RSS

Arquivo da tag: Bernardo

Internet móvel deve ter falhas em 6 estádios da Copa, diz Bernardo

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, admitiu nesta quarta-feira (30) que, em pelo menos 6 dos 12 estádios da Copa, os torcedores devem enfrentar problemas para utilizar a internet em seus celulares. Entre as arenas, segundo ele, estão o Itaquerão, em São Paulo, palco da abertura da Copa, a Arena da Baixada, em Curitiba, e o Mineirão, em Belo Horizonte.

Bernardo disse que nesses 6 estádios (ele não informou quais são os outros três) falta assinar um acordo que permite a instalação de uma rede Wi-Fi. O objetivo dessa estrutura é reforçar a oferta de sinal de internet dentro dos estádios. Sem isso, apenas o sinal da rede móvel das operadoras vai estar disponível e a expectativa é que ela não seja suficiente para atender à demanda durante os jogos.

“Vai ficar deficiente o serviço do ponto de vista de dados [internet] nos estádios. Em seis estádios, já colocamos o Wi-Fi. Mas é muito difícil quando os administradores não concordam porque não podemos obrigá-los a fazer”, disse o ministro, que completou: “Mesmo que faça agora o acordo [com os seis que faltam], dificilmente vai dar tempo de fazer um serviço de boa qualidade.”

No dia 17 de março, o diretor-executivo do SindiTelebrasil, entidade que reúne as empresas de telefonia, Eduardo Levy, afirmou ao G1 que a instalação dos equipamentos para reforçar o sinal de celular pode não ficar pronta até a data dos jogos dentro dos estádios do Corinthians, em São Paulo, e do Atlético Paranaense, em Curitiba. Segundo ele, por conta disso, os torcedores podem enfrentar falhas nas tentativas de chamadas e de acesso à internet móvel nesses locais.

A declaração foi dada por Levy no mesmo dia em que foi anunciado o acordo da entidade com Corinthians e Atlético-PR para a instalação da chamada “cobertura indoor”, destinada à propagação de sinais em ambientes fechados. Dos 12 estádios que vão receber jogos durante a competição, apenas nesses dois ainda não havia entendimento, o que impedia o início da obra.

Transmissão para a TV
Paulo Bernardo disse ainda que “está praticamente pronta” a instalação da infraestrutura para a transmissão dos jogos, obra realizada pela Telebras e que é compromisso do governo brasileiro.

Em março, o ministro disse que a instalação da infraestrutura de telecomunicações, para transmissão de jogos e serviços de telefonia, só deve ser concluída às vésperas da Copa em pelo menos 3 estádios (São Paulo, Curitiba e Porto Alegre), por conta do grande atraso nas obras desses estádios. A situação estaria causando “tensão” e “estresse” no governo, de acordo com o ministro.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , ,

Paulo Bernardo pede apoio de deputados para votação da lei de antenas

Ministro das Comunicações anunciou que o governo pretende subsidiar a aquisição dos conversores de TV digital para população de baixa renda.

O ministro das Comunicações (Minicom), Paulo Bernardo, pediu ao presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, apoio para aprovação do Projeto da Lei Geral de Antenas (5013/13). A proposta, já aprovada pelo Senado, define normas gerais para a instalação de infraestrutura de telecomunicações no País.

A nova lei é considerada fundamental para a implantação da tecnologia 4G (quarta geração), que a partir do mês que vem deverá estar disponível nas cidades-sede da Copa das Confederações.

Após se reunir ontem com Henrique Alves, Paulo Bernardo disse ainda que o presidente está interessado em continuar a implantação de canais digitais da TV Câmara. “Existem aproximadamente 40 canais que foram consignados para a TV Câmara nos últimos dois anos e que estão em processo de implementação”, explicou.

Henrique Eduardo Alves pediu a Paulo Bernardo que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Minicom assegurem às TVs Legislativas canais digitais em UHF para que não sejam interrompidas as transmissões. Atualmente, são 80 canais em consignação para as TVs Legislativas, operados em compartilhamento pelas TVs Câmara, Senado, Assembleias e Câmaras de Vereadores.

O ministro das Comunicações afirmou que as TVs públicas e privadas deverão ser abrigadas na chamada faixa nobre da TV digital, entre os canais 14 e 52.

Paulo Bernardo anunciou que o governo pretende subsidiar a aquisição dos conversores de TV digital, para a população de baixa renda, para popularizar essa tecnologia a partir do desligamento da transmissão do sinal analógico.

Analógico x digital

Paulo Bernardo informou ainda que o prazo para a mudança do padrão analógico para o digital das televisões deve ser alterado. A previsão inicial era implementar até julho de 2016.

“Nós estamos com uma proposta, eu já falei com a presidente Dilma. Se ela concordar, nós vamos fazer um decreto para mudar isso. Antecipar uma parte e postergar outra. Quer dizer, seria entre 2015 e 2018. Até porque, pelas dimensões do Brasil, pelo número de telespectadores, a importância da televisão no Brasil, não podemos fazer tudo em uma data porque provavelmente seria mais difícil efetivar.”

Com informações da Agência Câmara

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de junho de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Prefeitura de São Bernardo do Campo, Amil e Vip Rent a Car conquistam inteligência com BI

Empresas aprimoraram análises de negócios a partir da adoção de ferramentas de Business Intelligence.

27 de novembro de 2012 – 10h10

Cresce cada vez mais o número de empresas que busca em ferramentas de Business Intelligence (BI) o caminho para conquistar vantagem competitiva e inteligência nos negócios. Esse é o caso da Prefeitura de São Bernardo do Campo, Amil e Vip Rent a Car.

A Prefeitura de São Bernardo do Campo entrou na era da inteligência para modernizar o transporte público da cidade. O Programa de Transporte Urbano de São Bernardo do Campo (PTU/SBC) nasceu da necessidade de criar opções de acesso para mais de 700 mil habitantes do município, após a prefeitura detectar alguns problemas na mobilidade diária da cidade, como engarrafamentos e superlotação de passageiros nos ônibus.

Para materializar os indicadores gerados no projeto, a prefeitura da cidade contará com equipamentos, dispositivos, softwares e outras tecnologias que possibilitam uma visão completa das diversas áreas que envolvem o programa. O Targit BI Suite é uma das ferramentas que vão apoiar a iniciativa.

“Agora, não trabalhamos com base no ‘felling’, mas sim em cima de dados reais, coletados pela ferramenta”, afirma Maurício Thesin, diretor operacional na Empresa de Transportes Urbanos de São Bernardo do Campo.

A ferramenta auxiliará na priorização de melhorias dos transportes coletivos e identificará, por meio de dados coletados no sistema de bilhetagem, quais os ajustes necessários para aprimorar as condições e o tempo de viagem nas 58 linhas municipais, que operam com 385 ônibus.

“No momento em que o usuário passa o cartão magnético na leitora da catraca eletrônica, são levantados relatórios na nossa central, como a informação do horário de partida até o tempo de viagem do passageiro. A partir desses dados, estudamos a melhor alternativa para reduzir o tempo de viagem do usuário”, aponta Thesin.

No cenário anterior, o levantamento das problemáticas do transporte era realizado em até um mês. Hoje, seu banco de dados processa relatórios no prazo máximo de uma semana.

A Amil, operadora de saúde, adquiriu recentemente o Parallel Data Warehouse (PDW), solução que inclui softwares avançados Microsoft e hardware de alto desempenho HP, para consolidar o expressivo volume de dados das áreas de negócios. Extração e análise de informações que tomavam dias da equipe foram reduzidas para minutos, relata a companhia.

Segundo a empresa, todas as informações, que vão desde a venda das apólices pelas seguradoras, passando pelo atendimento aos pacientes até o histórico de internações dos hospitais ficavam em bancos de dados isolados que não conversavam. Ao consolidar os dados no data warehouse da Microsoft, a Amil poderá fazer avaliações analíticas mais profundas de suas informações, aumentando a previsibilidade e tornando sua atuação ainda mais eficaz.

De acordo Telmo Pereira, diretor de Tecnologia da Informação e Operações da Amil, como o appliance é um grande repositório, que permite processar mais de 700 terabytes de dados, é possível ter aceso do histórico dos últimos dez anos para a base de dados e promover análises sofisticadas.

A fase inicial de instalação do PDW terá início no final de 2012, momento em que as plataformas serão integradas e os profissionais que lidam com o ambiente de Business Intelligence perceberão melhor performance da solução.

Já a Vip Rent a Car, companhia especializada na locação de veículos, escolheu o Tableau Software, solução de Business Analytics que foi implementada pela Path, para aprimorar análises.

Antes do Tableau, a Vip Rent a Car explorava o Excel como ferramenta de Business Intelligence. Porém, havia falta de indicadores e de informações que pudessem auxiliar as análises e tomadas de decisão, afirma a organização.

O gerente-executivo da Vip Rent a Car, Marcos Correa, explica que após a adoção da tecnologia, algumas análises que a empresa não conseguia obter nos relatórios do sistema de gestão foram obtidas com facilidade em apenas 20 minutos.

Uma das primeiras análises que a empresa realizou foi o custo de manutenção dos veículos – individual, por modelo e por grupo. “Esse indicador é fundamental para a tomada de decisão no negócio de locação de veículo”, explica a diretora-geral da Path, Verônica Simões.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de maio de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Paulo Bernardo diz que governo continuará negociando mudanças no Marco Civil

Segundo o Ministro, as mudanças feitas na proposta que estabelece o marco civil da internet atendem aos anseios do governo, em parte

As últimas mudanças feitas na redação do Projeto de Lei do Marco Civil da Internet submetida hoje para votação na Comissão Especial que abnalisa o assunto na Câmara nos deputados, atendem em parte aos anseios do governo, segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.Em entrevista à Agência Brasil o Ministro garantiu que as negociações vão continuar. “Eles fizeram uma redação que nos atende mais. Para ser bem sincero, não era exatamente a nossa opção, mas também não achamos que cria problemas. Como não foi votado, vamos estudar melhor”, disse.

Segundo Paulo Bernardo, a principal divergência é em relação à definição de quem vai estabelecer os parâmetros da neutralidade de rede, que é a garantia de tratamento igualitário dos dados que trafegam na internet. Para o governo, essa atribuição deve ficar com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mas o texto inicial dava a entender que o responsável seria o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI), uma entidade composta por vários setores da sociedade e do governo.

Ontem, o governo já esperava que a votação do Marco Civil na Comissão Especial fosse adiada para agosto, como aconteceu. Não houve quórum na sessão.

Na redação final do substitutivo, do deputado Alessandro Molon (PT-RJ), está escrito que a discriminação ou degradação do tráfego será regulamentada por decreto, ouvidas as recomendações do CGI.

Bernardo disse que ainda não está claro se essa redação possibilita que a responsabilidade para regular a neutralidade de rede seja da Anatel. “Nossa opção era manter isso como atribuição da Anatel, e não transferir para o CGI, porque como vamos ter uma organização social fazendo normas para serem seguidas pela sociedade e pelo governo”, alerta.

(*) Com Agência Brasil

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Paulo Bernardo diz que governo continuará negociando mudanças no Marco Civil

Segundo o Ministro, as mudanças feitas na proposta que estabelece o marco civil da internet atendem aos anseios do governo, em parte

As últimas mudanças feitas na redação do Projeto de Lei do Marco Civil da Internet submetida hoje para votação na Comissão Especial que abnalisa o assunto na Câmara nos deputados, atendem em parte aos anseios do governo, segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.Em entrevista à Agência Brasil o Ministro garantiu que as negociações vão continuar. “Eles fizeram uma redação que nos atende mais. Para ser bem sincero, não era exatamente a nossa opção, mas também não achamos que cria problemas. Como não foi votado, vamos estudar melhor”, disse.

Segundo Paulo Bernardo, a principal divergência é em relação à definição de quem vai estabelecer os parâmetros da neutralidade de rede, que é a garantia de tratamento igualitário dos dados que trafegam na internet. Para o governo, essa atribuição deve ficar com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mas o texto inicial dava a entender que o responsável seria o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI), uma entidade composta por vários setores da sociedade e do governo.

Ontem, o governo já esperava que a votação do Marco Civil na Comissão Especial fosse adiada para agosto, como aconteceu. Não houve quórum na sessão.

Na redação final do substitutivo, do deputado Alessandro Molon (PT-RJ), está escrito que a discriminação ou degradação do tráfego será regulamentada por decreto, ouvidas as recomendações do CGI.

Bernardo disse que ainda não está claro se essa redação possibilita que a responsabilidade para regular a neutralidade de rede seja da Anatel. “Nossa opção era manter isso como atribuição da Anatel, e não transferir para o CGI, porque como vamos ter uma organização social fazendo normas para serem seguidas pela sociedade e pelo governo”, alerta.

(*) Com Agência Brasil

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,