RSS

Arquivo da tag: Britnicos

Britânicos disputam corrida de obstáculos na lama

Britânicos participaram neste sábado (26) de uma corrida de obstáculos na lama em Henley-on-Thames, a oeste de Londres.

A corrida é disputada em um circuito com entre 18 km e 20 km e com 20 obstáculos.

Britânicos disputam corrida de obstáculos na lama (Foto: Justin Tallis/AFP)Britânicos disputam corrida de obstáculos na lama (Foto: Justin Tallis/AFP)Britânicos disputam corrida de obstáculos na lama (Foto: Justin Tallis/AFP)Britânicos disputam corrida de obstáculos na lama (Foto: Justin Tallis/AFP)Britânicos disputam corrida de obstáculos na lama (Foto: Justin Tallis/AFP)Britânicos disputam corrida de obstáculos na lama (Foto: Justin Tallis/AFP)Britânicos disputam corrida de obstáculos na lama (Foto: Justin Tallis/AFP)Britânicos disputam corrida de obstáculos na lama (Foto: Justin Tallis/AFP)

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Britânicos encontram pegadas humanas mais antigas fora da África

 Foto divulgada pelo British Museum mostra algumas das pegadas humanas encontradas por cientistas (Foto: AP Photo/British Museum) Foto divulgada pelo British Museum mostra algumas das pegadas humanas encontradas por cientistas (Foto: AP Photo/British Museum)

Pegadas deixadas por humanos há 800 mil anos foram encontradas na Inglaterra, nos rastros mais antigos de passos humanos já descobertos fora do continente africano, anunciou nesta sexta-feira (7) uma equipe de pesquisadores.

Essas pegadas de adultos e crianças foram encontradas à beira-mar em Happisburgh, no lodo de um antigo estuário.

Atualmente, existem apenas dois locais onde foram encontradas pegadas mais antigas, e ambos estão na África: em Laetoli, Tanzânia, onde foram encontrados rastros de 3,5 milhões de anos, e em Koobi Fora, no Quênia, onde os rastros datam de 1,5 milhão de anos atrás.

“É uma descoberta excepcionalmente rara”, destacou Nick Ashton do British Museum, que realizou as buscas em cooperação com o Museu de História Nacional e a Universidade Queen Mary de Londres. A mesma equipe já havia encontrado pedras talhadas e fósseis de mamutes neste local, há vários anos.

Os pesquisadores descobriram pegadas durante a maré baixa e se apressaram em fotografá-las, antes que o mar as apagasse. Depois reconstituíram as imagens em 3D e conseguiram identificar que eram de adultos, além de algumas menores, que provavelmente pertenciam a crianças.

“É claramente uma célula familiar, em vez de um grupo de caçadores”, declarou Ashton, que considera que esses ancestrais mediam entre 90 cm e mais de 1,70 metro. No entanto, não se sabe a identidade exata dos humanos que deixaram essas pegadas.

Eles podem estar relacionados a um povo de um período semelhante encontrado em Atapuerca, na Espanha, relacionado à espécie Homo antecessor, ou o “homem pioneiro”, disse Chris Stringer, do Museu de História Natural. “Essas pessoas tinham uma altura parecida com a nossa e eram totalmente bípedes”, disse.

O Homo antecessor, aparentemente extinto na Europa há 600 mil anos, talvez tenha sido substituído pela espécie Homo heidelbergensis, seguida pelos Neanderthais, de cerca de 400 mil anos atrás, e pelos humanos modernos, que povoaram a Terra há por volta de 40 mil anos.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Britânicos aproveitam inundações para surfar ondas de enchentes

Britânicos aproveitam inundações para surfar ondas de enchentes (Foto: BBC)Britânicos aproveitam inundações para surfar ondas de enchentes (Foto: BBC)

Surfistas na cidade de Bude, no litoral da Inglaterra, aproveitaram a combinação de maré alta e fortes chuvas. Assista ao vídeo.

