RSS

Arquivo da tag: criminoso

Suposto incêndio criminoso deixa parte da capital venezuelana sem luz

Um suposto incêndio criminoso no maciço montanhoso que separa Caracas do Mar Caribe afetou o serviço elétrico e de transporte subterrâneo em diversas zonas da capital venezuelana, Caracas, informaram nesta terça-feira (25) fontes oficiais.

“O incêndio no Parque Nacional Waraira Repano (o antigo Ávila) afetou as linhas 1 e 2 do sistema elétrico Tacoa-Boyacá” e deixou sem abastecimento as regiões de La Candelaria, San Bernardino, San Agostinho, Sabana Grande e El Bosque, no norte da cidade, precisou o ministro da Energia Elétrica, Jesse Chacón.

Já o ministro de Ambiente, Miguel Rodríguez, assegurou ontem à noite à emissora estatal ‘VTV’ que o incêndio tinha sido “um ato provocado” com fins políticos, embora tenha evitado a especificar sua acusação.

Segundo Rodríguez, as chamas consumiram na segunda-feira (24) à noite cerca de 25 hectares de terra, enquanto as brigadas terrestres trabalham em sua extinção e a Guarda Nacional (polícia militar) aguarda para atuar com helicópteros.

O ministro de Energia Elétrica da Venezuela afirmou que o fornecimento de energia será estabilizado antes do entardecer, quando, segundo ele, os funcionários dos corpos de Bombeiros, Defesa Civil e da estatal Corporação Elétrica (Corpoelec) já terão controlado as chamas.

O ministro venezuelano de Transporte, Haiman El Troudi, revelou que o serviço do Metrô de Caracas ‘apresentou problemas’ em decorrência do incêndio e das conseguintes falhas, ‘o que impediu sua abertura no horário habitual’ (05h30 locais).

Troldi acrescentou que o incêndio ‘foi provocado intencionalmente para gerar falhas e paralisações dos serviços’ elétrico e de transporte subterrâneo, embora também não tenha oferecido mais detalhes.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 26 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Em ‘Need for speed’, Aaron Paul volta a ser criminoso gente boa: ‘Sou fofo’

Aaron Paul vive o protagonista Tobey Marshall em 'Need for speed - O filme' (Foto: Divulgação)Aaron Paul vive o protagonista Tobey Marshall em ‘Need for speed – O filme’ (Foto: Divulgação)

Quanto mais crimes os personagens de Aaron Paul cometem na tela, mais o público se convence de suas boas intenções. O aprendiz de traficante da série “Breaking bad”, cúmplice quase sem querer do poderoso Walter White, agora é forçado a correr rachas em “Need for speed – O filme”. A adaptação do game para o cinema estreia nesta quinta (13) no Brasil.

O CRIME COMPENSA
Quanto mais crimes de Aaron Paul na tela, mais compaixão pelos personagens e elogios ao atorAssassinato jesse (Foto: jesse)Manipulado por Walter, Jesse mata na 3ª temporada de  ‘Breaking Bad’

Resultado
Aaron Paul ganhou seu 1º Emmy naquele ano

Ocultação de cadáver jesse 2 (Foto: jesse 2)

Jesse tenta dissolver um corpo usando ácido em ‘Breaking Bad’

Resultado
Cena foi eleita um dos melhores momentos da série pela ‘Empire’

Corrida ilegal need for speed (Foto: need for speed)Tobey é piloto de rachas em ruas e estradas em ‘Need for speed’

Resultado
‘Variety’ elogia ‘carisma’  do ator e diz que Aaron é ‘de longe melhor coisa do filme’

Fuga em alta velocidade need2 (Foto: need2)Fuga de Tobey e Julia explode viaturas em ‘Need for speed’

Resultado
Química do casal fora da lei ajuda a salvar filme, diz  site ‘Little white lies’

Se em “Breaking bad” seu personagem é autor de assassinatos, ocultação de cadáver, produção, tráfico e consumo de drogas, em “Need for speed” ele vai pelo caminho de corridas ilegais. Ainda assim, convence como vítima e cativa fãs e críticos (veja quadro ao lado).

O ator norte-americano de 34 anos falou ao G1 sobre o desafio de se fazer “bandidos gente boa”. Ele dá crédito aos roteiristas de “Breaking bad” e “Need for speed” pela humanização dos errantes personagens Jesse Pinkman e Tobey Marshall, respectivamente. “Roteiros ajudam”, diz. Mas, com empurrão de Ramon Rodriguez, coadjuvante do novo longa que também participou da entrevista, ele diz ter noção de seu carisma. “É, eu sou um cara fofo…”, confirma Aaron, após elogio do colega.

Após o fim da série, em 2013, Aaron Paul está em alta em Hollywood. Mesmo assim, é difícil saber se o cachê do ator cobriria as multas de trânsito do personagem de “Need for speed”. Forçado a correr para vingar a morte de um amigo, ele deixa para trás viaturas policiais em chamas e motoristas incautos em engavetamentos. Ao mesmo tempo, tenta conquistar o coração da excêntrica Julia (Imogen Poots), no banco de passageiros.

Paul Walker e culto à velocidade
Aaron se abalou com a morte de Paul Walker, de “Velozes e furiosos”, franquia semelhante a “Need for speed”. Walker morreu em acidente de carro em dezembro de 2013. “Tinhamos terminado a filmagem havia três meses. Encontrei-o algumas vezes, foi um ser humano maravilhoso, um pai apaixonado. Foi uma perda terrível. Uma lembrança de que carros são muito perigosos. O que fizemos no filme nós não endossamos, obviamente”.

Aaron Paul fica na defensiva ao comentar críticas de que filmes como “Need for speed” podem promover um culto à velocidade e aumentar a violência no trânsito.

“Acho que as pessoas que assistirem ao filme vão ver que todos os personagens pagam por suas ações”, diz Aaron Paul. “Não estamos tentando promover corridas de rua. É um problema do qual o governo tem que cuidar. Promovemos a direção segura”, completa Ramon Rodriguez.

Volta de Jesse Pinkman
Aaron pode participar da série “Better call Saul”, planejada a partir da história do advogado Saul Goodman, de “Breaking Bad”. “Vince Gilligan [criador de ‘Breaking bad’] e eu somos muito próximos. Mas não houve um piloto nem nada, estão escrevendo os primeiros episódios. Falei que se quiser o Jesse por lá, estou disponível, porque gosto tanto dele. Mas nada está fechado. Só estamos nos divertindo com a ideia.”

Bryan Cranston e Aaron Paul em cena da quinta temporada de "Breaking Bad" (Foto: Divulgação)Aaron Paul e Bryan Cranston em ‘Breaking Bad”
(Foto: Divulgação)

Enquanto Aaron Paul colhe o bom resultado do trabalho em “Breaking bad”, o colega Ramon Ramirez se prepara para a estreia da série “Gang related”. O programa protagonizado por ele, que deve estrear na Fox, nos EUA, neste ano, mostra criminosos infiltrados na polícia de Los Angeles.

Jake Bugg nos intervalos
Enquanto seus personagens são perseguidos pela polícia e por vilões, Aaron Paul vive tranquilo e anda na linha. Ele se casou em maio de 2013 com a atriz e diretora Lauren Parsekian. O casal promove shows acústicos em casa. Um deles foi com Jake Bugg. Antes de tocar no Lollapalooza SP, para até 70 mil fãs, o músico tocou para 30 pessoas na festa de Aaron.

“Não o conhecia, apenas era grande fã de suas músicas. Ficamos sabendo que ele viria para cá. Então o convidamos. Foi um show muito pequeno e íntimo. Umas trinta pessoas ou menos, com velas, ele tocou em frente à lareira.” Aaron conta que John Mayer e a banda The Shivers também já tocaram em seus shows íntimos.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Grupo criminoso engana Apple com peças falsas de iPhone na China

Em golpe, criminosos pretendiam revender smartphones usados como se fossem novos após conseguirem peças sem custo junto à empresa de Cupertino. Um grupo de distribuidores chineses de iPhone foi preso por enganar a Apple com componentes falsos para obter partes substitutas que valem cerca de 65 mil dólares (400 mil yuans).

Os cinco suspeitos foram presos neste mês após a Apple ter informado a polícia local que havia recebido componentes falsos de iPhone 4 de um distribuidor da cidade chinesa de Wenzhou que também acusado de consertar iPhones sem autorização.

As partes substitutas provavelmente foram usadas por revendedores locais para arrumar iPhones usados para que pudessem ser vendidos como novos para consumidores, afirmou a polícia do distrito de Lucheng em um comunicado online.

O golpe, que começou em dezembro, envolvia os suspeitos usando suas credenciais como distribuidores oficiais de iPhone para fazer um pedido para a Apple de 121 partes BAND do iPhone 4S. Essas partes compões os principais componentes do smartphone, mas excluem sua bateria e cobertura traseira. Uma unidade BAND pode custar mais de 480 dólares (3000 yuans).

Os suspeitos teriam feito o pedido ao submeter números seriais de 121 iPhones 4S genuínos, e inventando falsos problemas para os aparelhos. Os suspeitos então enviaram para a Apple um grupo de partes BAND falsas que a polícia afirmou terem pouco valor. Para evitar serem descobertos, os suspeitos chegaram ao ponto de imprimir números seriais verdadeiros de iPhone para os componentes BAND falsos.

Inicialmente, os distribuidores de iPhone negaram qualquer crime, mas a polícia confirmou o golpe após descobrir que 118 dos 121 iPhones informados como “problemáticos” foram ativados em 20 de dezembro do ano passado – além disso, todos tinham o identificador “C8PJ” nos seus números seriais. A polícia afirmou que havia poucas chances que tantos aparelhos iguais precisassem de reparos.

A polícia disse que a Apple alertou as autoridades sobre o caso em janeiro, mas que até então eles não tinham conseguido recuperar os componentes roubados. As partes BAND poderia ser usadas pelos criminosos para conseguir um lucro de 160 dólares (1000 yuans) por cada iPhone usado revendido como novo, afirmou a polícia.

A Apple não respondeu ao nosso pedido de comentário sobre o assunto até o fechamento da reportagem.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,