RSS

Arquivo da tag: assinatura

Fabricante de fones Beats irá lançar serviço de música por assinatura

Fabricante de fones Beats irá lançar serviço de música por assinatura (Foto: Divulgação/Beats)Fabricante de fones Beats irá lançar serviço de música por assinatura (Foto: Divulgação/Beats)

A Beats, fabricante de fones de ouvido cofundada pelo rapper americano Dr. Dre que se tornou símbolo de status, irá lançar na terça-feira (21) um serviço de música por assinatura pela internet, o Beats Music.

O anúncio reforça a competição em um segmento que já responde por 20% das receitas do mercado de música digital e tem sido a grande aposta das gravadoras na internet.

No modelo tradicional desse tipo de serviço, o usuário paga um valor fixo mensal para ter acesso ilimitado a um catálogo de milhões de músicas. O acesso às faixas depende de uma conexão à rede. Alguns aplicativos permitem baixar as músicas para dispositivos móveis, mas as faixas só podem ser ouvidas dentro desses apps, o que evita a pirataria. As gravadoras e os artistas são remunerados por música tocada.

Hoje, o maior expoente desse tipo de serviço é o Spotify, que registrava 6 milhões de assinantes e 24 milhões de usuários em todo o mundo em março de 2013, número mais recente disponibilizado pela companhia. Mas outros nomes, como Deezer, Rdio e Napster, também têm ganhado espaço.

A Beats ainda não divulgou quanto vai custar a assinatura do Beats Music. No seu site, a companhia só informa sobre o pacote específico para clientes da operadora AT&T, nos Estados Unidos, que sairá por US$ 15 ao mês e poderá ser usado por até cinco pessoas em dez dispositivos diferentes.

Pouco depois do anúncio do novo serviço da Beats, o Spotify revelou que iria retirar o limite de reproduções de música gratuitamente por meio de seu site. No mês passado, a companhia também lançou uma opção gratuita para usuários do serviço em dispositivos móveis. Os consumidores, no entanto, têm que ouvir propaganda entre as canções.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Revista Rolling Stone chega ao iPad; assinatura custa US$20 ao ano

Edição da revista norte-americana para tablet da Apple traz links de músicas citadas no iTunes. Cofundador havia criticado editoras por apostarem no iPad em 2011. A famosa revista de música e entretenimento Rolling Stone finalmente chegou ao iPad com um aplicativo na loja Banca (Newstand) da Apple.

Para comprar a edição americana da publicação (disponível apenas em inglês), é preciso fazer o download do aplicativo “Rolling Stone Magazine” e depois comprar as edições e/ou assinaturas de sua escolha diretamente pelo app.

Cada edição sai por 5 dólares, enquanto que a assinatura mensal sai por 2 dólares e a anual por apenas 20 dólares (provavelmente o preço de apenas uma edição importada impressa em uma banca brasileira).

rollingstoneios01.jpg

Anteriormente a revista já tinha uma versão digital disponível para Kindle e Nook. No entanto, a nova versão específica para iPad traz links de músicas e citados nas reportagens e reviews para o leitor poder ouvir trechos e/ou comprar as faixas pelo iTunes.

Vale lembrar que em 2011 o editor-chefe da Rolling Stone, Jann Wenner, se mostrou contrário a levar conteúdo para o tablet da Apple. Na época, o cofundador da RS disse que “os editores de revistas eram loucos em abraçar o iPad” por causa das vendas baixas e custos para converter o conteúdo.

Segundo o Apple Insider, levantamentos recentes apontam que os donos de iPad gastam, em média, 70 mil dólares por dia em compras na loja e agregador de conteúdo Banca, da Apple. Esse número talvez tenha feito Wenner mudar de ideia.

rollingstoneios02.jpg

O aplicativo Rolling Stone Magazine pode ser baixado normalmente pela App Store brasileira. Clique aqui para baixar.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de março de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

TV por assinatura chega a mais de 14 milhões de domicílios brasileiros

Crescimento foi de 1,84% em relação a junho de 2012 e de 31,05% comparado a julho de 2011.Entre julho de 2011 e julho de 2012, foram mais de 3,5 milhões de novas assinaturas.

Com 267,2 mil novos assinantes, o Brasil fechou julho de 2012 com 14,8 milhões de domicílios com TV por assinatura. O crescimento representa uma evolução de 1,84% em relação a junho de 2012 e de 31,05% em comparação com julho de 2011. Entre julho de 2011 e julho de 2012, foram registradas mais de 3,5 milhões de novas assinaturas. Considerando-se o número médio de 3,3 pessoas por domicílio divulgado pelo IBGE, os Serviços de TV por Assinatura são distribuídos para aproximadamente 49 milhões de brasileiros. 

