RSS

Arquivo da tag: dados

Google lança serviço na Europa que apaga dados pessoais de buscas

Novo serviço foi criado após decisão do Tribunal Europeu de Justiça (Foto: AP)Novo serviço foi criado após decisão do Tribunal Europeu de Justiça (Foto: AP)

O Google lançou nesta sexta-feira (30) um serviço para permitir que europeus solicitem que seus dados pessoais sejam removidos dos resultados de buscas on-line.

A ferramenta foi criada após o Tribunal Europeu de Justiça, sediado em Bruxelas, na Bélgica, decidir no início deste mês que as pessoas têm o “direito de serem esquecidas”.

Links para dados “irrelevantes” e ultrapassados devem ser apagados a pedido, diz a decisão.

O Google informou que vai avaliar cada pedido e equilibrar “os direitos à privacidade do indivíduo com o direito do público de conhecer e distribuir informações”.

“Ao avaliar o seu pedido, iremos analisar se os resultados incluem informações desatualizadas sobre você, bem como se há um interesse público na informação”, diz o Google no formulário que os requisitantes devem preencher.

Google disse que iria analisar informação sobre “fraudes financeiras, negligência profissional, condenações penais ou conduta pública dos funcionários do governo” ao decidir sobre o pedido.

No início deste mês, a BBC apurou que parte de pedidos feitos àquela época ao Google de pessoas do Reino Unido envolvia criminosos condenados e que cumpriram pena.

Um deles, por exemplo, era um homem condenado por posse de imagens de abuso infantil que queria que links para páginas sobre sua condenação fossem apagados.

Pedidos fraudulentos
O caso original foi levado ao tribunal por um homem espanhol. Ele reclamou que os resultados de buscas do Google que mostravam um aviso de leilão de sua casa por falta de pagamento – uma dívida que depois foi quitada por ele – infringiam seu direito a privacidade.

A decisão do tribunal europeu causou surpresa uma vez que contradiz uma declaração do advogado-geral da União Europeia. No ano passado, ele afirmou que buscadores de internet não eram obrigados a acatar tais solicitações.

Nesta sexta-feira, o Google disse que os cidadãos da União Europeia que solicitarem a remoção de dados privados da ferramenta de busca terão que fornecer os links para o material que desejam remover, seu país de origem e uma razão para seu pedido, ao preencher um formulário on-line.

Os indivíduos também terão que anexar uma identidade válida com foto.

“O Google recebe frequentemente pedidos de remoção fraudulentos de pessoas se passando por outros, tentando prejudicar concorrentes, ou indevidamente buscando suprimir informação legal”, disse a empresa. “Para evitar esse tipo de abuso, é preciso verificar a identidade”.

Menos inovação?
Em uma entrevista concedida ao “Financial Times”, o chefe executivo do Google, Larry Page, disse que a empresa vai cumprir a decisão, mas ressaltou que isso poderia danificar a inovação.

Ele também afirmou que o regulamento daria ânimo a regimes repressivos.

Page disse ainda que se arrependia de não ter “se envolvido mais em um debate real” sobre a privacidade na Europa, e que a empresa agora vai tentar “ser mais europeia”.

Mas, advertiu, “ao regular a internet, acho que não vamos ver o tipo de inovação que temos visto”.

O diretor acrescentou que a decisão iria encorajar “outros governos que não são tão para progressivos como a Europa a fazer coisas ruins”.

Embora a decisão do Tribunal de Justiça da Europa envolva especificamente sites de busca e indique que apenas links – e não a informação em si – possam ser retirados da rede, a imprensa vem relatando um aumento considerável no número de pedidos de remoção após a deliberação da corte.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Justiça europeia diz que Google deve apagar dados pessoais de usuários

O Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) considerou nesta terça-feira (13) que os usuários das ferramentas de busca, como o Google, podem exigir que suas informações pessoais, que são processadas e armazenadas pelos servidores, sejam apagadas.

