RSS

Arquivo da tag: bolsas

Bolsas dos EUA fecham em alta; ação da Microsoft salta 4%

As ações dos Estados Unidos fecharam em alta pelo segundo dia consecutivo nesta terça-feira (18), com o índice Standard & Poor’s 500 fechando próximo de seu nível recorde, após declarações do presidente da Rússia, Vladimir Putin, aliviarem preocupações com a possibilidade de que as tensões na Ucrânia se intensifiquem.

Os ganhos foram amplos, com nove dos dez índices setoriais do S&P 500 terminando no azul. O índice de tecnologia do S&P, com alta de 1,4%, liderou o avanço, impulsionado pela ação da Microsoft.

O índice Dow Jones avançou 0,55%, para 16.336 pontos. O índice Standard & Poor’s 500  teve valorização de 0,72%, para 1.872 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 1,25%, para 4.333 pontos.

O papel da Microsoft saltou 4%, para US$ 39,55, maior avanço diário para a companhia desde novembro. A oscilação desta terça-feira levou a ação a US$ 40 pela primeira vez desde julho de 2000. Na segunda-feira, fonte próxima ao assunto disse à Reuters que a empresa pode anunciar versão da suíte de software Office para o iPad em 27 de março.

Em discurso ao parlamento russo, Putin disse que a Rússia não queria ver a Ucrânia dividida ainda mais e afirmou que não tem planos para ocupar outras regiões do país, após aprovar planos para anexar a Crimeia à Rússia.

“É um triunfo da esperança sobre a experiência”, disse o vice-presidente de Investimentos do Commonwealth Financial. “Eu diria que os investidores devem ser bastante cautelosos. Esse não parece ser um mercado que está negociando por expectativas ou possibilidades de longo prazo.”

Com o avanço do dia, o S&P 500 está a 0,3% de distância da máxima histórica de fechamento atingida no início deste mês.

View the original article here

 
1 comentário

Publicado por em 20 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Bolsas dos EUA fecham em alta; ação da Apple cai mais de 2%

As ações dos Estados Unidos fecharam em alta nesta terça-feira e o S&P 500 avançou pela sexta sessão consecutiva, diante de uma solução alternativa para a crise síria que pode evitar um ataque militar ocidental.

O índice Dow Jones avançou 0,85%, para 15.191 pontos. O Standard & Poor’s 500 teve valorização de 0,73%, para 1.683 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,62%, para 3.729 pontos.

A ação da Apple recuou 2,3%, para 494,65 dólares, com investidores não se empolgando com os mais recentes produtos da empresa, que incluem duas novas versões de sua linha iPhone.

Sinais de fortalecimento da economia da China deram motivos para que investidores comprassem ações. Todos os 10 setores do S&P 500 subiram. Mas o setor energético teve o desempenho limitado pela queda nos preços do petróleo. E o tecnológico fechou longe das máximas, influenciado por perdas no papel da Apple, que também pressionaram o S&P 500 e o Nasdaq.

Temores de uma possível ofensiva militar contra a Síria perderam força após o presidente dos EUA, Barack Obama, dizer na segunda-feira que via um possível avanço com uma proposta russa para que a Síria cedesse suas armas químicas para destruição. A Síria apoiou a oferta.

“Vários fatores continuam a acalmar investidores e a aumentar a atratividade das ações”, disse o chefe de alocação de ativos do ING Investment Management, Paul Zemsky.

“A nova proposta cria um cenário potencial em que os EUA não têm de entrar militarmente. Estávamos preocupados não só com a Síria, mas com a possibilidade de que isso pudesse se espalhar para outras nações no Oriente Médio. Estamos reduzindo esse risco”, acrescentou.

Incertezas geopolíticas têm motivado os movimentos do mercado nas últimas semanas. Investidores observam especialmente os preços do petróleo em busca de quaisquer sinais de que a ação militar possa restringir a oferta. Diante do arrefecimento dessa preocupação, os preços do petróleo perderam 2% nesta terça-feira.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 12 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , ,

Programa concede 18 mil bolsas para pesquisadores de tecnologia

Ciências Sem Fronteiras financia estudantes da pós e graduação que são aprovados para fazer cursos em universidades fora do País.

19 de novembro de 2012 – 11h33

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (19/11) que o Programa Ciência sem Fronteiras concedeu 18 mil bolsas de estudo até novembro. Segundo ela, mais 3 mil nomes de alunos estão na lista de aprovados, na última chamada, para estudar em universidades de sete países no próximo ano.

“Eles vão aprender o que há de mais avançado em ciência e tecnologia no planeta. E, quando voltarem ao Brasil, vão ajudar a melhorar nossas universidades e a criar novas tecnologias para agregar valor e dar mais competitividade às nossas empresas, aos nossos produtos e aos nossos serviços”, avaliou.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma destacou também que, a partir de amanhã (20), serão abertas 18 mil vagas para cursos que começam em setembro de 2013. Para ela, a meta do governo de levar 101 mil estudantes brasileiros ao exterior até 2014 será alcançada.

“O Brasil tem que enfrentar simultaneamente dois grandes desafios: o de combater a miséria e elevar o nosso país à condição de classe média e o de sermos capazes de criar tecnologia avançada e inovar, elevando o nosso país aos mais desenvolvidos do mundo. Esses jovens vão ajudar o Brasil a dar um salto em ciência, tecnologia e inovação, e a transformar nosso país em uma potência também na economia do conhecimento.”

*Com informações da Agência Brasil

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de janeiro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,