RSS

Arquivo da tag: cortar

Apple busca elevar vendas online ao cortar prazo para restituição

A Apple cortou pela metade o tempo que leva para restituir clientes da loja online que devolvem iPhones e outros aparelhos, um pequeno mas crucial passo para tentar conseguir que mais pessoas comprem diretamente pelo seu website.

O movimento representa uma grande despesa inicial por parte da Apple, mas poderá compensar no longo prazo se a empresa conseguir atrair clientes online de varejistas como a Amazon.com e Best Buy, dizem especialistas do setor.

De acordo com a empresa de pesquisa de varejo e de inteligência StellaService, os clientes que compram um produto da loja online da Apple podem obter um reembolso em menos de uma semana, ante 10 dias anteriormente.

A Apple está processando reembolsos a um ritmo mais rápido porque a empresa agora usa um serviço acelerado, FedEx 2Day, para permitir que os clientes retornem itens com etiquetas pré-pagas para o estoque em três dias.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Nintendo divulga resultados fracos após cortar previsões para o ano

Wii U na cor preta com 32 GB para armazenar games é o modelo do console vendido no Brasil (Foto: Bruno Araujo/G1)Wii U não teve bons resultados de vendas
(Foto: Bruno Araujo/G1)

A Nintendo divulgou resultados fracos em seu tradicionalmente mais forte terceiro trimestre nesta quarta-feira (29) depois que vendas decepcionantes do seu carro-chefe, o console Wii U, forçaram a empresa a cortar suas previsões anuais.

A fabricante japonesa de videogames disse que seu lucro operacional caiu 6,9% no período de outubro a dezembro para 21,7 bilhões de ienes (US$ 211 milhões), em comparação à sua meta mais recente de um prejuízo de 35 bilhões de ienes ( US$ 340 milhões de dólares) para o ano inteiro.

A companhia disse que as vendas domésticas de hardware e software foram fortes, mas que as vendas no exterior foram lentas na época de feriados. A receita caiu 11,5% no ano para 302,6 bilhões de ienes no trimestre de outubro a dezembro.

A Nintendo cortou sua projeção de vendas para o ano inteiro para o console Wii U de 9 milhões de unidades para 2,8 milhões no dia 17 de janeiro.

A empresa também disse que vai recomprar até 125 bilhões de ienes, ou 7,82%, de suas ações em circulação.

A empresa deve revelar uma nova estratégia de administração na quinta-feira (30), conforme sofre pressão de investidores para retornar à lucratividade após alertar que divulgaria um terceiro ano consecutivo de prejuízos operacionais.

Presidente reduzirá salário
O presidente da Nintendo, Satoru Iwata, disse após os fracos resultados, que cortará seu salário durante cinco meses de 2014. Outros executivos da empresa reduziram seus ganhos entre 20% e 30%.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Demitido por não cortar água, ‘Robin Hood’ francês tenta reaver emprego

Homem foi desligado de empresa ao se recusar a interromper fornecimento de água a clientes devedores (Foto: AP)Homem foi desligado de empresa ao se recusar a interromper fornecimento de água a clientes devedores (Foto: AP)

Um francês, demitido por ter se recusado a cortar a água de famílias pobres que não pagavam as contas, tenta reaver seu emprego na Justiça.

Marc, cujo sobrenome não foi revelado pela imprensa, trabalhou durante 20 anos na filial de gestão de águas da multinacional francesa Veolia, que fatura mais de 29 bilhões de euros e emprega 318 mil pessoas em 48 países do mundo.

O homem trabalhava no serviço de cobranças na unidade do grupo em Avignon, no sul da França, e era encarregado de cortar o fornecimento de água de clientes devedores.

Mas, desde 2006, ele se recusava a cumprir a tarefa, apesar das inúmeras advertências da direção da empresa.

Na carta de demissão de Marc, a empresa justifica o desligamento pela ‘recusa da realização dos fechamentos do sistema de água decorrentes do não pagamento das contas’.

‘Em algumas das casas, a geladeira estava vazia, não havia nada para comer. Sou antes de tudo humano’, disse Marc à rádio France Bleu Vaucluse.

‘Eu tentava negociar com essas pessoas, propondo dividir os valores em várias prestações, orientá-las, elas não eram maus pagadores’, declarou Marc, que afirma ter solicitado à empresa inúmeras vezes sua transferência a um outro serviço do grupo.

