RSS

Arquivo da tag: Autoridades

Atriz pornô choca autoridades após vídeo em biblioteca de universidade

A atriz pornô australiana Angela White causou polêmica após as autoridades descobrirem que a mulher gravou um de seus vídeos na biblioteca Universidade La Trobe em Vitória, na Austrália.

O vídeo, que mostrava White e um parceiro mantendo relações sexuais nas dependências da instituição, teria sido gravado no começo deste ano e estava disponível no site da atriz.

A atriz pornô Angela White causou polêmica e pode responder por crimes após gravar filme adulto em biblioteca de universidade na Austrália (Foto: Reprodução/Angela White)A atriz pornô Angela White causou polêmica e pode responder por crimes após gravar filme adulto em biblioteca de universidade na Austrália (Foto: Reprodução/Angela White)

De acordo com o jornal “Herald Sun’, o porta-voz da universidade declarou que ficou “chocado e horrorizado com o ato descarado”, e que a autorização para as gravações “não foi emitida, e nem seria”.

O representante sublinhou que ficou sabendo do caso após alguns alunos que viram o material reconhecerem a biblioteca, e informarem a direção. A instituição também disse que irá auxiliar a polícia nas investigações.

A gravação foi retirada do vídeo da atriz pornô, e, de acordo com fontes legais, uma nova publicação do filme pode ser considerada fora da lei.

Já o porta-voz da polícia de Vitória declarou que está ciente do caso, e que os envolvidos podem ser acusados de atentado ao pudor e exposição obscena.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Autoridades da Crimeia negam acesso de observadores

As autoridades pró-russas da Crimeia negaram acesso para um grupo de cerca de 30 observadores militares não armados da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), informou nesta quinta-feira (06) a porta-voz da OSCE, Tatiana Baeva.

Em declarações à Agência Efe em Viena, onde se encontra a sede da organização, Tatiana relatou que os militares estavam a bordo de dois ônibus, ambos procedentes da cidade ucraniana de Odessa, quando foram impedidos de entrar na Crimeia.

Agora, o grupo de observadores se encontra na cidade de Kherson, ao norte da Crimeia, “onde estudam um plano de ação”.

arte crimeia 05.04 (Foto: Arte/G1)arte crimeia 05.04 (Foto: Arte/G1)

A pedido do novo governo da Ucrânia, um total de 22 países aderidos à OSCE autorizou nesta semana o envio de um total de 41 soldados desarmados para inspecionar a situação na Crimeia.

Entre esses países, se destacam alguns países membros da Otan, como os Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Reino Unido, Itália e Turquia, que ofereceram, cada um, o envio de dois soldados.

O mandato deste contingente fica estabelecido no capítulo 3 do chamado “Documento de Viena”, que permite receber de maneira voluntária visitas “para tratar de atividades militares incomuns”.

Nesta semana, Kiev havia pedido ao restante dos 56 países aderidos à OSCE que enviassem esse pessoal militar ao seu território entre os dias 5 e 12 de março, a começar pela cidade de Odessa.

Essa é a primeira vez que o mecanismo do “Documento de Viena” foi acionado.

Em paralelo, o governo dos EUA e seus aliados estão tentando impulsionar uma ampla missão de observadores, não só no campo militar, mas também para supervisionar a situação dos direitos humanos, das minorias ou da liberdade de imprensa, algo que poderia relaxar a tensão no terreno.

Enquanto o novo governo da Ucrânia pede o envio desses observadores, a Rússia já demonstrou seu ceticismo em relação à utilidade de uma missão na Crimeia.

Para um amplo mandato, com centenas de analistas, a OSCE necessita de uma decisão de consenso entre todos os estados membros, ou seja, também necessita do respaldo da Rússia e seus aliados mais próximos, como Belarus.

A OSCE, um organismo que tem suas origens na Guerra Fria, possui objetivo de prevenir conflitos e fomentar a democracia e o Estado de Direito.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Autoridades detêm suposto sequestrador de avião na Turquia

Homem fala com comissários de bordo depois que o avião foi forçado a descer em Istambul. (Foto: Cihan News Agency/AFP)Homem fala com comissários de bordo depois
que o avião foi forçado a descer em Istambul
(Foto: Cihan News Agency/AFP)

Forças especiais de segurança da Turquia detiveram nesta sexta-feira (7) um passageiro suspeito de fazer uma ameaça de bomba e tentar sequestrar um avião, exigindo que fosse levado a Sochi, cidade russa onde ocorrem os Jogos Olímpicos de Inverno, afirmou uma autoridade do Ministério do Transporte à agência de notícias Reuters.

A Turquia mobilizou um caça F-16 para acompanhar o avião que viajava da cidade ucraniana de Kharkov até seu pouso no aeroporto Sabiha Gokcen, em Istambul, na Turquia.

“Forças de segurança detiveram o sequestrador, não houve vítimas”, disse a autoridade, acrescentando que todos os passageiros foram retirados da aeronave.

O passageiro aparentemente teria consumido álcool, foi acalmado pela tripulação e convencido a permitir que o avião, um Boeing 737-800, pousasse em Istambul às 18h02 (14h02 em Brasília), de acordo com a agência de notícias Dogan.

Um funcionário do Ministério dos Transportes da Turquia afirmou que havia 110 passageiros a bordo e confirmou que uma ameaça de bomba havia sido feita, mas disse que o avião pousou em segurança.

Agentes continuavam inspecionando o avião, disse o ministério em comunicado.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , ,

ONU pede que Vaticano entregue às autoridades envolvidos em abusos

A Organização das Nações Unidas (ONU) pediu nesta quarta-feira (5) que o Vaticano “afaste imediatamente” de seus cargos todos os clérigos responsáveis ou suspeitos de abuso de crianças, e os denuncie às autoridades civis, em um relatório sem precedentes feito sobre pedofilia na Igreja Católica.

O Comitê da ONU para os Direitos da Infância (CRC, na sigla em inglês) disse que a Santa Sé também deve entregar seus arquivos sobre abusos sexuais a dezenas de milhares de crianças para que os culpados e as pessoas ligadas aos crimes possam ser responsabilizados.

“O comitê está gravemente preocupado pelo fato de que a Santa Sé não percebeu a extensão dos crimes cometidos, não tomou as medidas necessárias para lidar com casos de abuso sexual infantil nem para proteger essas crianças, e adotou políticas e práticas que levaram à continuidade dos abusos e à impunidade dos perpetradores [criminosos]”, diz o documento.

O Vaticano disse nesta quarta que enfrenta os casos de pedofilia na Igreja Católica com uma “exigência de transparência”, e a prova disso é que, nos próximos dias ou semanas, irá explicar o funcionamento da comissão criada para preveni-los.

O comitê da ONU acrescentou que a Igreja Católica ainda não tomou as medidas para evitar a repetição de casos como o escândalo das lavanderias da Irlanda, em que meninas foram colocadas arbitrariamente em condições de trabalho forçado, entre 1922 e 1996.

O órgão pediu uma investigação interna sobre o caso e situações semelhantes, para que os responsáveis possam ser processados e uma “compensação total” seja paga às vítimas e às suas famílias.

Uma comissão criada em dezembro de 2013 pelo Papa Francisco deveria investigar todos os casos de abuso sexual infantil, “assim como a conduta da hierarquia católica ao lidar com eles”, aponta o texto da ONU.

Nos últimos anos, integrantes do clero envolvidos em abuso foram transferidos de paróquia a paróquia em seus países, “em uma tentativa de acobertar tais crimes”, acrescenta o relatório.

“A prática da mobilidade dos criminosos, que tem permitido a muitos sacerdotes permanecer em contato com crianças e seguir abusando delas, continua expondo menores de muitos países a um alto risco de sofrer abusos sexuais”, afirma o relatório.

“Devido ao código de silêncio imposto a todos os membros do clero, sob pena de excomunhão [expulsão da Igreja], casos de abuso sexual infantil dificilmente foram relatados às autoridades policiais nos países onde tais crimes ocorreram”, diz o documento.

O Vaticano viola a Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança ao não fazer o suficiente para erradicar os casos de pedofilia na Igreja, afirmou também nesta quarta a presidente do comitê.

“A resposta é sim, até agora tem violado a Convenção, porque não tem feito tudo o que deveriam para acabar com este problema”, disse Kirsten Sandberg.

Sessão pública
Em uma sessão pública realizada no mês passado em Genebra, na Suíça, o comitê da ONU pressionou representantes do Vaticano a revelar o alcance dos casos de pedofilia nas últimas décadas dentro da Igreja.

Na ocasião, a delegação da Santa Sé respondeu a perguntas de 18 integrantes de diversas nacionalidades – pela primeira vez desde que o escândalo surgiu, há mais de duas décadas – e negou as acusações de que o Vaticano tenha acobertado os casos. Além disso, declarou que foram criadas diretrizes claras para proteger as crianças.

O Papa Francisco afirmou, à época, que os casos são motivo de “vergonha” para a Igreja.

O embaixador do Vaticano na ONU, monsenhor Silvano Tomasi, à esquerda, fala com o ex-responsável por investiga abusos na Igreja Charles Scicluna, antes do início de seu questionamento (Foto: Fabrice Coffrini/AFP)O embaixador do Vaticano na ONU, monsenhor Silvano Tomasi, à esquerda, fala com o ex-responsável por investigar abusos na Igreja Charles Scicluna, antes do início dos questionamentos, em 16 de janeiro, na Suíça (Foto: Fabrice Coffrini/AFP)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Autoridades concluem buscas em asilo no Canadá, 32 idosos morreram

As autoridades da província de Québec, no Canadá, anunciaram nesta segunda-feira (3) o fim dos trabalhos de busca sob os escombros de um asilo, devastado por um incêndio que deixou 32 mortos há dez dias.

Até agora, 28 corpos foram removidos do que sobrou da casa arrasada pelas chamas em 23 de janeiro passado. Desses, 17 puderam ser identificados.

“Durante nossa investigação no local, recuperamos mais restos humanos, que estamos no processo de examinar para relacioná-los com uma vítima que ainda falta” encontrar, declarou a porta-voz do Instituto Médico Legal de Québec, Geneviève Guilbault, em entrevista coletiva.

Na noite de 23 de janeiro, o fogo se alastrou por uma ala desse lar para idosos, onde viviam 60 pessoas. O estabelecimento ficava em Isle-Verte, localidade de 1.400 habitantes, a 230 quilômetros ao nordeste de Québec e às margens do rio Saint-Laurent.

A investigação sobre as causas do incêndio ainda está em curso. Recentemente, a Rádio Canadá anunciou que a origem das chamas teria sido um cigarro fumado por um residente dentro do quarto, depois que os responsáveis pelo lugar proibiram-no de ir ao salão reservado para fumantes.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Autoridades dos EUA barram entrega de cerveja feita por drones

A “Lakemaid Beer”, empresa fabricante de cervejas no EUA, viu seu novo nicho de entregas de bebidas feitas por drones barradas por autoridades norte americanas, que querem submeter os equipamentos a regulações nacionais.

O equipamento, que funciona a partir de coordenadas GPS, consegue levar até 12 cervejas por viagem, e é similar ao projeto anunciado pela gigante Amazon, também nos EUA. A companhia até fez um vídeo mostrando como seria o sistema de entregas (assista).

Empresa quis implementar entrega de cerveja por drones, mas foi barrada por autoridades dos EUA (Foto: Reprodução/YouTube/LakemaidSpotter)Empresa quis implementar entrega de cerveja por drones, mas foi barrada por autoridades dos EUA (Foto: Reprodução/YouTube/LakemaidSpotter)

A companhia teve a ideia do transporte por meio de pequenas aeronaves não-tripuladas para resolver o problema de pescadores que não tinham como ter acesso a cerveja, já que moram próximo a lagos congelados nos estados de Minnesota Wisconsin.

De acordo com o jornal “Metro”, a Administração Federal de Aviação (FAA, em inglês), impediu que o projeto fosse implementado agora, já que ainda são necessárias aprovações de regulamentações normas técnicas e de segurança para que drones possam ser usados comercialmente.

“Ficamos um pouco surpresos com o interesse da FAA nisso, pois iríamos operar abaixo do limite de 120 m de altura”, afirmou o presidente da Lakemaid, Jack Supple.

Alguns clientes que ficaram entusiasmados com a ideia já começaram a assinar uma petição pedindo a liberação dos drones de entrega, que poderá ser enviada à Casa Branca após 100 mil assinaturas.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de fevereiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Em meio à crise, presidente da Ucrânia admite ‘erros’ de autoridades

O presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovich, acusou nesta quinta-feira (30) a oposição de “continuar envenenando a situação”, mas reconheceu que as autoridades cometeram “erros” no país, imerso em uma grave crise política.

Segundo ele, a oposição “segue envenenando a situação” por conta das “ambições políticas” de alguns de seus líderes, disse em uma mensagem no site da presidência e dirigida aos cidadãos do país.

Mas, segundo o texto, deve-se “levar em conta os erros que as autoridades sempre cometem”.

Mais cedo Viktor Yanukovitch anunciou que sofre de uma “doença respiratória aguda”.

“O presidente está de baixa por uma doença respiratória aguda acompanhada de febre alta”, informou a assessoria de imprensa da presidência, dois dias depois da renúncia do gabinete de governo.

O movimento de protesto nasceu em resposta à decisão de Yanukovitch de não assinar um acordo de associação com a União Europeia (UE) e de privilegiar uma aproximação com Rússia, que concedeu um crédito de US$ 15 bilhões a Kiev e uma redução do preço do gás.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,