocidentais condenaram o tratado, assinado ao término de um discurso patriótico no qual Putin afirmou que a península sempre foi considerada parte da pátria russa.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Presidente da Ucrânia vai debater ‘relação bilateral’ com Putin em Sochi

O presidente da Ucrânia, Viktor Ianukovitch, vai se reunir com seu colega russo Vladimir Putin nesta sexta-feira em Sochi na abertura das Olimpíadas de Inverno, disse nesta quarta (5) à France Presse um porta-voz do Kremlin.

Durante o encontro, eles falarão das “relações bilaterais” entre os países, disse Dimitri Peskov.

A Ucrânia enfrenta, há mais de dois meses, uma onda de protestos de rua, em que a oposição pressiona por uma aproximação política e econômica da União Europeia.

Vários países acusam a Rússia de ter exercido pressões econômicas sobre as autoridades ucranianas para dissuadir Kiev de se aproximar do bloco europeu.

Após a decisão de Yanukovitch, Moscou anunciou em dezembro a concessão à ex-república soviética de um crédito de US$ 15 bilhões, dos quais já tornou disponíveis US$ 3 bilhões, e uma redução considerável do preço do gás.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Paraguai e Venezuela vão debater Mercosul, diz diplomata paraguaio

Representantes dos governos de Paraguai e Venezuela pretendem restabelecer o diálogo durante a Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas nesta semana em Nova York, depois que os venezuelanos foram aceitos no Mercosul sem a aprovação dos paraguaios.

“Estamos trabalhando nisso. Nós todos queremos que isso seja resolvido o mais rápido possível”, disse o vice-ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Manuel Maria Cáceres. “Haverá algumas reuniões de nível ministerial nesta semana”, acrescentou ele, em discurso no Fórum Mundial de Líderes da Universidade de Columbia.

O Paraguai foi suspenso do Mercosul após o processo político no Senado que destituiu o então presidente Fernando Lugo no ano passado, uma manobra considerada antidemocrática pelos membros do bloco. A Venezuela foi, em seguida, admitida sem o consentimento do Paraguai, causando um impasse jurídico.

O atual presidente do Paraguai, Horacio Cartes, assumiu o cargo em agosto, permitindo que o país voltasse ao Mercosul, também integrado por Brasil, Argentina e Uruguai.

“Há um compromisso de fazer um esforço para normalizar as relações bilaterais”, disse Cáceres à Reuters.

Um dia depois de tomar posse, Cartes disse que o Paraguai voltaria ao Mercosul quando os chanceleres dos países do Mercosul encontrassem uma solução para o problema jurídico causado pela adesão da Venezuela sem a presença ou aprovação paraguaia.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Anatel vai debater com sociedade troca de multas das teles por obrigações

Proposta exigirá que as empresas punidas façam investimentos para melhorar serviços. Matéria será submetida à consulta pública por 60 dias.

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou hoje ontem uma proposta de regulamentação que permite a celebração de termos de ajustamento de conduta (TAC) com as empresas do setor, para substituir as multas financeiras aplicadas às empresas por obrigações e investimentos. A proposta será submetida à consulta pública por 60 dias.

Segundo o relator da matéria, conselheiro Marcelo Bechara, a premissa inicial dos acordos com as empresas é corrigir a infração cometida e reparar os usuários. “O TAC não pode passar o sentimento de que vale a pena cometer infração”, disse.

Se a empresa descumprir o termo, vai pagar uma multa e ficará impedida de fazer outro acordo com a Anatel pelos próximos quatro anos. O descumprimento de cronograma vai resultar no pagamento de uma multa diária pela empresa. “Não podemos permitir a desmoralização desse instituto, porque é também a desmoralização da agência”, declarou Bechara.

Além da reparação da infração, a empresa também poderá dar benefícios extras aos usuários, como concessão de créditos, no caso de operadoras móveis, ou franquias, no caso de telefonia fixa. As empresas também poderão ser obrigadas a fazer investimentos em pesquisa e desenvolvimento.

Se a operadora decidir celebrar o acordo depois da decisão de primeira instância sobre a multa, ela deverá pagar um sinal de 10% do valor da multa. Se o acordo for feito antes da decisão, o pagamento é dispensado. A norma começará a valer um ano depois do início da vigência do regulamento.

Segundo Bechara, os TACs não devem ser a regra, mas uma exceção, e são mais adequados quando outros instrumentos não forem suficientes para corrigir ou prevenir as empresas que descumprem as regras do setor.

*Com informações da Agência Brasil

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de maio de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,