O principal rio da cidade, que fica próxima à costa, inundou, formando ondas grandes o suficientes para a prática do surfe.

A Grã-Bretanha enfrenta um inverno de muitas chuvas, com inundações em diversas partes do país.

No Natal, as enchentes provocaram sérios problemas para a população, forçando evacuações. Esta semana, a agência de meteorologia do país voltou a emitir alertas de novas enchentes.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Ataque a shopping no Quênia matou pelo menos 6 britânicos

Pelo menos 6 britânicos foram mortos no ataque a um shopping em Nairóbi, capital do Quênia reivindicado pelos insurgentes do grupo Al-Shebab, indicou o ministro da Defesa, Philip Hammond, nesta segunda-feira (23) à noite em Londres.

O registro anterior era de quatro britânicos mortos, incluindo uma pessoa com dupla nacionalidade anglo-australiana.

“O número de vítimas britânicas aumentou para seis”, disse Philip Hammond, acrescentando que ainda “é possível que outros cidadãos britânicos sejam encontrados, depois que o centro comercial estiver totalmente em segurança”.

O ministro da Defesa fez essas declarações após uma segunda reunião do gabinete Cobra (Cabinet Office Briefing Room A), liderada por David Cameron, que cancelou uma viagem ao castelo escocês de Balmoral, a convite da rainha.

O primeiro-ministro britânico advertiu no domingo, depois da confirmação de três vítimas britânicas, que esperava “mais uma má notícia”.

De acordo com os últimos dados da Cruz Vermelha, o ataque ao Westgate Mall, em Nairóbi, matou pelo menos 69 pessoas.

O massacre foi reivindicado por insurgentes islamitas somalis que dizem agir em retaliação à intervenção militar do Quênia na vizinha Somália, no final de 2011.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Britânicos estão entre vítimas em Nairóbi

Cidadãos britânicos estão, ‘sem qualquer dúvida’, entre as vítimas do atentado deste sábado (21) contra um shopping de Nairóbi, e os diplomatas tentam obter mais informações sobre as pessoas atingidas, informou o ministro britânico de Relações Exteriores, William Hague.

‘Há sem qualquer dúvida cidadãos britânicos entre as vítimas deste ataque’, disse Hague à TV.

Duas francesas também morreram no ataque, de acordo com o Palácio do Eliseu em um comunicado destacava a ‘total solidariedade’ do presidente François Hollande com as autoridades quenianas.

‘O presidente da República condena, com a maior firmeza, este covarde atentado e compartilha a dor da família dos nossos compatriotas’, destaca o comunicado.

O ataque, reivindicado pela milícia islâmica somali ‘Shebab’, ligada à Al-Qaeda, deixou ao menos 39 mortos e 150 feridos no shopping Westgate Mall, frequentado pela elite queniana e por muitos estrangeiros.

Segundo o departamento de Estado, a ação feriu ‘cidadãos americanos’ que vivem no Quêniax.

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 22 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , ,

EUA e britânicos dão passo atrás sobre ação na Síria

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Apesar das indicações de que Estados Unidos, Reino Unido e França se moviam para iniciar uma ofensiva militar na Síria neste fim de semana, resistências internas e externas enfrentadas por esses países podem forçá-los a recuar – ao menos, momentaneamente.

Na noite de quarta-feira, o premiê britânico, David Cameron, sinalizou que deixaria de propor uma votação no Parlamento do país nesta quinta que autorizasse uma ação militar na Síria, após opositores do Partido Trabalhista pedirem mais tempo para colher provas sobre a autoria de um possível ataque com armas químicas na nação árabe.

Cameron busca apoio doméstico para embasar sua posição favorável ao ataque.

Também nesta quarta, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse em entrevista à emissora pública americana PBS que ainda não havia tomado uma decisão sobre um ataque militar na Síria.

Obama, porém, responsabilizou o governo sírio pelo ataque e disse que ‘as normas internacionais contra o uso de armas químicas devem ser cumpridas’. Não está claro se Obama pretende pedir apoio do Congresso americano caso opte por uma intervenção na Síria.

