RSS

Arquivo da tag: candidato

Aos 93, candidato mais velho da Índia quer servir até ‘último suspiro’

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Ram Sundar Das é um dos candidatos mais velhos nas eleições gerais da Índia, em andamento desde o mês passado. O repórter da BBC, Amarnath Tewary, entrevistou o político veterano de 93 anos, que descarta aposentadoria apesar da saúde debilitada.

Todos os dias às 9h, um carro chega à casa de Das, candidato do partido Janata Daj, que governa o município de Hajipur, no estado de Bihar, no norte do país.

O carro traz um barbeiro que vem fazer sua barba, algo que Das já não consegue mais fazer sozinho.

Aos 93, Ram Sundar Das rejeita rumores sobre saúde e diz que quer servir até o último suspiro (Foto: Prashant Ravi)Aos 93, Ram Sundar Das rejeita rumores sobre saúde e diz que quer servir até o último suspiro (Foto: Prashant Ravi)

Ele também tem dificuldade para andar e às vezes até de falar.

Nascido em 9 de janeiro de 1921, Das pode agora estar prestes a se tornar o parlamentar mais velho da Índia. Na última votação, esse título ficou com Rishang Keishing, de 94 anos, que se aposentou recentemente.

Em 16 de abril, durante um comício, Sundar Das teve de ser fisicamente carregado por dois assessores. Sua campanha foi tímida nas semanas antes da eleição, que acontece na quarta-feira em sua região.

Eu pergunto a Das por que ele está concorrendo às eleições com idade tão avançada.

“Quem diz que eu sou incapaz de andar ou falar? Eu permanecerei na política até meu último suspiro e vou continuar a servir o meu povo”, diz ele.

Carreira
Das entrou na política em 1945, antes mesmo de a Índia se tornar um país independente. Por 10 meses, entre abril de 1979 e fevereiro de 1980, ele foi ministro-chefe de Bihar, uma espécie de governador.

Ele ganhou as eleições para a Assembleia regional duas vezes e também cumpriu dois mandatos como parlamentar.

Conhecido pela imagem de político sério e honesto, ele vive em uma modesta casa de dois andares e tem um patrimônio avaliado em US$ 49 mil. É dono de um carro velho, modelo Embaixador, produzido no país.

Mas, como ele será capaz de servir seu eleitorado se está não está bem de saúde?

“Quem disse que eu estou doente?”, questiona.

Das, que foi submetido a duas cirurgias cardíacas no passado, desmaiou em outubro do ano passado enquanto participava de convenção de dois dias de seu partido, em Rajgir.

Durante a entrevista com a BBC em sua casa, houve momentos em que se perdia nos pensamentos e esquecia o que estava dizendo.

“Essa é a minha situação hoje… Eu esqueço as coisas muitas vezes”, admite ele. “Antes, eu praticava ioga e meditação, mas parei há um tempo”.

Quando fui visitá-lo, Das se preparava para mais um comício, mas cancelou a agenda duas horas depois, alegando que o trânsito estava congestionado e que o clima estava quente demais.

Pendurar as botas
Pergunto-lhe se já pensou em se aposentar da política.

“Eu não queria disputar a última eleição em 2009, mas o ministro-chefe insistiu. Desta vez, eu também estava relutante em entrar na briga, mas tanto ele quanto meus eleitores insistiram novamente”, justifica.

“Mas essa vai ser a minha última eleição, com certeza”, afirma.

Muitos dos que votaram em Das nas eleições passadas também dizem que chegou a hora de ele pendurar as botas.

“Na última eleição votei nele porque queríamos derrotar o candidato da oposição”, diz Ramnaresh Chaurasia.

“Mas ele não conseguiu fazer muita coisa porque está velho e mal consegue andar direito”.

“Das é conhecido por ser um socialista e uma pessoa honesta, por isso mereceu nosso voto em 2009. Mas ele nos decepcionou”, acrescenta o bancário Chandra Shekhar Singh.

“Ele deveria se aposentar da política agora. Mesmo se ganhar, que bem poderá fazer com idade tão avançada?”

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Candidato nacionalista hindu faz selfie depois de votar na Índia

AppId is over the quota
AppId is over the quota

O líder nacionalista hindu Narendra Modi, possivelmente o próximo primeiro-ministro indiano, votou nesta quarta-feira (30) durante as eleições legislativas na maior democracia do mundo e se uniu à moda do selfie.

Cerca de 140 milhões de eleitores, de um total de 814 milhões, estão convocados às urnas nesta quarta em nove estados da Índia. Os indianos votam em dias diferentes nestas eleições, cujos resultados serão conhecidos no dia 16 de maio.

O líder nacionalista hindu Narendra Modi fez um 'selfie' após votar na Índia nesta quarta-feira (30) (Foto: Amit Dave/Reuters)O líder nacionalista hindu Narendra Modi fez um ‘selfie’ após votar na Índia nesta quarta-feira (30) (Foto: Amit Dave/Reuters)

Depois de votar em seu reduto de Guyarat (noroeste), Modi tirou um selfie com seu dedo manchado de tinta, mostrando ter exercido seu direito de voto.

“Posso dizer que desta vez nada pode salvar o governo de mãe e filho”, ironizou o candidato em referência à Sonia Gandhi, presidente do Partido do Congresso, governamental, e seu filho Rahul, que lidera a campanha em seu nome.

O Partido do Congresso, principal força política desde a independência da Índia, em 1947, pode enfrentar uma dura derrota contra o partido nacionalista hindu Bharatiya Janata Party (BJP), de Modi, que dirige o Executivo do estado de Guyarat desde 2001.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Candidato derrotado tenta anular eleição em El Salvador

O candidato derrotado na eleição presidencial de El Salvador pediu na terça-feira (11) ao tribunal eleitoral do país centro-americano que anule a acirrada disputa, ameaçando ir à Suprema Corte se necessário.

Norman Quijano, da direitista Aliança Republicana Nacionalista (Arena), perdeu a eleição para Salvador Sánchez Ceren, da esquerdista Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional (FMLN) por menos de 7.000 votos, ou 0,22 ponto percentual.

Na terça-feira, cerca de 2.000 partidários de Quijano agitando bandeiras nas cores da Arena – vermelho, branco e azul – fizeram uma passeata até as barreiras que vedam o acesso ao hotel onde acontece a apuração dos votos.

“Não podemos permitir uma fraude tão escancarada”, disse Prudencia Aparicio, de 25 anos, dona de uma loja de doces.

O tribunal está agora comparando as atas das seções eleitorais com os resultados eletrônicos preliminares da noite de domingo, mas sem recontar os votos individualmente.

Na segunda-feira, o tribunal disse que o resultado é “irreversível”, mas Quijano se declarou o verdadeiro vencedor, e um prolongado impasse se prenuncia.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Candidato pró-nuclear é eleito governador de Tóquio

Yoichi Masuzoe faz campanha em 25 de janeiro em Tóquio (Foto: AP)Yoichi Masuzoe faz campanha em 25 de janeiro
em Tóquio (Foto: AP)

Os habitantes de Tóquio elegeram neste domingo (9) como governador o candidato favorável à energia nuclear, apoiado pelo governo, anunciou a rede de TV pública NHK segundo pesquisas de boca de urna.

Os eleitores preferiram Yoichi Masuzoe, ex-ministro da Saúde, aos candidatos antinucleares Kenji Utsunomiya, apoiado pelo Partido Comunista, e Morihiro Hosokawa, um ex-primeiro-ministro.

“Quero fazer de Tóquio a cidade número um do mundo em âmbitos como a prevenção de catástrofes naturais, benefícios sociais e economia”, disse Masuzoe à imprensa.

“E, sobretudo, garantirei o sucesso dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020”, prometeu.

A participação foi muito baixa. Meia hora antes do fechamento dos colégios eleitorais era estimada em 34%, dez pontos a menos que na eleição anterior a governador na capital japonesa.

A baixa participação pode ser explicada pela maior nevasca em quase meio século que atingiu Tóquio neste sábado (8). A eleição foi precipitada pela renúncia do governador anterior, que reconheceu ter recebido 50 milhões de ienes (US$ 500 mil) de um magnata.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Japonesas ameaçam ‘greve de sexo’ contra candidato misógino

Yoichi Masuzoe faz campanha em 25 de janeiro em Tóquio (Foto: AP)Yoichi Masuzoe faz campanha em 25 de janeiro em Tóquio (Foto: AP)

Um grupo criado no Twitter por mulheres japonesas que ameaçam não fazer sexo com homens que votarem no candidato a governador de Tóquio Yoichi Masuzoe, quem acusam de misógino, chegou a quase 3 mil seguidores em poucos dias.

Lançado há apenas uma semana sob o lema “Boicote sexual contra todo homem que votar no candidato favorito nas eleições de Tóquio de 9 de fevereiro”, o grupo espera atrair a atenção do maior número possível de eleitores a poucas horas da abertura dos colégios eleitorais da capital japonesa.