O caso teve origem em uma ação apresentada por um cidadão espanhol que exigia que seus dados pessoais, associados a um leilão de imóveis vinculado a um embargo em 1998, e os links nos quais apareciam as informações, fossem suprimidos dos resultados de busca no Google.

O tribunal considerou na decisão que qualquer pessoa “tem o direito de ser esquecida” na internet sob certas condições, em particular quando os “dados são considerados inadequados, não pertinentes ou não mais pertinentes do ponto de vista dos fins par os quais foram tratados e do tempo transcorrido”.

O caso começou quando um espanhol apresentou uma denúncia em em 2010 à Agência Espanhola de Proteção de Dados (AEPD) contra o jornal “La Vanguardia” e o Google.

O demandante “solicitava ao jornal ‘La Vanguardia’ que eliminasse ou modificasse” duas páginas na internet da publicação nas quais anunciava o leilão de 1998 e ao Google “que eliminasse ou ocultasse seus dados pessoais”, explica o tribunal.

A AEPD não aceitou a denúncia contra o “La Vanguardia” por considerar que o jornal “publicou legalmente a informação”, mas considerou que o Google deveria adotar “as medidas necessárias para retirar os dados”.

Isto levou o Google a apresentar recursos à Audiência Nacional espanhola, que levou o caso ao TJUE. O tribunal europeu considerou nesta terça que a empresa que administra a ferramenta de busca “é responsável” pelo tratamento dos dados pessoais que coleta.

Com base na diretriz europeia sobre a proteção de dados pessoais, os usuários têm o direito, sob certas condições, de que as informações que os envolvem não apareçam mais vinculadas a seu nome em uma lista de resultados quando uma busca é feita com seu nome.

“Os links para sites que contêm esta informação devem ser suprimidos da lista de resultados, a menos que existam razões particulares – como o papel desempenhado por esta pessoa na vida pública – que justifiquem que prevaleça o interesse do público a ter acesso a esta informação ao efetuar a busca”, destacou o tribunal.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Cientista cria guarda-chuva inteligente para coletar dados sobre o clima

Um sensor acoplado à cobertura do guarda-chuva detecta a chuva e envia os dados por redes sem fio (Foto: Rolf Hut/BBC)Um sensor acoplado à cobertura do guarda-chuva detecta a chuva e envia os dados por redes sem fio (Foto: Rolf Hut/BBC)

O cientista Rolf Hut, da Universidade de Tecnologia Delft, na Holanda, tem um plano ambicioso: transformar cada guarda-chuva do mundo em uma pequena estação meteorológica.

E ele já tem um protótipo. Seu invento usa um pequeno sensor que detecta gotas de chuva que caem sobre o tecido do guarda-chuva e envia informações por bluetooth, um tipo de rede sem fio, para um celular, que por sua vez transmite os dados para um computador.

Na visão de Hut, milhares desses equipamentos em ação trariam melhorias significativas para a medição do clima.

“Hoje usamos satélites e radares, mas não medimos a chuva conforme ela atinge o solo, como costumávamos fazer. É muito caro manter um aparelho de medição tradicional”, disse o pesquisador à BBC.

“Por isso, o número desses aparelhos em uso por agências meteorológicas está caindo, e isso é um problema no gerenciamento de recursos hídricos ou para a pesquisa hidrológica porque não há mais como ter em mão dados suficientes como antes.”

Resultados animadores
Hut exibiu seu protótipo de guarda-chuva inteligente na assembleia geral da União Europeia de Geociências, em Viena, na Áustria.

O sensor acoplado à cobertura do guarda-chuva mede a vibração gerada pelas gotas d’água. O sensor fica conectado a um aparelho que transmite sinais por bluetooth para um programa instalado no celular, que envia a informação para um laptop.

Segundo Hut, os resultados dos testes feitos em seu laboratório e no quintal de sua casa foram animadores e indicam que vale a pena seguir desenvolvendo a ideia.