‘Há anos eu pedia para mudar de função. Não é fácil ir à casa das pessoas para cobrar dinheiro. Muitas vezes fui insultado’, diz o ex-funcionário.

A Veolia alega que o não cumprimento das ordens para cortar o fornecimento de água causava problemas à organização da empresa, já que outros empregados tinham de realizar a tarefa no seu lugar.

‘Na sua ficha, estava escrito que ele tinha essa missão. Nós somos uma empresa com regras. Os funcionários não escolhem as tarefas que eles têm vontade de realizar’, afirmou um responsável regional da Veolia.

A empresa afirma que os cortes de água diziam respeito aos ‘maus pagadores’. Segundo um porta-voz da companhia, ‘as pessoas desfavorecidas são da alçada dos serviços sociais, que podem assumir uma parte ou o montante total das contas não pagas’.

Quando era possível, Marc instalava no relógio de água um sistema que diminuía a força de vazão, mas permitia ao usuário manter o fornecimento, com um volume de água reduzido.

O ex-funcionário afirma que desde 2009 houve mudanças na política da empresa em relação aos clientes devedores e que o corte total de água passou a ser exigido de forma sistemática.

Segundo o jornal regional ‘Midi Libri’, 1 mil famílias na região de Avignon teriam sido beneficiadas pela decisão do funcionário de não cortar o fornecimento de água.

Apoio
O ex-funcionário ganhou o apoio de sindicatos e de moradores de Avignon.

‘A água é um bem universal. Marc se recusava simplesmente a cortar a água de pessoas desfavorecidas. Algumas não tinham mais móveis nem comida em casa’, diz Thierry Lapoirie, secretário-geral da unidade regional do sindicato CGT.

Uma petição intitulada ‘Demitido pelo direito à água’, lançada pelo sindicato na internet, recolheu 7 mil assinaturas.

O julgamento de sua demissão e seu pedido para ser reintegrado a outro serviço da companhia deveria ter ocorrido nesta quinta-feira, mas a decisão foi adiada para março.

Dezenas de pessoas com cartazes se reuniram nesta quinta-feira em frente ao tribunal do Trabalho de Avignon para apoiar o ex-funcionário e protestar contra sua demissão e os ‘cortes de água selvagens’.

‘Esse senhor é muito corajoso. Temos o direito de nos revoltar contra a sua demissão. A água não é uma mercadoria’, afirmou Marie-Helène, uma das manifestantes, ao jornal ‘Midi Libre’.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Big Data pode cortar em 10% custos de governo, prevê pesquisa

Constatação é de estudo realizado com 200 profissionais de TI de órgãos públicos dos EUA. Levantamento foi encomendado pela SAP.

A adoção de ferramentas de Big Data para análise de informações em tempo real  pode reduzir em até 10% ao ano os custos de governo e melhorar os serviços públicos, especialmente nas áreas da saúde e segurança pública. 

A constatação é de um levantamento realizado pela TechAmerica Foundation encomendado pela SAP. O relatório envolveu 200 profissionais de TI que atuam em órgãos de governo estadual e federal dos Estados Unidos.  

Entre os participantes do levantamento, 83% acreditam que as soluções de Big Data têm potencial para cortar custos em pelo menos 10%, ou o equivalente a 380 bilhões de dólares ao ano.

Os gestores de TI afirmam que a análise de dados com inteligência pode detectar, por exemplo, pagamentos impróprios na área de saúde antes que eles ocorram.

De acordo com 87% dos funcionários federais de TI e 75% dos gestores estaduais, o uso do Big Data em tempo real salvará vidas. Eles citam o exemplo de médicos que podem agregar informações sobre resultados na área de saúde para revelar padrões de tratamentos mais eficazes e detecção de surtos de doenças.

Uma parcela de 75% dos entrevistados considera os benefícios práticos do Big Data na medicina e na segurança pública importantes. Departamentos de polícia podem usar a ferramenta para desenvolver modelos de previsão sobre quando e onde os crimes podem ocorrer, ajudando a reduzir índices de criminalidade em locais específicos.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Empresas brasileiras aceleram uso de SaaS para cortar gastos com software

Segundo Gartner, 77% das companhias vão aumentar investimentos nessa área. Brasil está entre os que mais avançam na migração.