O grupo divulga uma série de declarações polêmicas feitas a uma conhecida revista em 1989 por Masuzoe, que já foram condenadas pela atual presidente do Partido Social Democrata, Mizuho Fukushima.

Na reportagem, Masuzoe, de 65 anos, disse que as mulheres se comportam de forma anormal durante a menstruação e que nesse período “não se pode deixar que elas tomem decisões críticas como, por exemplo, se o país entrará ou não em guerra”.

Ele ainda chamou de “um monte de bruxas da idade média” as mulheres do partido socialista que foram escolhidas para ocupar uma cadeira nas legislativas de 1989.

O blog do grupo também cita uma entrevista de 2010 da ex-mulher do candidato, a deputada Satsuki Katayama, à revista “Shukan Shinsho”. Nela, o político é acusado de adultério, agressão, e de “atirar qualquer coisa que tivesse à mão quando ficava nervoso”, e de falar em tom ameaçador com uma faca na mão.

O polêmico político, que foi ministro da Saúde entre 2007 e 2009, tem três filhos fora do casamento e foi levado aos tribunais acusado pela mãe de um deles, que sofre de uma grave incapacidade intelectual, de não querer abonar integralmente sua pensão alimentícia.

Conhecido comentarista de televisão que entrou na política há 15 anos, Masuzoe parte como claro favorito nas eleições a governador de Tóquio, que acontecem neste domingo. Embora concorra como independente, ele conta com o apoio do conservador e governante Partido Liberal-Democrata (PLD), do primeiro-ministro Shinzo Abe, que participou de atos da campanha do candidato.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Atentados matam candidato político e mais 8 no Iraque

Pelo menos 9 pessoas morreram nesta sexta-feira (7) em vários atentados no Iraque, entre elas um candidato às eleições legislativas prevista para abril, informaram fontes de segurança.

Hamza al-Shamari, partidário do chefe radical xiita Moqtada al-Sadr, foi morto em Ghazaliya, oeste de Bagdá, por disparos realizados por um homem armado com silenciador.

As outras oito pessoas morreram em atentados ao norte de Bagdá.

Desde o começo de 2013, o Iraque enfrenta uma espiral de violência que já deixou mais de mil mortos apenas no mês de janeiro.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Kim Jong-un será candidato a vaga no Parlamento da Coreia do Norte

Kim Jong-un foi designado nesta terça-feira (4) como candidato a uma cadeira na Assembleia Popular Suprema da Coreia do Norte nas próximas eleições de março, um esperado movimento após dois anos nos quais o líder se consolidou completamente no poder.

O jovem dirigente, cuja idade é estimada em 31 anos, foi nomeado por uma das principais figuras do regime, o vice-marechal Choe Ryung-hae, “cumprindo o desejo unânime e os melhores desejos do pessoal de serviço” do Exército norte-coreano, informou hoje a agência estatal ‘KCNA’.

Kim Jong-un justificou em discurso execução de seu tio (Foto: Kyodo/Reuters)Kim Jong-un em discurso. (Foto: Kyodo/Reuters)

Kim, que durante seu primeiro ano à frente do país, em 2012, se consolidou no poder ao monopolizar os principais títulos no Partido dos Trabalhadores e no Exército, será previsivelmente eleito deputado, assim como ocorreu com seu pai, Kim Jong-il, nas eleições de março de 2009.

As eleições serão realizadas no próximo dia 9 de março, cinco anos depois das últimas, conforme estabelece o sistema político norte-coreano.

A Assembleia Popular Suprema, presidida pelo veterano político Kim Yong-nam, é composta por 687 cadeiras que serão ocupadas, por um período de cinco anos, pelos deputados escolhidos pelos cidadãos no mesmo número de circunscrições.

O Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte possui atualmente a maioria arrasadora no Parlamento (601 deputados), enquanto o restante é composto por partidos menores, todos eles simpatizantes da ideologia do socialismo ‘juche’ (autossuficiente) que rege o Estado norte-coreano desde a sua fundação em 1948.

Especialistas sul-coreanos acreditam que as primeiras eleições da era Kim Jong-un poderão servir para colocar os políticos mais fiéis ao líder nas cadeiras do Parlamento.

Os analistas creem que a Coreia do Norte tentará consolidar ainda mais a liderança de Kim nas eleições, depois que seu tio Jang Song-thaek – considerado ex-número dois do regime – foi executado em dezembro, o que poderia ter gerado um clima instabilidade nas elites do país.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,