RSS

Arquivo da tag: apresentam

Mais quatro novos candidatos se apresentam para eleições na Síria

Mais quatro candidatos se registraram no Alto Tribunal Constitucional para concorrer nas eleições presidenciais na Síria, convocadas para 3 de junho, anunciou nesta terça-feira (29) o chefe do parlamento Mohammed al Laham.

Em uma sessão parlamentar transmitida pela televisão, Laham informou que Ali Mohamad Uanus, Talea Saleh Naser, Samih Mikhail Moussa e Aza Mohammed Uayih al Halaq apresentaram hoje suas candidaturas perante a corte.

Ao contrário de ocasiões anteriores, a imprensa oficial quase não divulgou dados sobre os candidatos.

Uanus nasceu em 1973 em Homs; Nasser em 1967 na idade de Kaftin, na província de Idlib; Moussa em 1963 em Batiha, na província de Quneitra; e Al Halaq em 1962 em Damasco.

Ao todo, 11 candidatos, entre eles duas mulheres, já se apresentaram às eleições.

Ontem, o presidente Bashar al Assad, no poder desde julho de 2000, oficializou sua candidatura para um terceiro mandato.

O prazo de registro se abriu em 22 de abril e vai até 1º de maio. A nova lei eleitoral, aprovada em março, permite pela primeira vez em décadas que vários candidatos concorram à presidência.

O artigo 30 da nova lei estabelece que os postulantes ter pelo menos 40 anos, possuir nacionalidade síria e serem filhos de pais sírios. Além disso, não podem ter antecedentes criminais e serem casados com um estrangeiro.

A lei estipula, além disso, que devem ter residido na Síria durante dez anos consecutivos contando a partir da data de registro como candidatos e não podem ter uma segunda nacionalidade.

Estes dois pontos dificultam que grande parte dos opositores concorra, já que estão exilados.

Os aspirantes devem de obter, além disso, o apoio de pelo menos 35 deputados da Assembleia do Povo (parlamento) e cada parlamentar só pode votar em um só candidato.

Desde ontem e até quinta-feira, os parlamentares estão votando nos candidatos que desejam apoiar, embora ainda não se tenha anunciado se conseguiram o respaldo necessário.

Enquanto isso, a Comissão Judicial Suprema Eleitoral, integrada por sete juízes, reuniu-se hoje pela primeira vez para formar os subcomitês que supervisionarão a votação nas províncias.

Segundo a agência de notícias estatal Sana, o presidente da comissão, Hisham al Shar, explicou que os sírios no exterior podem exercer seu direito a votar apresentando seus passaportes com o carimbo de saída do país, já que seus nomes estão incluídos nas listas eleitorais.

A votação para os sírios que vivem no exterior foi fixada para 28 de maio nas embaixadas e consulados no exterior.

Aqueles que tenham abandonado o território sírio ilegalmente poderão votar em zonas que ficarão nas fronteiras do país, embora sempre dentro de solo sírio.

Shar afirmou que a comissão se manterá imparcial em relação aos candidatos e que aplicará a lei para que não se produzam infrações.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Brasil

 

Tags: , , , ,

Cientistas apresentam bateria que funciona com esgoto

A edição desta semana da revista “PNAS” apresenta uma forma inusitada de bateria: por meio da ação de micro-organismos, ela é capaz de gerar energia a partir de esgoto. Quando gasto, o eletrodo que fica imerso na água suja só precisa ser exposto ao oxigênio e, em seguida, reinserido na bateria para que ela volte a funcionar.

O professor Yi Cui, da Universidade Stanford, nos EUA, e sua equipe,  alertam que ainda é preciso diminuir o preço das matéria-primas para tornar a tecnologia viável em larga escala. No entanto, afirmam que a “bateria de esgoto” é capaz de alcançar uma eficiência 30% maior que as células de energia fotovoltaica disponíveis no mercado.

Em teoria, informa a “PNAS”, a matéria orgânica existente no esgoto doméstico é suficiente para, por meio de oxidação, gerar três vezes a energia necessária para tratar o efluente.

Bateria que funciona com esgoto (Foto: PNAS/Divulgação)Bateria que funciona com esgoto (Foto: PNAS/Divulgação)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Cientistas apresentam bateria que funciona com esgoto

A edição desta semana da revista “PNAS” apresenta uma forma inusitada de bateria: por meio da ação de micro-organismos, ela é capaz de gerar energia a partir de esgoto. Quando gasto, o eletrodo que fica imerso na água suja só precisa ser exposto ao oxigênio e, em seguida, reinserido na bateria para que ela volte a funcionar.

O professor Yi Cui, da Universidade Stanford, nos EUA, e sua equipe,  alertam que ainda é preciso diminuir o preço das matéria-primas para tornar a tecnologia viável em larga escala. No entanto, afirmam que a “bateria de esgoto” é capaz de alcançar uma eficiência 30% maior que as células de energia fotovoltaica disponíveis no mercado.

Em teoria, informa a “PNAS”, a matéria orgânica existente no esgoto doméstico é suficiente para, por meio de oxidação, gerar três vezes a energia necessária para tratar o efluente.

Bateria que funciona com esgoto (Foto: PNAS/Divulgação)Bateria que funciona com esgoto (Foto: PNAS/Divulgação)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

IBM e Oracle apresentam chips RISC para servidores baseados em Unix

Companhias afirmam que estão trabalhando na inclusão de melhorias em suas tecnologias

03 de setembro de 2012 – 13h00

IBM e Oracle compartilharam mais detalhes sobre os novos chips RISC baseados em Unix que estão construindo em conjunto para seus clientes de servidores.

A IBM aponta que seu Power7+ possui oito núcleos e o lançamento da tecnologia está previsto para antes do final do ano. De acordo com a empresa, ele está sendo fabricado em um processo de 32 nanômetros, em comparação com os 45 nanômetros do Power7. O processo mais avançado permite transistores menores, o que significa que o chip da IBM poderia comportar novos recursos, mantendo aproximadamente o mesmo tamanho.

A IBM usou parte do espaço extra para expandir o nível de memória de cache Level 3 para 80 MB. A versão anterior, Power7, tem 32 MB. “Esse aumento de memória vai levar a um maior desempenho de crescimento para cargas de trabalho de scale-up”, indica Scott Taylor, porta-voz da IBM.

O executivo também destacou o uso de um tipo de memória da IBM chamado embedded DRAM, que utiliza menos transistores em comparação com o SRAM. O Power7+ tem 2,1 bilhões de transistores, e poderia ter 5,4 bilhões se a IBM tivesse usado a tecnologia SRAM, disse Taylor. Por isso, o eDRAM dá à IBM o equivalente a um processo de fabricação mais avançada, de forma tão eficaz que pode inserir mais funções no chip, explicou.

As funções adicionais incluem tecnologia para acelerar a criptografia de dados e outras tarefas de segurança. E o chip recebe o que a IBM chama de um “verdadeiro” gerador de números aleatórios. Os números aleatórios são necessários para operações de segurança, e a fabricante diz que seu novo gerador de números pode frustrar os hackers que tentam prever qual será o próximo número.

Enquanto IBM e Oracle trabalham para otimizar seus chips para seus servidores, a Oracle também busca melhoria em seus processadores para software. A Oracle afirma que clientes vão obter o melhor desempenho se eles estiverem dispostos a contar com um sistema inteiro rodando Oracle e executar o banco de dados e aplicativos em hardware Oracle.

Segundo a Oracle, seu novo chip baseado em RISC, o T5, é um processador de 28 nanômetros. Quando a fabricante atualizou o T3 para o T4 reduziu pela metade a contagem de núcleos de 16 para oito a fim de melhorar o desempenho. O T5 voltou para 16 núcleos, cada um rodando até 3,6 GHz, em comparação com os 3GHz do T4.

Um dos objetivos da Oracle para o T5 era colocar as chips em até oito soquetes por servidor com uma escala perto de linear, detalhou Sebastian Turullols, porta-voz da Oracle.

A fabricante diz que os clientes que utilizarem o T5, em um sistema de oito soquetes, vão chegar perto do desempenho de oito processadores.

O T5 também adiciona vários recursos para acelerar o agrupamento, que é importante para as grandes máquinas que a Oracle decidiu focar, como o Sparc SuperCluster. O T5 inclui unidades de acelerador para criptografia de algoritmo “sem precedentes”, apontou Turullols, bem como um gerador de número aleatório.

A Oracle não disse quando o T5 será lançado, porém não é esperado antes do final deste ano.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 19 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

IBM e Oracle apresentam chips RISC para servidores baseados em Unix

Companhias afirmam que estão trabalhando na inclusão de melhorias em suas tecnologias

03 de setembro de 2012 – 13h00

IBM e Oracle compartilharam mais detalhes sobre os novos chips RISC baseados em Unix que estão construindo em conjunto para seus clientes de servidores.

A IBM aponta que seu Power7+ possui oito núcleos e o lançamento da tecnologia está previsto para antes do final do ano. De acordo com a empresa, ele está sendo fabricado em um processo de 32 nanômetros, em comparação com os 45 nanômetros do Power7. O processo mais avançado permite transistores menores, o que significa que o chip da IBM poderia comportar novos recursos, mantendo aproximadamente o mesmo tamanho.

A IBM usou parte do espaço extra para expandir o nível de memória de cache Level 3 para 80 MB. A versão anterior, Power7, tem 32 MB. “Esse aumento de memória vai levar a um maior desempenho de crescimento para cargas de trabalho de scale-up”, indica Scott Taylor, porta-voz da IBM.

O executivo também destacou o uso de um tipo de memória da IBM chamado embedded DRAM, que utiliza menos transistores em comparação com o SRAM. O Power7+ tem 2,1 bilhões de transistores, e poderia ter 5,4 bilhões se a IBM tivesse usado a tecnologia SRAM, disse Taylor. Por isso, o eDRAM dá à IBM o equivalente a um processo de fabricação mais avançada, de forma tão eficaz que pode inserir mais funções no chip, explicou.

As funções adicionais incluem tecnologia para acelerar a criptografia de dados e outras tarefas de segurança. E o chip recebe o que a IBM chama de um “verdadeiro” gerador de números aleatórios. Os números aleatórios são necessários para operações de segurança, e a fabricante diz que seu novo gerador de números pode frustrar os hackers que tentam prever qual será o próximo número.

Enquanto IBM e Oracle trabalham para otimizar seus chips para seus servidores, a Oracle também busca melhoria em seus processadores para software. A Oracle afirma que clientes vão obter o melhor desempenho se eles estiverem dispostos a contar com um sistema inteiro rodando Oracle e executar o banco de dados e aplicativos em hardware Oracle.

Segundo a Oracle, seu novo chip baseado em RISC, o T5, é um processador de 28 nanômetros. Quando a fabricante atualizou o T3 para o T4 reduziu pela metade a contagem de núcleos de 16 para oito a fim de melhorar o desempenho. O T5 voltou para 16 núcleos, cada um rodando até 3,6 GHz, em comparação com os 3GHz do T4.

Um dos objetivos da Oracle para o T5 era colocar as chips em até oito soquetes por servidor com uma escala perto de linear, detalhou Sebastian Turullols, porta-voz da Oracle.

A fabricante diz que os clientes que utilizarem o T5, em um sistema de oito soquetes, vão chegar perto do desempenho de oito processadores.

O T5 também adiciona vários recursos para acelerar o agrupamento, que é importante para as grandes máquinas que a Oracle decidiu focar, como o Sparc SuperCluster. O T5 inclui unidades de acelerador para criptografia de algoritmo “sem precedentes”, apontou Turullols, bem como um gerador de número aleatório.

A Oracle não disse quando o T5 será lançado, porém não é esperado antes do final deste ano.

View the original article here

This post was made using the Auto Blogging Software from WebMagnates.org This line will not appear when posts are made after activating the software to full version.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 16 de outubro de 2012 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,