Inspetores da ONU investigam o ataque, ocorrido em 21 de agosto a leste da capital Damasco , quando forças do governo promoviam um bombardeio para tentar expulsar rebeldes da região.

Grupos de oposição dizem que, durante esse ataque, foguetes com agentes tóxicos foram lançados em áreas civis na região de Ghouta.

Eles dizem que mais de 300 pessoas morreram, muitas delas mulheres e crianças. Organizações independentes, como os Médicos Sem Fronteiras (MSF), divulgaram números semelhantes. Para alguns ativistas da oposição, as mortes podem ser ainda mais numerosas.

O Exército sírio nega o uso de armas químicas e diz que as acusações são uma ‘tentativa desesperada’ dos rebeldes de encobrir suas derrotas na região e parte de uma ‘propaganda suja de guerra’.

‘Provas contundentes’
Segundo o líder do Partido Trabalhista britânico, Ed Miliband, são necessárias ‘provas contundentes’ de que o governo sírio conduziu o ataque para que a sigla apoie uma intervenção.

Ele disse que é preciso ‘aprender as lições do Iraque’. Em 2003, os Estados Unidos lideraram uma ofensiva – apoiada pela Grã-Bretanha – contra o Iraque baseada no argumento de que o país, então liderado por Saddam Hussein, tinha armas de destruição em massa que punham em risco a segurança regional. A acusação, porém, jamais foi confirmada.

Na quarta, segundo o jornal ‘New York Times’, funcionários do governo americano disseram a jornalistas que não há ‘arma fumegante’ que ligue diretamente Assad ao ataque. O jornal diz que os documentos do governo americano a serem apresentados não contêm interceptações de comunicações entre comandantes sírios nem relatos detalhados de fontes no local.

A ONU também tem desencorajado uma intervenção na Síria. O secretário-geral da entidade, Ban Ki-moon, disse que a investigação sobre o ataque só deve se encerrar na sexta-feira. Depois disso, o grupo iniciará análises científicas – que não têm prazo para serem concluídas – e, só então, relatará seus achados para o Conselho de Segurança da ONU.

Na última reunião do conselho, na quarta à noite, o Reino Unido insistiu para que os membros permanentes do órgão adotassem uma resolução autorizando medidas para proteger os civis na Síria.

Mas a Rússia, aliada da Síria, se recusou a concordar com a resolução. Moscou tem poder de veto no conselho.

De acordo com o Ministro do Exterior russo, Sergei Lavrov, o uso da força sem a sanção do conselho seria uma ‘violação brutal ‘ do direito internacional e ‘levaria à desestabilização a longo prazo da situação no país e na região’.

Mas, mesmo sem o apoio da ONU, os Estados Unidos e seus aliados têm sinalizado que a ação militar ainda é uma opção.

‘Este é o primeiro uso de armas químicas no século 21’, disse o ministro do Exterior britânico, William Hague. ‘Tem que ser inaceitável … ou vamos enfrentar ainda maiores crimes de guerra no futuro.’

Estima-se que mais de 100 mil pessoas já morreram desde que o conflito eclodiu na Síria, em março de 2011, e pelo menos 1,7 milhão de sírios estão refugiados .

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , ,

Britânicos realizam ‘pelada’ no rio Windrush

AppId is over the quota
AppId is over the quota

Jogadores britânicos participaram de um jogo tradicional “aquático” em Bourton-on-the-Water, na região central da Inglaterra.

Disputado anualmente há mais de um século, as equipes – cada uma com 6 jogadores – jogaram futebol no rio Windrush por 30 minutos.

Britânicos jogam futebol no rio Windrush nesta segunda-feira (26) na Inglaterra (Foto: Darren Staples/ Reuters)Britânicos jogam futebol no rio Windrush nesta segunda-feira (26) na Inglaterra (Foto: Darren Staples/ Reuters)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de agosto de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , ,