RSS

Arquivo da categoria: Mac

Apple Brasil passa a oferecer assistência para iPhones comprados no exterior

AppId is over the quota

A Apple Brasil agora oferece cobertura de garantia para iPhones comprados no exterior. A informação foi divulgada pelo Blog do iPhone e confirmada pela Macworld Brasil junto à assistência técnica da Apple (0800-761-0880). No entanto, a atendente da empresa não soube informar desde quando a opção está disponível. 

De acordo com o funcionário, o serviço é prestado no País pela Itautec e para utilizá-lo é preciso apresentar a nota fiscal do “iPhone internacional” comprado há menos de um ano, sendo que apenas aparelhos adquiridos em lojas da Apple são aceitos no programa.

Vale lembrar que os aparelhos vendidos no Brasil por operadoras de telefonia são de responsabilidade das próprias empresas.

Curiosamente, Macworld Brasil tentou por diversas vezes entrar em contato com a assistência da Itautec pelo telefone 0800-772-7753 (fornecido pela Apple), mas não obteve sucesso.

O Blog do iPhone cita o caso de um leitor que conseguiu fazer a troca de um iPhone comprado  no exterior por meio da Itautec em menos de duas semanas e sem nenhum custo adicional.

Procurada por nossa reportagem, a assessoria da Apple Brasil disse que não tinha informações sobre o assunto. Até o momento, a página de suporte da empresa não traz informações sobre a cobertura de garantia para iPhones comprados fora do País, apesar de o serviço telefônico confirmar o dado.

iPhone4s300

Quem comprou iPhone nos EUA agora pode usar garantia no Brasil

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de março de 2012 em Brasil, eletrônicos, Mac, Tecnologia

 

Tags: , , , , , , ,

Saiba como aproveitar ao máximo o aplicativo Lembretes

AppId is over the quota

Lançado no fim do ano passado, o iOS 5 trouxe o aplicativo Lembretes, um novo recurso para gerenciar e estipular tarefas. A ferramenta não é uma ameaça aos muitos utilitários de gerenciamentos de compromissos na App Store, exatamente por ser mais voltada a coisas mais simples, como criar uma lista de compras, para ajudar a fazer as malas, entre outros. Entretanto, existem alguns truques de hora e localização que você pode usar para explorar todo o potencial do Lembretes. Fizemos um pequeno guia que mostra como aproveitar ao máximo do aplicativo.

Listas

Quando você executa o Lembretes pela primeira vez vê uma lista em branco com o nome padrão (Lembretes). A partir daí o usuário pode criar listas separadas e estipular tarefas a cada uma delas. No iPad, as listas estão sempre visíveis na parte esquerda da tela, enquanto que no iPhone é preciso tocar no ícone que fica do canto superior esquerdo da tela (formado por três linhas horizontais). 

Para adicionar uma nova lista, clique no botão Editar, escolha Criar Nova Lista e dê um nome a ela. Você pode voltar ao menu Editar para renomear, reordenar ou apagar as listas. Clique em Concluído para fechar o menu de edição. 

Alternar entre listas no iPad é simples: toque no nome da lista à esquerda e o conteúdo correspondente será exibido imediatamente. Já no iPhone há duas alternativas: tocar no ícone de lista no canto esquerdo superior ou simplesmente deslizar horizontalmente para a próxima lista. Pontos na base da tela indicam quantas “páginas” você pode rolar. A página mais à esquerda chama-se Concluídos, e mostra todas as tarefas que foram marcadas como feitas. 

lembretesios01.jpg

As listas podem agrupar lembretes diferentes e são acessadas pelo ícone no canto esquerdo ou via swipe na tela

Lembretes

Depois das listas, está na hora de criar lembretes. Há duas maneiras de fazê-lo: tocar no botão de mais (+) no canto direito superior ou clicar em uma das linhas da “folha de papel” na tela. A tarefa pode ser o que você quiser: uma lista de compras, um lembrete para comprar um presente, passar na casa da sua avó ou não esquecer de tirar o bolo do forno. 

Depois de digitar um item tecle Enter para adicionar um lembrete novo ou clique em OK para concluir a lista. Uma vantagem interessante é a possibilidade de configurar o aplicativo para que ele lembre o usuário de uma tarefa em determinado horário, localização, ou uma combinação de ambos. 

Agendando lembretes

Se o lembrete requer outros detalhes, como um horário específico ou uma localização na qual ele deve ser ativado, há recursos para estipular uma frequência, alterar a lista que ele pertence, ou inserir anotações. Para acessar essas opções, basta tocar na tarefa recém criada.

Na tela Detalhes, toque em Lembre-me para configurar um lembrete baseado em uma data ou localização. Para o primeiro, ligue o interruptor do item Em um Dia e escolha data e hora para quando você deve ser avisado – apenas tarefas com horário definido podem ser configuradas para acontecer novamente, a partir da opção Repetir, que oferece intervalos como A cada Semana, a cada 2 semanas, todos os meses, a cada ano ou todos os dias. 

Habilite Em uma Localização para que o lembrete seja ativado quando você chegar ou deixar um lugar específico. O aplicativo, por padrão, assume que a tarefa deve ser relacionada com a localização atual do usuário. Caso deseje ser lembrado quando entrar (ou sair) de outro lugar, vá em Localização Atual e cliquem em Escolher Endereço. 

Infelizmente, você é limitado aos endereços da sua lista de contatos. Uma saída é adicionar uns contatos extras, como Faculdade, Trabalho (com os respectivos endereços, é claro) para que os lembretes também possam ser ativados em determinados estabelecimentos. 

lembretesios02.jpg

Além do alarme de horário, é possível configurar lembretes com geolocalização

Caso a tarefa tenha uma prioridade estabelecida o aplicativo se lembra desse detalhe, mas não faz nada com essa informação – não há como reordenar as tarefas, e aquelas com prioridade alta não vão para o topo da lista. Essas informações só fazem diferença se as tarefas forem exibidas no site do iCloud. 

Lembretes com Siri

Se você possui um iPhone 4S, o assistente pessoal Siri também funciona para criar tarefas, embora ele ainda não funcione em português. Mas se você fala inglês pode usar comandos como os mostrados abaixo – você pode, claro, alterar o nome das pessoas, lugares, datas ou itens:

Remind me to pick up Frank at 4:30 p.m. tomorrow (lembre-me de buscar o Frank às 16:30 amanhã)
Remind me to preheat the oven when I get Home (lembre-me de pré-aquecer o forno quando eu chegar em casa)
Remind me to buy hamburgers the day before Memorial Day (lembre-me de comprar hambúrguers antes do Memorial Day – feriado americano que homenageia os soldados mortos em combate). 
Remind me to water the plants, every day, at 7 a.m. (lembre-me de regar as plantas, todos os dias, às 19:00). 
Put chocolate milk on my Groceries list (coloque leite na minha lista de compras). 

Para alterar a lista na qual o Siri insere os lembretes, caso você não tenha uma especificada, veja as Configurações do app. 

Configurações

Esse painel é encontrado – por alguma razão – na seção Mail, Contatos e Calendários, dentro de Ajustes. Há apenas duas opções: Sincronizar e Lista Padrão. A primeira determina o prazo máximo para que suas tarefas sejam sincronizadas, que pode ser entre duas semanas a seis meses, ou que todos os lembretes sejam sincronizados. Já a segunda define em qual lista os novos lembretes serão salvos – e, pelo menos até o momento, essa opção só afeta os lembretes salvos pelo Siri. 

Nuvem

É possível compartilhar listas do aplicativo Lembretes a partir do iCloud, e isso é feito diretamente no site do serviço, dentro do menu Calendário – lá são exibidas as listas que foram criadas e sincronizadas. Ao lado de cada uma delas, do lado esquerdo da tela, há um ícone de compartilhamento. Depois que os outros usuários aceitarem a lista (o aviso é enviado por e-mail), eles podem adicionar, apagar ou concluir tarefas dessa lista. 

lembretesios03.png

No site do iCloud, as listas podem ser compartilhadas com outros usuários

Esse recurso é muito útil para determinados tipos de tarefas, como uma lista de compras compartilhada – por exemplo, enquanto sua esposa ou marido está em uma parte do mercado, você pode ir para outra seção e marcar os itens que forem comprados. Mesmo que ela não seja compartilhada, os Lembretes são sincronizados com os dispositivos iOS que estejam com o mesmo Apple ID. 

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de março de 2012 em eletrônicos, Mac, Tecnologia

 

Tags: , , , ,

Apple testa lealdade de engenheiros com produtos falsos

AppId is over the quota
Segundo o livro “Inside Apple”, de Adam Lashinsky, companhia coloca funcionários para trabalhar em produtos fictícios até que sejam considerados de confiança.

02 de fevereiro de 2012 – 12h05

Uma maneira pela qual a Apple mantém em segredo os detalhes de aparelhos aguardados, como o iPad 3 ou o novo iPhone 5 é assegurando que seus engenheiros são extremamente confiáveis. Mas como ter certeza?

De acordo com o novo livro “Inside Apple”, de Adam Lashinsky, escritor que afirma ter conversado com ex-funcionários da empresa sobre o tema, com produtos falsos. Um dos entrevistados afirmou ter conhecimento de um engenheiro que foi entrevistado por nove meses para trabalhar na companhia e que pela primeira vez em sua carreira trabalhou em produtos que não eram verdadeiros.

“As pessoas são contratadas para cargos fictícios onde não sabem muito bem o que estão fazendo. Mesmo após você passar por esse rigoroso processo de seleção, eles (a Apple) ainda desconfiam de você”, explica Lashinsky. Superado esse período de desconfiança, os novos empregados poderiam ter contato com  os “segredos da maçã”.

Segundo analistas, essa dedicação ao sigilo do produto colaboram com o marketing da companhia e incentiva a resposta quase maníaca dos consumidores aos novos produtos da Apple, como visto recentemente em Hong Kong, onde a companhia precisou recorrer a um sistema de sorteio para evitar que golpistas comprem o iPhone 4S.

É claro que muitas pessoas suspeitam que, apesar de a Apple  aparentemente ser contra os vazamentos, o grande esquema da empresa seria justamente vazar detalhes dos produtos, mas em seus próprios termos. Teorias da conspiração inevitavelmente surgem toda vez que um protótipo de iPhone é perdido ou esquecido em um bar, por exemplo.

Especial - IT Leaders 2011

O ITBOARD materializa a nova plataforma de conversas do Século XXI. Concentra o diálogo sobre tecnologia e inovação movido a tweets de quem está imerso nesses assuntos. ENTRE NA CONVERSA

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de março de 2012 em eletrônicos, Mac, Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

As novidades no mundo das TVs conectadas

Se depender do que foi mostrado aqui na CES, televisão que não se conecta à Internet é coisa do passado. Não importa o tamanho ou a marca. Centenas de aparelhos finos e de imagens super cristalinas se espalharam pelos estandes das principais fabricantes mundiais. Para citar apenas algumas, Samsung, LG, Toshiba e Panasonic construíram estandes gigantescos, em que a televisão é o centro das atenções.

Mas, você pode se perguntar: o que há mais para inventar para a televisão? Todas já são finas, têm níveis de contraste cada vez maior e cores mais e mais precisas. E, agora, todas têm acesso à Web… Mas, é aí que elas se diferenciam uma das outras.

Na hora de juntar televisão e internet, cada fabricante aposta num jeito diferente para controlar a TV. A Panasonic resolveu criar um tipo de mouse. Ele tem um superfície que parece um touchpad, que lembra os touchpads de notebooks. Você desliza os dedos para controlar o cursor. Ao apertar o botão, o cursor clica na área selecionada e pronto. Pode parecer legal, mas, na verdade, achamos essa a solução mais fraquinha.

Mas, a própria Panasonic apresentou outra solução, e bem melhor! Eles criaram um aplicativo que você baixa no smartphone ou no tablet. A partir daí, fica fácil controlar a televisão. E são vários os recursos. Esse é um dos jeitos mais legais que vimos por aqui para trafegar entre os canais de TV comuns e as páginas da Internet. O aplicativo funciona com qualquer smartphone ou tablet Android ou da linha da Apple.

Na LG, uma das grandes novidades é a adesão à plataforma do Google. Agora, alguns modelos da fabricante coreana são controlados por uma das versões do Android. São as chamadas Google TV. Quando o Google resolveu entrar na indústria de TVs, apenas a Sony fabricava as Google TVs. Agora, LG e Samsung embarcaram na onda. Ou seja, a Google TV deve ganhar impulso forte em 2012 e pode começar a atrair mais participação de mercado.

Voltando ao exemplo da LG. A TV coreana controlada pelo Android foi uma das melhores experiências de TV conectada que vimos por aqui. O controle remoto evoluiu, mas manteve a mesma lógica que já havia sido mostrada no ano passado: ele funciona como uma espécie de controle do videogame Wii. Você aponta para tela e o movimento que você faz com ele é reproduzido na TV. A novidade é que, agora, do outro lado do controle, você tem um teclado, que ajuda na hora de digitar os endereços da internet ou na hora de fazer buscas online.

Mas, a mais interessante experiência de TV conectada que nós vimos foi a da Samsung. O aparelho ainda é protótipo, mas começa a ser vendido aqui nos Estados Unidos ainda esse ano. Nos acotovelamos numa salinha pequena onde foi feita a demonstração. A exemplo da LG, esta TV da Samsung também é controlada pelo Android. Só que ela dispensa o uso de controle remoto! O aparelho responde a ordens de voz.

A câmera no alto da moldura reconhece também gestos. Quando você fecha a mão, a TV entende como uma ordem para clicar, por exemplo. Fazendo outros movimento, você troca de canal, ou aumenta o volume. Bem bacana! E, o reconhecimento de voz funciona muito bem.

A Samsung diz que esses televisores já estão prontos para reconhecimento de voz em 23 idiomas, inclusive em português. Então, é esperar para a novidade chegar. Essa é realmente uma maneira nova de controlar a TV e de juntá-la ao universo da Internet.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de fevereiro de 2012 em eletrônicos, Mac, Tecnologia

 

Tags: , ,

Para especialista, Apple menosprezou ameaça dos tablets Android

AppId is over the quota
Segundo a consultoria Strategy Analytics, as vendas de tablets com sistema da Google triplicaram e o sistema agora detém 39% do mercado.

As vendas de tablets Android mais do que triplicaram no último trimestre de 2011. A Apple ainda domina esse segmento, mesmo enfrentando uma queda de 10,6%, de acordo com a consultoria Strategy Analytics.

As vendas globais de tablets atingiram 26,8 milhões de unidades entre outubro e dezembro de 2011, aumento de 150% comparado aos 10,7 milhões de dispositivos no mesmo período em 2010.

O sistema da Google está em um bom momento. Mais de 10,5 milhões de unidades foram vendidas, em comparação com 3,1 milhões no último trimestre de 2010. Isso dá ao Android 39% da parcela de mercado de tablets, aumento de quase 10% em relação ao ano anterior, quando o sistema estava presente em 29%.

Os consumidores têm comprado mais tablets que netbooks e até mesmo notebooks e desktops, segundo a consultoria.

A participação da Apple caiu de 68,2% para 57,6%, de acordo com a Strategy Analytics.

“A Apple menosprezou a ameaça dos tablets Android. É inevitável que a empresa perca participação de mercado devido à entrada de novos competidores”, afirma Neil Mawston, diretor executivo da Strategy Analytics. Mas sua linha de tablets ainda está crescendo a um ritmo saudável, disse Mawston.

A fabricante vendeu 15,4 milhões de tablets durante o quarto trimestre de 2011, quase o dobro dos 7,3 milhões durante o mesmo período do ano anterior.

A Microsoft obteve apenas 1,5% do mercado de tablets nos últimos três meses de 2011. O lançamento do Windows 8 para dispositivos móveis, que deve ocorrer ainda neste ano, pode não ser veloz o suficiente, permitindo que seus parceiros de hardware comecem a competir de forma mais eficaz, de acordo com a Strategy Analytics.

Em 2011, 66,9 milhões de tablets foram comercializados, crescimento de 260% em comparação com as 18,6 milhões de unidades vendidas em 2010.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de fevereiro de 2012 em eletrônicos, Mac, Tecnologia

 

Tags: , , , , ,

As novidades no mundo das TVs conectadas

Se depender do que foi mostrado aqui na CES, televisão que não se conecta à Internet é coisa do passado. Não importa o tamanho ou a marca. Centenas de aparelhos finos e de imagens super cristalinas se espalharam pelos estandes das principais fabricantes mundiais. Para citar apenas algumas, Samsung, LG, Toshiba e Panasonic construíram estandes gigantescos, em que a televisão é o centro das atenções.

Mas, você pode se perguntar: o que há mais para inventar para a televisão? Todas já são finas, têm níveis de contraste cada vez maior e cores mais e mais precisas. E, agora, todas têm acesso à Web… Mas, é aí que elas se diferenciam uma das outras.

Na hora de juntar televisão e internet, cada fabricante aposta num jeito diferente para controlar a TV. A Panasonic resolveu criar um tipo de mouse. Ele tem um superfície que parece um touchpad, que lembra os touchpads de notebooks. Você desliza os dedos para controlar o cursor. Ao apertar o botão, o cursor clica na área selecionada e pronto. Pode parecer legal, mas, na verdade, achamos essa a solução mais fraquinha.

Mas, a própria Panasonic apresentou outra solução, e bem melhor! Eles criaram um aplicativo que você baixa no smartphone ou no tablet. A partir daí, fica fácil controlar a televisão. E são vários os recursos. Esse é um dos jeitos mais legais que vimos por aqui para trafegar entre os canais de TV comuns e as páginas da Internet. O aplicativo funciona com qualquer smartphone ou tablet Android ou da linha da Apple.

Na LG, uma das grandes novidades é a adesão à plataforma do Google. Agora, alguns modelos da fabricante coreana são controlados por uma das versões do Android. São as chamadas Google TV. Quando o Google resolveu entrar na indústria de TVs, apenas a Sony fabricava as Google TVs. Agora, LG e Samsung embarcaram na onda. Ou seja, a Google TV deve ganhar impulso forte em 2012 e pode começar a atrair mais participação de mercado.

Voltando ao exemplo da LG. A TV coreana controlada pelo Android foi uma das melhores experiências de TV conectada que vimos por aqui. O controle remoto evoluiu, mas manteve a mesma lógica que já havia sido mostrada no ano passado: ele funciona como uma espécie de controle do videogame Wii. Você aponta para tela e o movimento que você faz com ele é reproduzido na TV. A novidade é que, agora, do outro lado do controle, você tem um teclado, que ajuda na hora de digitar os endereços da internet ou na hora de fazer buscas online.

Mas, a mais interessante experiência de TV conectada que nós vimos foi a da Samsung. O aparelho ainda é protótipo, mas começa a ser vendido aqui nos Estados Unidos ainda esse ano. Nos acotovelamos numa salinha pequena onde foi feita a demonstração. A exemplo da LG, esta TV da Samsung também é controlada pelo Android. Só que ela dispensa o uso de controle remoto! O aparelho responde a ordens de voz.

A câmera no alto da moldura reconhece também gestos. Quando você fecha a mão, a TV entende como uma ordem para clicar, por exemplo. Fazendo outros movimento, você troca de canal, ou aumenta o volume. Bem bacana! E, o reconhecimento de voz funciona muito bem.

A Samsung diz que esses televisores já estão prontos para reconhecimento de voz em 23 idiomas, inclusive em português. Então, é esperar para a novidade chegar. Essa é realmente uma maneira nova de controlar a TV e de juntá-la ao universo da Internet.

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de fevereiro de 2012 em eletrônicos, Mac, Tecnologia

 

Tags: , ,

Macworld iWorld tem festival de filmes e transmissão pela Internet

AppId is over the quota
Para os fãs da Apple, principalmente nos Estados Unidos, janeiro não é um mês comum: é sinônimo da Macworld Expo, um evento anual que conta com empresas e produtos relacionados à Apple, apresentações, conferências, entre outros. Batizado este ano de Macworld iWorld, ele acontece em São Francisco e será realizado entre os dias 26 e 28/1. Fizemos um resumo do que está rolando e do que ainda vai acontecer por lá.Música, em particular, é uma parte grande da edição deste ano, que conta com apresentações de diversos artista,s incluindo BT, moe, Atomic Tom, entre outros, além de batalhas de DJs, palestras feitas em parceria com o Berklee College of Music, sem contar a apresentação da banda Modest Mouse, que abriu a noite de lançamento da Macworld iWord. Se filmes são mais a sua praia, há o Film Event, que exibe o longa “Olive”, filmado inteiramente um um celular, o iPhone Film Festival, uma sessão de perguntas e respostas com a equipe de tecnologia do seriado  South Park, além de um episódio interativo do show online Beckingield, que conta com a participação de Jonatham Frakes, estrela de Star Trek: The Next Generation. Para os usuários que desejam aprender mais sobre seus dispositivos Apple, a Macworld iWorld realiza mais de 75 Tech Talks, que vão desde apresentações passo a passo a conferências com experts sobre os mais variados assuntos. Você encontra também legistas de Sacramento County contando como utilizam produtos Apple em investigações forenses e também o time do iFixit consertando aparelhos da companhia de Cupertino. A própria Apple pode não mostrar seus produtos no evento, mas há mais de 300 fabricantes exibindo seus produtos, entre eles Bang & Olufsen, Blue Microphones, Flexibits, Garmin, HP, Marketcircle, Nuance, Other World Computing, Rogue Amoeba, Scosche, Seagate. Haverá a exibição do Mobile Apps Showcase, que mostra uma série de novidades com foco em sotware para dispositivos iOS e, neste ano, a área conta com a nova OS X Zone, que oferece uma experiência parecida para os desenvolvedores da plataforma Mac.macworldiworld01.jpgFeira é chamada de “principal evento dos iFans”O evento também terá a presença da equipe de editores e colaboradores da publicação, que farão parte das Tech Talks, entrevistas, além de painéis de discussão durante a Macworld Live. Se você não estiver em São Francisco, não há problema: todas as apresentações da Macworld Live serão transmitidas via streaming. 

View the original article here

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de fevereiro de 2012 em eletrônicos, Mac, Tecnologia

 

Tags: , , , , ,