RSS

Arquivo da tag: campanha

Campanha de novo ‘Metal Gear Solid’ tem 2 horas, diz revista

Snake é o herói da série 'Metal Gear' (Foto: Divulgação/Konami)Snake é o herói da série ‘Metal Gear’
(Foto: Divulgação/Konami)

A campanha principal de “Metal Gear Solid: Ground Zeroes”, sem contar objetivos paralelos e extras, tem duas horas de duração, de acordo com a reportagem da revista especializada em games “Game Informer”.

Os repórteres da publicação jogaram uma versão quase final do título, prólogo de “Metal Gear Solid V: The Phantom Pain”, e afirmaram que conseguiram concluir o objetivo principal em menos de duas horas. Alguns “game testers”, funcionários que testam os games em busca de falhas, conseguiram concluir a missão principal em cinco minutos, segundo a Konami.

O motivo para “Ground Zeroes” ter sido separado de “Phantom Pain” é que o criador da série, Hideo Kojima, queria dar algo para os fãs jogarem enquanto o desenvolvimento de “MGSV” fosse concluído.

Previsto para Xbox One, PlayStation 4, Xbox 360 e PlayStation 3, “Ground Zeroes” será lançado em 18 de março. O preço será inferior a média dos jogos vendidos nos Estados Unidos, que é de US$ 60. Para a antiga geração, o game custará US$ 20 na versão digital e US$ 30 na versão física. Já na atual geração de videogames, o título será vendido por US$ 30 na versão digital e US$ 40 na versão em disco.

Capa da revista 'Game Informer', que traz reportagem sobre 'Metal Gear Solid V' (Foto: Divulgação/Game Informer)Capa da revista ‘Game Informer’, que traz reportagem sobre ‘Metal Gear Solid V’ (Foto: Divulgação/Game Informer)

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Hotel se transforma em ‘bordel de gatos’ durante campanha na Bélgica

Em Bruxelas, na Bélgica, janelas de um “bordel” de gatos foram projetadas nas paredes de um hotel da capital durante uma campanha de castração de gatos de rua, que tem o objetivo de controlar a superpopulação dos animais na cidade.

Hotel se transformou em 'bordel de gatos' durante campanha em Bruxelas, na Bélgica (Foto: Yves Logghe/AP)Hotel se transformou em ‘bordel de gatos’ durante campanha em Bruxelas, na Bélgica (Foto: Yves Logghe/AP)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Campanha eleitoral no Afeganistão desperta violência e esperança

Hamid Karzai fala durante uma conferência em Cabul, neste sábado (25) (Foto: Reuters/Mohammad Ismail)Hamid Karzai deixará o poder porque lei do
país não permite um terceiro mandato
(Foto: Reuters/Mohammad Ismail)

Candidatos à presidência do Afeganistão começam neste domingo (2) dois meses de campanha, em meio a esperanças do ocidente de que a eleição consolide uma estabilidade frágil enquanto forças militares se preparam para deixar o país após 13 anos de guerra.

O Talibã rejeitou a eleição de 5 de abril e já reforça ataques para sabotá-la. Espera-se que os militantes busquem tirar proveito da situação caso a votação seja marcada por fraudes e rixas entre rivais, que buscam substituir o presidente Hamir Karzai, que não pode concorrer por um terceiro mandato segundo a lei afegã.

Quem o substituí-lo herdará uma nação assolada pela crescente ansiedade sobre a questão da segurança, em um momento em que a maior parte das tropas estrangeiras se prepara para sair do país até o fim do ano, deixando as forças afegãs a sós para combater insurgências.

Ataques mensais na capital, Cabul, onde candidatos devem concentrar esforços para conquistar os votos de mulheres e jovens, estão em seu maior nível desde 2008, afirmou uma embaixada em recente relatório de segurança confidencial.

“O aumento pode ser atribuído a esforços relacionados às eleições presidenciais”, disse a embaixada.

Embora o Afeganistão não tenha uma comunidade majoritária, a etnia Pashtun é considerada a maior delas, e questões étnicas terão um papel importante na decisão sobre o próximo presidente.

Diplomatas ocidentais esperam que o primeiro turno acabe dividido entre um dos vários pashtuns proeminentes e o ex-ministro do Exterior Abdullah Abdullah, da etnia Tajik, que tem apelo junto a essa base de eleitores e que foi o principal adversário de Karzai na última eleição, em 2009.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Após campanha, britânico reencontra homem que o ‘salvou’ de suicídio

Jonny (à esq.), que tentava o suicídio, e Neil, que o salvou (Foto: Rethink Mental Illness)Jonny (à esq.), que tentava o suicídio, e Neil, que o salvou (Foto: Rethink Mental Illness)

Após lançar uma campanha que se tornou viral na internet, um britânico reencontrou o homem que o convenceu a não cometer suicídio saltando de uma ponte no centro de Londres, em 2008.

Jonny Benjamin, de 26 anos, havia lançado um apelo nas redes sociais para tentar encontrar o homem, a quem apelidou de ‘Mike’.

Além dos apelos no Facebook e no Twitter, Benjamin também passou horas na ponte de Waterloo distribuindo panfletos, na esperança de localizar a pessoa que salvou sua vida.

Uma das milhões de pessoas a verem a campanha online, propagada pela hashtag #Findmike, foi o personal trainer Neil Laybourn, de 31 anos.

Laybourn imediatamente se identificou como o homem procurado.

‘Eu não consegui acreditar quando vi a campanha e entrei em contato na hora’, relembra.

‘Fiquei tão feliz de saber que Jonny estava bem. Eu sempre pensei nele ao longo de todos esses anos’, disse Neil.

Em 2008, Jonny Benjamin havia sido diagnosticado com transtorno esquizoafetivo, uma doença que combina esquizofrenia com depressão.

‘Eu não aceitava o diagnóstico, achava que nunca iria melhorar e que minha vida tinha acabado’, relembra.

Momentos antes de tentar cometer suicídio, Benjamin foi interrompido por um homem que atravessava a ponte.

‘Ele puxou uma conversa e me ofereceu um café’, disse ele à BBC.

‘Ele não precisava parar. Mas não somente parou, como conversou comigo, me disse que eu iria melhorar. E era exatamente isso que precisava ouvir’, conta.

‘Eu quero agradecer a ele, mostrar minha gratidão pelo que ele fez naquele dia’, disse o britânico, pouco tempo antes de ser contactado por Neil.

Ato de bondade
No panfleto, Benjamin dizia que, infelizmente, estava tão desorientado no dia que se não lembra da fisionomia do homem.

‘Tudo que sei é que ele tinha vinte e poucos anos e estava indo para o trabalho. Agora quero encontrá-lo e agradecê-lo. Você pode me ajudar?’

Hoje Benjamin é um embaixador da instituição de caridade Rethink Mental Illness (Repense as Doenças Mentais, em tradução livre) e já ajudou muitas pessoas a lidarem com seus transtornos.

Por meio de um vídeo blog, ele relata suas experiências com o transtorno esquizoafetivo e é seguido por mais de mil pessoas em redes sociais.

Recentemente ele apresentou um documentário no canal BBC 3 sobre doenças mentais e está produzindo um documentário sobre sua busca pelo ‘bom samaritano’.

‘Seu ato de bondade mudou a maneira como passei a ver a vida e penso muito nele desde então. Se não fosse por ele, provavelmente não estaria aqui hoje’.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Britânico faz campanha para achar homem que o impediu de pular de ponte

Um britânico lançou uma campanha para tentar encontrar o homem que o convenceu a não saltar de uma ponte no centro de Londres, há seis anos.

Jonny Benjamin, de 26 anos, havia sido diagnosticado com transtorno esquizoafetivo, uma doença que combina esquizofrenia com depressão.

‘Eu não aceitava o diagnóstico, achava que nunca iria melhorar e que minha vida tinha acabado’, relembra.

Momentos antes de tentar cometer suicídio, Benjamin foi interrompido por um homem que atravessava a ponte.

‘Ele puxou uma conversa e me ofereceu um café’, diz ele à BBC.

‘Ele não precisava parar. Mas não somente parou, como conversou comigo, me disse que eu iria melhorar. E era exatamente isso que precisava ouvir’, conta.

‘Eu quero agradecer a ele, mostrar minha gratidão pelo que ele fez naquele dia’, diz o britânico, que tem passado horas na ponte distribuindo panfletos na esperança de encontrar a pessoa que salvou sua vida.

Ato de bondade
No panfleto, Benjamin diz que, infelizmente, estava tão desorientado no dia que se não lembra da fisionomia do homem.

‘Tudo que sei é que ele tinha vinte e poucos anos e estava indo para o trabalho. Agora quero encontrá-lo e agradecê-lo. Você pode me ajudar?’

Hoje Benjamin é um embaixador da instituição de caridade Rethink Mental Illness (Repense as Doenças Mentais, em tradução livre) e já ajudou muitas pessoas a lidarem com seus transtornos.

Por meio de um vídeo blog, ele relata suas experiências com o transtorno esquizoafetivo e é seguido por mais de mil pessoas em redes sociais.

Recentemente ele apresentou um documentário no canal BBC 3 sobre doenças mentais e está produzindo um documentário sobre sua busca pelo ‘bom samaritano’.

‘Seu ato de bondade mudou a maneira como passei a ver a vida e penso muito nele desde então. Se não fosse por ele, provavelmente não estaria aqui hoje’.

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Campanha na web quer custear ida da Jamaica às Olimpíadas de Inverno

Perfil no Twitter das Olimpíadas de Inverno de Sochi, na Rússia, tuíta classificação do time de bobsled da Jamaica para a competição. (Foto: Divulgação/Twitter.com)Perfil no Twitter das Olimpíadas de Inverno de Sochi, na Rússia, tuíta classificação do time de bobsled da Jamaica para a competição. (Foto: Divulgação/Twitter.com)

Internautas de todo o mundo se uniram em uma campanha virtual para arrecadar dinheiro suficiente para levar às Olimpíadas de Inverno, em Sochi, na Rússia, o time de bobsled da Jamaica, imortalizado pelo filme “Jamaica abaixo de zero”.

Depois de 12 anos ausente, a equipe jamaicana do esporte conseguiu voltar a se classificar para a competição no sábado (18). O bobsled é uma corrida contra o tempo em que as equipes deslizam em uma espécie de trenó por uma pista sinuosa de gelo. A categoria em que os caribenhos se classificaram é a de dois participantes por trenó.

Há, pelo menos, três frentes de mobilização para levar os jamaicanos aos Jogos de Sochi. Como a equipe não possui fundos, resolveu abrir duas campanhas nos sites de financiamento coletivo Indiegogo e Crowdtilt (Veja aqui e aqui). O objetivo é levantar US$ 80 mil em cada. No primeiro, já recebeu mais de US$ 21 mil e no segundo, mais US$ 34 mil, até a publicação dessa reportagem.

Sensibilizados com o esforço dos jamaicanos, participantes do fórum de discussão Reddit também resolveram ajudar, por meio do tópico “Vamos mandar os time de Bobsleb da Jamaica à Olimpíada de inverno” (Veja aqui).

Os “redditores” começaram a fazer doações com Dogecoins, uma moeda virtual surgida a partir de um “meme” que já superou o Bitcoin em número de transações. Ainda assim, o valor do Dogecoin (US$ 0,00009547) é irrisório perto da cotação do Bitcoin (US$ 880).

Entusiastas da moeda, os “redditores” que participam dessa campanha querem popularizá-la. As doações estão sendo convertidas para Bitcoin e também para dólar. Segundo eles, já arrecadaram 35 BTC, aproximadamente US$ 30 mil.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 22 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Site de ONG cobra promessas de campanha de políticos no Paquistão

Em dez anos, políticos não atenderam demandas como a de saneamento básico em Lahore (Foto: BBC)Em dez anos, políticos não atenderam demandas
como a de saneamento básico em Lahore
(Foto: BBC)

Um site pioneiro no Paquistão, lançado por uma organização ligada a uma agência internacional de notícias, está monitorando as promessas feitas por políticos no país e cobrando resoluções.

O Truth Tracker foi lançado pela UPI Next, entidade sem fins lucrativos ligada à United Press International (UPI). Uma equipe de 25 repórteres espalhados por diversas partes do Paquistão vasculha manifestos, programas de campanha, discursos, sites de políticos e entrevistas à imprensa a caça de promessas.

O editor do Truth Tracker, Mubasher Bukhari, diz que o objetivo do projeto é melhorar a responsabilização – ou ‘accountability’, um termo em inglês usado em política para descrever a obrigação que políticos têm de responder por seus atos e atender às necessidades da população.

‘Nós rastreamos promessas, e continuamos relembrando aos políticos sobre seus compromissos com o povo. Nós também justificamos o porquê de algumas promessas não terem sido cumpridas e listamos os obstáculos.’

Categorias
O site coloca as promessas em cinco categorias diferentes: quebradas, cumpridas, em andamento, ameaçadas e não iniciadas.

Na eleição do ano passado, o então candidato Nawaz Sharif prometeu casas a todas as famílias de baixa renda. Agora eleito, segundo o Truth Tracker, nada foi feito ainda. A promessa está na categoria ‘não iniciada’.

Outro exemplo aconteceu na província do Punjab, onde a maior autoridade local, Shahbaz Sharif, prometeu explorar opções de energia alternativa em um esforço para pôr fim à crise energética que afeta o Paquistão.

O governo do Punjab começou a construir uma usina de energia solar no deserto de Cholistan. Para a Truth Tracker, a promessa está ‘em andamento’.

O sociólogo Rasul Bakhsh Rais acredita que iniciativas como essa são essenciais para a democracia.

‘No Paquistão, políticos têm atitudes diferentes quando estão no poder. Os cidadãos não devem esperar por cinco anos para poder questioná-los – isso precisa ser feito de forma contínua’, diz ele.

‘E agora isso pode acontecer com a ajuda de tecnologia da informação, através de ferramentas como sites.’

No entanto, há muitos casos de pessoas que precisam ser atendidas pelos políticos, mas que não terão como acompanhar o seu trabalho pelo Truth Tracker.

Na cidade de Lahore, a BBC conversou com Tariq Mehymood, um homem que vive na vizinhança de Sitara, onde há esgoto a céu aberto. Há dez anos os políticos vêm prometendo mudanças, mas nada foi feito até hoje.

Mehmood disse que já perdeu a esperança de que será atendido pelos políticos.

‘Agora as eleições vem aí, mas não estamos interessados. Tanto faz, porque sabemos que nada vai mudar.’

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 16 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,