RSS

Arquivo da tag: Comit

Comitê da Áustria recebe carta com ameaça para Olimpíadas de Inverno

Pista de esqui que será usada nos jogos de Sochi é vista nesta terça-feira (21) em Krasnaya Polyana (Foto: Alexander Demianchuk/Reuters)Pista de esqui que será usada nos jogos de Sochi
(Foto: Alexander Demianchuk/Reuters)

O Comitê Olímpico da Áustria recebeu uma carta com ameaças de sequestro contra dois atletas que representarão o país na Olimpíada de Inverno que começa nesta semana em Sochi, na Rússia, disse o dirigente Peter Mennel à agência de notícias APA na terça-feira (4).

Ele confirmava assim uma notícia divulgada pelo jornal Krone, segundo o qual a carta, aparentemente procedente da Rússia, fazia ameaças contra Marlies Schild, estrela do esqui slalom, e Janine Flock, que disputa a prova do skeleton.

Uma porta-voz do comitê confirmou à Reuters que a carta foi recebida, mas não citou nomes.

Militantes islâmicos têm feito ameaças de cometer atentados durante a Olimpíada em Sochi, que fica no oeste do Cáucaso Norte, região russa de maioria muçulmana.

Vários comitês olímpicos da Europa e os Estados Unidos receberam no último mês cartas em russo fazendo “ameaças terroristas”, mas os organizadores do evento dizem não haver perigo.

Segundo o governo norte-americano, cerca de 100 mil militares, policiais e agentes da inteligência vigiarão os Jogos Olímpicos de Sochi, que começam no dia 7 de fevereiro e terminam no dia 23.

Os EUA, preocupados com a segurança, ofereceram seu colaboração à Rússia em várias ocasiões, sobretudo depois que dois atentados suicidas ocorreram com menos de 24 horas de diferença e faltando dois dias para o Ano Novo na cidade russa de Volgogrado, também no sul do país.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Comitê de Refugiados decidirá sobre permanência de boliviano, diz Adams

AppId is over the quota
AppId is over the quota

O advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, afirmou nesta quarta-feira (28) que a decisão sobre a permanência ou não do senador boliviano Roger Pinto Molina no Brasil será tomada pelo Comitê Nacional para Refugiados (Conare) já que, segundo ele, o parlamentar entrou com pedido de refúgio no Ministério da Justiça. O Conare é um órgão presidido pelo Ministério da Justiça e integrado por representantes de outros quatro ministérios – Relações Exteriores, Trabalho, Educação e Saúde.

De acordo com Adams, a decisão sobre a permanência ou não do boliviano será “técnica” e depende do cumprimento de condições previstas em lei. Segundo o ministro, é preciso verificar se o boliviano sofre algum tipo de perseguição em seu país.

“O Conare é um órgão técnico, então nessa condição analisa os elementos que prevêem o refúgio para concessão ou não. Não é uma posição que vai ser do governo, é do conselho. Tem que ver se estão configuradas as condições previstas na lei: perseguições por razões políticas, de credo, de raça, de religião”, afirmou.

Adams reforçou que o refúgio “é uma concessão vinculada”. “Têm que estar presentes as circunstâncias que a lei prevê,” enfatizou.

Roger Pinto Molina vivia havia mais de um ano na Embaixada Brasileira em La Paz na condição de asilado quando foi transferido ao Brasil, com auxílio do embaixador interino, Eduardo Saboia, sem autorização do governo brasileiro. O episódio resultou na demissão do ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, e sua substituição pelo embaixador Luiz Alberto Figueiredo.

Molina viajou em carro diplomático do Brasil durante 22 horas até chegar a Corumbá, onde embargou para Brasília em um jato particular fretado pelo senador Ricardo Ferraço. Ao chegar ao país, ele pediu refúgio ao Ministério da Justiça. Segundo Adams, diferentemente do asilo, o refúgio não depende de decisão direta do presidente da República. Depende, segundo ele, de uma decisão técnica do Conare.

Se o pedido for negado, ele poderá ser deportado ou extraditado. “Se não for concedido refúgio, aí depende, não havendo pedido de extradição ele tem de sair do país não necessariamente para a Bolívia, pode ser para qualquer país que o acolha. Havendo pedido de extradição, se aguarda o processo de extradição para depois decidir”, afirmou Adams.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de agosto de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,