“Alguma dia, todo guarda-chuva viria com esse tipo de tecnologia, ou os modelos mais caros ao menos. Para começar a enviar dados, bastaria abrir o guarda-chuva”, diz o cientista.

“Teríamos assim centenas de medidores circulando por uma cidade, o que melhoraria muito nossa habilidade para compreender a hidrologia urbana e nossa capacidade de prever inundações e tomar medidas quando houver uma situação crítica.”

Para-brisa inteligente
Outros grupos de cientistas vêm investigando abordagens similares com para-brisas inteligentes que acionam automaticamente os limpadores de um carro quando detecta chuva e ajustam sua velocidade conforme a intensidade da chuva.

Uma análise feita pelo cientista Chris Kidd, da Nasa, revelou que o número de medidores de chuva em uso atualmente é pequeno e eles dificilmente fornecem dados em tempo real.

Além disso, Kidd explica que as informações produzidas por satélites e radares devem ser complementadas com os dados coletados no solo:

“Precisamos encontrar formas de melhorar isso. Há um projeto interessante em Sahel, na África, em que estão pagando fazendeiros pela coleta de dados e pela manutenção dos medidores. Assim, eles têm incentivos para manter tudo em bom funcionamento.”

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Presidente da Target é demitido após espetacular roubo de dados

O conselho de administração da rede de distribuição americana Target, vítima de um ataque informático sem precedentes em dezembro, demitiu nesta segunda-feira seu presidente.

Greegg Steinhafel, de 60 anos, dirigia o grupo desde 2008. Entrou em 1979 na empresa, na qual assumiu responsabilidades pouco a pouco, e exercia as funções de presidente do conselho de administração há 15 anos.

Será substituído temporariamente por uma integrante do Conselho, Roxanne Austin, à espera da nomeação de um novo presidente, disse a Target em um comunicado.

“Depois de intensas discussões, o conselho e Gregg Steinhafel decidiram que chegou a hora de instaurar uma nova direção”, indicou o comunicado sem fornecer mais detalhes.

O diretor-financeiro John Mulligan também foi afastado de suas funções.

Estas decisões, que têm um efeito imediato, ocorrem cinco meses após a sofisticada operação de hackers da qual a Target foi vítima.

Em dezembro de 2013, até 110 milhões de pessoas, o equivalente a um terço da população americana, pode ter sido alvo de roubo de seus dados bancários ou pessoais durante o ataque informático, em uma das maiores operações deste tipo na história do país.

Desde então a Target, que administra 1.916 lojas na América do Norte, das quais 1.789 nos Estados Unidos e 127 no Canadá, anunciou que revisaria todo o seu sistema informático. A responsável por este setor, Beth Jacob, renunciou no início de março.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Obama quer que NSA deixe de coletar e armazenar dados telefônicos

O governo do presidente Barack Obama prepara um projeto de lei para acabar com a polêmica vigilância das comunicações telefônicas realizada pela Agência Nacional de Segurança (NSA), informou nesta segunda-feira (24) a imprensa americana.

“A NSA colocará fim a sua sistemática de obter dados a partir de telefonemas dos americanos”, revela o site do jornal ‘The New York Times’, que cita funcionários do governo.

Reprodução da páguna do site do jornal The New York Times com o texto sobre a NSA. (Foto: Reprodução/Site The New York Times)Site do jornal The New York Times com o texto sobre a NSA. (Foto: Reprodução/Site The New York Times)

“Os registros permanecerão com as companhias telefônicas, que não precisarão reter as informações por mais tempo que o normal. A NSA poderá ter acesso a registros específicos, mas apenas com a autorização de um juiz, utilizando um novo tipo de ordem judicial”, afirma o Times.

O projeto de lei do governo buscará estender – por mais 90 dias – o período de autorização para o atual programa de vigilância. “Após este prazo (…) será submetido a importantes mudanças”.

As mudanças incluirão um prazo menor para a NSA reter informações. O prazo atualmente é de cinco anos.

A proposta do governo Obama também inclui “um papel judicial para determinar se há um nível de suspeita necessário para justificar o monitoramento telefônico antes que a NSA possa obter os dados”, revela o site do New York Times.

O vazamento de informações por parte do ex-analista de Inteligência Edward Snowden sobre a espionagem das comunicações realizada pela NSA gerou indignação em todo o planeta.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Dados de cartões roubados nos EUA eram enviados ao Brasil

O jornalista especializado em segurança Brian Krebs publicou uma reportagem em seu site “KrebsOnSecurity.com” revelando que investigadores norte-americanos identificaram um servidor brasileiro sendo usado para receber dados de cartões de crédito roubados da rede varejista Target. O sistema brasileiro divida a tarefa com outros dois servidores, um em Miami, nos Estados Unidos, e um na Rússia. A reportagem foi publicada na quarta-feira (7).

Hackers roubaram dados de até 100 milhões de cartões de crédito da Target por meio da instalação de um software espião nos computadores de ponto de venda (PDV). Como o uso de cartões com chip nos Estados Unidos é incomum, o acesso aos dados do cartão pelo PDV eram suficientes para realizar uma clonagem. O roubo de dados começou no dia 15 de novembro e os dados obtidos estão à venda na web.

Dados da própria Target apontam que, entre os dias 27 de novembro e 15 de dezembro, dados de 40 milhões de cartões foram comprometidos. Pelo menos parte desses dados teria sido enviada ao Brasil.

Segundo o jornalista, as autoridades norte-americanas já enviaram ao Brasil uma solicitação de auxílio para que o servidor fique disponível aos investigadores. O Itamarity informou ao G1 que essas solicitações são recebidas pelo Ministério da Justiça, seguindo um acordo de cooperação que existe entre o Brasil e os Estados Unidos. O G1 recebeu uma nota do Ministério da Justiça informando que o órgão não se pronuncia sobre casos concretos, protegidos por segredo de justiça.

Ainda de acordo com Krebs, os investigadores teriam identificado que os hackers conseguiram chegar aos sistemas da Target por meio da Fazio, uma empresa que fornece serviços de refrigeração. O presidente da empresa, Ross Fazio, confirmou que a companhia recebeu uma visita de agentes do serviço secreto norte-americano, mas não deu outros detalhes.

Não está claro como ou por que uma empresa de refrigeração teria acesso à rede da Target para que o software espião, chamado de BlackPOS, pudesse chegar aos pontos de venda.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Twitter lança programa que fornecerá dados públicos a pesquisadores

O Twitter vai iniciar um programa para fornecer dados públicos e de histórico a pesquisadores e instituições de pesquisa interessados em produzir estudos com base nas informações disseminadas pelo microblog.

Segundo post publicado em seu blog corporativo nesta sexta-feira (7), o Twitter disponibilizará informações públicas e de histórico dos mais de 500 milhões de tuítes publicados diariamente na plataforma.

Chamado “Data Grants”, o programa receberá as inscrições de interessados até 15 de março (Veja aqui o formulário).

“O Twitter tem uma ampla quantidade de dados de que nós podemos tirar insights e aprender sobre uma variedade de tópicos, desde informações relacionadas à saúde como quando e onde vírus da gripes irão se disseminar até eventos globais como o passar do ano novo”, informou a companhia.

O microblog cita o caso dos cientistas da Escola de Medicina da Universidade John Hopkins que criaram um método para identificar a incidência de casos de gripe por meio do mapeamento de mensagens tuitadas no site.

No entanto, compartilhar essas informações com pesquisadores que não atuem na empresa tem sido desafiador, de acordo com o Twitter. Por isso, o programa foi criado.

Nessa primeira vez, o Twitter irá selecionar um pequeno grupo de pesquisadores que receberão de graça os dados de registro do microblog.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,