RSS

Arquivo da tag: Angry

Empresa de ‘Angry Birds’ lança jogo que lembra ‘Flappy Bird’

'Retry' é game da Rovio inspirado em 'Flappy Bird' (Foto: Divulgação/Rovio)‘Retry’ é game da Rovio inspirado em ‘Flappy Bird’ (Foto: Divulgação/Rovio)

A empresa por trás do jogo de sucesso “Angry Birds”, a finlandesa Rovio, lançou um jogo que tenta embarcar na onda do sucesso de “Flappy Bird”, jogo que seu criador retirou do ar “porque se tornou viciante”. “Retry” tem uma mecânica similar ao título, trazendo um pequeno avião que deve ser controlado em um corredor de obstáculos sem tocar em nada.

O jogo está disponível para download nas lojas virtuais App Store da Apple na Finlândia, no Canadá e na Polônia.

Com o visual inspirado nos jogos da geração 8-bit dos videogames, “Retry” ganha este nome por conta do alto nível de dificuldade, que fará o jogador tentar jogar novamente por diversas vezes.

No controle do avião que dá diversas voltas pelo ar, o jogador deve atravessar os obstáculos na tentativa de fazer mais pontos do que seus amigos. Há um ranking entre contatos e entre jogadores de todo o mundo.

Ainda não há previsão de lançamento do game para outros mercados, mas como está em teste em três países, deve ser chegar em todo o mundo em breve.

View the original article here

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de maio de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Lucro da empresa que criou ‘Angry Birds’ caiu 50% em 2013

Pássaros furiosos de 'Angry Birds' estreiam no Facebook (Foto: Reprodução)Empresa dos pássaros furiosos de ‘Angry Birds’
teve queda no lucro  (Foto: Reprodução)

A empresa finlandesa Rovio, criadora do jogo “Andry Birds”, anunciou nesta segunda-feira (28) uma redução de 50% do lucro líquido em 2013 com relação ao ano anterior, em um contexto de fortes investimentos.

Em 2013, a Rovio, que apostou em uma estratégia de expansão rápida, registrou uma lucro líquido de 26,9 milhões de euros (cerca de R$ 83,60 milhões), contra 55,5 milhões (R$ 172,74 milhões) no ano anterior, ressaltou a empresa em um comunicado.

O volume de negócios aumentou apenas 2,5% durante o ano, a 156 milhões de euros (R$ 484,79).

A empresa ficou conhecida com seu jogo para telefones celulares, tablets, computadores e videogames “Angry Birds”, que consiste em projetar pássaros contra porcos que roubaram seus ovos.

Com o sucesso, a empresa quer ir além e se tornar uma companhia de entretenimento em escala mundial. Confiante no futuro, a Rovio abriu em 2013 seis parques na Finlândia, Espanha e China. Também publicou livros infantis e produziu filmes de animação.

A venda de produtos derivados, como os jogos “Angry Birds”, representam cerca da metade (47%) do volume de negócios total do grupo.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de abril de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

‘Angry Birds Epic’ é RPG com batalhas em turnos para celulares

'Angry Birds Epic' é o novo game dos pássaros furiosos (Foto: Divulgação/Rovio)‘Angry Birds Epic’ é o novo game dos pássaros furiosos (Foto: Divulgação/Rovio)

A Rovio anunciou nesta quarta-feira (12) o próximo jogo da série “Angry Birds”, “Angry Birds Epic”, um RPG com batalhas em turnos como dos antigos games da famosa série do gênero “Final Fantasy”.

Os pássaros furiosos irão para um mundo medieval onde o objetivo é criar estratégias para os combates. Além disso, haverá foco no “crafting”, que é a criação de itens para usar nas batalhas. Será possível criar armamentos, armaduras e poções para utilizar com os personagens.

Canadá e Austrália serão os primeiros países a receber o novo game já nesta quinta-feira (13). O resto do mundo poderá adquirir o game, que tem versões para iOS, Android e Windows Phone, até o final do ano, segundo a Rovio.

Em 7 de março, a Rovio publicou um vídeo que apresentava um dos pássaros usando uma armadura medieval, preparando para o anúncio desta quarta-feira.

Novo 'Angry Birds' é RPG com batalhas em turnos (Foto: Divulgação/Rovio)Novo ‘Angry Birds’ é RPG com batalhas em turnos (Foto: Divulgação/Rovio)

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Novo ‘Angry Birds’ pode ter fases em época medieval, aponta vídeo

Um vídeo publicado nesta sexta-feira (7) indica que a produtora Rovio planeja um novo game da série “Angry Birds”. De acordo com as imagens, o título dos pássaros furiosos dos smartphones e videogames pode se passar em uma época medieval. Assista ao lado.

O vídeo ainda traz a frase: “Talvez o lançamento mais épico de um software” enquanto um dos pássaros aparece vestido com uma armadura medieval. O nome do game e sua data de lançamento não foram revelados, mas o vídeo aponta que Canadá e Austrália serão os primeiros países a receber o jogo, que chegará a outros mercados na sequência.

Não se sabe se o jogo seguirá a mecânica tradicional da série, em que os pássaros são lançados por meio de estilingues, se seguirá as corridas de “Angry Birds Go!” ou se será um jogo com jogabilidade inédita.

O anúncio oficial do novo “Angr Birds” pode ser feito nos próximos dias.

View the original article here

 
1 comentário

Publicado por em 10 de março de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Criadores do Angry Birds negam ter colaborado com espiões dos EUA

'Angry Birds' chega ao Facebook no dia 14 de fevereiro (Foto: Divulgação)‘Angry Birds’ na versão para Facebook
(Foto: Divulgação)

A companhia finlandesa Rovio, criadora do famoso game de celular e tablet “Angry Birds”, negou nesta terça-feira (28), em comunicado, ter colaborado de qualquer maneira com a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA) para acessar as informações pessoais dos usuários do jogo.

A Rovio publicou o comunicado depois que os jornais “New York Times” e “Guardian” informaram na véspera que tanto a NSA quanto o centro de escutas do Reino Unido (GCHQ) utilizam aplicativos vulneráveis, entre eles o Angry Birds, para obter dados pessoais e a localização dos usuários.

Os jornais se basearam em documentos vazados pelo ex-consultor da NSA Edward Snowden, atualmente asilado na Rússia.

“A confiança de nossos fãs é o mais importante para nós e levamos a privacidade muito a sério. Nós não colaboramos, conspiramos nem compartilhamos dados com nenhuma agência de espionagem de lugar algum do mundo”, disse em comunicado o executivo-chefe da Rovio, Mikael Hed.

A companhia finlandesa admitiu em 2012 que reúne informação particular de seus usuários para que as empresas de publicidade online enviem anúncios, mas afirmou que não fornece informações pessoais a terceiros.

“Para proteger nossos usuários, nós, assim como todas as outras empresas que utilizam redes externas de publicidade, teremos que repensar trabalhar com essas redes se estiverem sendo utilizadas para espionar”, acrescentou Hed.

Desde o lançamento de sua primeira versão, em 2009, o Angry Birds foi baixado mais de 2 bilhões de vezes em seus vários formatos e versões, principalmente em smartphones e tablets equipados com Android ou iOS.

A marca se tornou uma franquia do entretenimento que inclui atualmente vários videogames, uma animação para a TV, um canal no YouTube e um longa de animação, cuja estreia está previsto para 2016, além de dezenas de produtos licenciados.

Os documentos liberados por Snowden mostram que, pelo menos, desde 2007, NSA e GCHQ demonstram interesse pelos dados de usuários captados por aplicativos. Em especial, o Google Maps, que registra as informações de localização dos donos do smartphone e, a partir disso, pode fornecer outras informações sobre esse indivíduo.

“Isso significa efetivamente que qualquer pessoa usando o Google Maps em um smartphone está alimentando o sistema da GCHQ”, informa um relatório da agência britânica de 2008. De acordo com os documentos publicados pelos jornais, os sistemas das agências são capazes também de interceptar dados presentes em aplicativos do Facebook, Twitter, Flick e LinkedIn.

Outro documento de 2012 inclui os códigos de computador necessários para colher os perfis gerados quando os usuários de aparelhos que rodam o sistema operacional Android jogam Angry Birds.

Um dos slides da NSA, datado de 2010, explica a ideia. “Cenário perfeito – o alvo posta uma foto em uma mídia social tirada com um dispositivo móvel. O que nós podemos conseguir?”, diz.

No slide seguinte, a própria agência fornece a resposta: é possível obter a imagem, o e-mail, o telefone, a lista de contatos do dono do telefone, e outras informações como a localização.

Desde julho de 2013, documentos da agência NSA são sistematicamente fornecidos a veículos de comunicação para dar a dimensão do alcance da espionagem cibernética do governo dos Estados Unidos.

Os programas de monitoramento geraram constrangimento ao governo dos EUA quando veio à tona que informações de que, além de alvos prioritários para manter a política de segurança nacional, o programa compreendia também líderes de países aliados, como Angela Merkel, chanceler da Alemanha, e Dilma Rousseff, presidente do Brasil, e empresas como a Petrobras.

Por isso, no último dia 17, o presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou mudanças nesses programas.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

EUA captam dados de usuários a partir de apps, como ‘Angry Birds’

A Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês), dos Estados Unidos, e agência GCHQ, do Reino Unido, desenvolveram ferramentas para explorar brechas presentes em aplicativos para celulares, como o popular “Angry Birds”, para espionar os dados dos usuários transmitidos pela internet.

Presente em novos documentos liberados pelo ex-técnico da CIA, Edward Snowden, a revelação foi feita pelos jornais “The New York Times”, “The Guardian” e a agência ProPublica nesta segunda-feira (27).

Os dados transmitidos pelos aplicativos abrangem desde o modelo do aparelho de celular até informações como idade, gênero e localização. Em alguns casos, alguns apps podem fornecer até a orientação sexual dos usuários e preferências sexuais.

Segundo o “Guardian”, a quantidade massiva de dados enviados por apps é um chamariz para que as agências de espionagem dos dois países se esforcem para coletá-los.

Os documentos liberados por Snowden mostram que, pelo menos, desde 2007, NSA e GCHQ demonstram interesse pelos dados de usuários captados por aplicativos. Em especial, o Google Maps, que registra as informações de localização dos donos do smartphone e, a partir disso, pode fornecer outras informações sobre esse indivíduo.

“Isso significa efetivamente que qualquer pessoa usando o Google Maps em um smartphone está alimentando o sistema da GCHQ”, informa um relatório da agência britânica de 2008. De acordo com os documentos publicados pelos jornais, os sistemas das agências são capazes também de interceptar dados presentes em aplicativos do Facebook, Twitter, Flick e LinkedIn.

Outro documento de 2012 inclui os códigos de computador necessários para colher os perfis gerados quando os usuários de aparelhos que rodam o sistema operacional Android jogam “Angry Birds”.

Um dos slides da NSA, datado de 2010, explica a ideia. “Cenário perfeito – o alvo posta uma foto em uma mídia social tirada com um dispositivo móvel. O que nós podemos conseguir?”, diz.

No slide seguinte, a própria agência fornece a resposta: é possível obter a imagem, o e-mail, o telefone, a lista de contatos do dono do telefone, e outras informações como a localização.

Desde julho de 2013, documentos da agência NSA são sistematicamente fornecidos a veículos de comunicação para dar a dimensão do alcance da espionagem cibernética do governo dos Estados Unidos.

Os programas de monitoramento geraram constrangimento ao governo dos EUA quando veio à tona que informações de que, além de alvos prioritários para manter a política de segurança nacional, o programa compreendia também líderes de países aliados, como Angela Merkel, chanceler da Alemanha, e Dilma Rousseff, presidente do Brasil, e empresas como a Petrobras.

Por isso, no último dia 17, o presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou mudanças nesses programas.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 30 de janeiro de 2014 em Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

Game ‘Angry Birds Friends’ terá versão baseada no ‘Rock in Rio’

'Angry Birds Friends' terá versão baseada no Rock in Rio (Foto: Divulgação/Rovio)‘Angry Birds Friends’ terá versão baseada no Rock in Rio (Foto: Divulgação/Rovio)

O game social “Angry Birds Friends” terá uma versão baseada no Rock in Rio, anunciou a desenvolvedora Rovio nesta segunda-feira (2). Entre os dias 9 e 22 de setembro, as fases e os personagens do jogo serão personalizados com elementos do festival de música.

De acordo com Raul Azevedo, diretor comercial do Rock in Rio, os pássaros e porcos usarão instrumentos, “como rockeiros”, e os cenários do jogo serão os palcos do festival. “No Brasil, 35% das pessoas compram smartphones por causa dos games. E essa é uma forma divertida de se aproximar desse público”, relata.

No entanto, o jogo não terá novos tipos de pássaros ou inimigos. Nenhum artista do festival terá destaque dentro da versão Rock in Rio de “Angry Birds Friends”.

“Essa é uma parceria nova para nós e pretendemos continuar fazendo isso”, diz Michele Tobin, da Rovio. “Haverá um torneio especial de Rock in Rio e novos níveis para esse campeonato. Queremos tornar o game acessível para o máximo de fãs possível”.

“Angry Birds Friends” versão Rock in Rio estará disponível para Facebook e dispositivos com sistema iOS e Android. O game é gratuito e consiste de disputas entre amigos na rede social: o jogador que fizer mais pontos nas fases vence o torneio.

Fonte G1

 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de setembro de 2013 em Música

 

Tags: , , , ,