RSS

Arquivo da tag: apoio

Em primeira viagem ao exterior, presidente egípcio tem apoio saudita

O presidente egípcio, Adli Mansour, recebeu garantias do rei saudita Abdullah sobre seu respaldo às novas autoridades do Cairo contra o “terrorismo”, ao fim de uma visita de dois dias ao reino.

Mansur escolheu a Arábia Saudita como primeira viagem ao exterior desde que foi nomeado em julho pelos militares, que derrubaram o presidente islamita Mohamed Morsi.

Mansur foi recebido na segunda-feira em Jidá pelo soberano saudita, que reiterou o apoio do Egito. O rei reiterou o apoio do país ao Egito ante “o terrorismo, a sedição e todos os que tentam interferir em seus assuntos internos”.

A Arábia Saudita, totalmente contrária à Irmandade Muçulmana, movimento de Morsi, anunciou após a destituição do presidente islamita uma ajuda de cinco bilhões de dólares ao Egito.

Mansour visitará nesta terça-feira Amã para uma reunião com o rei da Jordânia.

O presidente egípcio, Adli Mansour, e o rei saudita Abdullah em encontro na Arábia Saudita nesta segunda-feira (7) (Foto: Reuters)O presidente egípcio, Adli Mansour, e o rei saudita Abdullah em encontro na Arábia Saudita nesta segunda-feira (7) (Foto: Reuters)

Fonte G1

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 9 de outubro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , , ,

Milhares marcham em passeata em apoio à independência da Escócia

Milhares de pessoas marcaram neste sábado (21) em Edimburgo em uma passeata de apoio à independência da Escócia. A votação sobre a independência escocesa será realizada no dia 18 de setembro de 2014.

Milhares de pessoas marcaram neste sábado (21) em Edimburgo em uma passeata de apoio à independência da Escócia (Foto: Andy Buchanan/AFP)Milhares de pessoas marcaram neste sábado (21) em Edimburgo em uma passeata de apoio à independência da Escócia (Foto: Andy Buchanan/AFP)

A um ano do plebiscito sobre a independência da Escócia, o apoio a uma separação do Reino Unido ainda é uma questão indefinida, com pesquisas disputadas e a classe política dividida sobre uma questão que definirá o futuro da região.

Tanto os defensores do “sim”, liderados pelo governante Partido Nacionalista Escocês (SNP), de Alex Salmond, como os do “não”, com o ministro britânico para a Escócia, Michael Moore, à frente do grupo, tentam conquistar apoio dos indecisos.

Qualquer que seja o resultado da consulta, a Escócia alcançará contrapartidas, pois o primeiro-ministro do Reino Unido, o conservador David Cameron, indicou que recompensará o “não” com mais autonomia para os escoceses.

Fonte G1

 
1 comentário

Publicado por em 22 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

China mostra apoio na internet a blogueiro que anunciou ter câncer

Um dos blogueiros mais famosos e influentes da China recebeu nesta sexta-feira (6) muitas manifestações de apoio depois de anunciar que sofre de um câncer linfático em uma mensagem publicada na internet.

Kai-Fuu Lee, ex-diretor do Google na China e muito crítico à censura que este país exerce sobre a internet, tem mais de 51 milhões de seguidores na rede social Sina Weibo, o equivalente ao Twitter, o que o converte em seu usuário mais influente.

“A vida tem um fim e a Terra continua girando. Ao fim deste caminho, cada um de nós está em uma situação de igualdade frente ao câncer”, escreveu na noite de quinta-feira este americano de origem taiwanesa cujas opiniões são consideradas uma fonte de inspiração por muitas pessoas.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de setembro de 2013 em Tecnologia

 

Tags: , , , , , ,

Secretário dos EUA diz ter apoio de países europeus para ação na Síria

O secretário de Estado dos EUA John Kerry após participar de reunião com países da União Europeia (Foto: AFP/Pool/Susan Walsh)O secretário de Estado dos EUA John Kerry após participar de reunião com países da União Europeia (Foto: AFP/Pool/Susan Walsh)

O secretário de Estado americano John Kerry elogiou neste sábado (7) a declaração da União Europeia pedindo uma resposta forte ao suposto ataque químico na Síria.

“Fiquei encorajado pela declaração que a UE deu”, afirmou Kerry em uma coletiva de imprensa conjunta com seu colega francês Laurent Fabius.

Ele acrescentou que vários países – “uma cifra de dois dígitos” – estão preparados para fazer parte de uma ação militar. “Contamos com mais países dispostos a participar em uma ação militar do que poderíamos, hoje, utilizar no tipo de ação que contemplamos”, disse ainda.

Fabius, por sua vez, também elogiou o apoio crescente à ideia de uma ação na Síria. “Existe um apoio amplo e crescente. Agora, sete dos oito países do G8 compartilham desta ideia”, afirmou.

O chanceler francês desmentiu que a França e os Estados Unidos estejam isolados no cenário internacional ante sua vontade de realizar uma ação militar contra Damasco. “É o contrário”, afirmou Fabius.

Paris e Washington estão a favor de uma ação “curta e com objetivos precisos”, afirmou o chanceler francês.

‘Solução pacífica’
Kerry participou mais cedo de uma reunião de chanceleres do continente europeu em busca de apoios para uma provável ação liderada pelos EUA contra o regime de Assad, acusado de matar pelo menos 1.429 pessoas em um provável ataque com gás sarin nos subúrbios de Damasco em 21 de agosto.

Após o encontro, Catherine Ashton, chefe da diplomacia da União Europeia, afirmou que os países do bloco querem uma “resposta clara e forte” aos ataques químicos na Síria. Mas eles pediram cautela e insistiram na solução política.

Ashton disse que os 28 países da UE concordaram em uma avaliação de que a informação disponível parece mostrar sólidas provas de que o governo sírio realizou um ataque químico em agosto. Mas vários ministros afirmaram que é importante esperar o resultado do relatório dos inspetores da ONU sobre os ataques químicos antes de um pronunciamento.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , ,

Apoio a resposta ‘forte’ na Síria é ‘crescente’, diz chanceler francês

O ministro de Relações Exteriores da França, Laurent Fabius, disse neste sábado (7) que há um “apoio amplo e crescente” a uma resposta “forte” ao uso de armas químicas atribuído ao governo da Síria.

A declaração foi feita ao lado do secretário de Estado dos EUA, John Kerry.

“Existe um apoio amplo e crescente”, disse.

“Agora, 7 dos 8 países do G8 compartilham dessa análise”, disse, em uma referência à Rússia, maior opositora dos ataques.

arte síria 3/9 (Foto: 1)

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 8 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , , ,

Internado com cálculo renal, Junior Lima agradece mensagens de apoio

Junior Lima (Foto: Divulgação)Junior Lima (Foto: Divulgação)

Junior Lima agradeceu aos fãs nesta quinta-feira (5), em seu perfil no Instagram, pelas mensagens de apoio que recebeu desde que foi internado para tratar de cálculo renal. “Obrigado pelas mensagens de todos! É só uma questão de tempo, paciência e muita água! Logo mais já tô zerado! Valeu!”, escreveu o músico.

Ele está internado em um hospital de São Paulo desde a terça-feira (3). Não há previsão de alta, de acordo com as informações divulgadas à imprensa.

A banda do irmão de Sandy, Dexterz, tem apresentações marcadas neste final de semana, e informou por meio da página oficial do grupo no Facebook que os shows estão mantidos e serão realizados pelo restante dos músicos.

“Por conta da internação do músico Junior Lima, nesta terça-feira, dia 3, em decorrência de cálculos renais, comunicamos que as apresentações do projeto Dexterz, marcadas para este final de semana (de 5 a 8 de setembro), serão mantidas por Amon Lima (violino) e Julio Torres (DJ), que comandarão as festas com o projeto Crossover”, diz o comunicado.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de setembro de 2013 em Música

 

Tags: , , , , , ,

Austrália oferece apoio aos EUA sobre ataque na Síria

AppId is over the quota
AppId is over the quota

A Austrália afirmou nesta segunda-feira (2) que oferecerá seu apoio moral para um possível ataque militar dos EUA na Síria, enquanto a Nova Zelândia disse que precisa de mais informações para se posicionar. As declarações foram dadas depois que o secretário de Estado americano, John Kerry, conversou com os ministros das Relações Exteriores de cada país.

Kerry tentou garantir pelo menos algum apoio internacional para um possível ataque dos EUA após acusar o governo sírio de lançar um ataque com armas químicas.

Patrick Low, porta-voz do ministro das Relações Exteriores australiano Bob Carr, disse nesta segunda que que Kerry ligou na semana passada e que a Austrália apoia a ação tomada EUA. Ele também afirmou que Kerry não pediu assistência militar e que seu país também não ofereceu

Já John Key, primeiro ministro da Nova Zelândia, disse que Kerry falou com o  chanceler Murray McCully no fim de semana e que a Nova Zelândia quer avaliar todas as medidas tomadas antes de  afirmar a sua posição.

Os EUA não têm um amplo apoio internacional para a ação militar. Até agora, apenas a França indicou que iria participar de um ataque dos EUA. O Parlamento do Reino Unido, importante aliado, rejeitou na semana passada em votação dar seu apoio a uma ação militar.

arte síria versão 28.08 (Foto: Arte/G1)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 2 de setembro de 2013 em Brasil

 

Tags: , , , ,