A participação dos serviços prestados via satélite (DTH) atingiu 58,6% da base e a dos serviços a cabo alcançou 40,2% dos assinantes. Em julho de 2011, os serviços DTH representavam 51% do mercado nacional e os serviços prestados via cabo possuíam 46,6% de market share.

tvpaga0712

Em julho de 2012, o DTH, com a adição de 223 mil assinantes, cresceu 2,6%. O universo de assinantes que recebem os serviços via TV a cabo registrou acréscimo de 52,9 mil novas assinaturas – crescimento de 0,9% em julho. As prestadoras de MMDS, por sua vez, perderam 9 mil assinantes no mesmo período, o que representou queda de 4,8% de sua base. Nesse fechamento não foi considerado o Serviço Especial de Televisão por Assinatura (TVA).

Com relação aos serviços ofertados por Unidade da Federação em julho de 2012, destaca-se o estado de São Paulo, com mais de 5,8 milhões de assinaturas, seguido pelo Rio de Janeiro (2.114.835) e Minas Gerais (1.202.834).

 tvpaga07121

O grupo NET/Embratel é o que tem maior participação de mercado, com 7.932.756 de assinantes. A segunda posição é ocupada pelo grupo SKY/Directv com 4.584.840 assinantes, seguido pela Telefônica/Abril (647.384), a Oi (522.182) e a GVT (255.702), completando a lista dos cinco maiores grupos econômicos prestadores dos serviços de TV por Assinatura.

Mesmo ocupando o topo da lista, a Telefônica/Abril tem perdido participação no mercado. No primeiro trimestre do ano, o grupo registrou 691.785 assinantes e o número foi reduzindo desde então – no segundo trimestre foram registrados 659.428 assinantes, cerca de 108 mil usuários mais do que o número registrado em julho.

tvpaga07122

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

YouTube estuda a possibilidade de cobrar assinatura em canais

A ideia é que pequenas emissoras possam veicular seus vídeos na plataforma e gerar conteúdo exclusivo ao site

O vice-presidente sênior do YouTube, Salar Kamangar, afirmou que a companhia está estudando a possibilidade de cobrar pelo conteúdo de alguns canais no site, de responsabilidade de pequenas emissoras, as quais possuem um público restrito. Mas ainda não há nada concreto.

“Nós não temos nada para anunciar agora. É algo que é realmente importante para muitos de nossos melhores criadores de conteúdo existentes, bem como aqueles que não estão no YouTube hoje. Por esse motivo, estamos levando muito a sério e pensando sobre o assunto com muito cuidado”, disse Kamangar.

Segundo informações do site americano Mashable, essa mudança permitiria que emissoras com pouca audiência divulgassem conteúdo na plataforma e, dessa maneira, atraíssem usuários interessados nos programas exibidos, incentivando a criação de vídeos exclusivos para o site.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

YouTube estuda a possibilidade de cobrar assinatura em canais

A ideia é que pequenas emissoras possam veicular seus vídeos na plataforma e gerar conteúdo exclusivo ao site

O vice-presidente sênior do YouTube, Salar Kamangar, afirmou que a companhia está estudando a possibilidade de cobrar pelo conteúdo de alguns canais no site, de responsabilidade de pequenas emissoras, as quais possuem um público restrito. Mas ainda não há nada concreto.

“Nós não temos nada para anunciar agora. É algo que é realmente importante para muitos de nossos melhores criadores de conteúdo existentes, bem como aqueles que não estão no YouTube hoje. Por esse motivo, estamos levando muito a sério e pensando sobre o assunto com muito cuidado”, disse Kamangar.

Segundo informações do site americano Mashable, essa mudança permitiria que emissoras com pouca audiência divulgassem conteúdo na plataforma e, dessa maneira, atraíssem usuários interessados nos programas exibidos, incentivando a criação de vídeos exclusivos para o site.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Youtube estuda a possibilidade de cobrar assinatura em canais

A ideia é que pequenas emissoras possam veicular seus vídeos na plataforma e gerar conteúdo exclusivo ao site

O vice-presidente sênior do YouTube, Salar Kamangar, afirmou que a companhia está estudando a possibilidade de cobrar pelo conteúdo de alguns canais no site, de responsabilidade de pequenas emissoras, as quais possuem um público restrito. Mas ainda não há nada concreto.

“Nós não temos nada para anunciar agora. É algo que é realmente importante para muitos de nossos melhores criadores de conteúdo existentes, bem como aqueles que não estão no YouTube hoje. Por esse motivo, estamos levando muito a sério e pensando sobre o assunto com muito cuidado”, disse Kamangar.

Segundo informações do site americano Mashable, essa mudança permitiria que emissoras com pouca audiência divulgassem conteúdo na plataforma e, dessa maneira, atraíssem usuários interessados nos programas exibidos, incentivando a criação de vídeos exclusivos para o site.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Youtube estuda a possibilidade de cobrar assinatura em canais

A ideia é que pequenas emissoras possam veicular seus vídeos na plataforma e gerar conteúdo exclusivo ao site

O vice-presidente sênior do YouTube, Salar Kamangar, afirmou que a companhia está estudando a possibilidade de cobrar pelo conteúdo de alguns canais no site, de responsabilidade de pequenas emissoras, as quais possuem um público restrito. Mas ainda não há nada concreto.

“Nós não temos nada para anunciar agora. É algo que é realmente importante para muitos de nossos melhores criadores de conteúdo existentes, bem como aqueles que não estão no YouTube hoje. Por esse motivo, estamos levando muito a sério e pensando sobre o assunto com muito cuidado”, disse Kamangar.

Segundo informações do site americano Mashable, essa mudança permitiria que emissoras com pouca audiência divulgassem conteúdo na plataforma e, dessa maneira, atraíssem usuários interessados nos programas exibidos, incentivando a criação de vídeos exclusivos para o site.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de julho de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Novo de Cavalo de Troia simula assinatura da Apple para enganar usuários de Macs

AppId is over the quota
A empresa de segurança Intego anunciou nessa quinta-feira, 23/2, que descobriu mais variação do Cavalo de Troia (Trojan) Flashback. A companhia afirma que “muitos usuários de Mac foram infectados por esse malware”, especialmente a variação mais recente, Flashback G.

A Intego descreve três maneiras diferentes pelas quais o Cavalo de Troia infecta os Macs: ele tenta explorar um par de vulnerabilidades Java em sequência, o que a companhia diz que permite a infecção sem nenhuma intervenção seguinte do usuário. Falhando essas abordagens, a outra tentativa é por meio de engenharia social. Nesse último caso, o malware apresenta um certificado digital assinado por ele mesmo, falsamente afirmando que o certificado tem a assinatura da Apple; se você clicar em Continue, o malware então se instala no sistema.

Para ser vítima do Flashback, você primeiro precisa rodar softwares. Por definição, os Cavalos de Troia se disfarçam como outros tipos de programas, levando os usuários a, digamos, clicar duas vezes em um ícone para iniciar um novo download – e assim infectando seus sistemas. Mas tenha em mente que se você ainda estiver usando o sistema anterior Snow Leopard e sua instalação do Java não for atual, uma página web com código malicioso pode fazer com que o malware seja instalado sem intervenções posteriores do usuário, dependendo das configurações de segurança do seu browser.

Segundo a Intego, a variação mais recente do Flashback.G pode injetar códigos em navegadores web e outros aplicativos que se conectam com a Internet, geralmente causando crash neles. O malware tenta roubar nomes de usuários e senhas que você digita em muitos sites famosos (como páginas de banco, Google, PayPal, e outros), presumivelmente para que os autores do software malicioso possam explorar esses dados de maneiras ilegais.

Como parte do processo de instalação, o malware coloca um arquivo invisível na pasta /Users/Shared/ (/Usuários/Compartilhado); o nome desse arquivo é variável, mas ele utiliza uma extensão “.so”. Outros arquivos que o malware cria incluem /Users/Shared/.svcdmp, ~/.MACOSX/environment.plist, e ~/Library/Logs/vmLog. Ele também cria um pequeno app Java em ~/Library/Caches (˜/Biblioteca/Caches). 

trojanmac2012

Novo Cavalo de Troia engana usuários Mac ao dizer que app possui assinatura da Apple

Você não ficará surpreso em descobrir que o software VirusBarrier X6, da própria Intego, pode detectar o Flashback se o malware estiver instalado, e até mesmo evitar que o app seja instalado em primeiro lugar.

Se você suspeitar que já tiver sido infectado, pode verificar isso ao abrir o Terminal (em  /Applications/Utilities/) e colar o código abaixo, e apertar Return depois:

ls /Users/Shared/.*.so

Se a resposta que você ver no Terminal incluir “No such file or directory”, você está limpo. Mas se, em vez disso, você visualizar um ou mais arquivos com uma extensão “.so” e nenhuma declaração “no such file”, você pode muito bem ter sido vítima do malware.

Caso você descubra estar infectado, remover os arquivos citados acima ou instalar programas de antivírus como o da Intego deve remover todos os traços do Cavalo de Troia.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de março de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,