29 de novembro de 2012 – 07h30

A adoção de software como serviço (SaaS) tem crescido dramaticamente pelas empresas. O uso de soluções empresariais varia de acordo com o mercado. Uma pesquisa que acaba de ser divulgada pelo Gartner mostrou que 71% da organizações vem utilizando esse modelo por menos de três anos.

O relatório foi realizado entre junho e julho de 2012 com 556 dez dez países. Foram entrevistadas organizações dos Estados Unidos, América do Sul, Europa e Ásia/Pacífico) para entender a tendência do movimento para SaaS. O estudo analisou modelos de licenciamento de software tradicionais e ganhos com redução de gastos com software.

Os resultados indicam que o interesse por SaaS continua forte e com rápidas adoções. O Brasil teve o maior número de novos usuários. Entre as empresas entrevistadas, 27% resportaram que adotam o modelo por menos de um ano.

As implementações de novas soluções ou substituição das existentes é agora o principal motor para o uso de SaaS, de acordo com a pesquisa. No mundo todo, estão acontecendo migrações de aplicações antigas que rodam dentro de casa e principalmente adoção do modelo para as novas implantações.

Na Ásia/Pacífico, por exemplo, metade das empresas disse que o maior estímulo para SaaS foram as novas implantações. Já nos EUA e Europa, as entrevistadas revelaram que abraçaram o modelo para substituir soluções existentes.

Para Charles Eschinger, vice-presidente de pesquisa do Gartner, não é surpresa o uso de SaaS na Ásia/Pacífico para a novas aplicações. Ele observa que há muitos negócios novos surgindo lá com pouco histórico de legado. No entanto, nos EUA e Europa, Oriente Médio e África (EMEA), os sistemas corporativos estão mais maduros e SaaS tem sido aplicado mais para substituição das soluções antigas.

Aumento dos investimentos

Segundo o Gartner, o investimentos em SaaS devem aumentar em todas as regiões. De acordo com o relatório, 77% das empresas entrevistadas disseram que vão ampliar os gastos com projetos nessa área, enquanto 17% planejam manter os investimentos atuais com o modelo.

Mais de 80% das empresas entrevistados no Brasil e na Ásia/Pacífico planejam aumentar os investimentos com aplicações SaaS nos próximos dois anos. Os EUA e países europeus não ficam muito atrás. As companhaias norte-americanas disseram que os gastos nessa área crescerão 73%. Entre as europeias, 71% têm intenção de ampliar as contratações de SaaS.

Eschinger afirma que o modelo on-demand de software vem sendo adotado há mais de uma década, mas que sua adoção ganhou corpo mesmo nos últimos cinco anos.

“As preocupações iniciais com segurança, tempo de resposta e disponibilidade de serviço diminuíram”, constata o analista do Gartner. Ele observa que os prestadores de serviços adquiriram maturidade e que o modelo de SaaS se fortaleceu com a poularização da computação na nuvem.

Entre as aplicações de SaaS mais usadas estão os sistemas de gestão de relacionamento com clientes (CRM),  Enterprise Content Management (ECM) e controle da cadeia de suprimentos (SCM). Essas aplicações antigas que rodam dentro de casa estão migrando para a nuvem.

“A decisão de implantar aplicativos corporativos baseados em SaaS depende muito da criticidade do negócio, bem como a geografia, agilidade das operaçõesos negócios e  arquitetura da TI”, destaca Eschinger.

Ainda assim, o analista do Gartner afirma que poucas organizações vão migrar todas as aplicações de software para SaaS. Haverá uma mistura de SaaS com aplicações tradicionais, com funcionamento integrado.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Como 100 iPads ajudaram a cortar pela metade a dívida da Grécia

O iPad provou nessa semana ser uma ótima ferramenta de trabalho. Isso porque o tablet da Apple foi usado por Bob Apfel, dono da empresa Bondholder Communications Group, para reestruturar completamente a dívida bilionária da Grécia. As informações são da rede CNN.

Em entrevista para a Fortune, Apfel revelou que ele e sua equipe utilizaram 100 iPads equipados com um aplicativo especial customizado para reestruturação de dívidas. Entre as pessoas que receberam os tablets estavam representantes do Ministério da Fazenda do país, do Banco da Grécia, e de três bancos de fora que gerenciaram a operação: Deutsche Bank, HSBC e Lazard.

De acordo com Apfel, a escolha do iPad como plataforma de resolução da crise aconteceu por causa da dificuldade em reunir milhares de pessoas no mundo todo para resolver a questão da reestruturação em um prazo apertado.

“Durante o período antes do início da operação, membros da equipe financeira líder estavam passando metade do tempo na estrada, se encontrando com investidores ou analistas financeiros da UE e outras partes do mundo. Havia uma necessidade palpável de criar uma plataforma para os tomadores de decisões financeiras que pudesse seguir o financista – e não o contrário.”

Com o uso dos iPads e do aplicativo especial, Apfel e sua equipe conseguiram reduzir a dívida da Grécia de 270 bilhões de dólares para 130 bilhões de dólares no último dia 25 de abril.

“Foi a maior transação financeira da história e não seria possível realizá-la sem o iPad”,  explica Apfel.

novoipad_390b.jpg

iPad foi essencial para reduzir dívida bilionária da Grécia

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Inovar ou cortar custos: o que é mais importante para a TI?

AppId is over the quota
Gerentes de TI e CIOs precisam se concentrar menos na redução de custos e buscar formas de renovar o ambiente corporativo.

Gerentes de TI e CIOs precisam se concentrar menos na redução de custos no momento da renovação de contratos e focar mais em inovação, opina a analista da Ovum, Evan Kirchheimer, em debate promovido recentemente pela operadora BT, do Reino Unido. Dois líderes de TI contestam. Segundo eles, embora a inovação seja importante, a redução de custos ainda é uma prioridade em tempos austeros. E, você, o que diz?

“O que acho mais frustrante como analista especializado em empresas de TI é como os CIOs implacavelmente se concentram na redução de custos em cada ciclo de renovação de contrato. Isso sufoca a inovação”, avalia Kirchheimer. “As pessoas precisam colocar de lado os custos e pensar um pouco mais sobre a forma como a rede pode permitir-lhes fazer negócios de maneira nova”, acrescenta.

“Não sei quando isso vai mudar, mas gostaria de plantar uma semente na cabeça de todo CIO e de todo diretor financeiro pedindo-lhes para parar de atacar os fornecedores. É preciso mantê-los interessados. Esse deve ser o seu principal objetivo se você é um CIO”, aconselha.

Kurt Frary, gerente de TIC de arquitetura em Norfolk County Council, discorda de Kirchheimer e argumenta que no setor público é impossível evitar priorizar a redução de custos.

“Seria errado dizer que essa é uma opção. A qualquer momento olhamos para qualquer um dos nossos grandes contratos com o objetivo de obter reduções de custo significativas na hora da renovação”, aponta Frary. Ele reconhece, no entanto, que, por vezes, investimentos em inovação podem reduzir os custos em toda a empresa. E acredita que o impulso recente do setor público em adotar serviços de nuvem pública é um exemplo disso.

“Embora tenhamos de guardar dinheiro ano após ano, às vezes você precisa investir em TI para cortar custos em algum outro lugar no negócio”, afirma Frary.

“Por exemplo, a tendência é adotar mais e mais serviços de nuvem pública, e para isso teremos de montar uma rede muito diferente. Podemos precisar de mais largura de banda e melhor desempenho na web”, acrescenta. “Portanto, teremos de investir mais em infraestrutura para reduzir os custos em outros lugares, movendo mais serviços para a nuvem”. O Norfolk County Council revelou recentemente que está envolvido em uma das maiores implementações de Google Apps em termos de números de usuários (148 mil).

Mike Mann, diretor de estratégia de tecnologia e planejamento da Standard Life, concorda com Frary que os custos são uma prioridade, mas argumenta que há espaço para introduzir a inovação também.

“Você pode fazer os dois. Pode entregar as facilidades de que precisa para redes inteligentes, mas também pode ter redução de custos significativas ao mesmo tempo. Não acho que as opções sejam mutuamente exclusivas”, diz Mann.

A Standard Life revelou detalhes de um acordo de outsourcing de 30 milhões de Euros com a BT, que fará a gestão da infraestrutura de comunicação da empresa nos próximos cinco anos. Segundo Mann, o acordo assegurou para a Standard Life uma “redução significativa” dos custos. “Não me interpretem mal, mas há uma pressão para reduzir preços, mas acho que você pode fazer isso e ainda obter serviços inovadores”, aponta ele.

O acordo com a BT abrange a entrega e a gestão de uma LAN e de uma WAN, bem como telefonia IP, contact centers, gestão de contratos, gestão de serviços e da transição da infraestrutura para a rede IP da BT Connect.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , ,