RSS

Arquivo da tag: cogita

Poder pró-Rússia da Crimeia cogita saída de tártaros de áreas ocupadas

O novo poder pró-Moscou da Crimeia cogita recuperar parte das terras ocupadas “ilegalmente” pelos tártaros, anunciou nesta terça-feira (18) o vice-primeiro-ministro da península, Rustam Temirgaliev. “Vamos pedir que liberem parte das terras, porque precisamos delas para projetos sociais”, declarou Temirgaliev à agência russa Ria Novosti.

Ele disse que em Simferopol, a capital da Crimeia, há muitos terrenos ocupados ‘ilegalmente’ pelos tártaros. Os tártaros, de religião muçulmana, representam entre 12% e 15% da população local e no domingo (16) boicotaram o referendo de adesão da Crimeia à Rússia.

Em 1944, toda a população tártara da Crimeia foi deportada para a Ásia Central por ordem de Stalin. Os tártaros não foram autorizados a retornar para a Crimeia até 1989, na época da ‘perestroika’.

Alguns se instalaram em terrenos cujos títulos de propriedade não conservavam mais. Suas terras haviam sido ocupadas por novos habitantes, após a deportação de 1944.

Discurso
Nesta segunda-feira, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que o referendo realizado na região ucraniana da Crimeia foi feito de acordo com os procedimentos democráticos e com a lei internacional, e que a Crimeia “sempre foi e sempre será parte da Rússia”. A consulta popular aprovou a reintegração da Crimeia a Moscou neste domingo (16).

“A questão da Crimeia tem uma importância vital, uma importância histórica para todos nós”, afirmou o presidente russo após ser recebido com aplausos no Parlamento. “Nos corações e mentes das pessoas, a Crimeia sempre foi e permanece como uma parte inseparável da Rússia. Esse comprometimento, baseado na verdade e na justiça, é firme, foi passado de geração em geração.”

O presidente russo condenou as “ditas” autoridades da Ucrânia, afirmando que elas conduziram um golpe de Estado e farão tudo para permanecer no poder.

“Aqueles que estão por trás dos eventos recentes, eles preparam um golpe de estado, mais um. Eles planejaram tomar o poder. Terror e assassinatos foram usados”, afirmou, chamando os integrantes do novo governo de Kiev de “nacionalistas, neo-nazistas, russofóbicos e anti-semitas.”

Entretanto, apesar da crise com a Ucrânia, o presidente russo disse que as relações com os ucranianos “fraternais” terão sempre uma importância crucial para a Rússia.“As relações com a Ucrânia e com os ucranianos fraternais sempre foram, continuam e sempre serão muito importantes e cruciais para nós, sem exageros”.

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Oposição acredita que governo ucraniano cogita estado de exceção

O partido da líder opositora detida Yulia Timoshenko afirmou neste sábado (1) que as autoridades ucranianas estão considerando a possibilidade de instaurar o estado de exceção no país para acabar com mais de dois meses de protestos.

A investigação dos serviços de segurança ucranianos (SBU) por “tentativa de tomada de poder” anunciada na sexta-feira (31) à noite é “um elemento que mostra a preparação da instauração do estado de exceção”, declarou Grigori Nemyria, dirigente do partido Batkivshchina.

Mais cedo, um dos líderes da oposição, Arseni Yatseniuk, afirmou que considera “muito provável” uma intervenção do exército contra os manifestantes.

O movimento de protesto começou em novembro, depois da decisão repentina do presidente Viktor Yanukovytch de desistir de assinar um acordo de associação com a União Europeia, negociado durante meses. Ele optou por uma aproximação da Rússia, que concedeu um crédito de 15 bilhões de dólares e uma redução do preço do gás.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Justiça cogita dissolver ONG da Irmandade Muçulmana no Egito

Uma comissão judicial egípcia aconselhou nesta segunda-feira (2) a um tribunal que dissolva a organização não-governamental que dá forma jurídica à Irmandade Muçulmana, disseram fontes judiciais, num sinal de intensificação da repressão do regime militar ao grupo.

O tribunal pode tomar uma decisão já na segunda-feira a respeito da ação, iniciada por oponentes da Irmandade que querem dissolver a ONG criada em março pelo movimento islâmico, segundo as fontes.

O grupo, que governou o Egito durante um ano por intermédio do presidente Mohamed Morsi, foi fundado em 1928 e se registrou formalmente como ONG em resposta a uma ação judicial que questionava a ausência de status jurídico da organização.

A Irmandade foi formalmente dissolvida por governantes militares do Egito em 1954. Morsi, eleito em 2011, foi derrubado há dois meses por militares.

A recomendação da comissão não é de cumprimento obrigatório.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Justiça cogita dissolver ONG da Irmandade Muçulmana no Egito

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Uma comissão judicial egípcia aconselhou nesta segunda-feira (2) a um tribunal que dissolva a organização não-governamental que dá forma jurídica à Irmandade Muçulmana, disseram fontes judiciais, num sinal de intensificação da repressão do regime militar ao grupo.

O tribunal pode tomar uma decisão já na segunda-feira a respeito da ação, iniciada por oponentes da Irmandade que querem dissolver a ONG criada em março pelo movimento islâmico, segundo as fontes.

O grupo, que governou o Egito durante um ano por intermédio do presidente Mohamed Morsi, foi fundado em 1928 e se registrou formalmente como ONG em resposta a uma ação judicial que questionava a ausência de status jurídico da organização.

A Irmandade foi formalmente dissolvida por governantes militares do Egito em 1954. Morsi, eleito em 2011, foi derrubado há dois meses por militares.

A recomendação da comissão não é de cumprimento obrigatório.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Por segurança, França cogita retirar cadeados de apaixonados de ponte

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Por segurança, as autoridades francesas cogitam retirar os cadeados de casais apaixonados que superlotam a “Pont des Arts” de Paris, que fica sobre o rio Sena. A ponte poderia sofrer riscos estruturais por conta do peso dos objetos.

Por segurança, França deve retirar cadeados apaixonados de ponte (Foto: Miguel Medina/AFP)Por segurança, França cogita retirar cadeados de apaixonados de ponte (Foto: Miguel Medina/AFP)Excesso de cadeados de apaixonados põe em risco ponte de Paris (Foto: Christian Hartmann/Reuters)Excesso de cadeados de apaixonados põe em risco ponte de Paris (Foto: Christian Hartmann/Reuters)

Segundo autoridades, o maior problema está na estabilidade da ponte, pois o peso pode acarretar em rachaduras e possíveis complicações futuramente. A ponte tem 155 metros de decks de madeira, além de corrimão, e teve sua última reforma no ano de 1984.

A tradição de colocar cadeados na ponte tem feito amantes viajarem de todas as partes do mundo para Paris. A grande quantidade de “cadeados” transformou, inclusive, a ponte em uma “atração turística” da capital francesa.

Tradição de anexar o cadeado na ponte tem feito amantes viajarem de todas as partes do mundo para a capital francesa (Foto: Christian Hartmann/Reuters)Tradição de anexar o cadeado na ponte tem feito amantes viajarem de todas as partes do mundo para a capital francesa (Foto: Christian Hartmann/Reuters)

Recentemente Ambroise Dufayet, engenheiro responsável pela ponte, disse que problemas futuros poderiam ocorrer por conta do peso, mas que “hoje essa prática não envolve riscos estruturais para as grades da Pont des Arts”.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,