RSS

Arquivo da tag: aprovar

Espanha irá aprovar plano de US$ 8,6 bilhões para criar empregos, diz Rajoy

AppId is over the quota
AppId is over the quota

A Espanha irá aprovar um plano de US$ 8,6 bilhões na próxima semana para criar empregos muito necessários e irá cortar o principal imposto corporativo para 25%, ante 30%, visando tornar as empresas mais competitivas, disse o primeiro-ministro Mariano Rajoy neste sábado (31).

Cerca de um em cada quatro trabalhadores dna Espanha está desempregado, com a taxa de desemprego subindo para mais de 50% das pessoas com idade de 25 ou menos.

O anúncio sobre o imposto vem após o Fundo Monetário Internacional (FMI) pedir nesta semana que a Espanha aumente as receitas fiscais para proteger seus serviços públicos e fazer mais esforços para reduzir o seu déficit orçamentário e assegurar uma recuperação econômica duradoura.

O pacote de postos de trabalho deverá ser aprovado pelo governo na próxima sexta-feira (6) e vai incluir crédito a pequenas e médias empresas e investimentos em pesquisa e desenvolvimento, economia de energia, transportes e produção industrial, disse Rajoy em um evento em Sitges, no norte do país, transmitido pela televisão espanhola.

“A ideia geral é cortar impostos. Queremos que as famílias tenham mais dinheiro em suas mãos, aumentem o consumo, queremos aumentar a competitividade de toda a economia, acelerar economias e contribuir para a criação de empregos”, disse Rajoy.

O governo já aprovou no início deste ano um corte nas contribuições para a segurança social para as empresas que criam postos de trabalho, e Rajoy disse que a reforma incluiria também um corte no imposto de renda para os contribuintes de renda média e baixa.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 31 de maio de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Suíços devem aprovar limitar entrada de imigrantes da União Europeia

Homem vota neste domingo (9) na cidade suíça de Ascona (Foto: AFP)Homem vota neste domingo (9) na cidade suíça de Ascona (Foto: AFP)

Os suíços disseram “sim” para o “fim da imigração em massa” para cidadãos da União Europeia, segundo estimativas do instituto Gfs, publicadas neste domingo (9) à tarde.

“De acordo com as nossas últimas estimativas, 50,4% dos eleitores votaram ‘sim'”, declarou Claude Longchamp, do instituto GfS.

A estimativa tem uma margem de erro de 0,7% para mais ou para menos.

Falta ainda contabilizar os votos de dois grandes cantões, o de Zurique e de Berna.

A maioria dos cantões suíços votaram a favor do texto.

Para que seja adotado, o texto, que tem como objetivo regularizar a imigração por meio de um sistema de contingente e cotas, deve conquistar uma dupla maioria, a maioria dos cantões e a maioria dos votos.

Atualmente, as pesquisas de opinião apontam para uma enorme discrepância entre a Suíça de língua alemã e a Suíça de língua francesa.

O primeiro lado vota a favor do texto, enquanto o segundo é majoritariamente contra, o que pode prejudicar as relações entre a Suíça e a União Europeia, colocando em xeque os acordos de livre-circulação, em vigor desde 2002.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Putin adverte congresso dos EUA que aprovar ataque à Síria é agressão

Putin diz em entrevista que aceita força na Síria se uso de arma química for provado (Foto: Reuters)Putin diz em entrevista que aceita força na Síria se uso de arma química for provado (Foto: Reuters)

O presidente russo Vladimir Putin advertiu nesta quarta-feira (4) ao Congresso dos Estados Unidos que considerará uma agressão se o ataque à Síria proposto pelo presidente Barack Obama for aprovado, informou a agência de notícias AFP

“Estariam permitindo uma agressão porque tudo que está fora do marco do Conselho de Segurança das Nações Unidas é uma agressão, a menos que seja em legítima defesa”, afirmou Putin aos membros do Conselho de Direitos Humanos do Kremlin, segundo as agências de notícias russas.

“Mas a Síria, como sabemos, não atacou os Estados Unidos, portanto, sem dúvida, não pode ser uma questão de defesa”, enfatizou Putin.

“Agora o Congresso dos Estados Unidos e o Senado estão ocupados em legitimar a agressão, e todos nós estamos colados às telas de televisão para ver se será permitido ou não”, acrescentou.

Acompanhe a cobertura em tempo real.

Mais cedo, o presidente da Rússia afirmou que Moscou não descarta aceitar uma ação militar contra o regime do presidente da Síria, Bashar al-Assad, se ficar demonstrado que ele usou armas químicas contra a população, em entrevista divulgada nesta quarta-feira (4) pelo Kremlin.

Putin destacou que só o Conselho de Segurança da ONU pode autorizar o uso da força militar contra um país soberano, já que todas as outras vias são “inadmissíveis e só podem ser qualificadas de agressão”.

“Se tivermos dados objetivos, exatos, sobre quem cometeu esses crimes, então haverá uma reação. Dizê-lo agora, de antemão, seria incorreto, assim não se atua em política”, disse o presidente russo, respondendo à pergunta se Moscou iria continuar fornecendo armamento ao regime sírio.

Putin acrescentou que inclusive nos EUA há especialistas que consideram que as provas apresentadas pelo governo americano não são sólidas e que não descartam a possibilidade que o suposto ataque químico do dia 21 de agosto nos arredores de Damasco tenha sido uma provocação da oposição síria”.

A Rússia está enviando um cruzador ao leste do Mediterrâneo para assumir as operações da Marinha do país na região, disse a agência de notícias Interfax nesta quarta, citando uma fonte militar.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

Fonte E-farsas

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Putin adverte congresso dos EUA que aprovar ataque à Síria é agressão

Putin diz em entrevista que aceita força na Síria se uso de arma química for provado (Foto: Reuters)Putin diz em entrevista que aceita força na Síria se uso de arma química for provado (Foto: Reuters)

O presidente russo Vladimir Putin advertiu nesta quarta-feira (4) ao Congresso dos Estados Unidos que considerará uma agressão se o ataque à Síria proposto pelo presidente Barack Obama for aprovado, informou a agência de notícias AFP

“Estariam permitindo uma agressão porque tudo que está fora do marco do Conselho de Segurança das Nações Unidas é uma agressão, a menos que seja em legítima defesa”, afirmou Putin aos membros do Conselho de Direitos Humanos do Kremlin, segundo as agências de notícias russas.

“Mas a Síria, como sabemos, não atacou os Estados Unidos, portanto, sem dúvida, não pode ser uma questão de defesa”, enfatizou Putin.

“Agora o Congresso dos Estados Unidos e o Senado estão ocupados em legitimar a agressão, e todos nós estamos colados às telas de televisão para ver se será permitido ou não”, acrescentou.

Acompanhe a cobertura em tempo real.

Mais cedo, o presidente da Rússia afirmou que Moscou não descarta aceitar uma ação militar contra o regime do presidente da Síria, Bashar al-Assad, se ficar demonstrado que ele usou armas químicas contra a população, em entrevista divulgada nesta quarta-feira (4) pelo Kremlin.

Putin destacou que só o Conselho de Segurança da ONU pode autorizar o uso da força militar contra um país soberano, já que todas as outras vias são “inadmissíveis e só podem ser qualificadas de agressão”.

“Se tivermos dados objetivos, exatos, sobre quem cometeu esses crimes, então haverá uma reação. Dizê-lo agora, de antemão, seria incorreto, assim não se atua em política”, disse o presidente russo, respondendo à pergunta se Moscou iria continuar fornecendo armamento ao regime sírio.

Putin acrescentou que inclusive nos EUA há especialistas que consideram que as provas apresentadas pelo governo americano não são sólidas e que não descartam a possibilidade que o suposto ataque químico do dia 21 de agosto nos arredores de Damasco tenha sido uma provocação da oposição síria”.

A Rússia está enviando um cruzador ao leste do Mediterrâneo para assumir as operações da Marinha do país na região, disse a agência de notícias Interfax nesta quarta, citando uma fonte militar.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Putin adverte congresso dos EUA que aprovar ataque à Síria é agressão

Putin diz em entrevista que aceita força na Síria se uso de arma química for provado (Foto: Reuters)Putin diz em entrevista que aceita força na Síria se uso de arma química for provado (Foto: Reuters)

O presidente russo Vladimir Putin advertiu nesta quarta-feira (4) ao Congresso dos Estados Unidos que considerará uma agressão se o ataque à Síria proposto pelo presidente Barack Obama for aprovado, informou a agência de notícias AFP

“Estariam permitindo uma agressão porque tudo que está fora do marco do Conselho de Segurança das Nações Unidas é uma agressão, a menos que seja em legítima defesa”, afirmou Putin aos membros do Conselho de Direitos Humanos do Kremlin, segundo as agências de notícias russas.

“Mas a Síria, como sabemos, não atacou os Estados Unidos, portanto, sem dúvida, não pode ser uma questão de defesa”, enfatizou Putin.

“Agora o Congresso dos Estados Unidos e o Senado estão ocupados em legitimar a agressão, e todos nós estamos colados às telas de televisão para ver se será permitido ou não”, acrescentou.

Acompanhe a cobertura em tempo real.

Mais cedo, o presidente da Rússia afirmou que Moscou não descarta aceitar uma ação militar contra o regime do presidente da Síria, Bashar al-Assad, se ficar demonstrado que ele usou armas químicas contra a população, em entrevista divulgada nesta quarta-feira (4) pelo Kremlin.

Putin destacou que só o Conselho de Segurança da ONU pode autorizar o uso da força militar contra um país soberano, já que todas as outras vias são “inadmissíveis e só podem ser qualificadas de agressão”.

“Se tivermos dados objetivos, exatos, sobre quem cometeu esses crimes, então haverá uma reação. Dizê-lo agora, de antemão, seria incorreto, assim não se atua em política”, disse o presidente russo, respondendo à pergunta se Moscou iria continuar fornecendo armamento ao regime sírio.

Putin acrescentou que inclusive nos EUA há especialistas que consideram que as provas apresentadas pelo governo americano não são sólidas e que não descartam a possibilidade que o suposto ataque químico do dia 21 de agosto nos arredores de Damasco tenha sido uma provocação da oposição síria”.

A Rússia está enviando um cruzador ao leste do Mediterrâneo para assumir as operações da Marinha do país na região, disse a agência de notícias Interfax nesta quarta, citando uma fonte militar.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Putin adverte congresso dos EUA que aprovar ataque à Síria é agressão

Putin diz em entrevista que aceita força na Síria se uso de arma química for provado (Foto: Reuters)Putin diz em entrevista que aceita força na Síria se uso de arma química for provado (Foto: Reuters)

O presidente russo Vladimir Putin advertiu nesta quarta-feira (4) ao Congresso dos Estados Unidos que considerará uma agressão se o ataque à Síria proposto pelo presidente Barack Obama for aprovado, informou a agência de notícias AFP

“Estariam permitindo uma agressão porque tudo que está fora do marco do Conselho de Segurança das Nações Unidas é uma agressão, a menos que seja em legítima defesa”, afirmou Putin aos membros do Conselho de Direitos Humanos do Kremlin, segundo as agências de notícias russas.

“Mas a Síria, como sabemos, não atacou os Estados Unidos, portanto, sem dúvida, não pode ser uma questão de defesa”, enfatizou Putin.

“Agora o Congresso dos Estados Unidos e o Senado estão ocupados em legitimar a agressão, e todos nós estamos colados às telas de televisão para ver se será permitido ou não”, acrescentou.

Acompanhe a cobertura em tempo real.

Mais cedo, o presidente da Rússia afirmou que Moscou não descarta aceitar uma ação militar contra o regime do presidente da Síria, Bashar al-Assad, se ficar demonstrado que ele usou armas químicas contra a população, em entrevista divulgada nesta quarta-feira (4) pelo Kremlin.

Putin destacou que só o Conselho de Segurança da ONU pode autorizar o uso da força militar contra um país soberano, já que todas as outras vias são “inadmissíveis e só podem ser qualificadas de agressão”.

“Se tivermos dados objetivos, exatos, sobre quem cometeu esses crimes, então haverá uma reação. Dizê-lo agora, de antemão, seria incorreto, assim não se atua em política”, disse o presidente russo, respondendo à pergunta se Moscou iria continuar fornecendo armamento ao regime sírio.

Putin acrescentou que inclusive nos EUA há especialistas que consideram que as provas apresentadas pelo governo americano não são sólidas e que não descartam a possibilidade que o suposto ataque químico do dia 21 de agosto nos arredores de Damasco tenha sido uma provocação da oposição síria”.

A Rússia está enviando um cruzador ao leste do Mediterrâneo para assumir as operações da Marinha do país na região, disse a agência de notícias Interfax nesta quarta, citando uma fonte militar.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 5 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,