RSS

Arquivo da tag: comear

Instagram irá começar a exibir anúncios ‘nos próximos dois meses’

Instagram cresce compra Facebook (Foto: Divulgação)Instagram cresce compra Facebook
(Foto: Divulgação)

O aplicativo de fotos Instagram confirmou nesta quinta-feira (3) que irá começar a exibir anúncios “nos próximos dois meses”. A princípio, a medida vale apenas para moradores dos Estados Unidos.

Dessa forma, os usuários começarão a ver em suas linhas do tempo fotos e vídeos de marcas que eles não necessariamente acompanham pela rede.

“Nosso objetivo é fazer com que os anúncios sejam tão naturais quanto as fotos e vídeos das marcas que você já segue no Instagram”, diz uma postagem no blog do aplicativo.

O texto diz ainda que os usuários poderão esconder um anúncio que não gostaram.

Operação do lucro
Em setembro, Emily White, diretora de operações de negócios do Instagram, afirmou ao The Wall Street Journal que o aplicativo estaria pronto em 2014 para exibir anúncios. “Nós queremos fazer dinheiro a longo prazo”.

White foi a executiva destacada pelo Facebook, que em abril de 2012 adquiriu o Instagram por pouco mais de US$ 1 bilhão, para criar uma estratégia de receita para o aplicativo.

Até então, o objetivo do Instagram era atrair o máximo possível de usuários. No início de setembro, o aplicativo anunciou ter atingido 150 milhões de membros.

Em 2012, uma mudança da política de uso do Instagram gerou uma repercussão ruim entre os usuários, pois o documento sugeria que as fotos hospedadas no serviço poderiam ser utilizadas em campanhas publicitárias sem remuneração. Após mobilização na internet, o documento foi reestruturado e essa possibilidade, retirada.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de outubro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Japão vai começar a medir radiação na costa de Fukushima em novembro

Primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe (dir.) e chefe da planta de Fukushima, Akiro Ono (terceiro da dir. para esq.) fazem inspeção na usina nuclear nesta quinta (19) (Foto: Japan Pool/AP)Primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe (dir.), e chefe da planta de Fukushima, Akiro Ono (terceiro da dir. para esq.) fazem inspeção na usina nuclear nesta quinta-feira (19) (Foto: Japan Pool/AP)

A Autoridade de Regulação Nuclear (NRA, na sigla em inglês) do Japão começou a analisar o litoral nos arredores da usina nuclear de Fukushima para constatar o nível de contaminação radioativa do mar provocado pelos vazamentos da central, informou nesta quinta-feira (19) o jornal “Mainichi”.

O estudo sobre a densidade de césio na área será feito entre novembro e fevereiro de 2014, por um navio que arrastará pelo solo do oceano um medidor de radiação em uma área de mil quilômetros quadrados. Vários estudos anteriores já foram feitos em determinados pontos do Pacífico para estimar o alcance da contaminação dos vazamentos de água radioativa da usina, mas nenhum deles teve o alcance da medição da NRA.

O resultado será divulgado em março de 2014 e vai determinar se o consumo de peixes e frutos do mar pescados nessa área é seguro ou não.

Uma equipe formada por membros da Universidade de Tóquio e do Instituto Nacional de Investigação Marítima vai fazer a pesquisa para a NRA e já começou mapear, com um sonar, as características geológicas do fundo do mar local.

A NRA considera que esse estudo deverá ser feito anualmente nos próximos três anos para que seja possível entender a propagação de materiais radioativos. Acredita-se que a usina de Fukushima despeje diariamente 300 toneladas de líquido radioativo no oceano, em decorrência do acúmulo de água contaminada nos porões dos edifícios dos reatores.

Essa deposição é a soma de água do sistema de refrigeração dos reatores, que escorre para os níveis inferiores dos prédios, com a que vaza dos lençóis freáticos existentes no subsolo da usina.

Além disso, recentemente foi descoberto um vazamento de 300 toneladas de água muito tóxica vindo de um tanque que serve para armazenar a água usada para o resfriamento dos reatores. Esse tanque agora começa a ser desmontado para verificação da origem do vazamento.

Todas as operações de pesca no litoral de Fukushima estão suspensas por causa do temor de que a contaminação do mar tenha aumentado após os vazamentos da usina, afetada por um terremoto seguido de um tsunami em 11 de março de 2011.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Abelhas surpreendem apicultores ao começar a produzir mel verde

Sorry, I could not read the content fromt this page.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Japão começará testes para congelar subsolo de usina em outubro

Tanques de armazenamento na usina nuclear de Fukushima. (Foto: Arquivo / Kyodo News / Via AP Photo)Tanques de armazenamento na usina nuclear de Fukushima. (Foto: Arquivo / Kyodo News / Via AP Photo)

O governo japonês começará em outubro a testar um sistema para congelar o subsolo em torno dos reatores da usina nuclear de Fukushima que busca reduzir os vazamentos de água contaminada para o mar, informou nesta quinta-feira (5) a emissora ‘NHK’.

O muro de gelo evitaria que a água subterrânea entrasse nos porões dos edifícios. Atualmente, cerca de 400 metros cúbicos de água penetram diariamente nas estruturas, onde se misturam com água do sistema de refrigeração dos reatores, que está muito contaminada por ter entrado em contato com o material radioativo.

Em julho, a operadora da central, a Tokyo Electric Power (Tepco), admitiu que cerca de 300 toneladas de água radioativa vão parar no oceano Pacífico diariamente.

Está previsto que os testes de viabilidade deste sistema comecem em meados do próximo mês. O plano é introduzir conduções de metal no solo até uma profundidade de 30 metros.

Uma vez enterradas as varas, cloreto de cálcio líquido a 40 graus centígrados abaixo de zero será bombeado para congelar a terra ao redor.

O teste será realizado em um solar de cerca de cem metros quadrados junto ao prédio do reator 4 para comprovar se realmente o método é capaz de bloquear a passagem de água subterrânea.

O Ministério de Indústria japonês espera terminar o teste até o final de março de 2015 e começar o processo completo de congelamento do solo imediatamente depois.

Custos
O teste terá um custo de 1,3 bilhão de ienes (quase 10 milhões de euros), enquanto o orçamento total destinado pelo Governo para este sistema é de 32 bilhões de ienes (243 milhões de euros).

Esse montante faz parte de uma verba total de 47 bilhões de ienes (357 milhões de euros) procedentes do volume público que o Governo aprovou esta semana para resolver os vazamentos em Fukushima.

Parte desse orçamento também será destinado a combater vazamentos de água radioativa detectadas no último mês nos tanques usados para armazenar o líquido usado para refrigerar os reatores.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

10 ótimas notícias pra começar bem o dia!

Sorry, I could not read the content fromt this page.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , ,

Japão começará testes para congelar subsolo de usina em outubro

Tanques de armazenamento na usina nuclear de Fukushima. (Foto: Arquivo / Kyodo News / Via AP Photo)Tanques de armazenamento na usina nuclear de Fukushima. (Foto: Arquivo / Kyodo News / Via AP Photo)

O governo japonês começará em outubro a testar um sistema para congelar o subsolo em torno dos reatores da usina nuclear de Fukushima que busca reduzir os vazamentos de água contaminada para o mar, informou nesta quinta-feira (5) a emissora ‘NHK’.

O muro de gelo evitaria que a água subterrânea entrasse nos porões dos edifícios. Atualmente, cerca de 400 metros cúbicos de água penetram diariamente nas estruturas, onde se misturam com água do sistema de refrigeração dos reatores, que está muito contaminada por ter entrado em contato com o material radioativo.

Em julho, a operadora da central, a Tokyo Electric Power (Tepco), admitiu que cerca de 300 toneladas de água radioativa vão parar no oceano Pacífico diariamente.

Está previsto que os testes de viabilidade deste sistema comecem em meados do próximo mês. O plano é introduzir conduções de metal no solo até uma profundidade de 30 metros.

Uma vez enterradas as varas, cloreto de cálcio líquido a 40 graus centígrados abaixo de zero será bombeado para congelar a terra ao redor.

O teste será realizado em um solar de cerca de cem metros quadrados junto ao prédio do reator 4 para comprovar se realmente o método é capaz de bloquear a passagem de água subterrânea.

O Ministério de Indústria japonês espera terminar o teste até o final de março de 2015 e começar o processo completo de congelamento do solo imediatamente depois.

Custos
O teste terá um custo de 1,3 bilhão de ienes (quase 10 milhões de euros), enquanto o orçamento total destinado pelo Governo para este sistema é de 32 bilhões de ienes (243 milhões de euros).

Esse montante faz parte de uma verba total de 47 bilhões de ienes (357 milhões de euros) procedentes do volume público que o Governo aprovou esta semana para resolver os vazamentos em Fukushima.

Parte desse orçamento também será destinado a combater vazamentos de água radioativa detectadas no último mês nos tanques usados para armazenar o líquido usado para refrigerar os reatores.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

10 ótimas notícias pra começar bem o dia!

AppId is over the quota
AppId is over the quota
Sorry, I could not read the content fromt this page.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , ,