RSS

Arquivo da tag: Buscap

Produtos do Submarino e Americanas.com não aparecem mais no Buscapé

A B2W, detentora das marcas, retirou mais de 400 mil produtos do buscador. Empresa afirmou não participar da política de compras realizadas diretamente pelo site de comparação de preços

A companhia de varejo eletrônico B2W – responsável pelas marcas Submarino, Americanas.com e Shoptime, decidiu retirar dos comparadores de preço Buscapé e Bondfaro (que pertencem à mesma empresa) seus mais de 400 mil produtos. A medida é uma reação contra a nova política de compras rápidas do Buscapé.

O site de comparação de preços anunciou no final de janeiro um novo recurso, o “Comprar agora”, que permite aos usuários finalizar as compras diretamente pela página do serviço – e não somente pesquisar pelo melhor preço. A ideia, segundo a empresa, é facilitar a transação entre fornecedor e consumidor, sem que o usuário precise mudar de site para comprar o que deseja. Outro objetivo é diminuir o índice de abandono da compra.

“A B2W não decidiu em momento algum participar de nenhum projeto com o Buscapé, que envolvesse a captura e retenção de dados de seus clientes. O que ocorreu foi o descumprimento do contrato atual por parte do Buscapé, incluindo as marcas da B2W à revelia no novo formato de conclusão de compra do site”, disse a empresa, em comunicado.

O CEO e cofundador do Buscapé, Romero Rodrigues, afirmou que o serviço retém os dados do usuário mesmo se a compra não for finalizada – exatamente o ponto que a B2W não aprovou. “Para garantir a privacidade e segurança dos dados cadastrais de seus clientes, a B2W retirou os seus mais de 400 mil produtos do buscador. Desde a sua criação, a B2W é a única responsável por todo o processo de compra dos clientes, não conferindo a ninguém o acesso a esses dados”, diz o texto.

Em testes realizados pelo IDG Now!, Buscapé e Bondfaro já não apresentam mais produtos das marcas mantidas pela B2W.

Procurado por nossa reportagem, o Buscapé disse que não irá se pronunciar a respeito.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Produtos do Submarino e Americanas.com não aparecem mais no Buscapé

A B2W, detentora das marcas, retirou mais de 400 mil produtos do buscador. Empresa afirmou não participar da política de compras realizadas diretamente pelo site de comparação de preços

A companhia de varejo eletrônico B2W – responsável pelas marcas Submarino, Americanas.com e Shoptime, decidiu retirar dos comparadores de preço Buscapé e Bondfaro (que pertencem à mesma empresa) seus mais de 400 mil produtos. A medida é uma reação contra a nova política de compras rápidas do Buscapé.

O site de comparação de preços anunciou no final de janeiro um novo recurso, o “Comprar agora”, que permite aos usuários finalizar as compras diretamente pela página do serviço – e não somente pesquisar pelo melhor preço. A ideia, segundo a empresa, é facilitar a transação entre fornecedor e consumidor, sem que o usuário precise mudar de site para comprar o que deseja. Outro objetivo é diminuir o índice de abandono da compra.

“A B2W não decidiu em momento algum participar de nenhum projeto com o Buscapé, que envolvesse a captura e retenção de dados de seus clientes. O que ocorreu foi o descumprimento do contrato atual por parte do Buscapé, incluindo as marcas da B2W à revelia no novo formato de conclusão de compra do site”, disse a empresa, em comunicado.

O CEO e cofundador do Buscapé, Romero Rodrigues, afirmou que o serviço retém os dados do usuário mesmo se a compra não for finalizada – exatamente o ponto que a B2W não aprovou. “Para garantir a privacidade e segurança dos dados cadastrais de seus clientes, a B2W retirou os seus mais de 400 mil produtos do buscador. Desde a sua criação, a B2W é a única responsável por todo o processo de compra dos clientes, não conferindo a ninguém o acesso a esses dados”, diz o texto.

Em testes realizados pelo IDG Now!, Buscapé e Bondfaro já não apresentam mais produtos das marcas mantidas pela B2W.

Procurado por nossa reportagem, o Buscapé disse que não irá se pronunciar a respeito.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de maio de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Buscapé lança rede social para troca de contatos de fornecedores

Recomind.net quer tornar virtual e mais prático o famoso “boca a boca”.

Recomind.net é o nome da rede social gratuita criada pelo Buscapé para compartilhamento de contatos de prestadores de serviços. Disponível na web e em versão mobile, o sistema é integrado com as redes sociais, inicialmente com o Facebook e, em uma segunda fase com Twitter, Google+ e outras, e tem por objetivo tornar virtual e mais prático o famoso “boca a boca”.

“As pessoas utilizam muito as redes sociais para este fim, mas agora poderão, na Recomind.net, buscar em tempo real contatos de amigos, postar suas necessidades e acompanhar indicações em qualquer lugar, inclusive na palma da mão”, explica Juliano Martinez, fundador da rede Recomind.

Segundo a empresa, a ferramenta permite organizar contatos a partir de 12 categorias, que vão do setor automotivo, até casa e construção. Para usar o serviço, é preciso criar uma conta em http://www.recomind.net, cadastrar e compartilhar os contatos profissionais. O usuário também tem como opção importar contatos do celular utilizando o aplicativo para iPhone. Depois, basta requisitar indicações por profissionais específicos conforme a necessidade.

Martinez diz que a partir do momento que o usuário pedir indicação de algum profissional, automaticamente os amigos e parentes cadastrados na rede receberão um aviso, que pode chegar por e-mail, alerta no celular, ou pelas redes sociais.

A Recomind.net surgiu a partir de um problema enfrentado por Martinez em 2005 quando ele precisou de um endocrinologista de confiança, mas não encontrava. “O livro do convênio geralmente é defasado e não exibe a qualidade do profissional”, diz.

Já época de trabalho de conclusão de curso, ele criou o projeto “Classindicados”, no qual usuários cadastravam seus melhores prestadores de serviços e recebiam feedbacks. Porém, seus professores não apoiaram o pré-projeto, alegando que a internet não era “sustentável” financeiramente.

Cinco anos depois, com a explosão das redes sociais e o crescente uso dos smartphones, o projeto foi colocado em prática. Em 2011, já com Rodrigo Vitulli, Edgard Zavarezzi, Lucas de Paula e Pedro Sorrentino, inscreveram o projeto na primeira edição do desafio Sua Ideia Vale 1 Milhão, que resultou na sociedade com o Buscapé Company, juntamente com outras três empresas.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 18 de agosto de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Buscapé lança serviço de proteção que ressarce internauta

A Buscapé anunciou nesta quinta (1) o lançamento do recurso Buscapé Protege, que devolve o dinheiro do internauta caso ele enfrente problemas com as compras feitas através do site comparador de preços. O serviço poderá ser usado se o pedido não for entregue ou se o produto chegar quebrado.

A medida é válida para produtos ou serviço de até 500 reais. O Buscapé disse que se a compra exceder esse valor, o restante será pago pelo próprio fornecedor, após contato feito pelo portal.

Para ter direito ao serviço é preciso criar uma conta no Buscapé. Depois disso, ao realizar uma comparação de preços no site será possível visualizar as ofertas protegidas, sinalizadas por um cadeado amarelo (foto).

Buscapeprotege
Ao se cadastrar no site, o Buscapé Protege é automaticamente ativado

Ao finalizar a compra, o internauta deverá responder a pesquisa e-bit no final do processo. Feito isso, ele receberá um email confirmando a cobertura do serviço. 

O consumidor tem um prazo de até 45 dias após a data do pedido para realizar reclamações sobre o produto adquirido por meio do portal. O Buscapé terá o mesmo prazo, após o contato do internauta, para resolver o problema ou efetuar o reembolso. O serviço pode ser utilizado somente uma vez ao ano e o valor do reembolso não é cumulativo.

De acordo com a empresa, inicialmente o Buscapé Protege vai ser oferecido apenas nas ofertas protegidas de lojas com classificação Diamante da e-bit (empresa provedora de informações sobre o mercado eletrônico) e companhias que utilizam Pagamento Digital como meio exclusivo de pagamento, desde que sejam conveniadas a e-bit. 

A empresa alerta que o Buscapé Protege não é válido para situações específicas, como casos de greve dos Correios, produtos importados, produtos com defeito e já enviados para análise e com prazo para estorno do cartão de crédito.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de junho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Buscapé lança serviço de proteção que ressarce internauta

A Buscapé anunciou nesta quinta (1) o lançamento do recurso Buscapé Protege, que devolve o dinheiro do internauta caso ele enfrente problemas com as compras feitas através do site comparador de preços. O serviço poderá ser usado se o pedido não for entregue ou se o produto chegar quebrado.

A medida é válida para produtos ou serviço de até 500 reais. O Buscapé disse que se a compra exceder esse valor, o restante será pago pelo próprio fornecedor, após contato feito pelo portal.

Para ter direito ao serviço é preciso criar uma conta no Buscapé. Depois disso, ao realizar uma comparação de preços no site será possível visualizar as ofertas protegidas, sinalizadas por um cadeado amarelo (foto).

Buscapeprotege
Ao se cadastrar no site, o Buscapé Protege é automaticamente ativado

Ao finalizar a compra, o internauta deverá responder a pesquisa e-bit no final do processo. Feito isso, ele receberá um email confirmando a cobertura do serviço. 

O consumidor tem um prazo de até 45 dias após a data do pedido para realizar reclamações sobre o produto adquirido por meio do portal. O Buscapé terá o mesmo prazo, após o contato do internauta, para resolver o problema ou efetuar o reembolso. O serviço pode ser utilizado somente uma vez ao ano e o valor do reembolso não é cumulativo.

De acordo com a empresa, inicialmente o Buscapé Protege vai ser oferecido apenas nas ofertas protegidas de lojas com classificação Diamante da e-bit (empresa provedora de informações sobre o mercado eletrônico) e companhias que utilizam Pagamento Digital como meio exclusivo de pagamento, desde que sejam conveniadas a e-bit. 

A empresa alerta que o Buscapé Protege não é válido para situações específicas, como casos de greve dos Correios, produtos importados, produtos com defeito e já enviados para análise e com prazo para estorno do cartão de crédito.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Depois de FairSearch, Buscapé se associa à Icomp para pressionar Google

Depois de se associar à FairSearch, a Buscapé anunciou nesta semana que se tornou membro do conselho da Icomp (Initiative for a Competitive Online Marketplace) para pressionar a Google. Desde que a gigante das buscas lançou seu serviço próprio de comparação de preços no Brasil, a empresa é acusada pelo Buscapé e pelo Bondfaro de priorizar o portal Google Shopping em seus resultados de pesquisa. 

Segundo a E-Commerce Media, proprietária dos sites Buscapé e Bondfaro, apenas o Google Shopping teria o direito de divulgar imagens de produtos, apontar avaliações, comentários, número de lojas anunciantes e até mesmo preços nos resultados do mecanismo de buscas da Google. 

A Icomp reúne mais de 40 empresas e associações, como Microsoft e One News Page, “em defesa de um mercado com maior concorrência, transparência, privacidade de dados dos usuários e respeito pela proteção da propriedade intelectual”. O objetivo da Buscapé Company, de acordo com a empresa, é justamente buscar um “ambiente de concorrência leal no mercado de comparação de preços no Brasil“. 

Há menos de duas semanas, a Buscapé Company se associou à FairSearch, que também visa as melhores práticas de concorrência de mercado e é integrada por empresas como Microsoft, TripAdvisor e Expedia.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Depois de FairSearch, Buscapé se associa à Icomp para pressionar Google

Depois de se associar à FairSearch, a Buscapé anunciou nesta semana que se tornou membro do conselho da Icomp (Initiative for a Competitive Online Marketplace) para pressionar a Google. Desde que a gigante das buscas lançou seu serviço próprio de comparação de preços no Brasil, a empresa é acusada pelo Buscapé e pelo Bondfaro de priorizar o portal Google Shopping em seus resultados de pesquisa. 

Segundo a E-Commerce Media, proprietária dos sites Buscapé e Bondfaro, apenas o Google Shopping teria o direito de divulgar imagens de produtos, apontar avaliações, comentários, número de lojas anunciantes e até mesmo preços nos resultados do mecanismo de buscas da Google. 

A Icomp reúne mais de 40 empresas e associações, como Microsoft e One News Page, “em defesa de um mercado com maior concorrência, transparência, privacidade de dados dos usuários e respeito pela proteção da propriedade intelectual”. O objetivo da Buscapé Company, de acordo com a empresa, é justamente buscar um “ambiente de concorrência leal no mercado de comparação de preços no Brasil“. 

Há menos de duas semanas, a Buscapé Company se associou à FairSearch, que também visa as melhores práticas de concorrência de mercado e é integrada por empresas como Microsoft, TripAdvisor e Expedia.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,